Toronto: arquitetura vitoriana, arte moderna e cenas de cinema no Distillery District

Heloísa Dall'Antonia
por Heloísa Dall'Antonia

Distillery District, em Toronto

Em 1990, quando a destilaria Gooderham & Worts encerrou suas atividades, depois de 153 anos de história em Toronto, ninguém sabia exatamente o que aconteceria com o local. Os mais de 55 mil m² da área, repleta de prédios de arquitetura vitoriana, constituíam um pedaço vivo da história canadense -- afinal, a empresa produtora de bebidas como rum e uísque já havia sido, durante o século 19, a maior destilaria do mundo.

Distillery District, em Toronto

A “segunda vida” da área veio naturalmente. A área da Gooderham & Worts se tornou a principal locação cinematográfica do país. Durante uma década, mais de 1700 filmes usaram o lugar como cenário – e é por isso que ao cruzar seus portões, nerds de plantão vão se lembrar do início de “X-Men”, na cena em que Magneto descobre seus poderes ao ser encarcerado num campo de concentração.

Distillery District, em Toronto

Distillery District, em Toronto

Em 2001, a Cityscape Holdings Inc. adquiriu a área com a ideia de transformar a destilaria e suas mais de 40 construções em um vilarejo acessível apenas para pedestres, inteiramente dedicado à cultura e ao lazer.

Assim, em 2003, The Distillery District (55 Mill Street, tel. 416/364-1177, aberto diariamente das 11h às 19h de segunda à quarta; até às 20h de quinta e sexta; e até as 18h aos domingos; aos sábados, das 10h às 20h) abria mais uma vez seus portões para moradores e visitantes de Toronto, oferecendo obras enormes ao ar livre, escolas de arte, restaurantes, cafés, algumas lojas e galerias.

Distillery District, em Toronto

Distillery District, em Toronto

Distillery District, em Toronto

As ruas de tijolinhos do Distillery District também funcionam como palco para algumas esculturas modernosas bem interessantes. “IT”, do artista Michael Christian, foi inspirada em 'Guerra dos Mundos', de H. G. Wells, e parece uma aranha de metal de 12m de altura. Já “Still Dancing”, que lembra um pião, tem quase 11m e foi criada por Dennis Oppenheim.

Distillery District, em Toronto

Distillery District, em Toronto

Uma série de eventos artísticos gratuitos acontece no espaço. Consulte a programação aqui. Durante o verão e parte do outono, aos domingos o Distillery District abriga uma simpática feirinha de produtos alimentícios e artesanais. Para saber quais lojas estarão em cada edição, acompanhe o site. O fim do ano também é especial na região, que ganha ares de feira de Natal europeia.

Heloisa viajou a convite da Canadian Tourism Comission.

Leia mais:

3 comentários

Alexandre Costa

Eu fui ao Distillery District e adorei! Tem um Balzac´s Coffe em um galpão muito bem decorado! Vale demais a visita!

Breno
BrenoPermalinkResponder

Estive lá em abril, e o lugar realmente é muito bonito e agradável (certamente mais ainda agora, na estação quente). Vale citar a chocolateria, imperdível, sobretudo para os viajantes chocólatras (o chocolate hot spicy é de fazer arder os beiços, mas uma delícia!). É fácil de chegar, tanto com o tram que corre paralelamente ao lago Ontario, no sentido leste-oste e vai de West-Queen-West a The Beach, como a pé, como fiz, uma caminhada de menos de meia hora a partir do St. Lawrence Market.

Carmen Teresa Gama

Estive lá em agosto2017. Parada obrigatória em Toronto. Várias lojas, bares e restaurantes descolados. Vale a visita!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar