Trelew, Puerto Madryn e Península Valdés: a Patagônia dos bichos

Natalie Soares
por Natalie Soares

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagônia Argentina

Trelew, Puerto Madryn e a Península Valdés, na província argentina de Chubut, formam a região da Patagônia que serve como camarote natural para observar a vida selvagem do extremo sul do Hemisfério. É a Patagônia dos bichos: a Patagônia Animal Planet.

O que fazer?

Se os safáris na África do Sul apresentam os Big 5, a costa de Chubut apresenta os Big 4 patagônicos: pingüins, baleias, leões-marinhos e golfinhos. Conheça os passeios top dessa província argentina:

Punta Tombo, o balneário das férias dos pingüins

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagônia Argentina pinguins

Punta Tombo é considerada a maior colônia reprodutiva de pingüins da Patagônia. Mais de 400 mil casais de pingüins-de-magalhães nadam desde a costa do Rio de Janeiro até o litoral da Patagônia para viver ali tranqüilamente entre os meses de setembro a abril, período de reprodução da espécie.

O passeio por Punta Tombo começa no pequeno museu que conta detalhes sobre a fauna local, um ótimo ponto de partida principalmente para quem viaja com crianças. Depois você segue, em trilhas bem sinalizadas, pelos quase 3 quilômetros de passarelas onde estão localizados dois mirantes de frente ao mar.

Distâncias. Saindo de Trelew, são mais de duas horas de estrada (110 km). Já de Puerto Madryn são quase 3h15 de percurso (174 km).

Quanto custa? 8 dólares pela entrada em Punta Tombo + o valor do transporte.

Puerto Pirámides, o berçário das baleias

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagônia Argentina

De junho até dezembro, este é o único período do ano em que as baleias “franca austral” saem das águas geladas da Antártida e seguem até o golfo Nuevo, perto de Puerto Pirámides na Península Valdés. Essa região é considerada segura pelos animais e ótima para curtir alguns dias de verão em águas patagônicas ao lado de seus pequenos filhotes. Dizem que esse é o único ponto com garantia de que as baleias vão aparecer durante sua navegação.

De março a abril é a época das baleias orcas darem seus primeiros sinais, mais timidamente, neste golfo da Argentina.

Distâncias.São 90 km (1h50) desde Puerto Madryn, e 160 km (quase 3 horas) desde Trelew.

Quanto custa? 73 dólares para estrangeiros no barco simples (não inclui o valor do transporte de Puerto Madryn ou Trelew até Puerto Pirámides)

Estância San Lorenzo: pingüins e cordeiros patagônicos

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagônia Argentina

O passeio pela Estância San Lorenzo, ao norte da Península Valdés, pode ser combinado com a navegação em Puerto Pirámides. Instalada há mais de 14 anos em um antigo galpão, a estância também oferece um breve tour pelo centro de informações seguido por uma caminhada de 40 minutos pela “pingüinera” e um mini-trekking para conhecer a flora da região. O programa termina com um almoço típico: cordeiro patagônico.

A temporada na Estância San Lorenzo segue o mesmo calendário dos pingüins, ficando aberta apenas de setembro até o final de abril.

Distâncias. A Estância San Lorenzo fica a 160 km de Puerto Madryn (3 horas de viagem). De Trelew serão 4 horas.

Quanto custa? 14 dólares (valor da entrada na Península Valdés) + o custo do transporte e o almoço.

Puerto Madryn: mergulhando com leões marinhos

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagonia Argentina

Nem é preciso mergulhar com cilindro: avistar de perto os leões marinhos é mais fácil do que imaginamos. É só colocar a roupa de mergulhador, ajustar o snorkel e se jogar nas águas frias da Patagônia. Os bichos, curiosos como são, chegam bem perto dos mergulhares e adoram uma brincadeira. Segundo a nossa guia, crianças maiores já podem aproveitar esse passeio também.

Distância. Puerto Madryn está a 65 km de Trelew (1 hora de viagem).

Quanto custa? 85 dólares.

Puerto Rawson, o ponto de encontro dos golfinhos

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagonia Argentina

Uma hora de navegação e alguns saltos mirabolantes depois, tivemos nosso primeiro contato com as “toninas”, uma espécie da família dos golfinhos típica dessa altura do Atlântico. Elas são tão rápidas que o desafio de conseguir fotografá-las torna o passeio ainda mais divertido.

Distâncias. São 35 km de Trelew (40 minutos de viagem) e 120 km de Puerto Madryn (1h30).

Quanto custa? 39 dólares + transporte

Como contratar os passeios?

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagônia Argentina

Todos os passeios acima são facilmente contratados nas agências locais em Puerto Madryn ou Trelew e você pode confirmar sua reserva assim que chegar à região ou no dia anterior à saída do passeio. A maioria aceita pagamento em dólares e inclui o transporte saindo do seu hotel -- mas antes de fechar a compra, não se esqueça de confirmar esses detalhes. Os preços citados no post estão em dólares – cotação paralela – e podem sofrer alterações ao longo do verão por conta de inflação recorrente na Argentina. Considere meio período do seu dia para cada passeio sugerido.

Passeios adicionais

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagônia Argentina

A região ainda oferece outros programas para quem ficar mais tempo como: trekking, trilhas de bicicleta, passeios a cavalo ou 4x4. Em Punta Delgada ou Punta Cantor, na Península Valdés, também partem os passeios para avistar elefantes-marinhos (parentes próximos dos leões-marinhos). Já em Punta Norte, na mesma península, é possível conferir de perto lobos marinhos e orcas, dependendo da época do ano. De Puerto Madryn também partem alguns tours que duram o dia todo e seguem até o Dique Florentino Ameghino.

Para quem optou por montar uma base ou passar uma noite em Trelew, outros dois pontos interessantes são o Museu Paleontológico Egidio Feruglio e a cidade galesa chamada Gaiman.

O MEF guarda os fósseis recém-descobertos do maior dinossauro já encontrado em toda nossa história. A sala onde os arqueólogos trabalham montando o dino fica aos olhos do visitante, um programa legal principalmente para quem viaja com crianças.

Já Gaiman é uma pequena cidade a menos de 20 quilômetros de Trelew e que guarda a história da colonização galesa na Argentina. Uma tradição dos turistas que passam pela cidade é seguir até a casa de chá “Ty Te Caerdydd” para provar o chá galês e as tortas típicas da Patagônia.

Como chegar?

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagônia Argentina

O vôo que era operado -- ainda em fase de teste -- de São Paulo direto para Trelew foi oficialmente cancelado. Para chegar a esta parte da Patagonia argentina, você precisará voar a Buenos Aires e de lá para Trelew (com a Aerolineas Argentinas) ou Puerto Madryn (com a low-cost regional Andes). Atenção para uma pegadinha: nem todos os buscadores de passagens aéreas retornam Puerto Madryn como opção de ponto de chegada à Península Valdés.

Onde ficar?

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagonia Argentina

Trelew ou Puerto Madryn?

Antes de escolher qual cidade se hospedar, tenha sempre em mente que as distâncias na província de Chubut são enormes. Perde-se muito tempo no deslocamento entre um passeio e outro e esse fator deve ser levado em consideração na hora da reserva do hotel.

Trelew fica mais próximo a Punta Tombo, um dos passeios mais legais da região. Já Puerto Madryn fica pertinho do mergulho com os leões marinhos e mais perto da Península Valdés e de todos os outros passeios de observação de animais selvagens.

Embora Trelew seja uma cidade maior que Puerto Madryn, a estrutura turística em Puerto é relativamente melhor e com mais opções de hotéis e restaurantes.

Outra possibilidade é dividir a o tempo da sua estada entre as duas cidades, ficando uma noite em Trelew para fazer o passeio até Punta Tombo e reservando as seguintes noites em Puerto Madryn.

No Booking você encontra opções de hospedagem tanto em Trelew quanto em Puerto Madryn.

Como se locomover?

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagonia Argentina

O transporte público é limitado; portanto, para fazer os passeios de maneira mais cômoda, você vai acabar dependendo das agências locais/receptivos que organizam os tours e resolvem a questão do deslocamento.

E o aluguel de carro? É viável? As distâncias são muito longas e as estradas são patagonicamente monótonas. Com uma vegetação bem rasteira e retas que não terminam nunca, os percursos podem ser bem sonolentos para quem assumir o volante. Esse é um fator importante para ser considerado antes da reserva. Se esse for a opção escolhida, leve um bom GPS offline, pois, apesar da sinalização, alguns trechos das estradas não contam com cobertura de sinal de celular ou internet.

Do aeroporto de Trelew saem trânsfers privados até Puerto Madryn com a empresa Transfer Aeropuerto.

Quando ir?

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagonia Argentina

A alta temporada vai de setembro a dezembro, pois esses são os únicos meses do ano que você consegue fazer todos os passeios de observação dos Big 4 (baleia, golfinho, pinguim e leões marinhos). Conseqüentemente, essa é a melhor época do ano para viajar por esses trechos da província de Chubut.

Quantos dias? Sugestão de itinerário

  • Primeiro dia: chegada e acomodação.
  • Segundo dia para Punta Tombo + Museu em Trelew ou Gaiman
  • Terceiro dia para San Lorenzo (ou outro passeio na Península Valdés) + Puerto Pirámides
  • Quarto dia para Puerto Madryn + Puerto Rawson

Ou seja, você precisa de três dias inteiros pela região para conseguir fazer os principais passeios sugeridos, sem contar o dia da chegada. Um quinto pernoite será necessário, dependendo do horário do vôo de continuação ou retorno.

Daqui pra onde?

IMG_1216

Viajando entre o final de outubro e dezembro, o ideal é combinar essa viagem com alguns dias em El Calafate e Ushuaia. Nessa época do ano, a Aerolíneas Argentina opera vôos diretos de Trelew para as duas cidades. Você pode juntar na mesma viagem a Patagônia dos bichos (em Chubut), a Patagônia do Perito Moreno (em El Calafate) e a Patagônia do Canal de Beagle (em Ushuaia).

Pensando em visitar os três destinos patagônicos, seu bilhete aéreo deve ficar: Brasil–Trelew ou Puerto Madryn (via Buenos Aires) / Trelew–El Calafate / El Calafate–Ushuaia / Ushuaia–Brasil (via Buenos Aires).

Pensínsula Valdés Puerto Madryn Chubut Trelew Patagônia Argentina

Se eu gostei da brincadeira? Claro! Os passeios de observações dos animais silvestres e marinhos são divertidos e mostram outro lado menos conhecido da Patagônia. No final das contas, quem consegue resistir ao charme desses pingüins?

Natalie viajou a convite do Ministério de Turismo de Chubut.

Leia mais:

33 comentários

Carla
CarlaPermalinkResponder

Eu passei um único dia em Puerto Madryn, numa escala de um cruzeiro à Patagônia. Como cheguei bem cedo, aluguei um carro e fui até a Península Valdés. Não era uma região que fizesse parte dos meus planos, mas desde então me prometo um dia voltar...

HENRIQUE
HENRIQUEPermalinkResponder

Passei uma semana inteira com minha esposa e meus dois filhos (10 e 5 anos) foi um dos passeios mais legais que já fizemos, andamos na colonia de pinguins que não se incomodam com a gente e andam de um lado a outro, fizemos o mergulhos com os lobos marinhos e nadamos no meio deles, percorremos a peninsula Valdez toda de carro, foi uma das viagens mais legais de nossas vidas. Mas particularmente recomendo muito o aluguel do carro, realmente as rodovias (com asfalto) são boas e cansativas e monotonas, e as estradas de barro são razoaveis, e só não se deve abusar da velocidade, mas isso lhe dá uma independencia que não tem preço. Meu único inconveniente foi que roubaram o GPS da locadora (conseguiram abrir a fechadura do carro), sem pensar duas vezes fui ao mercado e comprei o modelo mais parecido e nem comentei nada ao entregar o carro. Se está pensando em ir a Purto Madryn, pode ir que não irá se arrepender! Tem atividades para todos os gostos dos 8 aos 80!

Alex melo
Alex meloPermalinkResponder

Estive nesta região em 2007... na época 'roots' fui de ônibus de Buenos Aires até Puerto Madryn (16 horas).
Gostei muito do museu de Trelew e Punta Tombo, com seus milhares de pinguins, é uma delícia. Mas nada chega perto de um passeio de barco com as baleias. Vimos só umas 3 ou 4, mas uma delas passou por baixo do nosso barquinho, depois daqueles mergulhos lindos que elas dão. Á fantástico!!!

Todos os passeios fizemos com tour, que é muito simples e tem vários fazendo.

Dali partimos rumo a Bariloche(14 horas de onibus)...

Que saudade!!!

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Gostaria de ir em Fevereiro e acrescentar Ushuaia e El Calafate, seria bom nesta época?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Amélia! Sim, o verão é a melhor época para essa visita.

Taise
TaisePermalinkResponder

Gostaria de fazer esta viagem em começo de janeiro. Que animais marinhos encontraria por lá? Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Taise! Veja esta tabela no De viaje a la Patagonia:

http://www.deviajealapatagonia.info/peninsulavaldes/peninsulavaldescuandoir.html

Bianca Fincati

Bóia, boa tarde! Fiz a Patagônia argentina todinha - El Calafate e Ushuaia, inclusas, quando solteira. Pretendo voltar agora com marido e filho de 5 anos, mas apenas pra fazer Puerto Madryn e arredores, como no post. Minha dúvida é: não compensa,no meu caso, com criança, alugar um carro pra fazer os passeios, Puerto Pirámides e Punta Tombo, principalmente? Não teremos mais flexibilidade, além do tempo gasto de viagem ser menor do que nos ônibus? Penso, até por conhecer ali, que seria mais interessante. O que aconselha? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bianca! Este tópico no TripAdvisor fala sobre prós e contras de alugar carro. Parece que para a maioria dos passeios é OK, mas para a Península Valdés seria mais interessante pegar um tour.

http://www.tripadvisor.com/ShowTopic-g312832-i10158-k5036547-Car_rentals_in_Puerto_Madryn-Puerto_Madryn_Province_of_Chubut_Patagonia.html

De todo modo, vamos colocar a pergunta no Perguntódromo; havendo resposta, aparecerá aqui.

Rodrigo Barneche

Bianca, eu iria sempre de carro alugado naquela região, com ou sem crianças (inclusive a península Valdés, que apesar de grande, é fácil de transitar).

Bianca Fincati

Rodrigo, muito obrigada pela resposta!

Marcelo Jesus
Marcelo JesusPermalinkResponder

Bianca, estive por lá em janeiro do ano passado e aluguei um carro, como disse o Rodrigo eu alugaria carro com ou sem crianças, mas, especialmente com crianças!
Você vira dona do seu tempo e da sua conveniência (ir agora ou ir depois, voltar agora ou voltar mais tarde, parar aqui ou continuar...), o que, com criança pode fazer muita diferença.
Eu estava com duas crianças um pouco mais velhas que a sua (8 e 12 anos).
Apenas tome cuidado ao dirigir em estradas de rípia (você já esteve pela Patagônia então sabe do que se trata...), você vai pegar longos trechos com este calçamento em direção à punta tombo, puerto pirámides.

Bianca Fincati

Marcelo, muito obrigada pela resposta! É exatamente isso: você vira dono do seu tempo, o que pra nós, viajantes desbravadores, pralém do fato de termos uma criança, é fundamental em uma viagem!

Bianca Fincati

Oi Marcelo, eu de novo! Se puder me dar dicas de onde alugou, agradeço!!!

Marcelo Jesus
Marcelo JesusPermalinkResponder

Bianca, na época fechei o aluguel com uma empresa de lá, chamada Dubrovnik, eles tem um site: http://www.rentacardubrovnik.com/demo/

Você pode pesquisar várias empresas de aluguel de Puerto Madryn por aqui: http://www.interpatagonia.com/puertomadryn/alquilerdeautos.html

Foi onde descobri a Dubrovnik.

Não tive qualquer problema com eles, aluguei uma Chevrolet Zafira porque estávamos em seis pessoas.

Fechei tudo por internet e email, pagamento no local.

Bianca Fincati

Mais uma vez, MUITO OBRIGADA, Marcelo! Valeu mesmo! Abs!

Bianca Fincati

Muito obrigada!!!

franciss
francissPermalinkResponder

Prezados, um tour privativo sempre permite melhor aproveitamento de tempo e escolha das atrações a serem visitadas. Quando estivemos em Puerto Madryn em janeiro de 2014, preferimos contratar um transporte privativo com motorista, porque ficaríamos na região por apenas 3 noites e assim o tempo seria melhor aproveitado. Utilizamos os serviços da agência All Peninsula Valdes (http://www.allpeninsulavaldes.com), ligada à Bottazzi, e fomos muito bem atendidos pelo motorista e guia Cesar. No dia da chegada a Trelew fizemos passeio a Isla Escondida, Punta Tombo e Museu Paeontológico de Trelew. No segundo dia seguimos para a Península Valdes. No terceiro dia passeamos pela cidade e visitamos o Ecocentro,e no quarto seguimos viagem para El Calafate.

CarlosLino
CarlosLinoPermalinkResponder

Olá. Estou em um planejamento há alguns dias para uma trip para península Valdés. Estou com a meta de ver as baleias, pinguins lobos e o que der a mais, da fauna local. como sou novato em viagens de avião para fora do país ( uma só: Baires en sept/2014). Alguém pode me dar dica sobre : como tornar o passagem + barata comprando com cartão brasil en sites de fora do país; e como funciona comprar passagem para mais de uma cidade Ex: GRU > trelew> ushuaia>GRU, é possível fazer isso??????? Quem puder compartilhar alguma dica a respeito, agradeço, desde já. Saludos smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! A única maneira de saber quanto custa é simular e comparar. Um bom site para usar a função várias cidades é o http://www.kayak.com.br/flights?mc=y

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Tenta pela aerolineas na opção multiplos destinos, pois quando eu fui fiz conexao em Buenos aires e o voo pra trelew era o mesmo de ushuaia e trelew era uma escala. A minha comprei pela decolar, mas nao fui a ushuaia, peninsula valdez e redondezes merece uns 5 a 7 dias.

Bianca Fincati

Bóia, eu de novo! Tá chegando a minha viagem e esse dólar entra quatro, sai quatro tá de matar... rs... Vi o post do Ricardo hoje no Estadão sobre levar real pra fora, ainda que ele esteja falando do Peru, e gostaria de saber: melhor comprar dólar então, pra levar, também pra Argentina? Já paguei praticamente toda a nossa viagem - com dólar bem mais baixo, tks God, menos o hotel em Madryn e o picado do dia a dia, of course. O que me indica? Valeu! Bianca

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bianca! Não leve reais para a Península Valdés. Reais só têm boa cotação no câmbio paralelo em Buenos Aires, Bariloche e Mendoza; e ainda assim, em dia de semana. Compre bem o dólar no Brasil (faça uma pesquisa entre corretoras, o site http://www.jooin.com.br ajuda) e você fará bons negócios em qualquer país de moeda fraca.

Bianca Fincati

Oi bóia! Não tava pensando em levar reais pra Puerto não, já li aqui nas suas dicas e vi que lá nem é muito aceita a moeda. Ou é cartão, ou peso, ou dólar - ai... Como paro em Buenos Ares na ida e volta, e aproveito um pouquinho a cidade também, que amo, durante a semana - sempre me programo assim, vou fazer a troca no oficial - ou em cuevas. De todo modo, supertks pela dica!!! Vou fazer a pesquisa e comprar!!! TKS A LOT, ALWAYS!!!

Denise Pattini

Carla, farei um cruzeiro, com parada de 8horas. Vejo que você alugou um carro e gostou. Você julga ser a melhor opção, considerando o pouco tempo. Qual foi seu roteiro no dia? Grata!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Denise! Compre um passeio vendido no barco. Seu tempo é muito exíguo e isso é o mais ajuizado a fazer.

Fabrício Queiroga

Oi Bianca, sua matéria é completa em informações, melhor que os guias de viagem. Estive lá a um tempo atrás, mas infelizmente não tinha visto sua matéria, fiquei por lá cerca de uma semana e quebrei muita a cabeça para descobrir essas atrações. Mas felizmente consegui ver muita coisa bonita lá, como as baleias que tive a sorte de filmá-las de um Drone. Vocês poderão conferir nesse video
https://youtu.be/VFPxTMdJSd4

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Ótimo site!

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Olá, adorei as dicas e é exatamenteo o itinerário que eu estava pensando em fazer, esticando até Ushuaia e El Calafate, gostaria de indicação de hotéis nesses locais com boa localização e preço justo, você teria algum p me indicar?? em Puerto Madryn, Trelew, Ushuaia e El calafate??

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Os hotéis da Península Valdés estão recomendados no texto. Para El Calafate e Ushuaia, veja:

http://www.viajenavaigem.com/destino/ushuaia#ficar

https://www.viajenaviagem.com/destino/el-calafate#ficar

Alejandro Avampini

Otimo destino. Melhor destino no mundo para Avistamento de baleias

Marcelo Augusto Siqueira

Uma ótima opção para ficar em Puerto Madryn é o Hostel El Gualicho (www.elgualicho.com.ar/). Eles tem tanto quartos coletivos como privativos. Fiquei lá com minha família e achei excelente. Bem organizado, espaçoso, limpo e com um clima alto astral.

Maria Adélia Barreto

Estou indo para essa região dia 16 de janeiro. As expectativas são muitas. Estou gostando de ler os comentários de quem já foi. Serve de base para meu passeio

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar