Washington: só esta semana, jardins históricos da Virgínia abrem seus portões

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

Lewis Ginter Bloemendaal House

Lewis Ginter Botanical Garden, em Richmond

Ah, a primavera! Começa hoje,18 de abril, no estado americano da Virgínia -- coladinho em Washington -- a Historic Garden Week. Por oito dias, visitantes terão a oportunidade de fazer tours por propriedades particulares que abrem seus lindos portões para mostrar as cores e os aromas de seus caprichados jardins.

Capitol Square Virginia

Capitólio do estado da Virgínia

Para esta que é a 82a edição do evento, mais de dois mil arranjos exclusivos foram feitos. Os jardins estão distribuídos em seis regiões diferentes da área: Capitólio, Shenandoah Valley, Chesapeake Bay, Southern Virginia, Northern Virginia e Coastal Virginia. As rotas sugeridas pela própria organização (que podem ser baixadas gratuitamente aqui) são fundamentais para decidir o que é possível ver em um mesmo dia.

The Edgar Allan Poe Museum

Edgar Allan Poe Museum, em Richmond

Gazebos, lagos, esculturas, labirintos feitos de plantas, topiarias, fontes e às vezes até mesmo o interior de alguns cômodos das casas podem ser visitados.

Os tours custam de 15 a 50 dólares e podem ser comprados online ou nos próprios locais. O dinheiro arrecadado é destinado a projetos de restauração e preservação de jardins históricos do estado.

Maymont, Virginia

Maymont Foundation, em Richmond

A primeira edição da Historical Garden Week aconteceu em 1927, quando o Garden Club of Virginia conseguiu impressionantes 7000 dólares para salvar árvores plantadas pelo presidente Thomas Jefferson em pessoa em Monticello, sua casa no estado (você já deve ter visto o desenho do local cunhado nas moedas de 5 cents), que, aliás, também pode ser visitada. Até hoje a organização sem fins lucrativos já arrecadou mais de 17 milhões de dólares pela causa.

Leia mais:

Nenhum comentário, deixe o primeiro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar