TAP: sindicado dos pilotos ameaça com greve de 10 dias entre 1º e 10 de maio

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

TAP

Às vésperas de mais uma tentativa do governo português de privatizar a TAP, o Sindicato dos Pilotos volta a endurecer, convocando para uma greve de 10 dias seguidos em maio.

Os pilotos exigem o cumprimento de um acordo de 1999 que prometia uma participação de até 20% dos pilotos no capital da cia. aérea em caso de privatização.

Já o governo diz que o que vale é o acordo de dezembro de 2014, firmado com nove sindicatos a respeito do mais recente caderno de encargos da privatização da TAP.

Uma greve de 10 dias seria tão extrema e tão danosa para a cia. que é difícil crer que realmente seja levada a cabo.

A imprensa portuguesa, porém, parece gastar espaço só com declarações de autoridades, sem oferecer pistas sobre o grau de coesão dos pilotos em torno dessa proposta (perdão) kamikaze.

ATUALIZAÇÃO:

A televisão SIC informa que aos passageiros que queiram mudar suas datas de viagem por causa da ameaça de greve (ou que sejam obrigados a isso, caso a greve aconteça) a TAP só dará vouchers para remarcar as passagens sem custo. A cia. não tem caixa para devolver as passagens em dinheiro. Só terá direito a devolução em dinheiro quem tiver comprado a passagem depois do pré-anúncio de greve, ocorrido em 15 de abril.

Vamos continuar acompanhando as notícias...

(Obrigado pela dica, Arthur!)

10 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Suzana
SuzanaPermalink

Tenho passagem na classe executiva de volta para o Brasil, em 04 de maio.
Se houver a greve, como faço ?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Suzana! Tem que entrar em contato com a cia. Eles remarcarão para um dia fora da greve.

Ligy
LigyPermalink

Finalmente algum site brasileiro fala dessa bendita greve anunciada a quase 1 semana!!!! Mas, infelizmente, também sem muitas informações e dicas do que fazer enquanto passageiro que vai voar (ou não) no período da greve.

De fato a cia aérea não nos dá nenhuma outra opção a não ser um voucher para voar em outra data fora da greve (que eles tenha disponibilidade). Não há vôos para serem remarcados em datas próximas a viagem (agora em maio).

A Tap não se disponibiliza a devolver o dinheiro, e muito menos a reacomodar em outra cia aérea.

No meu caso só resta uma opção: Esperar até o último momento que a greve não aconteça! Não tenho como remarcar para outra data ( a bel prazer da cia), visto que as férias estão publicadas para maio. Não tenho como comprar novas passagens em outras cias aéreas (data muito próxima, preços altíssimos e raras opções por conta da saída de Fortaleza). Terei um prejuízo imenso com todos as hospedagens, passeio, trechos internos de trem e avião comprados na Europa.

A Anac se limita a dizer: Procure os órgãos de defesa do consumidor. Registramos sua reclamação e daremos um retorno no prazo de 20 dias úteis. (oi? oi?)

A Tap se limita a dizer: Sinto muito senhora!

E eu? E eu? Levo todo o prejuízo!

Sinto muito mas isso não é greve. Greve é medida extrema para garantir o direito dos trabalhadores. E não medida de uma gananciosa e tresloucada classe que, sem medir as consequências e prejuízos, deseja se tornar patrão!

Alexandre
AlexandrePermalink

Olá Ligy. Estou em situação igual à sua. Tbm vou esperar mais uns dias para tomar alguma decisão. Mas da Tap e outros órgãos, nenhum 'apoio'. Não transferem para outra Cia, não devolvem o dinheiro. Estamos às cegas. Só espero que os pilotos não.

Andrea
AndreaPermalink

Gente, também estou desesperada! Estou tentando me realocar para outro TAP mesmo pra antes da greve, e aparentemente não tem mais, nem pagando as multas por mudança de vôo! Mas Alexandre, que decisão você vai tomar? Preciso de uma luz!!

Pedro
PedroPermalink

Voarei de Fortaleza a Helsinque pela TAP, saindo de Fortaleza 29/04, chegando em Lisboa 30/04, partindo pra Frankfurt no mesmo dia e nesse mesmo dia partindo para Helsinque, chegando lá as 00:05 do dia 01/05. Devo me preocupar, uma vez que o último trecho será pela Lufthansa?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Pedro! Aparentemente, não.

Henrique
HenriquePermalink

Quando fiz um curso sobre ações quase uma década atrás o professor disse que existem 2 tipos de companhias aéreas, as que já faliram e as que vão falir. Os anos se passam e sempre lembro da frase. Tudo vai contra a cia aérea, fatores climáticos, políticos, cotação do petróleo, lei da gravidade, legislação trabalhista ( no Brasil ) muita coisa puxando pra baixo e somente as turbinas empurrando pra frente. Dá nisso ai ...

Romario
RomarioPermalink

Estou no Brasil de férias, cheguei no dia 8 de Abril, meu regresso a Lisboa é no dia 4 de maio
E agora? Eu volto a Trabalhar no dia 6