Testamos o novo esquema de visita ao Cristo Redentor; vans agora também saem da Barra

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Centro de Visitantes Cristo Redentor

Semana passada fui conferir o novo Centro de Visitantes das Paineiras, criado para centralizar o embarque por via rodoviária ao Cristo Redentor, a atração mais visitada do Rio de Janeiro. O edifício já estava funcionando, mas o novo sistema de visitação ainda não tinha sido implantado.

Centro de Visitantes Cristo Redentor

Voltei na última terça-feira (dia 9), anonimamente, para ver se o esquema já estava operando. E fiquei positivamente impressionado: estava tudo funcionando conforme anunciado. Só o restaurante ainda não estava aberto (mas os bares estavam). No mais, não tive muito trabalho para atualizar o post original: praticamente só precisei trocar as fotos e mudar os tempos verbais.

Corcovado Centro de Visitantes

Fui num dia cheio, mas num horário não tão concorrido: minha van saiu do Largo do Machado às 15h15. Todas as etapas do sistema de acesso (a ida do Largo do Machado ao 'hub' do Centro de Visitantes; o embarque centralizado para o alto do Corcovado; a volta da estátua ao Centro de Visitantes; o reembarque na van que me levaria de volta ao Largo do Machado) transcorreram com fluidez.

Cristo Redentor

Com a organização do acesso via Centro dos Visitantes, a desorganização da visita lá em cima, na estátua, fica mais evidente. Já está na hora de ser criado um circuito de visita com espaços definidos para fotografar a vista e o Cristo. A saída da área do monumento é bem caótica, quando os passageiros das vans precisam apresentar o bilhete para sair pela catraca mas têm o espaço ocupado pelos passageiros do trem que não têm espaço suficiente para formar sua fila de embarque. A Cúria Metropolitana, que administra o espaço, poderia importar o know-how que modernizou o acesso no Centro de Visitantes.

Centro de Visitantes Cristo Redentor

Conheça o novo Centro de Visitantes e o novo esquema de visitação ao Cristo neste post. E veja como comprar ingresso e chegar ao Cristo (de trem ou van) neste post.

Nova van da Barra para o Cristo

Centro de Visitantes Cristo Redentor

O consórcio Paineiras-Corcovado lançou esta semana uma quarta rota de van para acesso ao Cristo Redentor.

Além das três rotas já existentes (com saídas da Praça do Lido em Copacabana, da praça do Largo do Machado e das Paineiras), agora também é possível visitar o Cristo Redentor saindo da Barra da Tijuca.

O ponto de embarque é o shopping Città América, com saídas a cada 30 minutos. O trajeto é feito pelo Alto da Boa Vista. Assim como acontece nas outras rotas, o traslado inclui o ingresso ao Cristo. Nos dias de baixa temporada, custa R$ 88; nos dias de alta temporada, R$ 100. Em qualquer dia, crianças de 5 a 11 anos pagam R$ 76; brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil maiores de 60 anos pagam R$ 60. Crianças de até 4 anos não pagam.

Leia mais:

5 comentários

Camila
CamilaPermalinkResponder

Eu fui no Centro de Visitantes e está incrível!!!!!!!!!!!! Tem um Bar lá com a vista da cidade e do Cristo, vale aproveitar para almoçar lá! A exposição parece de primeiro mundo e é gratuita!

Ígor Demolinari

Tive uma surpresa muito positiva ao visitar o Rio nesse fim de semana.
Transporte público funcionando perfeitamente como o Riq já havia escrito e o clima dos jogos olímpicos contagiando a cidade.
Visitei o Boulevard Olímpico que está muito bonito e depois fui para a Pedra do Sal. Que clima legal está vivendo o Rio de Janeiro.
Único ponto negativo ao meu ver foi a confusão que é pra pegar o VLT no centro. Fiscais grosseiros e a máquina não da troco e não aceitava cartão de débito.

Cardoso
CardosoPermalinkResponder

Olá, eu não entendi, são duas vans? 1° até o centro de visitação e a 2°(apos raio x, e tudo mais) até o corcovado?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cardoso! É isso mesmo.

ErikaK
ErikaKPermalinkResponder

Não tive tanta sorte. Fui hoje fazer o passeio. Comprei os ingressos a partir do Largo do Machado. Cheguei com a antecedência sugerida no voucher de 30 minutos. Já esperava que estivesse cheio por causa das Olimpíadas. Mas o problema é que não fazia diferença ter o voucher comprado na internet Colocaram todos na mesma fila (quem tinha ingresso/transporte com hora marcada e quem ia comprar ali mesmo). Por causa dos jogos, poucos eram os brasileiros na fila. O que atrasava ainda mais o andamento uma vez que os atendentes muitas vezes conversavam por gestos.
Vencida essa etapa, bem mais de uma hora depois do horário previsto, no entanto, gostei muito do Centro dos Visitantes.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar