Enquete: você tem medo de avião?

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Los Roques

Quem tem medo de avião aí? Até na equipe do Viaje na Viagem temos a nossa cota de medrosos (presente!). Eu sei, eu sei: viajar de avião é muitíssimo mais seguro do que viajar de carro ou de ônibus. Mas, na hora da decolagem, quem é que consegue se lembrar disso? Na 23D, um está se benzendo. Na 5C, outro parece querer esmagar os braços da poltrona. Os tranquilos? Desconfio que metade tomou um uisquinho, um remedinho, ou pelo menos um suco de maracujá.

É um troço que não é racional. Eu, por exemplo, fico logo cismada quando pego um vôo de São Paulo ao Rio e entra aquele monte de global no avião. Galã da novela das 9, apresentadora de canal a cabo, narrador de futebol. Pronto: já penso logo nas manchetes da tragédia. "Morre âncora de telejornal e mais 54 passageiros na ponte-aérea" -- e eu, obviamente, entre os tais 54. (Tirando o dia em que entrou a Nicette Bruno no avião. Pensei: não iam aprontar uma dessas, derrubar avião com a Nicette dentro. Me deu até uma tranquilizada.)

Aprendi no Aviões & Músicas: turbulência não faz avião cair; arremeter é algo corriqueiro (para quem pilota, ao menos), e falha no motor não é suficiente para o avião despencar. No último relatório anual da IATA, consta que em 2016 houve apenas 1,61 acidentes a cada um milhão de vôos comerciais. De repente é uma boa idéia, no próximo vôo, levar tudo isso anotado em um papelzinho.

Queremos saber: você tem medo de avião? O que faz para (tentar) se acalmar? Deixou de fazer alguma viagem por medo? E superstições, adota alguma?

Conta pra gente!

Mais enquetes:

130 comentários

Diogo - Cumbicão

Tenho não, e olha que já passei por umas "boas" turbulências por ai.
Embarco com um olho na estatística e outro na fé! smile

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Não posso negar.. tenho medo sim! Antigamente tomava um calmante pra ajudar, mas hj em dia faço uns exercícios de respiração e sigo em frente. Nunca deixei de viajar pelo medo, agora varias vezes lá em cima já me peguei pensando.. o q q eu tô fazendo aqui?! rsrsrs

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Não tenho medo nenhum. Relaxo na boa. O que me estressa mesmo é mala, check in, passaporte, imigração, fazer seguro viagem, comprar dólares, liberar cartão pra uso no exterior, etc...

Erika - Blog Próxima Trip

Tenho sim, sempre tive. Toda decolagem é um misto de medo (pela viagem de avião) e ansiedade (do destino que está por vir). Tenho a impressão de que se alguém me notar, vai achar que estou voando pela primeira vez grin

Rafael Ferreira

De avião não, de altura sim!

Lilian Routh
Lilian RouthPermalinkResponder

Tranquila eu não fico mas nunca pensei em desistir de nenhuma viagem por esta razão . Não tomo remédio e não bebo e tento não pensar sobre o assunto . Este é um mal necessário para quem ama viajar , conhecer outros países . Já fiz voos mais longos como Japão , China , Nova Zelândia , Australia e é muito desconfortável mas no momento que chego para conhecer algo novo esqueço tudo isto é retorno sempre em 1 mês ou mais para compensar o deslocamento de avião , para esquecer a ida .

SergimPeninha
SergimPeninhaPermalinkResponder

Viagem de pescaria em mil novecentos e antigamente.
Ida: Vinte e três horas até Corumbá no Mato Grosso de Ônibus convencional. Um horror só, até tentativa de assalto teve.
Volta: Pela finada VASP, já que um amigo medroso desistiu por pura supertição. Três horas e dois Bloody Maries com canapés depois aterrisava suavemente em Bh.
Resultado?
Viagem de carro, ônibus, charrete, só se não tiver aeroporto, a grana pedida pela passagem for exorbitante ou for muiiito perto que não compense os perrengues de aeroporto.
Mêdo? Ah, nenhum... De boa mesmo.

Alvaro
AlvaroPermalinkResponder

Tenho pavor. A turbulência me deixa suando frio. Sempre tomo calmante. Ja tive vôo com despressurizacao de cabine, um horror
Apesar de tudo viajo. Ainda nao fui para o exterior nao sei se aguento 10h de vôo

Isabelle
IsabellePermalinkResponder

Tenho. Mas não me impede de continuar muito ansiosa e feliz de pegar o avião de ida (o de volta é sempre ruim rs). Só lembro do medo na hora de decolar e de pousar, o resto do tempo esqueço a não ser que tenha uma turbulência muito forte. E outra coisa: tenho medo de avião pequeno. Airbus não me da medo, me sinto mais segura. Avião pequeno balança mais né? O que me tranquiliza muito é que, praticamente todo voo internacional que eu pego, tem um padre, uma freira, um bispo rs me sinto segura, igual com a Nicette, não fariam a sacanagem de derrubar um avião com uma freirinha linda que está indo para o Vaticano pela primeira vez, por exemplo.

Antonio Bellas

É totalmente antinatural!!!!
O bicho pesa toneladas e existe uma lei chamada gravidade!
Vou, mas sempre tenho certeza que vai cair, por isso faço uma série de rituais que me garantem um voo Seguro (tenho que comprar um livro fora, uma revista já dentro do embarque, camisa cinza p voo internacional e uma cueca p os nacionais, além de uma oração quando mexe na pista)
Fartos cientificamente comprovados que garantem tranquilidade a bordo
Nunca cai, o que comprova minha teoria!!!

Michele Capiotti

Eu tenho medo de enfrentar situações de medo, ansiedade pura. Nada como um ceú de brigadeiro e zero turbulencia não é mesmo? Não sei quanto a vocês mas os voos mais chatinhos que fiz foram voos curtos no Brasil. Nossas condições climáticas variam muito, nesses trechos os aviões são menores e nossos aeroportos, ao menos alguns, parecem ter sido construídos a dedos em locais que não ajudam muito.

SergimPeninha
SergimPeninhaPermalinkResponder

Tenho más notícias! A cor certa da camisa é vermelha, não cinza. Também nunca caiu qualquer avião comigo dentro e sou mais velho que você, por certo. Começa a dar errado a partir dos ... anos.
smile

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Sim, eu tenho medo de ir de avião. Além disso, tenho vertigem. Mas enquanto pegar um avião, é porque eu tenho mais vontade de viajar que o medo de voar.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Eu sou a pessoa mais medrosa do mundo, mas tenho zero medo de avião. Nada, nadica. Não dá pra explicar.
Aliás, é o lugar onde me sinto melhor, onde durmo melhor. Se desse para tirar aeroportos da equação, eu seria uma viajante extremamente feliz. wink

Fabi
FabiPermalinkResponder

Sim, sim, sim...medo a ponto de suar frio e tremer. Tento relaxar lendo um livro, assistindo filmes ou fazendo jogos como sudoku e palavra cruzada. Uma psicóloga me orientou a pensar racionalmente, como quando você disse que dentre milhões de voos houve apenas 1,61 acidentes.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Tenho muito medo. Já perdi passagens mais baratas porque entro no site pra comprar, preencho todos os dados, até mesmo do cartão, e na hora de fechar a compra estou suando e tremendo tanto e com tanta dor de barriga que desisto. Antes de comprar uma passagem é essa novela sempre! Um horror! E o medo vai só até a decolagem. Adooooooro decolar. A sensaçao misturada de ansiedade e êxtase ao decolar é ruim-boa, mas, meu Deus, decolou passa tudo! Aí é só curtir a viagem e imaginar as delícias que me esperam! Detalhe: só tenho medo na ida! Tipo, nompreiro voo. Nos subsequentes, não. Vai entender... O que faço? Respiro, rezo, ligo pra alguém, tomo um remedinho se estiver muuuito nervosa, racionalizo, pq ansiedade é medo e não adianta ter medo; depois que decola é tão bom que só vejo filme, desfruto e durmo! E nessa já conheci lugares e pessoas INCRÍVEIS! Tivesse ficado em casa com medo, não teria enriquecido tanto o meu coração e a minha alma.

Hugo
HugoPermalinkResponder

Não tenho medo não. Decolagem, pouso e turbulência em níveis normais não me preocupam.

Mas quando começa a balançar igual "João bobo" em festa infantil, confesso que rola sim uma apreensão.

Augusto
AugustoPermalinkResponder

Me agarro nas estatísticas e vou tranquilo. Mas às vezes dá uma suada nas mãos, quando algo diferente acontece.

Ines Martins
Ines MartinsPermalinkResponder

Não tenho medo não. Minha única preocupação é saber se minha sinusite vai atacar e vou ter dores horríveis nos ouvidos...

camila
camilaPermalinkResponder

Eu não vou falar que fico super de boa, porque estaria mentindo. Mas, não tenho pavor de andar de avião e até curto. Mas fico bastante nervosa na decolagem e aterrissagem e a idéia de confinamento me deixa um pouco desconfortável.

Paula*
Paula*PermalinkResponder

Tenho muuuuito medo! Um horror! Piorou muito depois que fiz um vôo em um avião pequeno e chovia muito, o troço balançava horrores e o bicho tinha que voar com o bico "suavemente" inclinado baixo (segundo a tripulação para aumentar e estabilidade). Eu só ficava esperando o inevitável encontro com o solo. Affff... que sofrimento.
Depois disso, viajava só com remédio controlado! (mas nunquinha deixei de viajar por medo)
Mas há dois anos tenho viajado apenas com Dramim (pq também enjôo) e levo o tarja preta just in case. ;p
Adotei um ritual que inclui muitas orações, terços, exercícios de respiração, não usar blusa preta e beliscões no marido. Tem dado super certo! wink

Gabriel Britto

Voos comercias? Nenhum mísero medo.
Voos executivos ou helicópteros? Sim, tenho medo.

Philipp Muller

Quem ja voou de Air Koryo nao tem medo de nada!
grin

Josmar Klemba
Josmar KlembaPermalinkResponder

Já tive muito medo! Hoje não tenho mais!
Minha primeira viagem de avião, a quase 10 anos atrás, foi na minha lua de mel.
(foi logo após as grandes tragédias da aviação brasileira). Confesso que, estive mais preocupado com a viagem do que com o casamento! Mas eu encarei e fui!
Cada viagem era um tormento! A ansiedade derruba a gente! Procurei ajuda e também entender como funcionava tudo sobre o avião! isso ajuda muito! Foi uma mudança da agua pro vinho! Tem até livro que fala sobre isso, porém não me lembro do titulo agora.
De lá pra cá, já não dou bola! tanto que uma viagem de 9h Brasil-Eua passa rápido que é uma beleza! Ja fiz centenas de viagens!
Se eu não tivesse enfrentado o problema, NUNCA teria conhecido tantos lugares! Agora tenho outro problema: Vicie em viajar!!! kkkk... Isso sim está incontrolável! kkk...

A mídia em geral tem grande culpa no medo das pessoas! Fazer Cobertura o mês inteiro a respeito de uma tragédia aérea só contribui para que o medo das pessoas aumente! É como diz o ditado: "Agua mole, pedra dura, tanto bate até que fura!" e é por ai: de tanto "falar do acontecido e de x pessoas morreram", que as pessoas que estão assistindo acabam acreditando que o avião é um meio de transporte perigoso e quando chegar a vez de utilizar isso vai acontecer justamente com elas tbm!
Foi exatamente o que aconteceu comigo há anos atrás! Mas eu superei!

Fabi
FabiPermalinkResponder

Concordo com o Josmar! Meu medo também começou após dois acidentes quase seguidos no Brasil...Evito ler e ouvir notícias sobre acidentes, mesmo a mídia fazendo coberturas imensas...

NEMER
NEMERPermalinkResponder

De jeito nenhum. Depois de pousar no Santos Dumont em dia de chuva e ter viajado de Bandeirante sob chuva, não dá para ter medo...

DIOGO CABRAL
DIOGO CABRALPermalinkResponder

Sem medo.
Sabemos que cada vez mais os aviões são mais seguros.

JULIO CESAR KLEMBA

Sim... eu tinha medo de avião. Por questões da mídia que muitas vezes focam demais em certos acontecimentos, muitas vezes levando a pessoa a acreditar em um perigo que não existe acabei tendo receio de aviões, então no meu primeiro voo fui premiado com uma turbulência de céu limpo, o que já serviu para me deixar apavorado por aviões. Uma vez até cheguei a não ir para o aeroporto com viagem marcada de tão doente de pânico que fiquei. Esse foi o fundo do poço, me senti horrível. Então fiquei doente por outros motivos e tive de fazer uma cirurgia inesperada. Do hospital em Curitiba eu ouvia os aviões descendo no Afonso Pena e pensava... como gostaria de estar lá no avião do que aqui no hospital. Depois que melhorei fui procurar ajuda psicológica, técnica e espiritual, buscando reconstruir minha mente por completo, tudo me ajudou muito e me deixou mais confiante e positivo. Comecei a assistir programas de aviação, mesmo aqueles de acidentes, porque sempre ensinavam coisas técnicas o que me ajudava a entender a tecnologia por traz da aviação, então comecei a ser infectado pelo "Aerococos". Mesmo ainda tendo um pouco de medo comecei a me apaixonar por aviões, comecei a ler livros, comecei a jogar Flight simulator, comecei a fazer uns voos e pousos bonitos nele, e uma coisa foi puxando a outra e estuda daqui dali, comecei a ver vídeos no You Tube do programa Voar que passou na TV por um tempo, depois achei o Aviões e Músicas, Aviões e Companhia, Capitan Joe, Capi Leiton, Ju Helps, Aero, Baixado e Travado, Comandante Dantas e uma infinidade de outros (todos no you tube). Esses vídeos me fizeram aprender e entender mais sobre a aviação. Depois daquele ataque de pânico que tive lá atrás e dos tratamentos e táticas que aprendi para ajudar no controle da ansiedade, vi que a ansiedade só durava até chegar no aeroporto, quando entrava lá tudo desaparecia, então fui ficando mais e mais confiante e o medo foi desaparecendo e desaparecendo. Ainda hj tenho um leve receio quando chego ao aeroporto, mas estou com a mente firme e construida para lidar com esses efeitos e armadilhas irracionais armadas por nosso cérebro. Todos os lugares que viajei só me deram alegria e prazer, não deixe de aproveitar isso por medo. Vá em frente, busque ajuda de psicólogos, amigos decentes, vá estudar sobre aviação pra aprender (na internet mesmo) lembre-se do ditado "a verdade vos libertará", busque ajuda espiritual também, construa uma nova mente, tenha coragem que vc vai ver isso ir embora e vc muito feliz e realizado, com sentimento de dever cumprido toda vez que viajar de avião. Sucesso e Boa viagem.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Belo relato!

Ariane Barbosa

Não tenho não, aliás, amo apreciar a passagem lá de cima. rs

Ana
AnaPermalinkResponder

Tamo junto, Diego! Fé na estatística. E no poder do dinheiro: quanto uma empresa perde se cai um avião? ?

Marina
MarinaPermalinkResponder

Eu desenvolvi com a idade. Estou cada vez mais medrosa. Em voos internacionais tomo um remedinho e vinho... rs

Simone Alvarenga de Carvalho

Não tenho medo de avião. Acho muito seguro e viajo bem tranquila, principalmente na classe executiva. Viajei de Paris para Singapura, na executiva da Air France, e só acordei quando o avião posou. Maravilha.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Tenho pavor. Deixei de embarcar quando houve o episódio do vulcão que fechou os aeroportos de Londres. Porém na véspera da minha viagem, a British entrou em contato comigo pra confirmar que o voo iria decolar e se poderia confirmar minha passagem. Cancelei tudo na hora. Tem lugares que deixo de ir pela quantidade de horas de voo que tenho muita vontade de conhecer: Australia, Tailandia, Cingapura. Mesmo assim viajo bastante. Quem sabe algum dia crio mais coragem...

Valquíria
ValquíriaPermalinkResponder

Tenho medo sim...faço uma viagem em outubro, de 14 horas + 3 h. Estou desde fevereiro me remoendo. Fiz outras internas, de 2, 3 horas e já foi tenso.
A minha idéia é entrar na aeronave "calibrada". Ou com remédio para enjôo ou uma bebida...
Sou das que espreme o braço do avião, arregala os olhos, prende a respiração e não queria falar com ninguém...só na oração. Minha serenidade fica antes de eu entrar no aeroporto.

Ana Amélia Oliveira

Eu tenho muito medo, mas nunca deixei de viajar por isso. Geralmente eu tomo um calmante antes de entrar no avião e às vezes consigo dormir boa parte da viagem. Quando isso não acontece, tendo me distrair de alguma forma: ver um filme, ler alguma coisa, fechar os olhos e imaginar que estou dentro de um ônibus. Em algumas situações mais tensas, de turbulência, fiz um trabalho de respiração pra tentar me acalmar. Mas o importante é que o medo nunca foi um obstáculo pra um viagem. Pelo menos até agora.

Helen
HelenPermalinkResponder

Tenho medinho na hora de decolar e quando passa por turbulências, mas sempre penso nos milhares de vôos todos os dias e relaxo. Costumo dormir, ouvir música no celular e assistir filmes no netflix. E nunca deixei de fazer nenhuma viagem não, viajar é a melhor coisa da vida.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Tenho medo sim ! Para viagens longas recorro a um calmante (recomendado por meu cardiologista) para pelo menos dormir algumas horas. Em viagens curtas , na hora da decolagem, seguro meu santinho. Mas nunca deixei de viajar por causa do medo.

vivianemm
vivianemmPermalinkResponder

nunca tive, até cair o avião da air france no atlântico motivado por turbulência (eu sei que tem outros fatores técnicos e humanos envolvidos)... e até me tornar mãe.
agora fico um pouco tensa nas turbulências, principalmente qd estou sem minha filha. mas nada que me impeça de cogitar não voar, nunca. depois q passa, esqueço q estou no avião.

Christhiane Van Der Schaynereder

Tenho medo sim!!! É um suplício! Mais não o suficiente para me impedir de correr o mundo!!!!

Jéssica
JéssicaPermalinkResponder

Nenhum pouquinho. Até gosto! o voo pra mim faz parte do passeio rs
Lembro da primeira vez que viajei de avião, e não faz muito tempo.. achei super emocionante! rs

Rita
RitaPermalinkResponder

Sempre faço minhas orações antes de viajar, seja de carro ou avião. Claro que, quando ocorre turbulência fico apreensiva, pois sou humana. Mas de modo geral viajo tranquila

Renata
RenataPermalinkResponder

Não tenho medo de voar... Mas de alguma intercorrência!! Sempre rezo antes da decolagen pedindo pro "Cara la de Cima" dar uma forcinha pra q não haja turbulências ou quaisquer outros problemas e q o voo siga tranquilo. Sempre funcionou! Rsssssss wink

Nayara Rocha
Nayara RochaPermalinkResponder

Tenho muito medo.
O pior momento é a decolagem, esmago a mão do meu marido e não tenho coragem de viajar sozinha de avião.
Depois de um vôo em que o avião perdeu altitude de uma vez (a sensação é de que estamos caindo) eu preciso tomar um calmante, é impossível me controlar sozinha.
Já deixei de fazer viagens para o exterior por causa de duração do tempo de vôo, já pedi aos prantos para voltar de SP a BH de ônibus por causa do mau tempo.
Me sinto melhor (ou menos pior) e mais segura com companhias aéreas específicas.

Isadora
IsadoraPermalinkResponder

Não tinha medo algum até o ano de 2012. Eu viajava desde os 17 e ia normal, sem remédio nenhum. Em 2012 foi a primeira vez que fui a Europa e estava muito muito ansiosa pq era um sonho q sempre tive. Na hora do vôo, senti então algo q nunca senti antes. Taquicardia, medo absurdo de não chegar no destino sonhado, não relaxava, maos suando e eu tremendo. Na volta tomei dois dramins e vinho e fui um pouco melhor. Achei q isso era só pela ansiedade daquela viagem.mas essas crises se repetiram.cada vez mais forte, a ponto de chegar a sentir tontura e chorar desesperadamente todo o vôo. Senti q precisava fazer algo pq era um martírio pegar um avião. Logo eu, viajante viciada. Fui então a psiquiatra que me diagnosticou e me passou medicamentos por 6 meses e uns específicos pra quando eu fosse viajar. Um pra evitar a taquicardia e outro ansiolitico mesmo. Foi a bênção! Voltei a sentir paz e vou agora numa boa no avião. Fui este ano pra Europa de novo e na ida e na volta, não senti medo algum. Procurem ajuda se for necessário!

Anna Francisca

Muito medo. Perto de uma viagem, penso: "O que fui inventar? Atravessar o Atlântico!", mas vou. Nunca aconteceu comigo e espero que nunca aconteça: aquelas quedas repentinas de altura. Li que está cada vez mais corriqueiro. Um somálio ajuda muito.

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Não tenho medo! E olha que já passei por 2 arremetidas smile Menos dormindo pouco, adoro avião.

Anna Francisca

Michele, no meu último voo, céu azulzinho, depois de várias turbulências, a aeromoça me disse que voar com céu de brigadeiro, ao contrário do que pensamos, é pior. O radar, por falta de nuvens, não consegue detectar o que vem pela frente. E eu confiava tanto naquele céu azul, sem nuvens!

candida silva
candida silvaPermalinkResponder

Zero medo!

Lucia Zanon
Lucia ZanonPermalinkResponder

Já tive mais medo, achava que não suportaria vôos longos, mas nunca me deixei dominar, nunca deixei de fazer uma viagem, já fui aos EUA, Europa, vou de novo esse ano, e posso dizer, o medo pode e deve ser controlado e dominado. Mesmo tendo dificuldade pra dormir, consigo passar as longas horas de vôo com calma e controle. No final, vence a paixão por viajar!

Cecília
CecíliaPermalinkResponder

Não tenho medo de viajar de avião. Fico super tranquila.
Penso da seguinte forma: se eu tiver q morrer de acidente de avião, posso estar em terra q ele cairá na minha cabeça. Já está tudo escrito pot Deus.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Já que uma Xara chegou antes de mim tô aqui só p dizer que a Cristina mãe do mascote VnV 10 anos e mulher do Xara d apelido do comandante morre de medo de turbulência - curioso eh que antes eu só tinha medo viajando a trabalho depois de ser mãe eu tenho medo em qq voo com aquela turbulência que parece que vc tá caindo andares de prédio - e agora me preocupo c o pequeno - não dormi depois de uma turbulência na ida p Miami em Maio mas na volta tava tão cansada que aproveitando que a turbulência foi leve dormi

Adinorá Ferreira

NÃO.Nunca tive.Qdo embarco sempre faço uma prece a Santos Dumont,o pai da aviação,uma prece agradecendo por ter inventado um aparelho que te leva para as nuvens e aterrissa em outro ponto de maneira tão rápida !

Klenize Favero

Eu adorava viajar de avião, até o dia em que peguei uma turbulência muito longa. Depois disso, só de pensar em viajar de avião eu entrava em pânico. Passei 8 anos entrando em avião somente após tomar um tranquilizante. Um dia, um amigo meu, hipnólogo, sugeriu que eu tentasse a HIPNOTERAPIA (HIPNOSE) para vencer meu medo. Pensei: não custa tentar, né? Fiz duas sessões de menos de 15 minutos cada. IMPRESSIONANTE! Nunca mais tive medo algum, mesmo pegando turbulências fortes novamente. Viajar voltou a ser um prazer desde o início.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar