Alitalia: venda adiada (e passagens garantidas) até outubro

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Alitalia garantida

A novela da venda da Alitalia ainda não tem desfecho à vista. Recapitulando: em maio e em setembro de 2017, o governo italiano fez empréstimos-ponte para a Alitalia, que entrou em regime de administração especial até encontrar um comprador. O prazo final para a Alitalia ser vendida ou encerrar suas operações foi fixado em 30 de abril de 2018.

A decisão seria executada pelo novo governo italiano que emergisse das eleições de março de 2018. Mas com o malogro das eleições (nenhum partido conseguiu até agora montar uma coalização para formar um novo governo), o processo perdeu legimitidade. Com isso, o ministro da indústria -- que continua no cargo até que outro governo se forme -- adiou a venda em seis meses.

A Alitalia tem agora até o fim de outubro para conseguir um comprador -- e o novo comprador, até dezembro para pagar o empréstimo-ponte do governo.

Ou seja: as passagens Alitalia compradas para voar até 31 de outubro estão garantidas.

É seguro comprar passagens para depois de 31 de outubro?

100% seguro não é. As circustâncias, porém, apontam para a Itália empurrar o problema com a barriga, já que os partidos que se saíram melhor na última eleição têm propostas populistas (de esquerda e de direita) e provavelmente não queiram meter a mão nesse vespeiro.

Talvez só o que acabe forçando a venda da Alitalia seja a investigação de uma comissão da União Européia que analisa irregularidades na concessão do empréstimo-ponte pelo governo. Pelas regras da União Européia, essa espécie de socorro governamental é tida como concorrência desleal.

Então é com você. Se você acha que não vai aparecer um governo forte o suficiente para liquidar a Alitalia, vá em frente. Mas se você acha que a Europa pode forçar a Itália a fechar a sua cia. aérea na falta de um comprador, não compre passagens para depois de 31 de outubro.

Lembre-se que, no caso de liquidação da cia., é bastante difícil você conseguir recuperar seu dinheiro.

O que aconteceu nos últimos 6 meses?

Desde a última prorrogação da administração especial, em novembro de 2017, a Alitalia expandiu sua malha, iniciando novas rotas e aumentando freqüências. O faturamento tem crescido, mas não o suficiente.

Três cias. se habilitaram a comprar a Alitalia -- Lufthansa, easyJet e Wizzair. Todas se interessam pelas rotas, mas não querem herdar o quadro inchado de funcionários da cia.

Leia mais:

7 comentários

Silvânia
SilvâniaPermalinkResponder

Que alívio! Arriscamos e compramos passagens para Setembro/18.

Nelson
NelsonPermalinkResponder

comprei uma passagem para o dia 5.12 na executiva
vou pagar a 2 parcela agora dia 15.05
Posso cancelar a compra?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nelson! Precisa ver as condições de cancelamento da sua tarifa. Veja: não há indício de que a cia. vá realmente ser liquidada. O alerta é para quem ainda não comprou.

Mario Napolitano

Com os anos, já se foram o Mappin, Mesbla, Sears, Banespa, Pan Am, agora, vamos perder a Alitalia. Já fiz mais de 20 viagens pela empresa. Que triste

Rodrigo Costa
Rodrigo CostaPermalinkResponder

Comprei passagens para 2019. Não liquidarão a Alitalia. Podem confiar.

José
JoséPermalinkResponder

Tirei bilhetes para 2019 com milhas. em caso de suspensão dos voos, há como reaver as milhas ou a companhia deve me colocar em voo de outra companhia?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, José! Se forem milhas de uma cia que fechou, esquece. Se forem milhas de um programa de milhagem de uma cia. parceira, elas devem voltar para a sua conta.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar