#Linkódromo | A nova Fondation Vuitton, visitada pelo Conexão Paris

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Fondation Louis Vuitton

Foto: Divulgação

O fim de outubro trouxe mais duas novas paradas para a sua próxima visita a Paris.

No dia 25 reabriu ao público, depois de 5 anos, o Museu Picasso, no Marais. O acervo é espetacular -- pertencia à família Picasso e foi doado ao estado para abater o imposto sobre herança. A reabertura traz uma novidade: agora só recebe visitantes com hora marcada. Compre seu ingresso online aqui. (Quem tem direito a gratuidade -- menores de 18 anos, menores de 26 anos com passaporte e residência na Europa, e todo mundo no primeiro domingo do mês -- também deve obter o ingresso com hora marcada pela internet. O museu não é aderente ao Paris Museum Pass.) O endereço do Museu Picasso é 5 rue de Thorigny; as estações mais próximas de metrô são St.-Sébastien-Frossard, Chemin-Vert e St.-Paul. Abre de 3ª a 6ª das 11h30 às 18h, sábado e domingo das 9h30 às 18h. Na terceira 6ª feira do mês o museu abre até 21h. A entrada custa 11 euros.

Mas o catalisador das manchetes das seções de artes, turismo e negócios é a nova Fondation Louis Vuitton, que abriu as portas dia 27, no Jardin d'Acclimatation do Bois de Boulogne. A Fondation é o primeiro grande centro de arte bancado pela iniciativa privada na França, e foi recebido com nariz torcido por boa parte da intelligentsia francesa, ciosa de misturar arte e marketing. O prédio é de Frank 'Guggenheim Bilbao' Gehry, o velhinho canadense que sente pela linha reta um desprezo ainda maior do que sentia o nosso Niemeyer.

Eu estava esperando chegar uma foto de divulgação para fazer o post, quando apareceu uma fonte muito melhor: a querida Lina Hauteville, do Conexão Paris, foi visitar o museu recém-inaugurado e fez um post bacanérrimo e superilustrado que entrou há pouco no ar. Lina conta como reagiu à arquitetura de Gehry (ela adorou), mostra fotos de vários ângulos e comenta sobre a desconfiança francesa ante a cultura bancada pelas verbas de marketing de empresas bilionárias. Passa lá!

A Fondation Louis Vuitton fica em 8 Avenue du Mahatma Ghandi. O metrô mais próximo é Porte Maillot, mas do metrô até o museu ainda dá uma boa caminhada. O melhor é pegar o ônibus da Fondation junto ao Arco do Triunfo, na avenida Friedland (dica da Lina). A Fondation abre 2ª, 4ª e 5ª das 12h às 19h; 6ª das 12h às 21h; sábado e domingo das 11h às 19h. Fecha 3ª. A entrada custa 14 euros (10 euros para menores de 26 anos, 5 euros para menores de 18 anos).

E se você é fã do Gehry, aproveite a exposição dedicada a ele no Beaubourg (Galeria Sul), que vai ficar em cartaz até 26 de janeiro. É uma exposição temporária e, por isso, não está inclusa no ingresso ao acervo permanente. A entrada custa 13 euros. O Beaubourg abre de 4ª a 2ª das 11h às 21h. Fecha 3ª. As estações de metrô mais próximas são Rambuteau, Hôtel de Ville e Châtelet-Les-Halles.

Leia mais:

6 comentários

Rodrigo Medeiros

Eu queria um pretexto para visitar o Bois de Bologne, e acabo de arrumar um após ler esse post! rsrsrsrs

Minha viagem vai ser curta, mas se sobrar um tempinho eu dou uma passada no Bois de Bologne, Fondation Louis Vuitton e no estádio do Paris Saint Germain, todos bem próximos.

Davi R.Constant

Nossa!!! Parabéns pelo Artigo Perfeito, um dos melhores blog que já li, muito bom mesmo

Thais
ThaisPermalinkResponder

Ola.....
Adoro o Viaje na Viagem.... tem dicas sobre tudo!!!
Gostaria de saber como vocês escolhem os blogs que fazem parte do linkódromo?

Abraços

Thais

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thais! A escolha é pela pauta.

Ana Maria Canuto

Onde comprar ingresso para F Louis Viton

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Maria! No local.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar