Como fazer uma página 'O que fazer'

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

Passo a passo

Este tutorial mostra como é feita uma página 'O que fazer'. Deixo aqui o roteirinho de como fazer uma página que fique como esta.

Recomendo ler o texto corrido. Mas, para facilitar a consulta na hora em que você precisar, vou fazer um índice acha-fácil.

(1) Escreva antes, formate depois

No modo iniciante, o recomendável é primeiro produzir o texto inteiro e, só depois de terminado, formatar.

Caso você use o Word para compor o texto, atenção: nunca copie/cole do Word direto para o Wordpress. Dá muito erro de formatação!

Se for escrever no Word, sempre copie/cole o texto no Bloco de Notas antes de copiar/colar no Wordpress.

Começando, então, com o título:

Turislândia: o que fazer

Não vamos usar negritos nos títulos ou subtítulos, nem mexer em tamanho de fonte, porque depois na hora da formatação o publicador vai fazer isso automaticamente.

Essa formulação 'Nome do Destino: o que fazer' é padrão nesse tipo de página. Sempre que houver um padrão, a gente vai te contar.

salvar como rascunho

Importante: sempre que estiver trabalhando no publicador do Wordpress, a cada etapa do trabalho salve como rascunho. Você encontra o botão de salvar rascunho no alto do menu da barra direita.

(2) Frase de introdução

Depois do título entra uma frase pro leitor e pro robô do Google saberem do que se trata a página. Vou copiar a introdução escrita pela Mariana na página ainda não-publicada de Atenas, que vai ser o padrão daqui por diante.

Veja dicas sobre o que fazer em Turislândia, com as atrações principais organizadas num roteiro prático dia a dia.

(Pode copiar, nesse lugarzinho da página quanto menos a gente inventa, melhor.)

(3) Escalete o roteiro dia a dia

Separando as atrações por dia a gente tem a base do trabalho desta página. Nos destinos que já existam (como Buenos Aires e Montevidéu) eu vou te mandar uma escaletinha pré-feita. Mas fique à vontade para sugerir mudanças (você não acha melhor trazer a atração X do dia 3 pro dia 2 e levar a atração do dia 2 pro dia 3, depois da atração Z?).

Dia 1

Mirante da Praça Central

Catedral Antiga

Jardim Mouro

Mercado de Santa Luzia

Museu do Diamante

Rua Esquerda de Baixo

Dia 2

Aquário Interativo

Memorial da Cidade

Galeria Kardashian

Tour na Fábrica da Paçoquinha Amor

Pôr do sol no Sétimo Céu

Dia 3

Bate-volta à Serra do Like

Mais dias

Parques da Zona Verde: Boavista, Aclimatação, Bosque Novo

Mais museus: Museu Ferroviário, Museu do Chá, Centro de Difusão da Zumba, MAE (Museu de Arte Experimental)

Bairro Nova Damasco

Bairro Vegantown

(4) Organize as atrações em ordem alfabética

É meio dãh, mas uma hora precisa ser feito, e fazendo agora a gente já tem idéia do tamanho do trabalho.

Aquário Interativo

Bosque Novo

Catedral Antiga

Centro de Difusão da Zuma

Fábrica da Paçoquinha Amor

Galeria Kardashian

Jardim Mouro

MAE (Museu de Arte Experimental)

Memorial da Cidade

Mercado de Santa Luzia

Mirante da Praça Central

Museu do Chá

Museu do Diamante

Museu Ferroviário

Nova Damasco

Parque Boavista

Parque da Aclimatação

Pôr do sol no Sétimo Céu

Rua Esquerda de Baixo

Serra do Like

Vegantown

(5) Quantos dias?

Com os roteiros escaletados, é hora de recomendar a permanência no destino. Aqui a gente sempre dá uma solução para o turista apressado (em Montevidéu pode ser até 1 dia, em Londres vai ser pelo menos 4 dias) e depois dá a permanência mínima ideal. Nos destinos já existentes (Buenos Aires, Montevidéu) eu vou te mandar a indicação de número de dias já consagrada no site.

Quantos dias em Turislândia?

Com dois dias inteiros você consegue fazer o circuito básico de atrações de Turislândia, visitando todos os cartões-postais. (Para ter dois dias inteiros para passear, reserve 3 noites.)

Com três dias inteiros, você pode usar o terceiro dia para fazer um bate-volta à Serra do Like. (Para ter três dias para passear, passe 4 noites em Turislândia.)

Com mais dias, você pode curtir os parques da Zona Verde, visitar os museus menos conhecidos e explorar os bairros alternativos de Nova Damasco e Vegantown.

Veja também nosso guia de hospedagem em Turislândia.

(6) Fura-filas e passes de atrações

A partir dos roteiros dia a dia e da lista de atrações prontos, avalie as opções para facilitar a turistagem do leitor. O destino tem passe de atrações e ingressos fura-fila com hora marcada que valham a pena ser usados nos roteiros que estamos propondo?

Fura-filas e passes de atrações

Turislândia tem dois passes de atrações que dispensam entrar na fila da bilheteria: o Turislândia Card e o Turislândia Cultural.

O Turislândia Card cobre 40 atrações na cidade e inclui o ônibus hop-on hop-off. Mas a 80 dinheiros por pessoa, na nossa opinião é caro demais. Você precisaria ficar 4 dias e ir a 15 atrações para o passe se pagar. Além disso, o passe não permite reservar horário para o Aquário Interativo: mesmo sem entrar na fila da bilheteria, você precisa pegar a fila dos sem-hora marcada.

Já o Turislândia Cultural é um ótimo negócio: por 22 dinheiros, você tem entrada livre em 15 museus da cidade. Se for a 4 museus, o passe já está pago.

Se você for visitar o Aquário Interativo, não deixe de comprar seu ingresso com hora marcada, com antecedência. Custa mais caro, mas vale a pena: com ingresso comum ou Turislândia Card você pode ficar até 90 minutos na fila.

(7) Tem hop-on hop-off?

Hop-on hop-off é batata: se a gente não põe no texto, chovem perguntas. Então em todo lugar em que haja o ônibus de dois andares, vale a pena criar um item pra comentar.

Hop-on hop-off vale a pena?

Na nossa opinião, o Circular Turislândia, o ônibus hop-on hop-off da cidade, não vale a pena. O centro histórico de Turislândia é compacto e pode ser explorado a pé. Os parques da Zona Verde estão a corridas curtas de Uber. E o ônibus não passa nas atrações fora do circuito convencional, como o bairro de refugiados de Nova Damasco e o comércio criativo de Vegantown.

(8) Encomende os boxes de serviço

Com a lista de atrações, passes e hop-on hop-off feita, a Juliana pode te ajudar com o serviço. Mande a listinha dos itens que precisam de box de serviço com cópia pra mim e pra Elisa, e a gente pede pra Juliana. Ela já vai te entregar os boxes formatados. (Mesmo que a gente não recomende hop-on hop-off, precisa pôr o box.)

Agora que a gente já sabe se vai ter itens de fura-filas e hop-on hop-off, dá pra fazer um primeiro rascunho de menu do alto, que vai embaixo da frase de introdução.

Quantos dias em Turislândia?

Fura-filas e passes de atrações em Turislândia

Ônibus hop-on hop-off vale a pena?

Roteiros práticos dia a dia

Turislândia, atração por atração

(10) Transfira o Menu Inicial e os itens Quantos dias, Passes e Hop-on hop-off para antes dos roteiros

Assim a página já vai começando a tomar o formato definitivo. Neste momento, teríamos o seguinte 'texto corrido', sem ainda as formatações de título:

(título principal ↓)

Turislândia: o que fazer

(frase de introdução ↓)

Veja dicas sobre o que fazer em Turislândia, com as atrações principais organizadas num roteiro prático dia a dia.

(menu inicial ↓)

Quantos dias em Turislândia

Fura-filas e passes de atrações em Turislândia

Ônibus hop-on hop-off vale a pena?

Roteiros práticos dia a dia

Turislândia, atração por atração

(título relativo a item do menu ↓)

Quantos dias em Turislândia?

(texto ↓)

Com dois dias inteiros você consegue fazer o circuito básico de atrações de Turislândia, visitando todos os cartões-postais. (Para ter dois dias inteiros para passear, reserve 3 noites.)

Com três dias inteiros, você pode usar o terceiro dia para fazer um bate-volta à Serra do Like. (Para ter três dias para passear, passe 4 noites em Turislândia.)

Com mais dias, você pode curtir os parques da Zona Verde, visitar os museus menos conhecidos e explorar os bairros alternativos de Nova Damasco e Vegantown.

Veja também nosso guia de hospedagem em Turislândia.

(título relativo a item do menu ↓)

Fura-filas e passes de atrações

(texto ↓)

Turislândia tem dois passes de atrações que dispensam enfrentar a fila da bilheteria: o Turislândia Card e o Turislândia Cultural.

O Turislândia Card cobre 40 atrações na cidade e inclui o ônibus hop-on hop-off Circular Turislândia. Mas a 80 dinheiros por pessoa, na nossa opinião é caro demais. Você precisaria ficar 4 dias e ir a 15 atrações para o passe se pagar. Além disso, o passe não permite reservar horário para o Aquário Interativo: mesmo sem entrar na fila da bilheteria, você teria que entrar na fila dos sem-hora marcada.

Já o Turislândia Cultural é um ótimo negócio: por 22 dinheiros, você tem entrada livre em 15 museus da cidade. Se for a 4 museus, o passe já estará pago.

Se você for visitar o Aquário Interativo, não deixe de comprar seu ingresso com hora marcada, com antecedência. Custa mais caro, mas vale a pena: com ingresso comum ou Turislândia Card você pode ficar até 90 minutos na fila.

(título relativo a item do menu ↓)

Hop-on hop-off vale a pena?

(texto ↓)

Na nossa opinião, o Circular Turislândia, o ônibus hop-on hop-off da cidade, não vale a pena. O centro histórico de Turislândia é compacto e pode ser explorado a pé. Os parques da Zona Verde estão a corridas curtas de Uber. E o ônibus não passa nas atrações fora do circuito convencional, como o bairro de refugiados de Nova Damasco e o pólo criativo de Vegantown.

(título relativo a item do menu ↓)

Roteiros práticos dia a dia

(rascunho escaletado, sem texto ↓)

Dia 1

Mirante da Praça Central

Catedral Antiga

Jardim Mouro

Mercado de Santa Luzia

Museu do Diamante

Rua Esquerda de Baixo

Dia 2

Aquário Interativo

Memorial da Cidade

Galeria Kardashian

Tour na Fábrica da Paçoquinha Amor

Pôr do sol no Sétimo Céu

Dia 3

Bate-volta à Serra do Like

Mais dias

Parques da Zona Verde: Boavista, Aclimatação, Bosque Novo

Mais museus: Museu Ferroviário, Museu do Chá, Centro de Difusão da Zumba, MAE (Museu de Arte Experimental)

Bairro Nova Damasco

Bairro Vegantown

(subtítulo relativo a item do menu ↓)

Turislândia, atração por atração

(lista de atrações, sem texto ↓)

Aquário Interativo

Bosque Novo

Catedral Antiga

Centro de Difusão da Zuma

Fábrica da Paçoquinha Amor

Galeria Kardashian

Jardim Mouro

MAE (Museu de Arte Experimental)

Memorial da Cidade

Mercado de Santa Luzia

Mirante da Praça Central

Museu do Chá

Museu do Diamante

Museu Ferroviário

Nova Damasco

Parque Boavista

Parque da Aclimatação

Pôr do sol no Sétimo Céu

Rua Esquerda de Baixo

Serra do Like

Vegantown

(11) Recheie os roteiros dia a dia com texto

Pegue a lista de atrações selecionadas para cada dia e crie frases concisas que resumam a logística do dia. Não é preciso dar detalhes das atrações -- na hora de formatar, os nomes das atrações vão funcionar como links para os verbetes de cada um desses lugares na Lista de Atrações.

Dia 1

Vá de Uber ao Mirante da Praça Central. Procure chegar antes das 10h.

Desça, atravesse a praça e visite a Catedral Antiga.

Saia da catedral pela esquerda, vire na Rua da Independência e entre no Jardim Mouro.

Almoce num dos stands do Mercado de Santa Luzia, a duas quadras do Jardim.

Depois do almoço, pegue um Uber até o Museu do Diamante.

Encerre o dia com um happy hour num dos bares da rua Esquerda de Baixo (dá para ir caminhando).

Dia 2

Vá de Uber ao Aquário Interativo (compre ingresso com hora marcada).

Volte à região central: pegue um Uber até o Memorial da Cidade.

Siga a pé pela Avenida do Poente até a Galeria Kardashian. Almoce num dos restaurantes da Galeria (para a sobremesa, entre na fila da sorveteria Ice Dream).

Pegue o ônibus 453 Poente e salte em frente à Fábrica da Paçoquinha Amor. Faça o tour da fábrica.

Depois do tour, siga a pé até o fim da avenida, e escolha um dos cafés do mirante do Sétimo Céu para apreciar o pôr do sol.

Dia 3

Tire este dia para um bate-volta, de ônibus ou tour organizado, à Serra do Like.

Mais dias

Aproveite os parques da Zona Verde: Boavista, Aclimatação, Bosque Novo.

Visite mais museus: Museu Ferroviário, Museu do Chá, Centro de Difusão da Zumba, MAE (Museu de Arte Experimental).

Faça o circuito dos refugiados no bairro Nova Damasco.

Compre e saboreie coisas fora do comum em Vegantown.

(12) Crie os verbetes das atrações

Em 1 ou 2 parágrafos, damos o contexto e dicas principais para aproveitar. Quando a atração é topzêra, a gente pode criar uma página especial para esta atração (falamos sobre isso quando acontecer). Mas mesmo nesses casos (de atração topzêra), a orientação atual é a gente tentar limitar o verbete a dois parágrafos + box de serviço. Um exemplo:

Aquário Interativo

A atração mais concorrida de Turislândia é o Aquário Interativo -- um mega aquário que permite aos visitantes pôr a mão em piscininhas ocupadas por arraias e mergulhar com roupas de neoprene em tanques com peixes e corais. Também dá para descer no tanque dos tubarões -- mas neste caso a visita é feita dentro de uma cápsula gradeada.

Com exceção da piscininha das arraias, as outras visitas são cobradas à parte. Caso você não queira fazer o desembolso extra, não se preocupe: a visita convencional já é satisfatória. O público do lado de fora dos tanques se diverte com as reações de quem mergulha. Recomendamos comprar o ingresso que dá direito a marcação de horário: do contrário, vocè pode ficar entre 60 e 90 minutos na fila.

(13) A atração precisa de um 'Como chegar'?

Algumas atrações precisam de um parágrafo "Como chegar" (lugares fora de mão ou fora da cidade). Nesses casos, a gente põe um subtítulo e explica. Exemplo:

Serra do Like

Um dos lugares mais instagramados por brasileiros no continente, a Serra do Like, a 2.200 metros de altitude, rende um dia muito agradável fora da cidade. Vá agasalhado, porque a temperatura costuma ser entre 5 e 10º mais baixa do que no centro de Turislândia. O vertiginoso percurso de duas horas é panorâmico: faz parte do passeio. Os ônibus de excursão costumam fazer uma parada no Poleiro do Galo, um mirante famoso não só pela vista, como também pelos 'douradinhos', bolinhos fritos na hora e recheados com creme, servidos por todos os quiosques.

Chegando ao vilarejo, pegue o micro-ônibus C1, que faz a rota turística ao Lago Selfie. O ponto final é perto do píer de onde passeios de barcoleta, o barco típico do lugar, que faz a volta ao lago em 45 minutos. Na volta à vila, escolha uma das várias fondueterias nos arredores da Praça da Matriz para almoçar. Como digestivo (literalmente), visite a fábrica de licor de mirtilo selvagem, duas quadras adiante pela Via Zucka. Já perto da rodoviária, passe em revista as lojinhas de artesanato e artigos de lã de chifruda, a ovelha que só existe na região e rende agasalhos ultrafofos.

Como ir de Turislândia à Serra do Like

É possível chegar à Serra do Like de ônibus, carro ou tour.

De ônibus

A rota Turislândia-Vila do Like é operada pela viação Transturis, em seis horários por dia nas duas direções. Compre a passagem com 24 a 48 horas de antecedência para garantir o horário desejado.

De carro

Não vale a pena alugar carro para ir à Serra do Like. Você vai perder até uma hora do seu dia nos trâmites de aluguel e retirada do carro. O caminho é cheio de curvas e desafia a destreza de quem está na direção. Além disso, a fiscalização na estrada é rigorosa, e quem dirige vai precisar se abster de vinho no almoço e de licor de mirtilo selvagem na saideira.

Em tour guiado

A maior vantagem de subir à Serra do Like em tour guiado é poder parar no mirante do Poleiro do Galo, na ida. A visita ao Lago Selfie também está no programa de todas as excursões. Os tours também poupam uma ida à Rodoviária: todos passam nos hotéis centrais de Turislândia para recolher os passageiros.

(14) Bora formatar?

Com todos os verbetes já concluídos, vamos à formatação.

(15) Ponha bullets no menu

Para não confundir item de menu com título de seção, vamos começar a formatação colocando bullets no menu -- assim ele fica já destacado no texto.

Criando bullets

Selecione os itens do menu e clique no ícone de bullets no menu de formatação do alto.

Criando bullets

Pronto, o menu já tem cara de menu.

(16) Formate os títulos e sua hierarquia

Lembra aqueles títulos e subtítulos que a gente evitou pôr em negrito? Chegou a hora de serem oficializados como títulos e organizados numa hierarquia.

Começando pelo alto: "Turislândia: o que fazer" é um título 2.

Título 2

↑ Selecione o trecho do texto que vai ser formatado como título

Título 2

↑ No menu drop-down de "Parágrafo", encontre o Título 2

Título 2

↑ Voilà!

Os 5 itens que estão listados no menu (Quantos dias, Fura-filas, Hop-on hop-off, Roteiros e Atrações) são títulos 3.

Formatando título

↑ Cuidado para não selecionar uma linha do menu! Vá ao ponto em que a frase "Quantos dias em Turislândia" é título (e não item do menu)

Formatando título

↑ No mesmo menu drop-down do Parágrafo, encontre Título 3

Título 3

↑ Feito!

Os sub-itens de "Roteiros dia a dia" (Dia 1, Dia 2, Dia 3, Mais dias) são títulos 4.

Título 4

↑ Idem

Título 4

↑ Ibidem

Os sub-itens de "Turislândia, atração por atração" (de Aquário Interativo a Vegantown) são títulos 4 também.

Título 4

Título 4

O sub-sub-item "Como ir de Turislândia à Serra do Like" (em Serra do Like) é um título 5.

Título 5

Título 5

Não usamos títulos acima de 5. Se houver novos sub-sub-sub-itens (como De ônibus, De carro e De Tour Organizado, em "Como ir de Turislândia à Serra do Like") usamos simplesmente negrito.

Negrito

↑ Selecione o texto que vai virar negrito e clique no ícone B (bold) do menu do alto.

Negrito

↑ CQD

(17) Crie os pontos de navegação interna

Tudo o que estiver formatado como Título 2, Título 3 e Título 4 vai ganhar um identificador para poder ganhar um link interno. (Não vamos usar link nos títulos 5.)

Para isso vamos usar o código de programação id="nome" em cada um dos títulos (em que "nome" muda a cada item).

Modo texto

Aqui somos obrigados a fazer uma manobrinha chata. Durante esta operação, vamos colocar a página em modo Texto. É só ir no canto esquerdo do menu do alto e clicar em Texto.

Modo texto

A página fica com esta cara:

Página no modo texto

Tudo o que a gente tinha formatado como 'Título' no modo visual aparece como <h> no modo texto.

<h2> é o que a gente marcou como Título 2

<h3> é o que a gente marcou como  Título 3

<h4> é o que a gente marcou como Título 4

<h5> é o que a gente marcou como Título 5

Agora é preciso entrar em cada um desses <h>'s e inserir um id="nome".

Antes do id

h2 com id

O "nome" do <h2> é sempre igual: "topo". Fica assim: <h2 id="topo">. Para inserir, é só posicionar o cursor entre o h2 e o colchete > e escrever o textinho id="topo". Há um espaço entre <h2 e id=, mas não pode haver espaço entre id="topo">.

Os outros "nomes" devem ser escolhidos de acordo com cada título. Todos esses nomes precisam ser diferentes entre si.

Ctrl F

Para caçar todos os <h>'s, dá para acionar a busca interna da página (Ctrl F) e digitar <h (só assim, sem colocar número nem fechar o colchete). Todos os <h>'s (h2, h3, h4 e h5) vão se iluminar.

Esses são os "nomes" que escolhi. Com exceção de "topo", que é padrão, os outros você pode nomear como quiser.  Só precisam ser todos diferentes entre si, para que possam ser encontrados na navegação interna.

Não estou fechando os comandos (exemplo:

) para não criar esses pontos de navegação neste texto.

<h2 id="topo">Turislândia: o que fazer

<h3 id="dias">Quantos dias em Turislândia?

<h3 id="furafilas">Fura-filas e passes de atrações

<h3 id="hopon">Ônibus hop-on hop-off vale a pena?

<h3 id="roteiros">Roteiros práticos dia a dia

<h4 id="dia1">Dia 1

<h4 id="dia2">Dia 2

<h4 id="dia3">Dia 3

<h4 id="maisdias">Mais dias

<h3 id="atracoes">Turislândia, atração por atração

<h4 id="aquario">Aquário Interativo

<h4 id="bosque">Bosque Novo

<h4 id="catedral">Catedral Antiga

<h4 id="zuma">Centro de Difusão da Zuma

<h4 id="fabrica">Fábrica da Paçoquinha Amor;

<h4 id="galeria">Galeria Kardashian

<h4 id="jardim">Jardim Mouro;

<h4 id="mae">MAE (Museu de Arte Experimental)

<h4 id="memorial">Memorial da Cidade

<h4 id="mercado">Mercado de Santa Luzia;

<h4 id="mirante">Mirante da Praça Central;

<h4 id="cha">Museu do Chá

<h4 id="diamante">Museu do Diamante

<h4 id="ferroviario">Museu Ferroviário

<h4 id="novadamasco">Nova Damasco

<h4 id="boavista">Parque Boavista

<h4 id="aclimatacao">Parque da Aclimatação

<h4 id="pordosol">Pôr do sol no Sétimo Céu

<h4 id="esquerda">Rua Esquerda de Baixo

<h4 id="like">Serra do Like

<h4 id="vegantown">Vegantown

(18) Salve como rascunho e volte para o modo visual!

Ufa. Todos as marcações estranhas vão sumir.

Cada "nome" que a gente criou nos id's agora vai ser usado para criar os links internos. Graças a esses links internos, o leitor vai poder clicar em qualquer item do menu ou em qualquer atração citada nos roteiros e cair exatamente no lugar do texto em que o verbete está.

A gente vai nos menus e nos roteiros e, cada vez que um título ou verbete é citado, cria um link interno. Da seguinte maneira:

Construindo um link interno

(1) Selecione o texto que vai ganhar o link

Construindo link interno

(2) Clique no ícone de criar link do menu do alto

Construindo link interno

(3) Escreva o "nome" daquele id="nome" precedido por uma hashtag (#) e sem aspas nem espaços. Como o id="nome" do item 'Quantos dias em Turislândia' é "dias", a gente constrói o link como #dias .

Os menus vão ficar com esta cara:

Menu com link

Os roteiros vão ficar com esta cara:

Roteiro com links internos

Nesta página só temos um, o Veja nosso guia de hospedagem (na seção "Quanto dias?").

Para pôr o link:

Inserir link

(1) Selecione o trecho do texto que vai receber o link ("guia de hospedagem em Turislândia").

(2) Clique no ícone de criar link no menu do alto.

(3) Copie/cole o link da página a ser linkada (no caso: https://www.viajenaviagem.com/destino/turislandia/onde-ficar-turislandia/ )

(4) Clique no ícone da engrenagenzinha, vai abrir um pop-up

Inserir link

(5) No pop-up, assinale a caixinha "Abrir em nova aba"

Inserir link

(6) Pronto, tá linkado.

(21) Crie os boxes amarelos

Algumas seções do texto são destacadas em boxes amarelos. Nas páginas O que fazer, é o caso da seção Roteiros.

Vamos criar boxes amarelos para as seções Dia 1, Dia 2, Dia 3 e Mais dias.

Como criar destaque

como criar destaque

É superfácil. Vá até o ponto da página onde está o Dia 1. Na linha acima do título Dia 1, escreva:

abre colchete - box cor="destaque" - fecha colchete

(não posso escrever aqui senão crio o comando!)

como criar destaque

como criar destaque

Na linha abaixo do último item do roteiro dia 1, escreva:

abre colchete - /box - fecha colchete

(Não posso escrever aqui senão crio o comando)

Prontinho.

Agora repita nos dias 2, 3 e Mais dias.

Salve como rascunho!

Na versão publicada, o box de destaque vai aparecer assim:

Dia 1

Vá de Uber ao Mirante da Praça Central. Procure chegar antes das 10h.

Desça, atravesse a praça e visite a Catedral Antiga.

Saia da catedral pela esquerda, vire na Rua da Independência e entre no Jardim Mouro.

Almoce num dos stands do Mercado de Santa Luzia, a duas quadras do Jardim.

Depois do almoço, pegue um Uber até o Museu do Diamante.

Encerre o dia com um happy hour num dos bares da rua Esquerda de Baixo (dá para ir caminhando).

(22) Insira os boxes de serviço

Copie/cole os boxes de serviço que vieram da Juliana em cada um dos verbetes da seção Atrações.

Caso queira saber como se cria um box de serviço, é assim:

Escreva todos os itens do serviço, um por linha.

Museu do Diamante

Endereço: R. do Grande Quilate, 48

Horário:

2ª a 6ª: 11h-18h

sáb: 11h-20h

dom: 10h-16h

Ingressos:

inteira: 35 dinheiros

6-12 anos e 60+: 17,50 dinheiros

até 5 anos: grátis

Site oficial

Formate o nome da atração como um título 5

Museu do Diamante

Endereço: R. do Grande Quilate, 48

Horário:

2ª a 6ª: 11h-18h

sáb: 11h-20h

dom: 10h-16h

Ingressos:

inteira: 35 dinheiros

6-12 anos e 60+: 17,50 dinheiros

até 5 anos: grátis

Site oficial

Selecione todo o texto abaixo do título (o título fica fora) e ponha bullets, usando o comando do menu do alto.

criando bullets

Museu do Diamante
  • Endereço: R. do Grande Quilate, 48
  • Horário:
  • 2ª a 6ª: 11h-18h
  • sáb: 11h-20h
  • dom: 10h-16h
  • Ingressos:
  • inteira: 35 dinheiros
  • 6-12 anos e 60+: 17,50 dinheiros
  • até 5 anos: grátis
  • Site oficial

Crie as indentações (dsclp) da tabela usando o comando "aumentar a indentação" (dsclp) do menu do alto.

Indentação

Museu do Diamante
  • Endereço: R. do Grande Quilate, 48
  • Horário:
    • 2ª a 6ª: 11h-18h
    • sáb: 11h-20h
    • dom: 10h-16h
  • Ingressos:
    • inteira: 35 dinheiros
    • 6-12 anos e 60+: 17,50 dinheiros
    • até 5 anos: grátis
  • Site oficial

Coloque o link do site oficial. (Mesmo esqueminha descrito no passo 19)

Museu do Diamante
  • Endereço: R. do Grande Quilate, 48
  • Horário:
    • 2ª a 6ª: 11h-18h
    • sáb: 11h-20h
    • dom: 10h-16h
  • Ingressos:
    • inteira: 35 dinheiros
    • 6-12 anos e 60+: 17,50 dinheiros
    • até 5 anos: grátis
  • Site oficial

Agora é só escrever, uma linha acima do título

abre colchete - box cor="servico" (sem cedilha) - fecha colchete

E, abaixo do último item

abre colchete - /box - fecha colchete

Na página publicada, vai aparecer assim:

Museu do Diamante
  • Endereço: R. do Grande Quilate, 48
  • Horário:
    • 2ª a 6ª: 11h-18h
    • sáb: 11h-20h
    • dom: 10h-16h
  • Ingressos:
    • inteira: 35 dinheiros
    • 6-12 anos e 60+: 17,50 dinheiros
    • até 5 anos: grátis
  • Site oficial

(23) Insira os links internos de "voltar"

Em mais um esforço para facilitar a navegação do leitor, a gente insere links de "voltar".

Ao fim de cada seção do menu (neste caso: Quantos dias, Fura-filas, hop on hop off, Roteiros) a gente insere esta frase:

Voltar | Topo

O 'Voltar' está em negrito. O 'Topo' tem um link interno #topo, que na página que estamos fazendo leva ao título "Turislândia: o que fazer" do alto. (Se você clicar neste topo aí de cima, vai parar no alto deste post mesmo.)

A gente não insere este voltar ao fim da seção "Atrações", porque esta seção tem um "voltar" próprio. Ele deve ser inserido ao fim de cada atração, logo abaixo do box de serviço.

Voltar | Atrações A-ZTopo

Esse 'Atrações A-Z' tem o link interno #atracoes, e o 'Topo', claro, o link #topo.

(24) Insira as fotos

Nessa fase você ainda não vai editar as fotos. Vai receber fotos tamanho 1920x1080 já editadas e nomeadas. Só vai precisar pôr cada foto no lugar certo.

Aí vai o passo a passo para inserir fotos:

Inserir foto

(1) clique no ponto em que a foto vai ser inserida (logo abaixo do título!) e em seguida clique no comando "Adicionar mídia" no menu do alto.

Inserir fotos

(2) Vai abrir uma página para carregar a foto. Escolha "enviar arquivos" e "selecionar arquivos".

Inserir fotos

(3) Selecione a imagem da pasta em que você guardou.

Inserir foto

Formatação de foto

(4) No campo "Texto alternativo" escreva uma descrição sucinta da foto. Pode ser o título do verbete ("Museu do Diamante Turislândia")

(5) No campo "Tamanho" (último do menu) selecione "Médio: 600 x 338"

Feito!

(25) Crie as legendas

Para colocar legendas nas fotos, basta usar o comando é só escrever legenda entre colchetes e depois fechar o comando na mesma linha:

(26) Me avise quando estiver pronto!

Daí eu vou criar a seção "A Bóia recomenda", inserir os mapas e preencher o campo de SEO. (No futuro você vai fazer isso também, mas por enquanto vamos ficar por aqui).

Vai por mim: na terceira ou quarta vez você já vai querer criar a página direto já com todas as marcações smile

Veja mais:

Nenhum comentário, deixe o primeiro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Atenção: Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 23 de novembro.
Cancelar