Enquete | Na sua opinião, que cartão postal é superestimado?

Natalie Soares
por Natalie Soares

caminito buenos aires

Caminito, Buenos Aires

Em 2011 um tema sacudiu os corredores dos blogs de viagem: quais lugares para onde uma única viagem já basta? Em meio à categoria "viu-tá-visto", rolou até uma blogagem coletiva com cada um contando suas histórias e mostrando sua lista secreta.

Extrapolando esse tema, outro dia me peguei pensando que às vezes um destino é muito interessante e merece ser visitado, mas alguns cartões postais são, digamos assim, um pouco superestimados. Já ouvi relatos que colocavam a Estátua da Liberdade em Nova York, a Lombard Street em San Francisco e até a Torre Eiffel em Paris nesse grupo.

Então eu começo: coloco o Caminito em Buenos Aires e o Checkpoint Charlie em Berlim na minha versão pessoal. Agora é a sua vez.

Entrando na seara dos assuntos que despertam fortes emoções e dividem as torcidas apaixonadas, queremos saber: qual foi o cartão postal mais superestimado que você já visitou?

Mais enquetes:

241 comentários

Cristina Prado

Niagara Falls... o meu colega canadense que me levou avisou antes: "se você já foi a Foz do Iguaçu, vai achar sem graça", mas como eu estava a trabalho , e a alguns quilômetros de distância, não foi tão perdido.
Praia do Futuro, Fortaleza - isolada, sem graça, com quiosques caros e sem segurança.
Tambaba, Paraíba - tudo bem que o foco não é a natureza, mas o naturismo, mas a praia é mais ou menos.
Brasília - tudo é caro e os museus ficam longe dos hotéis. As construções são imponentes, mas só podem ser vistas de fora. Aí, é mais fácil ver pelo Google View...Fora que o ar é seco e quente.
Terraço Itália / Prédio do Banespa - ver São Paulo do alto é só para quem gosta de concreto...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar