Número de brasileiros barrados na Europa sobe 60% em 2018. É para se preocupar?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Brasileiros barrados na Europa

Lisboa: MAAT e Ponte 25 de Abril

A notícia saiu há pouco. Em 2018 quase 5 mil viajantes brasileiros foram impedidos de entrar no Espaço Schengen. Um aumento de 60% com relação a 2017, quando a imigração barrou 3 mil brazucas.

Com isso, o Brasil ficou em 7º lugar no ranking de barrados na Europa -- atrás de Ucrânia (com 58 mil barrados), Rússia (26 mil), Albânia (25 mil), Belarus (8 mil), Sérvia (7 mil) e Moldova (6 mil).

5 mil brasileiros barrados: é muito?

O grande aumento do número de barrados não é uma boa notícia, evidentemente. Mas os números absolutos ainda são baixos. Apenas Portugal recebeu, em 2017, 870 mil viajantes brasileiros. Em 2018, foram 950 mil visitantes brasileiros somente a Portugal.

Não consegui achar números totais de visitantes brasileiros à Europa inteira ano passado, mas em 2017 foram 1,5 milhão, segundo a Atout France, a 'Embratur' francesa.

Se esse número tiver ficado estável em 2018 (acredito que deva ter crescido), num universo de 1,5 milhão de brasileiros, os 5.000 barrados representariam 0,33%. Ou seja: para cada 1.000 brasileiros que entraram na Europa, 3 foram barrados.

7º lugar no ranking? Por que tão alto?

Aqui é preciso entender que o Brasil é o maior e o mais importante, economicamente falando, entre os países emergentes cujos cidadãos podem viajar à Europa sem visto prévio. Chineses, indianos, sul-africanos, tailandeses, indonésios, a maioria dos turcos e todos os cidadãos de países de Terceiro Mundo precisam solicitar visto antes de viajar. (A grande exceção é para a América Latina, que em sua maioria pode viajar sem visto.)

Ou seja: muitos viajantes de países emergentes são barrados antes de conseguir organizar a viagem, e por isso nem sequer aparecem nas estatísticas.

Dos países que estão à nossa frente em entrada negada, quatro são isentos de visto prévio (a campeã Ucrânia, Albânia, Sérvia e Moldova). E, assim como acontece com russos e bielo-russos, a maioria das entradas a esses viajantes é negada em fronteiras terrestres.

60% de aumento: aqui está o problema

O que preocupa na notícia dos brasileiros barrados não é o número absoluto nem a posição no ranking. É o crescimento relativo. 60% de aumento de entradas negadas num ano não é bolinho.

De fato, isso revela que estamos sendo alvo de um escrutínio maior. Que não acontece à toa. Depois de quatro anos de economia estagnada e com um fluxo perceptível de imigrantes (legais e ilegais) a Portugal, já não somos mais vistos como os novos-ricos deslumbrados que vêm para fazer compras. Voltamos a ser candidatos à imigração ilegal.

Mais do que nunca, é preciso fazer tudo direitinho, papai-mamãe, para ter uma entrada tranqüila no Velho Mundo.

Requisitos de entrada no Espaço Schengen

Os agentes de imigração têm total autonomia para decidir se o passageiro que desembarca é um turista ou um imigrante ilegal. Não cabe recurso à sua decisão. Por isso é importante seguir as regras de entrada no Espaço Schengen.

Os agentes sempre pedem para ver todos os documentos?

Não. Na maioria das vezes, apenas responder que países você vai visitar e quanto tempo vai ficar na Europa já é suficiente.

Mas o mais seguro é trabalhar com a pior das hipóteses. Por isso, providencie todos os documentos citados aqui embaixo e organize todos numa pastinha. Leve essa pastinha à mão na hora de passar pela imigração.

1. Passagem de volta

Tenha uma passagem de volta, ou pelo menos de saída do Espaço Schengen, num prazo de até 90 dias depois da sua chegada. Brasileiros só podem permanecer legalmente no Espaço Schengen por no máximo 90 dias a cada 180 dias. Esses 90 dias podem ser contínuos ou espaçados. (Mas a cada nova entrada o agente da vez decide se você entra ou não.)

2. Reservas de hotel (ou carta-convite) para toda a viagem

Faça reservas de hotel para todos os dias da sua viagem. Além de cumprir a regra do Espaço Schengen, você vai fazer uma viagem melhor (eu explico por que neste post).

Caso você vá ficar em casa de amigos ou parentes, vai precisar de uma carta-convite do anfitrião, explicando que vai hospedar você entre os dias tal e tal. A carta precisa mencionar nome, documento, endereço, telefone e email do anfitrião -- e se possível ser assinada, mesmo se enviada por email. Se entrar por Portugal, a carta pode ser em português. Entrando por outro país, é melhor fazer direto em inglês. Veja um modelo de carta-convite.

3. Seguro-viagem de 30.000 euros

Não tem segredo. Este seguro-viagem é vendido por todas as seguradoras. E vale também para países que estão fora do Espaço Schengen, como o Reino Unido e a Turquia. Mesmo que não fosse obrigatório, não seria inteligente viajar à Europa sem seguro.

4. 65 euros por dia, por pessoa (90 euros na Espanha)

É muito raro que um agente de imigração chegue à etapa de comprovação de fundos para subsistência na viagem. Mas se chegar a esse ponto, tenha à mão ou o dinheiro vivo ou extratos de cartão de crédito ou cartão pré-pago (tipo Travel Money) que comprovem que você tem o limite/saldo do tamanho necessário.

Leve também: recibos de passeios, deslocamentos e atividades

Se você alugou carro, já comprou entradas de museus ou atrações, tem reservas de passeios guiados, já comprou as passagens para o deslocamento interno, organize também esses recibos no fim da pasta.

Nada disso consta das exigências de entrada, mas o conjunto desses recibos ajuda a caracterizar que você está viajando a passeio.

Leia mais:

227 comentários

Maicon Rodrigues RJ

Olá, Boa tarde,
Irei viajar com minha esposa em setembro 2019, pra Europa, iremos a Portugal (Lisboa,Porto), Italia(Roma,Florenza,Veneza), França(Pariz).
Nossa primeira vez na Europa, sendo q a passagem mais barata sempre está com escala em Londres. Minha dúvida seria se nessa escala temos q ter o Visto pra seguir viagem? Desde já grato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maicon! O Reino Unido não exige visto de brasileiros, e a passagem de vocês pelo aeroporto de Londres será na área de trânsito internacional. Vocês não passarão pela imigração em Londres, só no primeiro destino da Europa.

leandro
leandroPermalinkResponder

boa tarde , eu tirei uma semana de folga dos meus negocio aqui no rio de janeiro e vou viajar a lisboa no dia primeiro de julho ate o dia 5 de julho , ja fiz a reserva no hotel de 3 dias e fiz seguro viagem, fiz o roteiro dos pontos turisticos que eu vou visitar e passagem de volta para o dia 5 de julho, a minha preocupação maior é na imigração por conta do poucos dias que eu vou ficar;
estou levando comigo na pastinha os documento da minha empresa,
so uma perguntinha eu sou obrigado ficar em portugal por mais tempo, ou posso ficar o tempo que eu quiser , sendo que eu so vou poder ficar tres dias. voce acha que a imigração pode achar ruim eu ficar somente tres dias

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leandro! Não há problema.

Valeria Candida Maciel

Olá antes de mais nada adoro esse site e escuto todos os dias as dicas do Ricardo na BandNews. Seguinte, viajo para Madri no dia 03 agosto para visitar meu irmão, de lá planejamos um roteiro para Cannes de carro, com minha cunhada e minhas 02 sobrinhas com 04 e 07 anos. Saímos dia 14, com paradas programadas em Lérida (1 dia), Carcassone (2 dias), Cannes (4 dias), Avignon (2 dias), El Canos (1 dia) e volta para Madri, as reservas já foram feitas e agora é se preparar para a aventura, enfrentando super lotação, por ser alta temporada e pelo calorão. Gostaria de saber se mesmo com todas as reservas feitas e pagas, vou precisar de carta convite, já que os primeiros dias em Madri estarei apenas na casa do meu irmão e planejamos fazer bate voltas nas cidades vizinhas, tais com Segovia, Toledo, Córdoba, Cuenca etc., além disso, estou pensando em levar em torno de 1500 euros para as despesas com comida, passeios e eventuais comprinhas (passagens, estadia, pedágios e gasolina estou contabilizados fora desse valor e com exceção das passagens, rateados com meu irmão). Como é minha primeira viagem, não faço ideia se estou exagerando. Aproveitando, alguma dica de lugar imperdível em alguma dessas paradas que não costumam aparecer nos roteiros, tanto para comer quanto para conhecer?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Valeria! Sim, peça a carta-convite para esses primeiros dias. É para desencargo de consciência, apenas.

Tharsio Virgens

Iremos em setembro pra Porto / Paris / Roma / Florença. Nosso voo parte de Guarulhos para Paris cm Parada em Porto. Minha imigracão será em Porto?
Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tharsio! Sim.

Veja o vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=xXs2Su9czhk

Lucas
LucasPermalinkResponder

Quando fui a Portugal, fiz escala em Roma e, lá mesmo eu passei pela imigração. Por qual motivo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lucas! Porque a imigração sempre é feita no primeiro país em que você desembarca.

carlos sales
carlos salesPermalinkResponder

pretendo viaja pra Londres,paris ,pretendo ficar 12 dias tenho que mostra a passagem de volta em Londres sendo que meu destino final e paris

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! Se for pedido pela imigração britânica, precisará mostrar a passagem de saída do Reino Unido para onde quer que você esteja indo.

LUIZ FILHO
LUIZ FILHOPermalinkResponder

Boa tarde amigos. Já alguns anos tenho viajado a Europa entrando por Lisboa ou Madri mas com destino final na Itália, Roma ou Milão. Fui em outros paises da Uniao Europeia sem problemas, porem esse ano farei alguns roteiros diferentes entre eles Londres. Bem, em setembro de 1 a 30 passarei viajando por lá, passagem Ssa/Lisboa/Roma/Lisboa/Ssa. Lá na Europa tenho passagem Roma/Madri(Aviao) vou a Barcelona de Trem e Barcelona/Londres. De Londres pretendo ir para Paris de Trem, e de Paris volto a Roma de avião. Passarei 3 dias apenas em Londres. A pergunta é : sera q terei problema, somos 2 eu e minha namorada, que já viajou em 2017 comigo. E por fim como pretendo voltar de Trem para Paris, pode ser problema? Por favor me da uma dica. Abçs.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luiz! Nenhum problema. Tenha passagem de volta para o Brasil e reservas para hotéis em todos os trechos. Quanto mais passagens intra-européias compradas, mais provas vocês dão de que estão viajando a passeio.

cintia lima
cintia limaPermalinkResponder

Ola! Estou viajando para Portugal em setembro. Vou com meu namorado. Temos as passagens aéreas (ida e volta), reservas, reserva de carro, extrato de cartao de credito, mas eu dou aulas particulares (ISS municipal) e meu namorado esta sem trabalhar (recebe auxilio doença). Você vê risco nisso? Agradeço sua ajuda

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cintia! Normalmente não pedem nada. Quando pedem, é só apresentar os documentos que listamos (precisa seguro-viagem também, que você não mencionou). Apenas em casos muito raros será preciso falar da vida profissional ou pessoal.

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Bom dia,
Meu filho está indo para a Holanda, para trabalhar lá, ele tem visto de residência fornecido pelo consulado Holandês, nesse caso não tem previsão da data que irá voltar ao Brasil, precisa ter uma passagem de volta para entrar na Holanda?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcos! Se ele tem visto de residência, não segue a regra de viagens a turismo.

TAIANA CARVALHO DE SOUZA

Boa tarde, meu irmão ira viajar para Tyrana Albania, com conexão em Roma comprou passagem de ida e volta e tem o papel de hospedagem, porem não comprou esse seguro viagem. Ele pode ser mandado de volta ao Brasil por esse motivo, porque não sabíamos.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Taiana! Ainda dá tempo de comprar o seguro. Não viaje sem seguro, mesmo quando não for exigido pelo país que você for visitar.

Jéssica Hawerroth

Olá, irei com meu namorado para Europa agora em agosto de 2019 e chegaremos por Paris. Tenho duvida em relação aos comprovantes de rendimento, é necessário comprovar 65 Euros por dia por todos os dias em que ficaremos no espaço de schengen ou somente pelos dias em que ficaremos na França?

Agradeço desde já!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jéssica! É bastante raro que peçam a comprovação, mas se pedirem, é por todo o tempo que vocês ficarão no Espaço Schengen.

Caio Vaz
Caio VazPermalinkResponder

Boa tarde. Viajarei à Europa em dezembro e pretendo, para cortar custos, me hospedar pelo AirBNB. Gostaria de saber se as reservas pelo AirBNB valem para a regra de precisar de comprovante de hospedagem. Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Caio! Sim.

Darcy
DarcyPermalinkResponder

Boa noite ! No ano de 2015 fiz uma viagem para a Espanha, lá precisei de atendimento médico e foi gerado um boleto de cobrança ,como eu fui como bolsista de um programa de intercâmbio os responsáveis pelo intercâmbio falaram que pagariam, porém eu não tenho certeza se eles pagaram. Esse ano eu vou novamente para a Europa, gostaria de saber se tem como eu verificar se a dívida foi paga ( eles geraram com os dados do meu passaporte) e se posso ser impedida de entrar na Europa por causa disso??

Grata

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Darcy! Infelizmente a gente não entende desse assunto a esse ponto. Mas acredito que não haverá problema.

Cris
CrisPermalinkResponder

Boa note, Boia e demais viajantes.

Desde junho quando voltei de uma viagem de 10 dias à Europa (Paris e Nice) fiquei com uma dúvida gigantesca sobre imigração e só agora me lembrei de pesquisar. Quis postar na página sobre imigração na Europa, mas já está fechada para comentários, então postei aqui mesmo:

Bem, meu passaporte tem vários carimbos de entrada e saída tanto no estado Schengen como no Reino Unido. Sempre viagens de turismo e sempre entrei e saí no prazo legal de 90 dias em um período de 180 dias (na verdade, nunca fiquei mais do que 30 dias).

E nessa viagem de junho para a Franca, como fui com a TAP, a imigração tanto na entrada como na saída foi em Lisboa. Na entrada, tudo ok.

Na saída, fui encaminhada para o controle automático de passaporte (sistema SEF), onde somente precisamos escanear o passaporte e tirar uma foto para que a portinhola eletrônica seja aberta para irmos para o portão de embarque do voo de Lisboa a a Guarulhos.

Só que com isso, meu passaporte não foi carimbado com a saída do espaço Schengen. E como voltarei a Europa em fevereiro e também em novembro de 2020, estou encucada com essa ausência do carimbo de saída no passaporte.

Resolvi então pesquisar no Google. E em alguns blogs que eu achei, falam que depois de tirar a foto, eu teria que entregar o passaporte para um agente carimbar. Em outros blogs não há a informação sobre a necessidade ou não de carimbar o passaporte depois de passar pelo controle automático na saída.

Então, gostaria de saber se quem que já passou na saída de Lisboa pelo sistema automatizado de controle de passaporte se teve o bendito passaporte carimbado depois de passar pela maquininha automática ou não?

Em todo o caso, ao passar por esse sistema automatizado, a saída do espaço Schengen fica registrado nos sistemas eletrônicos de fronteiras dos demais países europeus? Fiquei apreensiva porque na minha próxima viagem em fevereiro de 2020 eu não entrarei por Portugal, mas sim pela Alemanha.

Grata,

Cris

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cris! Vamos compartilhar sua dúvida no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Pedro
PedroPermalinkResponder

Oi Cris, tudo bom? Nesse novo sistema não há necessidade de carimbo. Na verdade, o carimbo vai ser abolido completamente num futuro bem próximo. O scan e a foto ficam armazenados no sistema e assim sabem que você saiu no período correto. Assim que escanearem seu passaporte no futuro, vão ver que você entrou e saiu do espaço Schengen direitinho.

Adolfo
AdolfoPermalinkResponder

Não se preocupe, o sistema automático de leitura de passaportes registra sua saída. Não sei no caso da UE, mas nos EUA é possível solicitar seu histórico de visitas (na minha última viagem, não foi carimbado o passaporte na chegada, como era comum, mesmo com a leitura nos quiosques).

Cris
CrisPermalinkResponder

Obrigada por compartilhar a dúvida, Boia.

Eu mesma estou agora tentando ler as regulamentações europeias sobre o assunto.

Encontrei muitos documentos oficiais, mas existem inclusive muitas alterações desses documentos relativas aos procedimentos de entrada e saída e sobre carimbar ou não o passaporte, mas não consigo entender ao certo a partir de que data isso é ou será válido. E também eu não tenho o know-how técnico para entendê-los!

Espero que alguém possa me responder ou pelo menos me dar uma luz sobre onde encontrar a resposta confiável, pois não quero deixar para descobrir isso apenas no guichê de imigração em Munique! ??

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Olá boa noite. Tenho o visto de estudante para Portugal, com data de 18.08.2019, porem comprei a passagem para o dia 08.08.2019. Terei problemas para entrar em Portugal com o visto, considerando a entrada com 10 dias de antecedência a data do visto? Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristiane! Só entendemos de turismo, mas acredito que não haja problema, porque você não precisa do visto para entrar, apenas para permanecer. Mas é melhor entrar em contato com a sua escola para confirmar e saber o que você deve dizer caso seja perguntada.

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Ok. Muito obrigada pela antecao e rápido retorno.

karina
karinaPermalinkResponder

já passei por isso...os registros ficam na polícia de imigração no sistema por isso não há problema.....ja passei por coisa pior..ao carimbar de vernelho meu passaporte na França 3 dias depois ele apagou e a imigração não o via, tive o maior stress! antes fosse digital.

Marcelo Murakami

Boa tarde! Estou planejando visitar Portugal no começo do ano que vem, porém estou com algumas duvidas em relação a imigraçao.
1°- A fatura do cartão como comprovante financeiro tem q ser em euro ou pd ser em reais msm?
2°- Em Portugal pedem vínculo laboral, porém sou estudante, posso levar uma declaração da faculdade sem problema?
3°- Os hostels precisam estar pagos ou somente reservados?

Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelo! A hospedagem só precisa estar reservada. Não existe fatura se cartão em euro, a não ser que seja um extrato de cartão pré-pago. Não há a priori existe gência de vínculo laboral. Se o agente achar que você vai para ficar, vai querer provas do contrário. Siga as indicações do texto.

Rayene
RayenePermalinkResponder

Olá , boa noite
Viajo no próximo mês para Portugal, vou com carta convite.
Minha dúvida é se mesmo com a carta convite é obrigatório o seguro viagem ?
Desde já, agradeço!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rayene! Sim, ou o seguro-viagem ou o convênio com a Segurança Socia portuguesa que você precisaria ativar no Brasil antes de viajar.

Marcio Del Pupo Cuzzuol

Sou brasileiro, tenho cidadania Italiana com passaporte europeu, qual procedimento para viagens para Europa, especificamente para Itália, Espanha, Portugal. E quanto ao Est.Unidos qual procedimento q devo tomar tmbm... Obgdo!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Márcio! Você sai e entra de volta no Brasil com o passaporte brasileiro e usa o europeu para entrar e sair no exterior. Para os Estados Unidos você precisa da autorização eletrônica ESTA mesmo com passaporte europeu.

EDVARDE R. BARBOSA

BOA TARDE!!!

Quero parabenizar o "A BÓIA" pelo excelente serviçao prestado a todos viajantes do Brasil e Exterior. Sua atitude é EXCELENTE!!! Continue assim!!!!!

Ricardo Lacerda

Fiz uma viagem a Europa em junho com entrada e saída por Lisboa. Passaporte foi carimbado em ambos. Carimbo apagadissimo por sinal. O agente da saída ficou procurando no passaporte o carimbo de entrada de tão apagado que estava.

Neidinha
NeidinhaPermalinkResponder

Ola, queria tirar uma duvida com vocês, estaremos indo à portugal em setembro de 2019 eu meu esposo e meu filho. Minha pergunta é ? Meu esposo
Ja têm cidadania, eu vou com o passaporte brasileiro com ele e nosso filho, preciso de carta convite pra entrar em portugal ,? Iremos para cidade de Braga, visitaremos lisboa, e porto. Eu sendo casada com português preciso de que tanto para entrar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Neidinha! No seu lugar, eu levaria todos os documentos aí da lista.

Ana Carla
Ana CarlaPermalinkResponder

Saí ontem de Portugal...tbm não recebi um 2° carimbo?? Pretendo voltar ano que vem, estou super preocupada com isso.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Carla!

O Pedro já esclareceu mais acima que agora é assim mesmo:
https://www.viajenaviagem.com/2019/03/brasileiros-barrados-europa/comment-page-2/#comment-600931

Marina Beanucci

Olá, bom dia! Eu vou para a Itália com meus pais e meu namorado no final de agosto. Eu e minha mãe temos passaporte português e pensamos em entrar na Europa com esse passaporte.
Meu namorado pode nos seguir no momento da alfândega? Ou não por ainda não sermos casados?
Obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! Se quiser, você pode passar junto com ele na fila dos não-europeus.

Adolfo
AdolfoPermalinkResponder

Na alfândega pode passar junto sim, na imigração não.
Caso queiram ir juntos, devem ir na fila dos não-europeus.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Ola.!!! Eles na imigração olham muito a aparência? Uso barba grande, e apesar de descendência Italiana, as vezes brincam q pareço Árabe, brincam chamando de Bin Laden e tal...Claro q é exagero. Mantendo ela bem tratada e cortada direitinho. Só uso num estilo meio Viking, sendo pontudo na área do queixo...mas me pintou o medo de barragem puro e simplesmente exteriotipo. Já ouvi falar que a aparência pode ser um dos requisitos pra resolverem barrar. Corro o risco? Melhor tirar a barba?
Vou fazer a imigração em Paris e ainda vou visitar Barcelona, Roma e Amsterdam.

Abraço

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rodrigo! Leve os documentos e comprovantes indicados. Passaportes brasileiros não são suspeitos de terrorismo.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Estou indo pra Dublin no final de dezembro e volto no inicio de fevereiro. Estou indo para encontrar meu namorado que estara no fim do intercâmbio e assim viajamos para outros lugares e assim conhecer um pouco da Europa, contudo ele ainda volta um mês depois do meu retorno. No momento não tenho nenhum vínculo empregatício no Brasil, posso ser barrada por isso?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gabriela! Leve todos os documentos indicados. A Irlanda não tem regras claras como o Espaço Schengen, mas os documentos que o Espaço Schengen exige já são suficientes para demonstrar que você está fazendo uma viagem a turismo.

Katia
KatiaPermalinkResponder

Boa Noite, Vou pra Paris com meu marido em outubro, vamos fazer imigração em Madrid.
Estou receosoa, por que estou desempregada e meu marido, que é aposentado, irá bancar toda a viagem. Já é a terceira vez que vamos pra europa,mas a primeira
que vou sem está trabalhando, temos visto americano e alguns carimbos no passaporte (Argentina, Uruguai, Nova Iorque e um de saida da Europa por Amsterdã. Em 2016, fomos furtados em Milão, tivemos que fazer outro passap na embaixada) será que vai ter alguma problema se eu falar que não trabalho, caso me perguntem?
E também temos 24 anos de diferença de idade e temos união estável há 10 anos, registrada em cartório.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Katia! Leve todos os documentos recomendados no texto. Como você deve se lembrar das vezes anteriores, não há um interrogatório a cada entrevista. Apresente as evidências de que a viagem de vocês é a turismo, e não há o que temer.

Katia
KatiaPermalinkResponder

Obrigada! Bjs

Tallyson Henrique

Olá vou viajar em Outubro para Alemanha vou fazer conexão em Londres você sabe se vou precisar fazer imigração em Londres ou apenas em Berlim ?

Lais Souza
Lais SouzaPermalinkResponder

Comigo aconteceu parecido. Fiquei ilegal na Europa e na saída não tive carimbo. Fico com medo de voltar e não entrar. Porque não tirei foto nenhuma.

Neves Lucas Antonio vidigal

Olá boa tarde,eu viajo a Portugal em janeiro proximo ano,e dai vou a Alemanha k sera meu destino final.e preciso pedir mais um visto apesar k já uso o visto schengen k é da curta duração?caso eu queira ficar la por mais tempo oque faço?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Neves! Passando pela imigração, você tem direito a permanecer na Europa 90 dias corridos ou 90 dias alternados num período de 180 dias.

Luiz Fernandes

Olá, eu e minha esposa pretendemos viajar para a Europa em dezembro deste ano, queremos passar o Natal na casa da minha irmã em Portugal e depois conhecer França e Itália, minha dúvida é se a passagem de volta para o Brasil tem que ser por Portugal ou poderia ser pelo último país que iremos visitar, no caso a França ? É que estamos correndo atrás de passagens mais em conta e achamos um ótimo preço da volta de Paris para Salvador, somos de Florianópolis mas temos conhecidos em Salvador que pretendemos visitar.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luiz! A imigração só precisa de uma passagem de saída do Espaço Schengen com data inferior a 90 dias do momento da entrada. Não importa o lugar.

Sérgio Paulo Ferreira esperanço

Se eu visitar Portugal e for visitar Alemanha por uma semana posso retornar a Portugal para continuar a visitar ou não

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sérgio! Não precisa voltar.

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Eu,passei pelo pior,comprei um voo,a Lisboa ao qual, tinha conexão em Zurich(Suíça),ao meu espanto, acharam q minha passagem de volta,era uma fraude,isso me levou a desconfiaram q seria, uma marginal,me deixaram por hs,fizeram exame,em mim passei tdo do pior,e ainda me mandaram,de volta ao Brasil, agora amargo com ,um prejuizo de 7mil.A desculpa da viajanet,q não tem culpa,ao q os policiais acham,e eu como compradora tenho,por fcarem em dúvida qto a volta.Enviei carta,ao itamaraty onde estou Aguardando.

Kaio
KaioPermalinkResponder

Olá. Tenho uma viagem marcada que inicia em Amsterdã, vai pra Londres, e depois pra Paris.
Tendo passado pela imigração na Holanda, precisarei passar novamente quando chegar na França, por ter vindo de Londres?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kaio! Sim. Ao pegar o vôo para Londres você passará pela imigração de saída e sairá do Espaço Schengen. Em Londres você fica na área de trânsito internacional. Para retornar, será preciso passar de novo pela imigração.

Waleska
WaleskaPermalinkResponder

Olá.
Fui a Portugal em junho e pretendo voltar em Janeiro para conhecer outra região. Ficarei de 31 de Janeiro a 15 de fevereiro. Há algum problema fazer uma viagem para Portugal com poucos meses de intervalo? Tenho passagens de ida e volta, farei seguro e ficarei na casa de amigos com carta convite. Também tenho o valor exigido para os 15 dias lá.
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Waleska! Brasileiros podem ficar 90 dias a cada 180 dias na Europa. Leve todos os documentos e nunca fique além da estada permitida, e tudo estará OK.

David
DavidPermalinkResponder

Ótima postagem. Porém, uma dúvida quanto a passagem de volta persiste. Vou passar uma temporada em Bruxelas entre novembro e o início de fevereiro. O prazo entre a chegada e o retorno dá 100 dias. Entretanto, como vou passar dez dias no Reino Unido, ficarei os 90 no espaço Schengen. Tenho todas as passagens compradas (trem, ônibus e avião), para comprovar a saída e o reingresso ao espaço Schengen durante esse período. Já soube de algum caso semelhante? De todo modo, estou em contato com os consulados para tirar dúvidas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, David! Caso o agente de imigração peça a sua passagem de volta, você vai precisar explicar esse detalhe.

Elcio
ElcioPermalinkResponder

Oi.! Muito bom dia ! Eu queria saber se o visto de permanência de uma pessoa pode aumentar de 90 dias para 180 dias se a pessoa for mais de uma vez num país da Europa ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Elcio! Para estender sua permanência na Europa, você precisa requerer junto à imigração no país em que estiver.

REGINALDO VIDAL

Olá, viajarei em 30 de dezembro/2019, entrando Portugal(04 dias), logo após(05/01/20), pegarei um voo de Madrid para Dubai com retorno a Madrid em 16/01/20 com passagem de volta para o Brasil em 18/01/20. a duvida é se terei algum problema com a imigração na Espanha por conta de tantas entradas e saídas em um curto espaço de tempo. ps. grato pelo atenção e de logo deixo registrado que por medida de segurança e cuidado nunca faço viagem internacional sem antes pesquisar os sites d vcs. OBRIGADOOOOO.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Reginaldo! Tenha os documentos que citamos no artigo, e você não terá problemas.

GUSTAVO GUEDES

excelente matéria, Parabéns! Vou para portugal em nov e tenho duas dúvidas: meu voo faz conexão em Madrid. Eu não sabia que era lá que eu iria passar pela migração, sei que lá é meio chato. Sabe se melhorou?
Outra coisa: o tempo entre pouso em madrid e decolagem pra Porto é de 1h20 min. Qcga mto pouco? Como a passagem é única, na hora nem me atentei mas com a info de qye tenho que passar na migra, fiquei receoso! Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gustavo! O tempo é apertado, mas normalmente os funcionários da imigração chamam para uma fila exclusiva passageiros de vôos que vão ser encerrados. Caso você perca o vôo, a cia. aérea vai ter que acomodar você em outro, porque a passagem é vinculada.

Sobre a passagem pela imigração, o que podemos dizer é o que está no texto.

GUSTAVO FONSECA

Valeu, muito obrigado!!

Ronaldo
RonaldoPermalinkResponder

Olá, minha primeira viajem internacional será a Londres e novembro, estarei de férias na empresa que trabalho, será que por nunca ter saido do Brasil, seria pior para mim no momento da imigração?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ronaldo! Leve toda a documentação que recomendamos.

Wesller
WesllerPermalinkResponder

O que preciso para viajar para O exterior? No caso para um pais que requer visto? Onde tiro visto? E onde tiro passaporte?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Wesller! O passaporte é feito com a Polícia Federal. Você faz um agendamento no site da polícia.

http://www.pf.gov.br/servicos-pf/passaporte/agendamento-ou-reagendamento-instrucoes-preliminares

Caso o país para onde você quer viajar requeira visto, você tira o visto junto a um consulado do país.

BRUNO
BRUNOPermalinkResponder

Bom dia. Viajei para a Europa (Grecia) em Maio/19. Quando posso retornar ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Se admitidos na Europa, brasileiros podem ficar 90 dias a cada 180 dias. Se você entrou na Europa dia 1º de maio, seus 180 dias vencem dia 31 de outubro. Caso você tenha ficado menos de 90 dias, você pode voltar a qualquer momento e, se for admitido, pode passar o saldo de dias que sobraram desses 90 dias até 31 de outubro, quando precisaria necessariamente sair do Espaço Schengen. A partir de 1º de novembro (caso você tenha entrado dia 1º de maio), você zera seu período e tem mais 90 dias para passar na Europa, caso seja admitido.

Lúcia Lima
Lúcia LimaPermalinkResponder

Olá, vou viajar dia 26/11 e retornar dia 24/01. Como irei a passeio, e o tempo é longo. A minha pergunta é:
Terei problemas na hora da imigração, por conta do tempo que ficarei?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lúcia! Os documentos mencionados no texto valem para qualquer estada inferior a 90 dias, que é o permitido pelo Espaço Schengen. Leve todas as provas de que a sua viagem é a passeio.

Roberta Giordano

Olá Boa tarde equipe VNV, segue minha dúvida:
No início do ano meu companheirp e eu passaremos 12 dias na Itália. Eu entrarei com passaporte italiano , porém ele com o brasileiro. Como proceder neste caso? Tenho reserva de hotel para uma parte da viagem , porém para outra não visto q ficarei nos meus tios. Temos um filho em comum , que não irá concosco mas levarei documento. Com excessão do hotel, o resta está tudo Com o exige a lei: passagens, seguro, dinheiro, documentos do empresa dele aqui, aluguel de carro , a PID dele...Devo me preocupar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! Tente passar com ele (às vezes deixam) e, por desencargo de consciência, providencie uma carta-convite dos seus tios.

Débora
DéboraPermalinkResponder

Olá! Por favor me ajudem com uma dúvida... estive em Milão esse ano no período de 12 de junho a 02 de julho (21 dias). Quero retornar a Itália por volta do dia 10 de outubro, mas estou na dúvida de quantos dias posso ficar. Gostaria de permanecer por 90 dias como turista.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Débora! Se você já ficou 21 dias, só tem mais 69 dias para ficar até dia 11 de dezembro. Você teria que ter uma passagem para sair do Espaço Schengen e então voltar para ter direito a mais dias.

Ana Paula Pereira Ribeiro

Meu genro foi barrado de entrar em Lisboa recentemente , falta de documentos necessários , que alegaram . Quero fazer uma viagem com a minha filha e ele em Março/Abril 2020 , fazer Paris e Lisboa . O que vc aconselha pra não termos problema .
Por favor

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Aconselhamos levar os documentos listados no texto. Se a viagem começar em Paris, vocês farão imigração por lá.

Aline de Souza

Bom dia! Em março eu, meu marido e meu filho, vamos a Portugal (Monção) onde meu primo mora, ele já vai enviar carta convite, e nós vamos fazer todos os documentos certinho, seguro, etc.
Minha dúvida é a seguinte, por está viajando a família toda, eles podem me barrar alegando que estou indo morar?
Qual a melhor imigração pra passar, França? Porto?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aline! Leve todos os documentos listados, na maioria dos casos nem chegam a pedir.

Fagner
FagnerPermalinkResponder

Eu vou para Europa semana que vem, eu, minha esposa e meu filho de 1 ano. Nos vamos para Itália, chego em Milão e saída de Roma para irlanda chegada e saída de Dublin, depois vou para Portugal e depois França. Poderia ter algum problema por eu ter sai do do espaço do schegen e depois entrar de novo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fagner! Nenhum problema.

Marcos rlando
Marcos rlandoPermalinkResponder

Olá, bom dia! minha filha filha(13 anos) vai para Berlim na Alemanha visitar a mãe dela. ate agora comprei uma passagem para Munique e a mãe dela vai buscar ela lá, porem ainda nao comprei a passagem de volta, mas vou comprar hoje. queria saber se eu comprar essa passagem de volta saindo de Roma a imigraçao pode barrar minha filha pelo fato da volta ser de um país diferente. desde ja grato.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcos! Não existe ‘país diferente’ dentro do Espaço Schengen. Em termos de fronteira é um ente só. É mais do que normal entrar por um ponto e sair por outro.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar