#Linkódromo | Chengdu: pandas-gigantes e cozinha picante, n'O Olhar Nômade

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Chengdu

Foto | Carla Lencastre

Olha quem está na blogosfera de viagem: a talentosíssima Carla Lencastre, que foi editora do caderno Boa Viagem do Globo por mais de dez anos.

Em julho ela começou a rechear o seu O Olhar Nômade (CarlaLencastre.com) com uma seleção das melhores viagens que já fez.

Um dos primeiros relatos escolhidos foi o da viagem a Chengdu, metrópole do oeste chinês que é ao mesmo tempo um pólo de TI e o endereço de uma reserva de pandas-gigantes -- e ao juntar o turismo de negócios com o de pandas, tem uma ótima estrutura para receber o visitante.

Incluir Chengdu num tour pela China também proporciona a oportunidade de provar a mais interessante das culinárias chinesas, a (apimentadissima) vertente de Sichuan, in loco.

Quer saber como, quando e mais porquês de uma viagem a Chengdu? Dá um pulinho n'O Olhar Nômade. E já aproveita pra favoritar o endereço grin

Bem-vinda, Carla!

Leia n'O Olhar Nômade:

1 comentário

Carla Lencastre

Muito obrigada pelas boas-vindas, Ricardo. Incluir Chengdu em um roteiro pela China sem dúvida torna a viagem bem mais apimentada!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar