Fifa vira tema de exposição no Museu da Máfia, em Las Vegas

Heloísa Dall'Antonia
por Heloísa Dall'Antonia

Museu da Máfia , em Las Vegas

Fotos | Natalie Soares

Alguns chamariam de “piada pronta”. O escândalo da Fifa vai se tornar tema de exposição do Museu da Máfia (300 Stewart Avenue, tel. 702-229-2734, aberto diariamente das 10h às 19h, ingressos a US$ 21,95 na bilheteria e US$ 19,95 online), em Downtown Las Vegas. “The ‘Beautiful Game’ Turns Ugly” (algo como “o jogo bonito vira feio”) começa em 1º de setembro e promete mostrar um olhar incisivo sobre a corrupção na organização que comanda o futebol internacional. Fotografias e notícias de imprensa vão desenhar a trajetória histórica do problema.

“Com nosso crescente número de visitantes de lugares como Inglaterra, México, Brasil e Itália, o escândalo da Fifa fornece um exemplo especialmente ressonante das diferentes formas que o crime organizado pode assumir”, comenta Jonathan Ullman, diretor executivo da atração turística.

As acusações de que algo no reino da Fifa estava podre pairava a mais de dez anos sob a instituição, mas foi uma recente investigação do FBI que acabou por denunciar o problema. Chuck Blazer, um representante da Fifa, admitiu em 2013 ter recebido propina para garantir que a África do Sul fosse escolhida como sede da Copa de 2010 e aceitou gravar, para a justiça, conversas com outros membros do grupo. Foi assim que, em maio de 2015 o sistema judicial norte-americano acusou formalmente 14 executivos de terem recebido mais de US$ 150 milhões em suborno nos últimos 25 anos.

Al Capone é alvo no Museu da Máfia

Frase de Al Capone no Museu da Máfia

Al Capone é alvo e filósofo de lindas palavras no Mob Museum

O Mob Museum oferece três andares de informações sobre a história da máfia e sua ligação com dezenas de assuntos, "uma parte da história que pode não ser bonita de ver, mas é verdadeira", segundo o próprio museu. A luta da justiça contra os criminosos também ganha espaço, além de áreas dedicadas a Bugsy Siegel (afinal falamos de Vegas), Al Capone e Lucky Luciano; parte da parede de tijolos em que foram mortos membros da gangue de Bugs Moran no Massacre do dia de São Valentim; uma sala de júri e até um espaço de treinamento virtual da polícia. É ÓBVIO que também tem lojinha.

Lojinha do Museu da Máfia

Leia mais:

3 comentários

val
valPermalinkResponder

eita Brasil!!! haja museu pra documentar nossas " piadas prontas" ( por assim dizer...)

luciana
lucianaPermalinkResponder

Estive lá em 2012. O museu é sensacional!!!! Vale muito a pena ir, mas para aproveitar bem é preciso fluência no inglês, sobretudo para o início da visita (quando fui havia uma parte iterativa, com atores que nos inserem no contexto da época: bom demais!!). Também havia um documentário sobre as filmagens de "O Poderoso Chefão" : muito bom.

Angelo Pavan
Angelo PavanPermalinkResponder

"Você pode destruir muito mais com uma palavra amável e um dinheiro desviado no bolso do que você pode com uma palavra amável sozinha"! smile

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar