Passaporte dos Museus Cariocas: vale a pena ou é pegadinha?

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Passaporte dos Museus Cariocas - fonte: divulgação MAR

Passaporte dos Museus Cariocas (fonte: divulgação MAR)

Foi lançado hoje o Passaporte dos Museus Cariocas: um passe que permite entrada gratuita em 43 museus do Rio de Janeiro. O passaporte pode ser retirado em 5 museus participantes no Rio (CCBB, MAR, Museu Nacional de Belas Artes, Museu da República ou Museu Aeroespacial), ou em Petrópolis, no Museu Imperial.

Agora o Rio tem o seu próprio Paris Museum Pass? Não exatamente. Engordam a lista dos museus participantes muitas instituições que têm entrada gratuita todos os dias, de qualquer forma. Todo dia é dia de visitar de graça o CCBB, o Paço Imperial, o Parque das Ruínas, a Casa França-Brasil, o Centro Cultural dos Correios, com ou sem passaporte.

Outros museus, que cobram pela entrada, e que ofereceriam ingresso gratuito com o Passaporte dos Museus Cariocas em um dia fixo de cada semana, já garantiam este benefício a todo o público antes, de toda maneira. Em muitos casos, como o da Casa Daros (grátis às quartas), do Museu Histórico Nacional de Belas Artes (grátis aos domingos), ou do Museu da Chácara do Céu (grátis às quartas), os dias de gratuidade coincidem; tanto faz estar com o passaporte ou não.

Para não dizer que o passaporte é absolutamente dispensável, há algumas vantagens nele, sim. A primeira, bem, é que é de graça. mrgreen A segunda, que funciona como um passaporte mesmo: a cada local visitado, ele ganha uma nova carimbada, e isso é uma forma divertida de estimular a visitação dos museus da cidade. A terceira, é que fuçando bem a lista você consegue encontrar benefícios que vale a pena aproveitar, como por exemplo:

  • no Museu Histórico do Exército, no Forte de Copacabana, o passaporte garante entrada grátis às terças-feiras (o ingresso cheio custa R$ 6);
  • no Museu Casa do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, o passaporte garante entrada grátis às terças-feiras (o ingresso cheio custa R$ 10);
  • no MAR, no Centro, o passaporte garante entrada grátis aos domingos, além das terças-feiras que já são gratuitas (o ingresso cheio custa R$ 8 );
  • no MAM, no Centro, o passaporte garante entrada grátis durante toda quarta-feira; sem o passaporte, a entrada é grátis a partir das 15h, com senha (o ingresso cheio custa R$ 14).

Por fim, o passaporte é válido por todo o ano de 2015. Cada museu pode ser visitado gratuitamente apenas uma vez por passaporte, mas você pode retirar outro, se quiser, para retornar a algum museu pago.

O melhor ponto de retirada do passaporte é o CCBB, no Centro, que funciona de 9h às 21h (fecha às terças). A quantidade de passaportes distribuídos por dia é limitada; é possível que em um fim de tarde não estejam mais disponíveis. Prefira passar lá pela manhã.

Se não houver passaportes no CCBB, tente no MAR ou no Museu Nacional de Belas Artes, que são próximos. Ambos fecham às segundas.

(Atenção aí: o MAR não vai distribuir passaportes aos domingos, o dia em que o museu é gratuito com o passaporte. Veja os dias e horários de retirada aqui.)

Como aproveitar o Passaporte dos Museus Cariocas

O melhor uso para o seu passaporte é ganhar um carimbinho no CCBB (fecha às terças), no Centro Cultural dos Correios (fecha às segundas) e na Casa França Brasil (fecha às segundas), que ficam um do lado do outro, no Centro; no Paço Imperial (fecha às segundas), também no Centro, e no Parque das Ruínas (fecha às segundas), em Santa Teresa. Ganhar entrada gratuita no Forte de Copacabana em uma terça-feira; na Casa Daros, em Botafogo, em uma quarta-feira, e, no Centro, no  MAM em uma quarta, no MAR em um domingo, e no Museu Nacional de Belas Artes em um domingo também. Se estiver no Rio de carro, e topar dar um passeio pela Barra e arredores, o passaporte vale a pena para ganhar entrada gratuita também no Museu Casa do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, em uma terça-feira.

O Passaporte dos Museus Cariocas ainda não tem site oficial. Para ver os dias de gratuidade em cada museu participante, saber mais sobre o funcionamento do passe, e ver os endereços dos locais de retirada, visite o site do Instituto Brasileiro de Museus.

Leia mais:

2 comentários

lucia helena
lucia helenaPermalinkResponder

Mesmo sabendo que em vários museus tem seu dia de gratuidade , essa iniciativa permite a vários moradores do Rio de Janeiro, que veem aí uma ótima oportunidade de perceber o quanto é bom passear pela cidade e perceber a cultura
que está tão ao alcance de todos.Parabéns.

Angelo Pavan
Angelo PavanPermalinkResponder

Com ares de propaganda enganosa, acho que tem mais função psicológica do que de incentivo financeiro, mas é melhor que nada.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar