Enquete | Você já usou seguro-saúde no exterior? Como foi a experiência?

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Seguro-saúde

De viagem para o exterior, não basta ter passagens compradas, hotéis reservados e passaporte em dia. O seguro-saúde é imprescindível em qualquer viagem para fora do país, mesmo quando não exigido pela imigração.

Ninguém gosta de pensar nisso ao sair de casa, mas durante as férias também estamos sujeitos a mal-estares e acidentes de todo tipo. Por isso, é importante não apenas contratar qualquer seguro, mas também fazer uma pesquisa cuidadosa para ver quais produtos do mercado atendem exatamente ao que necessitamos.

A compra de passagens aéreas no cartão de crédito facilita a contratação do seguro, que pode ser garantido sem custo extra, direto com a emissora do cartão. Porém, algumas vezes esses seguros funcionam sob esquema de reembolso, sendo preciso arcar com as despesas do hospital primeiro, e depois solicitar o ressarcimento.

Produtos oferecidos por seguradoras costumam dar menos dor de cabeça, mas ainda assim é importante ter atenção a detalhes. Há produtos específicos para quem pretende praticar esportes, bem como para grávidas ou viajantes com doenças pré-existentes. Não são todos que oferecem atendimento em português, o que pode fazer toda a diferença em uma situação emergencial, por exemplo.

Queremos saber: você já precisou de atendimento médico no exterior? Qual seguro-saúde usou? Como foi o atendimento?
Aos comentários!

84 comentários

Denise
DenisePermalinkResponder

Há 4 anos precisei acionar o seguro saúde para atendimento médico em Paris, para a minha mãe, que, em nosso último dia, teve febre muito alta.
Liguei então para a Vital Card e em 40 minutos tinha um médico conosco, o qual, imediatamente encaminhou minha mãe e providenciou sua internação no "Hospitel Dieu" em Paris, em frente a Notre Dame.
Minha mãe estava com pneumonia nos dois pulmões e ficou 15 dias internada.
Por se tratar de um problema que inviabiliza a locomoção aérea, e sabedores que ela era brasileira, o hospital não dava alta.
A parte burocrática não foi fácil, mas, finalmente, conseguimos a "repatriação sanitária" da minha mãe, ou seja, o seguro fez um upgrade na passagem dela para a executiva, colocou à disposição uma médica para acompanha-la na viagem, assim como todo o equipamento de oxigênio, caso fosse necessário.
Tudo isso aconteceu sem que tivéssemos qualquer custo com a internação, tratamento e repatriação sanitária da minha mãe.
Assim sendo, a Vital Card nos deu todo o apoio necessário. Não sei se eles ainda atuam, mas se tiver que viajar novamente, vou procura-los.
Denise de Salles

Aparecida de Fátima Costa

Em 2009, precisei de um odontologista em Barcelona e liguei para Mondial Assistance, fui muitíssimo bem atendida, me passaram nome e endereco de uma doutora no centro de Barcelona, que muito gentilmente me atendeu e restaurou uma obturação que havia quebrado, um tratamento de emergencia perfeito. Quando cheguei ao Brasil liguei para Mondial e agradeci pelo serviço e atribui nota 10. Fiquei surpresa não achei que seria tão eficiente este tipo de serviço.

Tatiana Carvalho

Em outubro/2013 viajei com a minha mãe para os EUA e fizemos o seguro pela Central de Intercambio. Estávamos em Houston, na casa da minha prima, quando ela teve uma gripe muito forte, com princípio de pneumonia. Acionei o seguro, que me passou diversas opcões de hopsital para escolhermos. Optamos pelo que minha prima disse ser o melhor da região. O seguro avisou antecipadamente o local e minha mãe realmente foi muito bem atendida. Não precisamos pagar nada lá. Apenas assinar a papelada do seguro. Na farmácia, sim, precisamos pagar, mas quando cheguei ao Brasil solicitei o reembolso e toda a quantia foi devolvida sem nenhum problema.
Minha tia que também estava lá em Houston pegou a gripe da minha mãe e não havia feito seguro. Foi atendida no mesmo hospital e precisou pagar R$ 2.500!!! Ou seja, realmente vale a pena fazer o seguro antes de viajar! E recomendo esse que a Central de Intercambio oferece. A experiência foi bem positiva!

Tatiana Carvalho

Corrigindo, minha tia pagou US$ 2.500!!! (dólares e não reais como eu havia dito acima)

HENRIQUE
HENRIQUEPermalinkResponder

Querido Boia primeiramente os parabéns pelo melhor site de viagem do Brasil! Estou alugando um carro pra rodar no Panamá, minha dúvida é o seguro do automóvel , liguei para a operadora de cartão e a cobertura deles é de 55.000 dolares, o valor parece bom, mas isso funciona? Existe relato aqui no VNV de alguém que tenha usado esse seguro de automoveis "dado" pelos cartões?
Abraços a todos!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Henrique! Para manter o site organizado, você poderia repetir a sua pergunta em um post mais relacionado ao assunto? Obrigada. wink

https://www.viajenaviagem.com/destino/panama

Flavia brito
Flavia britoPermalinkResponder

Olá,
Vou a Galápagos no final de setembro/14 e farei alguns mergulhos de garrafa entre passeios considerados "passeios de aventura". Comprei a passagem pelo cartão então já possuo a compensação médica da visa. Minhas dúvidas são as segguintes, considerando que o seguro visa não cobre atividades de aventura nem doenças pre-existentes (sou diabética)
1-) Alguem já usou recentemente o seguro da WordNomads para esses tipos de atividades ou doenças pré-existentes? Só consegui achar um post de 2010 onde ela usou e foi bem atendida.
2-) Alguém indica um seguro que inclua doenças pre-existentes?
3-) É melhorar eu despreocupar e ir só com o seguro visa (cobretura USD25.000)?
Obrigada!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flavia! O maior galho da WorldNomads é o fato de atender em inglês (tanto na emergência quanto depois, nos pedidos de reembolso), mas fora isso os clientes são só elogios.

A World Nomads cobre diabetes, sim, desde que esteja dentro desses parâmetros:
8. Diabetes Mellitus (Types I and II), providing you:
were diagnosed over 12 months ago;
have no eye, kidney, nerve or vascular complications;
don't also suffer from a known cardiovascular condition, Hypertension, Hyperlipidaemia or Hypercholesterolaemia; and
are under 50 years of age at the date of policy purchase for Type I Diabetes

http://www.worldnomads.com/policy_wording.aspx?pid=8468cb50838747d8943ce636e9abb1cd#benefits5

Flavia brito
Flavia britoPermalinkResponder

Muito obrigada!!!!!

Flavia brito
Flavia britoPermalinkResponder

Muito obrigada!
Sou só elogios a vcs!

Flavia brito
Flavia britoPermalinkResponder

Olá,
Só para deixar registrado para quem ler, entrei em contato com a WorldNomad para tirar algumas dúvidas e descobri que eles não cobrem doenças preexistentes. Esse item 8 que vc viu é só para residentres australianos. A política muda de acordo com o seu país de residencia! Inclusive o tipo de atividade, se é risco 1 ou 2!!! Fiquem atentos!!! Para residentes do Brasil:
"1.4: We will not cover any of your pre-existing medical conditions or any illness or injury which has come into existence, or has shown symptoms, or has been diagnosed before the commencement date of the insurance policy."

Flavia brito
Flavia britoPermalinkResponder

aqui vai o link para residentes no Brasil das atividades:
https://www.worldnomads.com/travel-insurance/adventure-travel-insurance.aspx

e o link para residentes no Brasil da política de seguro:
https://www.worldnomads.com/policy_wording.aspx?pid=5d9c20763c0d49d99b02edd0de2d2b36#Section1

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada, Flavia!

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Olá Flávia, li seu comentário sobre a sua ida a Galápagos.Você poderia fazer um breve relato da sua viagem e do seguro que você adquiriu? Estou de viagem marcada para as ilhas o início de janeiro. Agradeço.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Para dicas de Galápagos temos o relato do Antônio aqui: https://www.viajenaviagem.com/2013/02/galapagos-roteiro-dicas/

Luciana guimaraes

Qualvou para Itália e Portugal, gostaria de saber qual seguradora devo contratar.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! A Mondial é parceira do Viaje na Viagem e tem atendimento em português. Você encontra mais dicas entre os depoimentos acima.

Patricia Luck
Patricia LuckPermalinkResponder

Já comentei em um post parecido com esse...Em 2012 meu marido precisou ser internado por uma semana no interior da Alemanha, passou por 2 cirurgias no braço (uma bactéria entrou no seu cotovelo eek). O atendimento no hospital foi impecável, tudo simples (quarto grande dividido com provavelmente o único alemão que não falava inglês) mas de excelente qualidade. Já o atendimento da Visa...primeiro enrolaram por mais de 24 horas para indicar o hospital onde deveríamos ir, tomamos a decisão de procurar um por conta própria visto que o braço esteva extremamente inchado e meu marido ardia em febre. Ele foi internado e não nos perguntaram NADA, não nos pediram dinheiro, depósito...NADA! Passou pela cirurgia e só no dia seguinte fui chamada no setor financeiro, onde mostrei o seguro saúde. Já no Brasil, muitas semanas depois, recebemos a cobrança do hospital! Entramos em contato com a AXA (seguradora contratada pelo Visa) e prometeram resolver tudo. Mais alguns meses se passam (e nós com a próxima viagem já fechada) e recebemos uma intimação de cobrança de uma firma de advocacia alemã contratada pelo hospital, com uma conta de 17 mil euros e a ameaça de não podermos entrar no país. O caldo entornou para a Visa, podem acreditar! Preferimos não processar a empresa, mas enchemos tanto o saco deles que tudo se resolveu rapidinho.

Maria das Graças

Preciso de ajuda.
Comprei passagem aérea para a Inglaterra com o Visa Platinum e quero usar o seguro de viagem. Já tentei na central de atendimento pelo tel 0800 8913679 e lá me disseram para fazer pelo site do Visa Platinum. Não consegui. Como se faz?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria das Graças!

Você solicita por este formulário:
http://www.interpartner.com.br/visaform/

(O link está nesta página do site do Visa Platinum: http://br.visa-platinum.com/br/beneficios/certificado-schengen_485.aspx )

frederico
fredericoPermalinkResponder

como sempre usava a premium assistenciae nunca tive problemas, porem em setembro fiz um seguro da mesma para o meu pai, ele passou mal em genebra na suiça e fiz contato com a premium aqui no brasil, a mesma acionou o seu prestador na suiça uma empresa chamada medical, essa empresa fez tudo e agendou todo os procedimentos e meu pai veio embora agora por falta de comunicaçao entre a premium e o seu prestador vou ter que pagar 3000,00 reais que ele se recusam a pagar alegando consulta de rotina sendo que foi tudo organizado por eles, pessimo atendimento nao recomendo

DIONISIO BIRNFELD

Vale a pena ler este artigo que saiu hoje na Folha:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/claudiacollucci/2014/11/1552671-um-parto-inesperado-e-uma-conta-de-quase-us-1-mi.shtml

É sobre a viagem de mulheres grávidas ao exterior e o problema do seguro.

Maria Cristina

Olá a todos,
Se possível, gostaria de saber se os seguros oferecidos pelos cartões de crédito são válidos somente para os países incluídos no bilhete aéreo comprado com ele ou abrange o continente, por exemplo, Europa. Alguém já teve alguma experiência nesse sentido?
Grat.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Cristina! Valem para o continente.

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Ola, recentemente tive uma excelente experiencia com a World Nomads.
Precisei ficar internada na Cidade do Mexico, com infeccao estomacal, a conta do hospital + remedios passou dos 1000 dolares. Paguei tudo com meu cartao e pedi reembolso a WN. Eles foram super profissionais, me responderam todas as duvidas e em 20 dias o reembolso estava feito no meu cartao de credito, opcao escolhida por mim para agilizar o processo todo. O unico detalhe (ok para mim) é que 100% de todo o processo é feito em Ingles. Outra coisa, no Mexico, eles nao aceitaram procurar o seguro para receber direto deles, entao eu tive que pagar. Mas acho que isso é mais falha do hospital e nao do seguro em si.
Excelente, super indico!

Gisele
GiselePermalinkResponder

Vou para Curaçao e verifiquei que o único hospital que tem UTI é o Sta. Elisabeth. Temos 5 médicos no grupo, então só precisaremos de hospital em caso mais grave. Liguei para a Mondial para saber se ele estava incluído na sua rede e me informaram que eles não divulgam os hospitais. Alguns seguros não agem de boa-fé.
Já usamos Mondial em Nova York e foi ok. Porém, precisei em Veneza e o hospital que indicaram era o pior da cidade. Fui informada por locais que era melhor ir para hospital público e ficar umas 6 horas esperando atendimentos. Ficaram de mandar um médico, mas nunca chegou. Sempre que eu ligava diziam: dentro de até 6 horas o médico irá. Os atendentes eram totalmante perdidos.
A única forma de saber se um seguro é bom é conhecendo a rede credenciada dele. Conhecem boas seguradoras onde posso pesquisar?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar