De São Paulo a Cingapura na executiva: desculpa aí, gente :-)

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Singapore Airlines

O Comandante foi convidado pelo Hong Kong Tourism Board e pela Edelman Significa para dar um pulo na Ásia, numa press trip de 10 dias entre Cingapura, Macau e Hong Kong. Não pôde aceitar, por conta do calendário da expedição #VnVBrasil -- e, por isso, cá estou eu, do outro lado do mundo, representando o site em uma viagem de muitas estréias para mim.

Essa é minha primeira vez na Ásia. Jamais estive tão longe de casa. E o début é em grande estilo: todos os vôos serão de Singapore Airlines, uma das melhores companhias aéreas do mundo. É minha estréia na Singapore também -- e viajo, ainda por cima, de classe executiva. Desculpa aí, gente mrgreen

Aproveitei algumas das 24 horas de viagem (valei-me, Santos Dumont) entre São Paulo e Cingapura, com conexão em Barcelona, para fazer um relato do início dessa aventura.

--> Check-in

Singapore Airlines - check-in

Fiz o check-in em Guarulhos logo ao chegar da minha ponte aérea pela Gol -- achei que fosse precisar esperar um tempinho, mas já estava aberto mesmo faltando mais de 4 horas para o horário do vôo. Ao me aproximar dos guichês, uma mocinha me recebeu: "Classe econômica, sim?". Isso é que dá não ter nenhum terninho no armário. "Não, executiva". "Ah! Por aqui, por favor".

Era cedo, não havia filas. Fiquei de olho para ver se a atendente dava uma conferida no meu certificado internacional de vacinação, mas ela não procurou e nem perguntou pela vacina contra febre amarela. Em tese, a vacina é obrigatória para essa região.

A atendente me perguntou, sim, sobre o meu visto para Hong Kong. "Ué, para Hong Kong não precisa de visto", estranhei. Ela consultou os alfarrábios virtuais e viu que não precisava mesmo. Viajar bem informada me poupou de um belo susto.

Perguntei sobre o assento, se poderia ser corredor. "As poltronas são 1-2-1, então o seu lugar, 15A, é corredor e janela ao mesmo tempo". Acho que não dá para ficar melhor do que isso!

--> Sala VIP

Quem viaja na classe executiva da Singapore pode usar as salas VIP da United e da TAM em Guarulhos. A da United tem comidinhas mais variadas -- frios, sopas, sanduíches frescos --, mas não é tão simpática; tem muito jeito de sala de reunião. A sala VIP da TAM é um charme, com meia-luz e estofados super confortáveis. Tem sala de TV e um piano de cauda. O lanche é que deixa a desejar. São as mesmas coisas que você encontraria no serviço de bordo: bolinhos industrializados, torradinha de pacote e sanduíches pré-embalados.

Minha sugestão? Faça uma boquinha na sala VIP da United, depois vá descansar na sala VIP da TAM. Em qualquer uma é preciso ficar de olho no relógio, pois os vôos da Singapore não são anunciados.

--> A bordo

Conforto

Singapore Airlines

Mesmo já tendo viajado em classe executiva em outras duas companhias, me surpreendi com as poltronas da Singapore. Poltronas, não: são cabines, cheias de espaço, compartimentos, prateleiras e segredinhos.

É praticamente um táxi, minha gente.

O mobiliário não está tinindo de novo -- você vê aqui e ali alguns sinais do tempo -- mas, com tanto conforto, não dá nem pra ligar. Tem até espelho embutido no painel! Uma maravilha.

Singapore Airlines

Com os passageiros acomodados, os comissários logo passam oferecendo taças de champanhe e toalhinhas quentes, e em seguida perguntam que bebida você gostaria de tomar logo após a decolagem.

Refeições e bebidas

O jantar não demora a ser servido. O menu é caprichado e extenso, com aperitivo, entrada, prato principal, sobremesa, queijos e frutas, e café ou chá com chocolates.

Saté de frango e cordeiro

O melhor da noite foi o satay, que abriu a refeição: espetinhos de cordeiro e frango com um molho delicioso de amendoim.

Salada niçoise

De entrada, saladinha niçoise.

Curry tailandês de porco

Como prato principal, gaeng ped moo: receita tailandesa de porco com curry vermelho, legumes e arroz no vapor. (Havia três outras opções menos aventureiras na carta, mas não me arrependi.)

Torta de limão

De sobremesa, uma torta de limão que não estava lá essas coisas.

Para fechar, queijos tallegio, gorgonzola e camembert com damasco seco, nozes e uvas, e um delicioso café expresso. A luz, que vai baixando ao longo da refeição, não me permitiu fotografar essa parte.

Entre São Paulo e Barcelona são oferecidos jantar e café da manhã. Entre Barcelona e Cingapura, almoço, lanche e café da manhã. As refeições principais têm opções de pratos desenvolvidos por um time de chefs de restaurantes do mundo todo.

A qualquer momento, você pode tomar um vinho, uísque, cerveja ou drink. A carta é interessante, com Black Label, Absolut, Guinness e coquetéis super criativos que eu fui ajuizada e não provei -- poderiam causar danos irreversíveis à produção deste post.

Entretenimento de bordo

Singapore Airlines

Um es-pe-tá-cu-lo. A quantidade de filmes, seriados, documentários e música é tão grande, e de gêneros e origens tão diversos, que em certo aspecto é até divertido ficar tanto tempo trancafiado num avião. Contei uns 250 filmes com legenda ou áudio em inglês -- o único porém é que não há legenda em português para nada; só em espanhol.

Gostei principalmente que não existe "hora do filme": você assiste a qualquer programa quando quiser, podendo pausar se tiver sono, ou trocar caso não goste. A programação é comum a todas as classes, e em todas as poltronas do avião existe também entrada USB e tomada, para quem preferir ver o que trouxe de casa.

Singapore Airlines

Jantei assistindo O Quarteto, que perdi nos cinemas, e tomei café da manhã vendo Friends. The Big Bang Theory, The Office, Modern Family, Game of Thrones, Glee e outros seriados conhecidos dos brasileiros também têm episódios ou temporada completa na programação. Havia muitos filmes recentes em cartaz, como Hitchcock, Django Livre, Les Misérables, Amour, O Hobbit, e obras alemãs, italianas, indianas, chinesas... Será que dá para assinar esse serviço em casa?

Hora de dormir

Singapore AirlinesSingapore Airlines

Para dormir, a poltrona pode ser convertida numa cama. É um origami um pouco complexo que nunca consegui desvendar propriamente. Meus companheiros de vôo pareceram mais desenvoltos com a engenhoca do que eu, que precisei da assessoria dos comissários para abrir e fechar.

Singapore Airlines

Apesar do tamanho generoso da cabine, o espaço para dormir é limitado. É preciso ficar na diagonal, em uma só posição. Eu e meus 1,60m conseguimos descansar confortavelmente, mas imagino que pessoas com mais de 1,80m devam dormir ou meio tortas, ou sentadas. De toda forma, a cama é mais gostosa do que uma poltrona reclinável; tem textura de colchonete e dá para dormir de bruços.

São oferecidos máscara de dormir e pantufas, travesseiro, almofada e edredom.

Comissários

São de extrema gentileza e atenção, sem forçar a barra para agradar. Lugar-comum, eu sei, mas não posso deixar de comentar sobre o lindo uniforme das aeromoças. Quem não gostaria de ter um conjuntinho daqueles no armário?

Meu vôo

A saída de São Paulo sofreu bastante atraso, por problemas com dois passageiros. Vi um rapaz em apuros prestes a perder uma conexão em Barcelona por conta disso.

A conexão em Barcelona também atrasou, mas não mais do que 10 minutos.

No fim das contas, chegamos em Cingapura meia hora depois do previsto.

Foi um vôo tranqüilo, com pouca turbulência. O avião era um Boeing 777-300ER.

Fiquei emocionada de ver um bocadinho da África pela janela, antes de a noite cair. Que mundo imenso!

Depois de percorrer um bom pedaço dele, hora de descansar.

Mariana viajou a convite do Hong Kong Tourism Board e da Edelman Significa.

[Transcrito manualmente de um post publicado em abril de 2013. Pedimos desculpas pelos comentários que não puderam ser transferidos]

Leia mais:

6 comentários

Natália
NatáliaPermalinkResponder

Olá!! Primeiramente, parabéns pelo seu blog! Cheio de informações bacanas.
Queria uma dica sua: Viajarei para Europa ano que vem (1ª cidade Barcelona), e olhando umas passagens, encontrei pela Singapore (econômica) ida e volta sem taxas por R$ 2.411,53 e pela Air Europa (econômica) ida e volta sem taxas por R$ 1.835,06.
Li muitos comentários bons sobre a Singapore, e alguns ruins e outros bons sobre a Air Europa!
Vale a pena pagar essa diferença para voar pela Singapore?

Bjs!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Natália! A Singapore é uma cia. aérea superior à Air Europa, sim. Coloque mais cias. aéreas européias no seu radar para comparar preços e ver se a tarifa está valendo a pena para o período.

Ivan Galindo
Ivan GalindoPermalinkResponder

Pretendo ir a Hong Kong , Macau e Índia pela Singapura
Podem me orientar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ivan!

O que temos sobre esses destinos está nessas páginas:

https://www.viajenaviagem.com/destino/china
https://www.viajenaviagem.com/destino/cingapura

Ana Lúcia
Ana LúciaPermalinkResponder

Gostaria de saber se o meu passaporte terá que ter 06 meses no mínimo de validade para entrar na Espanha . Pretendo viajar início de junho com retorno 16/06/2016 .havera problema

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Lúcia! Você pode fazer um passaporte de manhã e embarcar à noite para qualquer lugar do mundo que não exija visto de entrada. A validade que os países pedem é posterior à data de chegada. Para entrar no Espaço Schengen seu passaporte precisa continuar válido por 3 meses depois da data planejada de saída do Espaço Schengen. Se você de declarar que vai voltar dia 30 de junho, seu passaporte precisa continuar válido pelo menos até 30 de outubro.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar