Enquete | Viagens longas de avião: o que você faz para passar o tempo?

Natalie Soares
por Natalie Soares

Entretenimento de bordo: o que você faz para passar o tempo no avião?

Em algum lugar entre Chile e Austrália

Quando recebi a confirmação da viagem para a Austrália, minha primeira reação foi pensar o que eu faria ao longo das 14 horas de voo entre Santiago e Sydney -- além, é claro, de tentar cochilar um bocado.

Logo me abasteci de muito entretenimento e trabalho: livro novo, revistas, séries e filmes no tablet, novas playlists de músicas no celular e uma porção de guloseimas para me distrair. E ainda levei informações para trabalhar nos posts atrasados e bateria extra na mochila, afinal, depois de tantas horas no ar, não tem note ou smartphone que resista a longas horas de uso contínuo.

Quando era criança, lembro da minha mãe colocando na mochila algumas revistas de palavras cruzadas, livros de colorir, gibis e até um joguinho de dominó. Pode não parecer, mas naquela época ainda não tinham inventado Angry Birds.

E remédios? Vale cogitar tomar algo para dormir? Crianças, não façam isso sem orientação médica. Receitinhas e sugestões de automedicação combinadas com qualquer outra variação encontradas em fóruns de discussão e Facebook podem ser uma bela roubada.

Entretenimento de bordo: o que você faz para passar o tempo no avião?

Chegando em Sydney na volta de Byron Bay

O que queremos saber: você tem alguma dica essencial para passar o tempo no avião? O que fazer na hora daquele tédio danado? E quem viaja com crianças? Como deve ser essa preparação para evitar contratempos durante voos muito longos?

Roupitcha confortável no corpo e garrafa de água na mão, então vamos aos comentários!

Natalie viajou a convite do Turismo da Austrália.

Mais enquetes:

39 comentários

Hugo
HugoPermalinkResponder

Como sou alto fico bem apertado na cadeira, o que dificulta bastante o sono. Normalmente vejo filmes e levo um livro para ler. De vez em quando, se o voo for muito cansativo, jogo alguma coisa no ipad também.

De noite ainda consigo dormir, mas de dia é bem difícil.

Um detalhe é que gosto de ler no livro de papel mesmo, que infelizmente é grande e pesado. Por isso vou "economizando" na leitura, já que só dá para levar um livro mesmo.

E logo que entro no avião já acerto lo relógio para o horário do destino e já tento ir entrando no ritmo.

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Ah, sim! esqueci disso: também já atualizo meu celular/relógio com o horário do destino logo ao embarcar para já ir psicologicamente entrando no clima wink

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Não tomo nada para tentar dormir no avião, nem cogitaria por N motivos. Minha dificuldade em dormir em voos se revelou um tremendo trunfo na minha vida: como não durmo, sofro muito pouco com o jetlag, não importa o destino (aguento firme sem dormir até dormir no horário "normal" do destino visitado e já acordo 100% no dia seguinte). Para passar o tempo, vejo o máximo de filmes possível - como tô sempre em trânsito, tenho muito pouco tempo para ir ao cinema e, como as boas cias aéreas capricham em filmes recém lançados na programação nos ares, me atualizo muito na cinemania durante as longas horas de voo (e adoro; sou capaz de assistir cinco filmes num mesmo voo sem cansar). No mais, sempre levo revistas e livros para se cansar da filmaiada e, eventualmente, abro o notebook para adiantar o trabalho (ou minimizar os atrasos de deadlines razz ) no trajeto. Roupa muito confortável, meia 3/4 de compressão no durante, levantar de vez em quando, comer leve e beber muita água completam meu ritual dos ares smile

Yuri Torres
Yuri TorresPermalinkResponder

Sempre levo Kindle, revista impressa e não consigo passar mais de 10 minutos com cada um, me bate um tédio terrível. Daí vou pro sistema de entretenimento e não consigo ver um filme por mais de 20 minutos. Há dois meses atrás, quando voltava da Austrália com escala em Dubai/Milão/Lisboa (52 horas no total), comecei meio que no desespero assistir um filme de ação, gênero que não tenho o costume de assistir com frequência. Parece que tinha descoberto a cura de alguma doença, tamanha era a minha felicidade de ultrapassar os primeiros 20 minutos e conseguir me entreter. smile

Paulo Torres
Paulo TorresPermalinkResponder

Eu alterno entre os filmes de bordo, algum bom livro (viva o kindle que faz com que 3568 livros na bagagem de mão pesem ZERO!) e uma ou duas revistas compradas no aeroporto.

Mas acabo passando boa parte do tempo dormindo mesmo, mesmo com 1m90 consigo me acomodar bem na classe econômica. (Ajuda que sempre durmo pouquíssimo na noite anterior ao voo: na ida, pela ansiedade, e na volta para aproveitar cada segundo do último dia de viagem.)

Nádia
NádiaPermalinkResponder

Boa pergunta!

Bom, eu sou cinéfila, então já entro no voo desesperada pra ver os filmes disponíveis!
Sempre levo um livro, mas normalmente acabo fazendo uma maratona de flmes mesmo...sempre vou de econômica e acho que os filmes distraem melhor durante as horas de desconforto!
Antes sempre queria ir na janela por causa da vista, da emoção de ver o destino chegando, mas depois de muitos perrengues por causa dos vizinhos que dormiam 10h direto sem me deixar ir ao banheiro, acabei achando o corredor o melhor lugar do mundo!

Thaisinha
ThaisinhaPermalinkResponder

Um dia eu quero ser rica pra poder viajar só de executiva... onde dá pra dormir...
Dormir na econômica: impossible!
Felicidade não se compra.. mas conforto.... haha
Eu levo revistas de moda (deixo os livros ais densos para ler em solo). Costumo também ler o guia do destino para onde estou indo)
Abraços,

Erica A
Erica APermalinkResponder

Meu sonho numa viagem longa é dormir o voo todo. Mas NUNCA deu certo. Entro e no avião e pareço um bebê que dorme pouco. Durmo uma hora, fico outra hora acordada, volto a dormir mais uma hora e fico nesse ciclo a viagem toda. Obviamente chego destruída, principalmente quando o voo é noturno. O que eu faço é assim que chego no avião ver o que está disponível para assistir e faço a lista. Também levo o Kindle - mas sempre ando com ele, tão indispensável quanto a minha carteira.

Outra coisa que me ajuda demais é levantar sempre que possível. Existe uma diferença gritante entre as viagens longas que fiz na poltrona do corredor e as no meio ou janela. Vou ao banheiro mais distante do avião, para fazer uma micro caminhada. Fazendo isso o tempo passa mais rápido para mim. Quando estou na janela, dependo da boa vontade dos outros, aí levanto só uma vez e a viagem fica dureza. Outra mágica é mudar o relógio assim que entro no avião.

Voos de até 2 horas são ótimos, não dá tempo de fazer quase nada. Voos com mais de horas também são ótimos, consigo criar uma pequena rotina do que fazer. Voos entre 2-6 são terríveis para mim. Fico perdida sem saber o que fazer, nem sempre tem entretenimento, fica aquela sensação está chegando e não chega nunca....

Cândida Silva

Em voos longos, vejo filmes, leio livros no Ipad, ouço música, ando pelo avião... Não tenho muita facilidade de dormir nesses espaços exíguos. Uma vez indo de São Paulo a Istambul, (12h na poltrona!),fiz tudo isso. Na volta, pedi pra uma companheira de viagem um remedinho e dormi todo o trajeto!

yara xavier
yara xavierPermalinkResponder

Nunca tive problemas para dormir: sou capaz de fazer isso até em pé! Então, assisto um filminho, como aquelas porcarias que nos oferecem como se fossem iguarias, nunca recuso o vinho. Depois durmo e só acordo para o café da manhã, ou melhor, um pouco antes, que é para pegar o banheiro livre.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Sou do time da Yara. Tô sempre tao exausta ao ir ou voltar que luto p terminar um filme . Xará do comandante diz q eu poderia trabalhar pq sou capaz de dormir 6hs bem era. A próxima será c um bebe. Dicas please1

Erika
ErikaPermalinkResponder

Quando o vôo é curto ou longo, sempre levo um livro...De preferência com umas 400 páginas! Aí vou dando uma economizada na leitura e intercalando com filmes...Eu não consigo dormir em vôos, às vezes consigo só na volta, por estar cansada da viagem, então tento me distrair assim...

Marcia Palhares

Não durmo bem em aviões, e sempre tomo um remedinho pra ajudar a controlar a ansiedade. Estou pensando em comprar um kindle, para diminuir o peso dos livros. Vejo os filmes também, gosto muito. Não dormir também não me atrapalha no dia seguinte. Ah, não dispenso o vinho não, mas bebo muita água. Mas confesso que se pudesse, iria de executiva, um sonho cada vez mais distante....

Claudia Calvet

Eu fico lutando com o medo e com a ansiedade! Amo viajar mas detesto avião!! Não consigo dormir, fico no dorme-acorda com qq tremidinha... Não durmo nem qdo viajo de business class (por privilégios da familia do marido que trabalha na United)... Fico pulando de filme pra filme e lendo a Bíblia pra me acalmar!

Marcie
MarciePermalinkResponder

Antes de mais nada - e já com medo de apanhar! - eu informo que, se o voo for noturno, eu durmo. Como bebê. Quando o voo é diurno, que eu odeio, diga-se de passagem, eu alterno entre colocar as séries em dia e ler. O maior problema do voo diurno, pra mim, é que me dá fome, o tempo todo. Então sempre levo lanche. Aliás, eu sempre levo comida a bordo.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Sou do seu time, Marcie! Se o voo é noturno, eu durmo mesmo! (Durante a VAM Paulinho ameaçava não me acordar pra jantar, porque eu entrava no avião e já capotava... wink )

Marcie
MarciePermalinkResponder

Carla, eu tenho duas amigas que se r-e-c-u-s-a-m a viajar comigo... wink

Cris
CrisPermalinkResponder

Eu sou do tipo que na grande maioria das vezes, não consigo dormir em avião, mesmo em viagens longas.

E dentro daquele apertinho que é a classe econômica, nunca consegui sequer pensar em fazer alguma coisa muito diferente além de ver os 53423353 filmes disponíveis nos sistema de video on demand, escutar as músicas da minha playlist ou ler revistas de bordo.

Não sou de levar revistas ou livros meus na bagagem de bordo, para não ficar cheia de tralha, então, o maximo que eu faço é fazer download de algum tipo de material de leitura para o tablet. Não baixo vídeos para não acabar com a capacidade de armazenamento do iPad.

Algumas vezes eu me distraí com joguinhos do video on demand ou do iPhone mesmo. Eu posso ficar horas jogando Mahjong!! Em alguns casos, o video on demand tem canais com informações turísticas e culturais de diversos destinos da companhia aéra, e então, também uso essa ferramenta para me distrair.

Mesmo com tudo isso, tem momentos que parece que o tempo não passa! Aí eu fico acomanhando a rota do aviao, rsrs, apenas para ficar mais ansiosa vendo que ainda falta muito para chegar.. (Viajar de Porto Alegre para Lisboa direto tem sua praticidade, mas olha, nesse voo dá para perceber como o território do Brasil é grande, pois antes do avião sair de nosso espaço aéreo, a pessoa já se sente entediada, kkk).

Algumas vezes fiz viagem longa em avião sem sistema de video on demand, somente com aquela tela quadrada do "tempo do onça" para a cabine inteira, e meu deus, a sorte que foi em uma das 5% das vezes em que eu estava mais cansada e com sono do que ansiosa, e assim, eu consegui milagrosamente dormir a viagem inteira!

Abs,

Cris

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Amo viajar mas odeio avião. Simplesmente não faço nada. Fico pensando na vida ou tiro um rápido cochilo e volto a ficar pensando no nada. Não gosto de ler em viagem, nem ver filme, nem conversar com a minha companhia. O máximo que faço é ficar olhando o mapa para ver quanto falta pra chegar.

Izabella Zava
Izabella ZavaPermalinkResponder

Quase não durmo em avião porque dormir pra mim já é um problema. Então, mesmo nem sempre sendo possível, amo vôos diurnos porque aí eu vejo um filme atrás do outro e a hora passa mais rápido e chego menos moída. Infelizmente a maioria que pego é noturno, aí eu vejo um filme e depois apelo ao remédio pra dormir e aí dou só umas cochiladas e morro de inveja do meu marido que se deixar dorme antes do avião decolar!
Sobre a fome no vôo diurno, depende da empresa. A klm enche a gente de comida! E eu sou uma das únicas pessoas que gosta de comida de avião rs.
Mas, confesso...sonho com a executiva!

Maria Luiza
Maria LuizaPermalinkResponder

Como dormir em avião é algo que, infelizmente, desconheço, preparo minha mochila com bom livro, 2 revistas (moda e viagem), guia de turismo da cidade/país destino, beliscos e iPad com filmes e os jogos costumeiros. Acabo lendo pouco por considerar incômodo ao outro passageiro manter a luz acesa, mas vejo filmes disponíveis no avião e o que levei. Quando não tenho mais o que fazer, jogo. É muito incômodo o espaço disponível para a classe turística, mesmo aqueles plus, quando consigo vou de executiva, mas é mais raro.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Hoje em dia eu durmo sem problemas em voos noturnos, mas não tive essa facilidade sempre, para mim foi um aprendizado. O que me faz toda a diferença é tomar alguns pequenos cuidados para diminuir o desconforto. Gosto, por exemplo, daquelas poltronas que têm um suporte para a cabeça, mas acho insuportáveis aqueles travesseirinhos usados em volta do pescoço; uso máscara para bloquear a luz e protetores de ouvidos, para me isolar ao máximo; só viajo usando roupas confortáveis, como calças molinhas e sapatos fáceis de tirar (e calçar depois, mesmo com o inchaço nos pés).

Praticamente aboli as bebidas alcóolicas em voos. Cheguei à conclusão de que eu não dormia apenas pelo desconforto, não por falta de sono. Então prefiro dormir as poucas horas disponíveis (porque o número de horas normalmente é menor do que em casa mesmo...) sem provocar mais o sono, para não perturbar o meu dia seguinte com sonolência.

Apesar de conseguir dormir no avião à noite, eu sou uma fã dos voos diurnos. Não são a minha escolha sempre, porque não deixam de ser uma perda de tempo que poderia ser aproveitado no destino, mas se forem a única opção, eu aproveito sem culpa. Passo horas vendo filmes (o que não consigo fazer em voos noturnos porque me dá sono), lendo no Kindle e vendo revistas.

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

O Kobo facilitou MUITO minha vida, pois viajava com 3 livros (uma vez levei dois e fiquei sem leitura na volta, foi traumatizante). Mesmo com ele, ainda levo um de papel para qualquer eventualidade. Também procuro assistir pelo menos um filme e tento dormir em voos noturnos. O voo longo que pego com mais frequência é o Fortaleza-Lisboa, pois evito descer pra pegar conexão em SP e dura só 6h40, então não é muito enfadonho...

Michele
MichelePermalinkResponder

Eu também levo meu Kindle e uma revista a tiracolo, mas não consigo ler por muito tempo. A leitura é normalmente o que faço primeiro porque acho que a luz incomoda os demais passageiros na "madruga do voo".
Também sou cinéfila, se o sistema de entretenimento e a programação forem bons eles tiram meu sono, caso contrário coloco um bom fone, música levinha, um bom protetor para o olhos e tento dormir um pouco.
Se o horário de chegada no destino for no começo do dia e tiver compromissos me obrigo a descansar, caso vá chegar no final do dia faço o contrario que é para tentar me ajustar aos horários locais.

Helena
HelenaPermalinkResponder

A melhor coisa pra passar o tempo é conversar. Além disse diminui o estresse. Quando o sono me vence, acabo dormindo um pouco. Quando fui à China, o voo de SP a Joanesburgo durou 14 horas e de lá até Pequim, mais 11 horas. Nunca tinha voado por tanto tempo. Achei que não conseguiria. O primeiro trajeto foi tranquilo. O avião estava vazio e consegui até deitar nas poltronas do meio. No segundo trajeto, o voo estava lotado. Foi muito difícil. Assistia filmes, conversava, acompanhava o voo na tela, comia, cochilava, andava e ainda faltava muito tempo para chegar. Depois desta viagem, acho que encaro qualquer outra.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Eu durmo fácil, mas tento me enrolar ao máximo e dormir o mínimo possível. Vou assistindo filmes do entretenimento de bordo até onde o sono permitir. Ultimamente dormir no avião tem me deixado cheia de dores no corpo. Fish class é isso aí wink

Levo livros no kindle e leio bastante quando não há interesse nos filmes disponíveis no avião...

De itens de papel, curto muito ler as revistas de bordo, leio todas, voos nacionais e internacionais. Leio no início e no final do voo, quando precisamos ficar offline. Também me divirto com as revistas de compras - mas não compro nada, hehe.

Semana que vem vou ter minha primeira experiência com entretenimento com criança, viajando com a sobrinha, vamos ver como vamos nos sair. Certeza de tablet carregado e com bateria extra, papel, lapis ... e não sei ainda o que mais, hahaha!

Fabio Baiense
Fabio BaiensePermalinkResponder

Bom, já que ninguém falou, vou comentar minhas experiências com criança.

Já acostumei meu filho a sempre se preparar para a viagem, então ele mesmo já leva um 3DS, Ipad e besteirinhas pra comer. Complemento com filmes do sistema de entretenimento de bordo e fechou, ele vai tranquilo. Damos sempre preferência a fila de três poltronas e quando ele dorme joga as pernas ou cabeça no meu colo ou da mãe. Ele adora avião, então tudo é alegria.

Em compensação eu sofro bastante. Tento kindle ou filme/série, mas me dá sono. Aí tento dormir, mas não consigo pelo incômodo. Ainda não aprendi a manha de dormir sentado.

Pra mim viajar na "executiva" é ter uma poltrona vazia ao lado da que ocupo. Me jogo de ladinho, com as pernas dobradas, e durmo feliz da vida!

Tati
TatiPermalinkResponder

Acho que todo mundo faz a mesma coisa, né? Levo leitor digital, vejo filmes ( das últimas vezes eram tão chatos que nem consegui ver) e durmo. Chego na cidade e já embarco no horário do lugar, jet leg zero! Aliás, dormir é o que menos faço quando viajo (na cidade), deixo uns dias de férias na volta para isso.

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Viagens longas significam, quase sempre, grande mudança de fuso horario!
Assim, minha dica é priorizar a adaptação de seu organismo ao novo horario que lhe espera no destino final.
Assim que entrar no avião, acerte seu relogio para a hora da cidade destino e procure se manter acordado no avião durante o tempo que for necessario para seu organismo ja ir se acostumando ao novo horario que lhe espera durante a viagem.
Assim, a viagem pode não ser das mais confortaveis, mas isso te ajudará durante a estadia , que é o mais interessa

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Ótimo post, Natalie!!. Eis meu plano básico em voos longos. Minimizar ao máximo tudo que puder causar desconforto físico e mental. Sempre que posso tento voar à noite. Considero sempre o assento conforto. Um dia antes, só refeições leves e muita água. Levo uma roupa leve (moletom, casaco confortável e havaianas), colírio e solução nasal (para evitar ressecamento) e um bom fone isolante acústico. Celular, tablet , revista, livros e muita leitura off-line sobre o destino. No voo como o menos possível. Medicações para dormir ou álcool de jeito nenhum. Leitura no começo e fim. Depois do serviço de bordo, um chá e escovar os dentes ajudam a dormir. Essa fórmula tem dado certo. Boa viagem a todos.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Nossa avião é uma coisa muito complicada na minha vida...
to com viagem marcada para a europa e já sofrendo aqui...
Sempre levo diversão ipad etc... mas depois de sofrer 2 acidentes de avião (turbina explodir no ar + despressurização combinado com pouso de emergência muito pânico de gente louca e horas presa no solo + mergulho na pista com quebra de trem de pouso e derrapagem) é muito difícil ficar calma e me distrair...
Qualquer turbulência é igual a desespero na certa!

Mas ainda não desisti de conhecer novos lugares mesmo com medo!
Um raio não cai 3 vezes né!

Milena - Viver Plenamente Paris

Começo com os filmes, é o tempo que tenho para colocar em dia os filmes que não consegui assistir ou ver novos. Tento assistir 1 ou 2, então quando realmente não aguento mais desligo para dormir. Passo um bom creme no rosto, hidrato as mãos, ou seja, cuido um pouco de mim. Mesmo o sono sendo leve e interrompido por idas ao banheiro, caminhadinha até o fundo do avião para esticar as pernas e beber agua, consigo descansar bem. Depois acordo e assisto mais 1 ou dois filmes, uma refrescada no rosto, nas axilas e, ops, chegamos!!! Chego no destino em plena forma, nem um pouco cansada e pronta para curtir mais uma viagem! Se for na volta, faço a mesma coisa, mas tento descansar o maximo pois sei que volto a trabalhar no mesmo dia ou no dia seguinte grin

June
JunePermalinkResponder

Taí algo que não tenho problemas. Isso por que em voos longos não me importo de pagar mais pela classe executiva. Então garanto conforto. Além disso levo o kindle com alguns livros (sempre tenho uma penca de livros na lista), assisto filmes e durmo demais (sou dorminhoca mesmo).

Eduardo Barros Leal

Este ano irei a Istambul, Dubai, Abu Dhabi, Jerusalem e Tel Aviv, vejam só a tortura, Fortaleza/São Paulo, 3:30 hs, São Paulo/Istambul, 11:30hs, Istambul/Dubai, 3:00 hs. após 5 dias, Dubai/Istambul, 3:00 hs. Istambul/Tel Aviv, 3:00 hs, e após 10 dias Tel Aviv/Istambul 3:00 hs, Istambul/São Paulo, 11:30 hs, São Paulo/Fortaleza, 3:30 hs.
Só viajando bêbado.

Lucilene
LucilenePermalinkResponder

Leio revistas e livros, revejo filmes de ação ou comédias românticas. Nunca vejo um filme novo ou de arte naqueles monitores minúsculos.

Julio Vicari
Julio VicariPermalinkResponder

Dependendo do tempo da viagem , dormir é a melhor solução para passar o tempo

Adelaide Rossini de Jesus

Durmo bastante,que bom que tenho tempo para isso ! Faço palavras cruzadas,leio livros,assisto filmes e escrevo tudo o que penso em fazer quando chegar ao meu destino e que ainda não esteja anotado em meu caderninho de viagem.Aproveito para testar algumas palavras no idioma que vou ter que enfrentar. O próximo é o chines,alguém para me dar algumas aulas ?

Sheila Domingues

Durmo, leio, vejo um filme, leio alguma coisa, durmo, vejo outro filme... Sou muito tranquila pra viagens longas de avião!

Beatriz
BeatrizPermalinkResponder

Leve também umas cartinha sde pergunta se respostas

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar