Chapada das Mesas, no Maranhão, agora tem vôo desde Brasília

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Poço Azul, Chapada das Mesas

Poço Azul, Riachão

A cia. aérea goiana Sete, com forte atuação no Norte e no Meio-Norte, andou anunciando uma expansão de rotas por Maranhão e Piauí. Chegou a falar em voar a Barreirinhas (porta de entrada dos Lençóis Maranhenses) e Parnaíba (que hoje só conta com dois vôos semanais, da Azul, que fazem a rota Fortaleza-Parnaíba-Teresina).

De concreto, porém, até agora só apareceu este novo vôo a Carolina, no Maranhão, a melhor base para explorar a Chapada das Mesas.

Trata-se de uma extensão do vôo Brasília-Palmas-Araguaína, que é feito em turboélices Embraer 120, de dois motores. Três vezes por semana (às segundas, quartas e sextas), quem chega a Araguaína pode continuar viagem a Carolina num turboélice Cessna Caravan, de um motor.

A viagem de Brasília a Araguaína leva 2h40 (com meia hora em solo em Palmas); o trecho de Araguaína a Carolina dura 20 minutos. A saída de Brasília é às 11h02; de Palmas, às 13h04; de Araguaína, às 14h22. A chegada em Carolina acontece às 14h47. O vôo de volta sai de Carolina às 15h, e depois da conexão em Araguaína e da escala em Palmas chega a Brasília às 18h47.

Desembarcar direto em Carolina faz com que você economize 220 km de estrada desde Imperatriz (ligada a vôos por jato a São Luís e a Brasília) ou 110 km de estrada, mais uma travessia de balsa, desde Araguaína.

Devido ao monte de escalas desde Brasília e ao equipamento utilizado, esta rota é mais interessante para quem vai combinar Jalapão com Chapada das Mesas, embarcando em Palmas.

Leia mais:

Nenhum comentário, deixe o primeiro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar