#Linkódromo | O caminho das cervejas belgas, no A Path to Somewhere

Natalie Soares
por Natalie Soares

cervejarias na bélgica

Bar ‘T Brugs Beertje, em Bruges

A história da cerveja belga praticamente se confunde com a história da própria Bélgica. Ao lado de países como Alemanha e República Tcheca, o destino completa o roteiro preferido dos viajantes cervejeiros de plantão (presente!). É por isso que passear pelas atrações culturais de Bruxelas ou Bruges sem dar uma escorregadinha entre uma trapista ou outra é impossível.

Os caminhos do malte e do lúpulo andam tão entremeados que, segundo um guia que conheci na capital, foi em um pequeno bar no coração da Grand Place que Engels e Marx começaram a discutir algumas ideias de seu manifesto entre um copo de cerveja e outro.

Para se aprofundar nos diferentes tipos, rótulos e processos de produção (e aqui estamos falando de uma variedade impressionante de cervejas), uma das melhores maneiras é fazer os passeios guiados pelas fábricas mais famosas da bebida, além, é claro, de fazer uma árdua pesquisa de campo entre os diferentes bares tradicionais.

As marcas mais famosas aqui no Brasil, como a Duvel e a Stella Artois, oferecem visitas pelas suas fábricas, mas fique atento: algumas abadias não costumam abrir suas portas aos visitantes gerais. Por isso, vale sempre confirmar as condições antes de cair na estrada, tendo em vista que muitas delas ficam mais afastadas dos grandes centros e nem sempre possuem acesso rápido de transporte público.

A Nini Ferrari e o Vinny Campos, do blog A Path to Somewhere, publicaram no final de 2015 uma ótima série contando como foram seus dias visitando alguns pontos estratégicos para os cervejeiros na Bélgica. Confira!

Leia no A Path to Somewhere:

1 comentário

Nini Ferrari
Nini FerrariPermalinkResponder

Super obrigada pela indicação!! Que bom que gostaram da nossa série cervejeira! A Bélgica é realmente um paraíso para os amantes da cerveja! Imperdível! =]

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar