Enquete: qual foi seu maior erro ao planejar uma viagem?

Natalie Soares
por Natalie Soares

Erro de planejamento de viagem: não ficar mais tempo em Rothenburg

Rothenburg ob der Tauber, Rota Romântica

“Na teoria, a prática é outra”, já diria o antigo ditado. Você seguiu a cartilha e fez a lição de casa: pesquisou bastante, leu os posts aqui do Viaje na Viagem, pediu dicas para o amigo que acabou de voltar de viagem e soltou uma pergunta para os seus contatos no Facebook. Mesmo assim, voltou com a sensação de que faria alguma coisa diferente no seu próprio roteiro? Você não está sozinho.

Google Maps e planilhas de excel geralmente costumam aceitar todas as nossas ideias por mais malucas e corridas que possam parecer. Somente ao chegar no destino, percebemos que comemos bola e isso é mais normal do que imaginamos, como a caixa de comentários da enquete “Tempo demais, tempo de menos” nos mostrou.

Agora é hora de abrir o coração e contar seu segredo: qual foi o maior erro que você já cometeu ao planejar uma viagem?

Eu começo: alugar um carro para conhecer Washington e não usar o sistema de transporte público + bicicleta + táxi + caminhadas (me deem um desconto, era muito novinha e quase sem experiência de viagem). Montar bases equivocadas na Rota Romântica também entrou recentemente para o hall das escolhas erradas. E por fim, outro deslize que consegui me livrar recentemente seguindo o bom conselho do comandante, foi parar de reservar aqueles voos promocionais que sempre partem nos horários mais impossíveis da madrugada.

Se você pudesse voltar no tempo, qual erro de planejamento de viagem tentaria evitar?

Participe também:

219 comentários

Danielle
DaniellePermalinkResponder

Chegando Paris na estação fomos comprar o cartão de 3 dias do transporte público..um espetinho com a farda da estação se apresenta para ajudar..e como o valor dos cartões dava 54 euros..ele pegou 100 euros para dar o troco e sumiu.... outro erro foi achar que economizariamos alguns euros indo de ônibus..compramos uma passagem de uma companhia Flixbus...a mais barata...maior furada.. estação ruim..não tem acento marcado...o banheiro não prestava...não parava para comprar lanche..16 horas de viagem um horror..não usem
Flixbus....

Jana
JanaPermalinkResponder

Escolher um hotel nas férias de verão e não ter reparado que não havia ar-condicionado nos quartos. Mandei muito mal?

Sonia ferrari
Sonia ferrariPermalinkResponder

Fazer compras logo na primeira cidade e carregar malas pesadas nos trens por 40 dias.

Sheila Domingues

Pesquisar apenas a opção metrô/trem para sair do aeroporto em Amsterdã e, chegando no país no dia do maior blecaute das últimas décadas, ficar completamente à mercê do diz-que-diz-que, que nos fizeram usar dois ou três ônibus e gastar mais tempo e dinheiro do que o necessário!

sandra
sandraPermalinkResponder

Comprar passagens da Nile air
Comprar passagens da Spirit
E comprar passagens da Ryanair!
E, acho que finalmente agora eu aprendi, em todas o barato custou caro!

Dillemba
DillembaPermalinkResponder

Deixar de alugar carro para conhecer o Vale do Loire. Fomos de trem até Amboise, que creio ser a cidade mais atrasada do mundo. O plano era ir de lá para Chenonceau de ônibus ou táxi, porque o trem levaria mais de 3hs. Num belo sábado de setembro, alta temporada, não, hoje não tem ônibus. Táxi? A funcionária do Office du Torisme gentilmente ligou para os 7 táxis da cidade e nenhum podia (ou queria?) ir à Chenonceau. Resultado: fomos para Blois, onde tem navette, ônibus, táxi, o que se quiser para ir à Chambord. Chambord ficará para este ano.

Dillemba
DillembaPermalinkResponder

Ops! Chenonceau fica para este ano.

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Pegar um taxi na estação de trem de Víena (Wien Westbahnhof ). Estava com mala e não quis pegar ônibus ou metrô. Me dei mal. Peguei um motorista vigarista que me cobrou 48 euros por uma corrida que não daria mais de 10 euros. Até agora não sei como aquele taxímetro marcava esse valor absurdo. Talvez ele não tenha zerado e eu não percebi.

Neusa
NeusaPermalinkResponder

Pegar um táxi na Estação de trem em Amsterdã para o hotel. Não verificamos a distância antes. Simplesmente o hotel ficava a pouco mais de 500 metros. Daria para ir andando tranquilamente. O motorista do táxi, nos levou de cara feia, depois entendemos porque , e ficou tão aborrecido que tirou nossas malas do carro e as jogou na calçada.

Clé
CléPermalinkResponder

Cheguei de trem à estação de Nice. Estava com uma mala grande e outra de bordo. Não tinha elevador. Escada rolante somente do outro lado da plataforma!
Fui informada que no início de 2018 já haverá escada rolante ( estava em fase de construção).
Além disso, me arrependo de ter me hospedado próximo à Gare de Nice, longe dos principais pontos turísticos. Recomendo hospedagem perto da Praça Massena ou na Promenade d'Anglais.

Rita
RitaPermalinkResponder

Compramos o passe de trem para usar na Suíça através de um site aqui no Brasil. Pagamos bém mais caro. O passe polêmica ser comprado na estação de trem e mais em conta. Faltou pesquisar .

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rita! Comprando no site da cia suíça, http://www.sbb.ch/en você não teria pago mais caro.

Roberto
RobertoPermalinkResponder

Fiz mais ou menos a mesma coisa em Dijon. O taxista até avisou que o hotel ficava próximo, mas já tinha carregado as malas no trem vindo de Paris, estávamos com duas malas - uma grande e uma média, uma bolsa, uma malinha pequena e mais um pacote com umas 4 garrafas de vinho e já tinha subido e descido a escada umas duas vezes na estação que não me importei, paguei a corrida de 10 euros com satisfação! Como alugamos um carro na cidade para andar em volta, desisti de voltar no trem com toda essa bagagem e fomoe de carro até Paris.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Erro 1: contratar uma excursão pela Andaluzia. Nunca mais viajo de excursão! Erro 2: Comprar as passagens de trem de Porto para Lisboa pela internet com antecedência. Lá é bem mais barato e compra na hora.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gabriela! Se você compra no site da própria cia. portuguesa, http://www.cp.pt , paga mais barato. Isso acontece com todas as cias nacionais. Você deve ter comprado na Raileurope, que nem sempre oferece os mesmos descontos que as cias nacionais. Deixar para comprar passagem de trem só ao chegar na Europa não é uma boa dica.

Raquel Leite
Raquel LeitePermalinkResponder

Calcular mal os gastos por dia no Chile! Considero que um pouco foi arrogância hehe pq vi que o custo la era alto, mas achei que eu conseguiria gastar menos por estar acostumada com viagens baratas, comer na rua, andar muito, etc. No fim, precisei sacar dinheiro pra não ficar sem fazer as coisas!

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Comprar um espetáculo para a noite da data em que cheguei ao destino após 12 horas de viagem, em um fuso horário que estava 6 horas atrás do BR. Conclusão: cerca de 30h sem dormir direito, o espetáculo começava às 10h no horário local, que eram 4h da manhã no meu relógio biológico. Foi uma luta e tanto pra me manter acordada e não perder o show!

Andrey
AndreyPermalinkResponder

Ter planejado um tour por vários estados dos EUA e ter deixado pra comprar as passagens aereas qdo cheguei lá achando que encontraria td mais barato... me dei mal!

Andrey
AndreyPermalinkResponder

Ter pêgo taxi no aeroporto de Paris... me enfiou a faca e dps vi que tinha trem que interligava com o metrô...???

Andrey
AndreyPermalinkResponder

Não ter impresso o check in da Ryanair... cheguei no aeroporto, tive que pagar 75euros para deixarem eu viajar e para imprimir meu check in...

Ah.. o vôo era de 45€!!

???

Andrey
AndreyPermalinkResponder

Ter tomado um trem de Paris para Versailles sem comprar o ticket e ter levado uma
Multa de 50€!

Josiane
JosianePermalinkResponder

Passei por isso tb em 2015. Não tínhamos lido sobre a necessidade de fazer check-in antecipadamente e a multa saiu bem mais cara q a passagem. Peguei tanta raiva q decidi não voar nunca mais pela empresa. Prefiro pagar mais caro em outra empresa.

Regina
ReginaPermalinkResponder

Fazer um pernoite em cada local e planejar saídas muito cedo , extremamente cansativo e pouco proveitoso, procuro agora fazer no mínimo dois pernoites , evitar loucuras seguidas de sair 6 horas da manhã , as viagens não ficam prazerosas se tornam massacrantes

Larissa Correa

Concordo! Nunca mais compro vôo de volta antes das 14h. É péssimo sair do hotel cedissimo. E em horarios assim nunca tem trem, você fica refem dos taxis. E isso na Europa é muito caro. as vezes mais do que a diferença do vôo que você compou cedo pq era mais barato! De fato, as vezes o barato sai caro... muito caro!

Rita Souza
Rita SouzaPermalinkResponder

Meu erro é sempre achar que um mês de viagem é suficiente.. . Agora o planejamento é de dois meses.

Maria Aparecida Chiavenato Perrelli

Não teria pego dois trens pra chegar na cidade para ir ao aeroporto. Aí, outro trem pra chegar nele.

Inalda Regina Paz

Fiquei 8 dias na Islândia no último mês de fevereiro, baseada em Reykjavik, e preferi não alugar um carro, por receio de trafegar na neve. Acho que cometi três erros. O primeiro, por achar que uma semana era suficiente para ver a aurora boreal (todos os posts e blogs que consultei diziam que com uma estada de 5 dias no inverno seria quase impossível não ver uma aurora), não reservei nenhum passeio de “caça à aurora”: peguei uma semana de baixa atividade solar e não vi nem umazinha. O segundo, deveria ter alugado um carro, pois praticamente todas as atividades turísticas são localizadas próximas às estradas, que são ótimas e muito fáceis de se trafegar. Além disso, como terceiro erro, ficar estacionada em Reykjavik não foi uma boa ideia. Com um carro, em 8 dias pode-se andar pelo país inteiro, parando am cidades pelo caminho e conhecer Sul e Norte do país. Vi apenas o sul, em viagens de bate e volta, todas caríssimas além de longas. Foi uma viagem maravilhosa, mas poderia ter custado muito menos e ter abrangido muito mais locais.

Felipe N
Felipe NPermalinkResponder

Ter ido a Moscou e não ter visto o corpo de Lenin pois os horários que ficam abertos à visitação são hiper restritos...

Marcelo Pereira

Tentar repetir um hábito de quando eu era bem mais jovem - fazer p check out no hotel de manhã com a partida somente à noite para aproveitar o dia e economizar uma diária. Todo o processo de pedir para o hotel guardar as malas, sair pra aproveitar a cidade e no final precisar voltar ao hotel antes de ir para o aeroporto pra buscar as malas e não ter um local para descansar um pouco, tomar um banho antes da viagem acaba sendo muito exaustivo e gera uma irritação desnecessária.

Luiz Chaves
Luiz ChavesPermalinkResponder

Ter alugado um apartamento pela AirBnB em Marselha e não reparar que no prédio não tinha elevador. O apartamento era no 4º andar. Exatos 92 degraus. Maior furada.

Douglas Cardinot

Fiquei uns dias em Roma e, a caminho de Veneza, estava ali no maps a linda Florença. Por que não? Para economizar e optimizar o tempo decidimos chegar de manhã de trem em Florença, sem hotel nem nada, passar o dia inteiro lá (com os mochilões) e, na madrugada seguinte pegar um trem noturno para Veneza, que pelo que havíamos visto levaria umas 6 horas. Chuva em Florença, sem hotel, mortos de sono, numa cidade fantástica que o cansaço não nos deixou aproveitá-la. Para piorar, quando finalmente entramos no trem noturno para Veneza e dormiríamos um pouco, entram uns 50 funcionários de uma fábrica gritando a viagem inteira e não dormimos nada. Acha que acabou? O trem só levou umas 4 horas até Veneza e chegamos lá umas 4 e pouca da manhã, tudo fechado, escuro, com fome e o check-in só seria às 14h. O que eu teria mudado? Teria passado a noite em Florença e ido no outro dia depois do almoço pra Veneza. Nossa economia não valeu nem um pouco. Não vale a pena. Essa é minha dica... Mas, claro, na época com pouquíssima grana (cerca de 10 euros pra gastar por dia) foi bom e nos permitiu conhecer a bela Florença que espero agora voltar com calma em breve.

Yara Leal
Yara LealPermalinkResponder

Encher a agenda na visita à Disney é de dar de curtir os hotéis maravilhosos

Adene Muniz
Adene MunizPermalinkResponder

Os táxis dos aeroportos de Paris são tabelados: €50 a partir do Charles De Gaule e €35 do Orly. Isso desde 2016 e por causa da concorrência com o Uber. Se você estiver com pouca bagagem é uma boa pegar o trem até a Gare du Nord e de lá o metrô até a hospedagem. Se estiver com muitas malas ou malas grandes, desaconselho, porque a maioria das estações do metrô não tem elevadores ou escadas rolantes. Desaconselho também ir de trem até a estação Chatelé. De lá saem várias linhas de trens e metrô mas a estação parece um labirinto.

Sara
SaraPermalinkResponder

Flixbus é ótimo, sim! Ja usei em viagens até 10h, dormindo durante a noite toda. A questão é o horário em que se viaja de ônibus e por quanto tempo.

Jansen Sarmento

Meu maior erro de viagem foi o de ter ido para a Rainbow Mountain, no Perú, sem ter me aclimatado direito da altitude em Cusco... Moral da história: não consegui chegar até o fim e fiquei mais dois dias passando mal por conta do passeio...

Walter De Biase

Foi ter ficado com carro alugado em Roma. O trânsito é louco e as tarifas de estacionamento são muito caras.

Larissa Correa

Meu pior erro de planejamento foi visitar a cidade de Avène na França quando a estação termal estava fechada, no outono. Parecia uma cidade fantasma, só tinha 1 trem para chegar e 1 trem para ir embora (de Beziers). O trem de volta era tipo 19h. Ás 14h já não tinha o que fazer, tive que pagar 80 euros para voltar a civilização e não esperar até as 19h no unico lugar coberto da cidade: os correios... (porque choveu o dia todo). Ai se arrependimento matasse. pelo menos, agora, rende boas risadas. (mas no dia só rendeu lágrimas)

Flavio
FlavioPermalinkResponder

Maior erro? Visitar Amsterdam numa segunda-feira! Cidade totalmente suja, após as festas de final de semana. Um nojo...

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Fui para gramado no verão sem pesquisar como era a temperatura, acabei ficando em um hotel sem ar condicionado, em um calor infernal e ainda descobri depois de umas duas horas no quarto, que a camareira tinha deixado o aquecedor ligado para piorar um pouco.

Tânia
TâniaPermalinkResponder

Compartilhar quarto de hotel e programação da viagem com uma pessoa desconhecida, que se mostrou grosseira e completamente sem noção.

Márcia Garrett

Eu e meu esposo planejamos muito bem nossa viagem .Ficamos setenta dias , visitamos Espanha, França e Itália.
Foi tudo bem ,apenas não cuidamos do tempo .Pegamos muito frio em outubro e novembro na Itália.Por já ser início do inverno.Muitos lugares de turismo fecham suas atividades isso foi ruim, além que turista com chuva , ventos e temperatura abaixo de zero ninguém merece.

Murilo Mathias

Comprei passagem para Bahamas de barco, saindo do porto de Fort Lauderdale e fui parar na ilha Grande Bahamas, quando pretendia ir para Nassau. Chegando lá não tinha outro transporte marítimo e tivemos que pegar um voo. Tremendo furo!

Cintia
CintiaPermalinkResponder

Financeiramente falando, foi comprar peso argentino no Brasil. Só tinha ido ao exterior uma vez e levei euro (Portugal). Paguei em dezembro de 2013 aqui: um real para 2,65 pesos; lá eu peguei 3,60 pesos com um real. Depois disso, só dólar e um pouco de real para os países hermanos.
De vacilo de reserva, não reservei conhecer a pintura da Santa Ceia em Milão.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar