Bordeaux ganha a Cité du Vin, 'o Guggenheim do vinho'

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

fachada-museu-vinho-bordeaux

Fotos | Divulgação

Acaba de ser inaugurado, em Bordeaux, o que o prefeito da cidade apelidou de “o Guggenheim dos vinhos”: a Cité du Vin, um museu enorme, moderno e high-tech dedicado a mostrar a história da bebida, desde os primórdios da civilização. E oferecer uma tacinha pro visitante no final, obrigada. smile

exposicao-museu-vinho-bordeaux

Desenhado para lembrar o balançar da bebida em uma taça, o prédio tem oito andares, ocupados por exposições permanentes e temporárias, salas para leitura especializada, lugares para degustações, wine bar, restaurante e uma livraria. O acervo principal detalha, em pouco menos de 20 salas, toda a história do vinho, sua relação com a terra e o homem, seu papel na mitologia e nas religiões.

vinhos-parede-museu-bordeaux

telas-apresentacao-museu-vinho-bordeaux

telas-navio-museu-vinho-bordeaux

Uma das maiores atrações da Cité du Vin é uma experiência multissensorial que tem lugar numa sala circular, com projeções em 360º, sons e aromas. Há também um auditório que receberá concertos e outras exibições culturais.

teatro-museu-vinho-bordeaux

No topo do prédio fica o bar Belvedere, com vista privilegiada para a cidade, com o Port de la Lune e o rio Garonne em primeiro plano. É o lugar ideal para provar a taça de vinho que está inclusa no valor da entrada. E mesmo os pequenos visitantes têm direito a ela -- só que cheias de uma das variedades de sucos de uva disponíveis. O teto, composto por milhares de taças, é outra das originais ideias do espaço.

detalhe-teto-tacas-museu-vinho-bordeaux

E num ambiente desses, até a loja tem de ser caprichada: com uma oferta bem grande de vinhos de todos os lugares do mundo, há tablets com vídeos explicativos sobre cada um deles, feitos por sommeliers top no mercado.

detalhes_museu-vinho-bordeaux

Cité du Vin

    150, Quai de Bacalan, tel. 33/(0)5-56-16-20-20 | Aberto diariamente; fecha apenas 25 de dezembro | Horário; de junho a agosto: das 9h30 às 19h30; outros meses, confira aqui) | Ingresso: 20 euros (com direito a audioguia em 8 idiomas e 1 taça de vinho de 50ml no Belvedere). Site oficial: aqui.

Em junho: Bordeaux Fête le Vin!

Vai estar em Bordeaux entre 23 e 26 de junho de 2016? Aproveite para conhecer a festa bienal que celebra o vinho na cidade, a Bordeaux Fête le Vin (Bordeaux celebra o vinho). Dispostos à beira do rio Garonne, ao longo dos quais Louis XVIII e Richelieu, pavilhões oferecem as mais diversas variedades da bebida, além de petiscos pra não ficar com o estômago vazio. Uma escola de harmonização e espaços dedicados à história do vinho também fazem parte do evento, que traz mais de 80 sabores diferentes da região. A cada noite, acontecem dois espetáculos: às 23h, o Images Sounds & Lights, que aproveita a fachada do Palais de la Bourse para ambientar os visitantes no universo das vinhas; e uma queima de fogos sobre o rio às 23h30. Nas proximidades há também tours organizados por vinhedos e apresentações da Orquestra de Bordeaux.

Há vários tipos de passes para o evento (dependendo do que você quiser incluir no passeio, ou se pretende conhecer sabores mais raros). Até 20 de junho, comprar pela pré-venda sai por 16 euros. Durante o evento, os ingressos começam em 21 euros.

Como chegar a Bordeaux

Bordeaux está a 640 km de Paris, mas o TGV direto (tem vários horários ao dia sem nenhuma parada intermediária!) liga as duas cidades em 3h18. A saída é da gare Montparnasse.

Leia mais:

7 comentários

Michele de Oliveira Capiotti

Estou aqui organizando uma ida até Bourdeaux.Agora fiquei com mais vontade ainda. Valeu VnV, sempre disponibilizando informação super útil e atualizada smile

Caroline
CarolinePermalinkResponder

Gostaria de saber se vale a pena fazer um bate-volta até Bordeaux desde Paris. Minha outra opção seria fazer uma parada em Bordeaux a caminho de Barcelona. O que é melhor?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Caroline! Três horas para ir, três horas para voltar é muito puxado para bate-volta. E Bordeaux não está no caminho de Barcelona, está próxima do Atlântico. Em qualquer uma das alternativas, durma de uma a três noites por lá.

Cibelli Aparecida Rosa

Vale fazer um bate e volta de Bordeaux a Rocamadour?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cibelli! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

mirna
mirnaPermalinkResponder

Oi, Cibelli! Estive em Rocamadour e Bordeaux em junho passado e não aconselho fazer um bate-volta entre as duas. Além de puxado (meio longe),você talvez fique com a sensação de que o esforço todo não foi compensou porque embora Rocamadour seja bonitinha e construída de forma meio única,não é assim uma "brastemp", entendeu? O que SIM valeria muitíssimo mais a pena seria vc sair cedo de Bordeaux e ir até Sarlat la Canéda (que é um show!), pernoitar lá e no dia seguinte ir bem cedo para Rocamadour, passar 2 horinhas lá e seguir para le gouffre de Padirac (a uns 20 kms de lá) para fazer o passeio dessa gruta (isso sim de tirar o fôlego!). No meio da tarde vc volta para Bordeaux se tiver pressa. Caso contrário, aproveite para conhecer melhor o Périgord Noir que é uma "senhora" região nas margens do rio Dordogne em torno de Sarlat com localidades encantadoras muito próximas umas das outras,tipo: La Roque Gagéac,Beynac (com o castelo de Ricardo Coração de Leão), os jardins de Marqueyssac em Vézac, o castelo de Milandes e muito mais! Vai por mim, essa pequena extensão de 2 ou 3 dias vai valer muuito mais a pena! Bon voyage!

Renato
RenatoPermalinkResponder

Dordognes sem duvida, Margaux sem duvida, Sauternes sem duvida

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar