Cinque Terre: limitação de número de visitantes é só uma proposta

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Cinque Terre com limite de visitantes

Cinque Terre com limite de visitantes? A notícia saiu esta semana com estardalhaço em jornais ingleses, como o Guardian. E, claro, já apareceu leitor desesperado por instruções de como garantir seu passeio pelos vilarejos mais fotogênicos da Itália, encravados no topo de penhascos debruçados sobre o Mar da Ligúria.

Calma no Brasil! Trata-se apenas de uma proposta dos dirigentes do Parco Nazionale Cinque Terre, anunciada no dia 15 de fevereiro -- e muito mal recebida pelas autoridades do governo e do turismo locais. "Nada mudará", declarou um assessor do turismo das Terre no dia 23.

A intenção dos ambientalistas é reduzir o número atual de visitantes, de 2,5 milhões por ano, para 1,5 milhão. Ao impor um limite de diário de visitantes -- o numero chiuso --, o parque dificultaria sobretudo a visita de grupos de passageiros de navios de cruzeiros, que cada vez mais aportam em La Spezia ou Gênova, fugindo de destinos estigmatizados pelo noticiário recente, como Tunísia e Turquia.

Caso a restrição vá adiante, é bastante provável que o acesso a forasteiros seja regulado pelo Cinque Terre Card, um cartão que já existe e dá direito a usar o trem, os ônibus e eventualmente as trilhas (sentieri) abertas. (Desde as chuvas de 2011, no entanto, as trilhas mais baixas e curtas -- incluindo a mais famosa, a Via dell'Amore, que é praticamente um calçadão ao longo do costão -- estão fechadas aos caminhantes.)

Daqui do meu box eu não tenho como avaliar se a proposta vai adiante ou não, mas se a limitação vier, acredito que será positiva.

Fique tranqüilo: se impuserem o numero chiuso e Cinque Terre com limite de visitantes se tornar uma realidade, vai ter um passo a passo aqui no Viaje na Viagem para você não perder seu passeio smile

Leia mais:

7 comentários

Danilo
DaniloPermalinkResponder

Gostei muito do post...rs
smile

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Olá! Primeiramente, muito obrigada pelo conteúdo de extrema qualidade que sempre encontramos aqui. Estou com viagem marcada para a Europa para o finalzinho de abril e uma das etapas é justamente um cruzeiro que aportará um dia em La Spezia. Pesquisei todo o passo a passo para fazer Cinque Terre por conta própria, mas agora estou com receio dessa proposta vir a ser aprovada até lá e isso impactar de alguma forma o passeio. Será que é possível que ela seja decidida tão rápido? Muito obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Não temos como saber meandros da política italiana. Somos um blog radicado no Brasil. Acompanharemos o noticiário, é o que está ao nosso alcance.

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Muito obrigada pelos esclarecimentos, VnV! grin

Marcia Palhares

Olá, bóina, Riq e trips! Justamente reservando Cinque terre em setembro. Estou pensando em fazer assim: Rio -Roma - Veneza (2 noites); Veneza - Florença 3 noites; Florença - Lá Spezia 3 noites; Lá Spezia - Roma - Rio de Janeiro. Total de 8 noites. Já começo Venez e Florença. Aceito pitacos, por favor.
Desde já, obrigada.

Alice Valente
Alice ValentePermalinkResponder

Tive o prazer de conhecer esse lugar lindo na minha lua de mel! Meu passeio foi bate e volta saindo de Gênova de trem.

Fabiola
FabiolaPermalinkResponder

Tb fiz bate volta (mas de Florença) - espero que o Ricardo não leia este comentário!!! Foi realmente corridinho, mas até que pudemos aproveitar bem as Terre, inclusive com parada para almoço. Os trens entre as Terre demoraram muito, e costumam atrasar...então achei que este é o único empecilho para fazer o bate volta...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar