Quito nas alturas, a bordo do TelefériQo

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Telefériqo

TelefériQo

Conhecer o circuito histórico de Quito, com suas igrejas magníficas e seus casarões centenários, é sem dúvida emocionante. Mas, para outro tipo de emoção, aquela do gênero "friozinho na barriga", vale a pena fazer uma pausa na programação cultural para se aventurar no TelefériQo.

TelefériQo

Estação de embarque

A atração é recente -- tem apenas 10 anos -- mas já virou uma das favoritas na cidade para quem vem de fora e para quem mora por ali (e, por isso, convém evitar finais de semana). Em cabines fechadas com janelões de cima a baixo, e que acomodam até 6 pessoas sentadas, o teleférico leva ao topo do morro Cruz Loma em 10 minutos.

(E aqui eu aproveito para informar que o Empire State Building mede 381 metros, e o Burj Khalifa, 828 metros, antes de dizer que a estação final está numa altura 1000 metros acima da estação de embarque.)

TelefériQo

De dentro da cabine

O percurso até o topo é (felizmente!) bem suave e renderia fotos lindas se a cor das janelas não deixasse tudo num tom feioso, meio sépia. Melhor se despreocupar quanto aos cliques e aproveitar a visão panorâmica: repare na vegetação que muda quanto mais se sobe, e acompanhe a cidade ficando miúda ao longe.

TelefériQo

TelefériQo

TelefériQo

Morro Cruz Loma

Chegando lá em cima, é caminhar (devagarzinho, olha o mal de altitude!) de mirante em mirante, torcendo para que o tempo abra pelo menos um pouco.

TelefériQo

TelefériQo

Vista de Quito

Com sorte, você vai ter uma bela vista das montanhas, da cidade e do cume do vulcão Rucu Pichincha. Sem sorte, num dia enevoado como o da minha visita, a paisagem também não é de se jogar fora.

TelefériQo

Trilha? Só com bom preparo

Quem for mais aventureiro, e estiver bem aclimatado, pode fazer a trilha que segue Rucu Pichincha acima. Segundo a sinalização do parque, é uma baita pernada de 5 km. Juízo, hein?

Como visitar

TelefériQo

TelefériQo

O TeleferiQo funciona todos os dias, das 8h às 20h.

O ingresso custa 8,50 dólares.

A melhor forma de chegar à estação é de táxi, que do centro histórico até a base do TelefériQo custa cerca de 5 dólares.

Com transporte público, no terminal La Marín (para quem sai do centro histórico) e na avenida Colón (para quem sai de La Mariscal) passam os ônibus Trans Alfa (La Comuna Ruta 131). Peça ao motorista para saltar próximo à rua que dá acesso ao TeleferiQo; a passagem custa 25 centavos de dólar. Da rua Mariscal Sucre saem vans gratuitas que levam à bilheteria a cada 10 minutos.

No dia do passeio

  • Suba bem abrigado; no topo, o frio e o vento não são brincadeira;
  • Leve água e calce sapatos confortáveis;
  • Não esqueça do protetor solar, mesmo se o dia estiver encoberto;
  • Guarde o ticket de entrada; ele precisa ser apresentado para a descida, também.

Mariana viajou a convite de Quito Turismo.

Leia mais:

7 comentários

Jacqueline Vital

Boa Tarde! Estou adorando as dicas de Quito... Estarei lá em janeiro e confesso que estava meio perdida. Mariana, você que visitou a cidade recentemente, teve algum problema relacionado à segurança? Agradeço desde já e parabéns pelo site!

Mariana Amaral

Oi, Jacqueline! Andei pelos principais pontos turísticos e achei tudo tranqüilo. A praça principal é bastante policiada. Acho que é só questão de ficar atento, assim como nas grandes cidades aqui do Brasil. Dá pra aproveitar que o táxi é baratinho para circular pela cidade com mais conforto e sem esquentar a cabeça. Aproveite, é um lugar lindo wink

Alexander Czajkowski

Jacqueline, também estivemos lá recentemente e nos sentimos seguros. Tem algumas regiões a serem evitadas a pé, como o morro onde está a estátua da virgem. No escritório de informações turísticas eles certamente vão te lembrar disso. Os ônibus são bem baratos mas geralmente estão cheios, então se teu orçamento permitir, aproveite o taxi barato! Além das dicas que a Mariana já passou, recomendo muito um free walking tour com o Ovi (vc encontra no trip advisor) e participar da troca de guarda no palácio de governo (acho que todas as segundas, 11hs - chegue cedo pois lota). A visita guiada dentro do palácio tbm é gratuita e achamos que valeu! Boa viagem!

Erika - Blog Próxima Trip

Muito legal. Não há tanta info sobre o Equador nos blogs brasileiros, então estou gostando da série. Tenho vontade de conhecer Quito e o restante do país, principalmente a região dos vulcões.
smile

Alexander Czajkowski

Oi Erika, tudo bem?
Em nossa viagem pro Equador neste ano conhecemos a região de Latacunga, próxima ao Vulcão Cotopaxi e Quilotoa. Vale muito! Também caminhamos no Vulcão Chimborazo, próximo de Riobamba. Se tiver tempo, não deixe de conhecer a cidade de Baños, foi um dos lugares mais incríveis que já visitei, em termos de natureza, trilhas e opções para turismo de aventura. Boa viagem!

Valdinho Pellin

Vou ao Equador em Janeiro. Ficarei 15 dias explorando o país. Obrigado pelas dicas.

Caio Lobato
Caio LobatoPermalinkResponder

Moro em Quito há dois anos. Quanto a segurança pode ficar tranquila. A cidade é bastante policiada e segura, somente tome cuidado na região próxima ao parque El Egido e sul da cidade (parte não turística). Quando acontece algum assalto são com canívetes ou pequenos furtos. Nesses dois anos vivendo aqui não escutei nenhum caso de roubo a mão armada.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar