À descoberta da lagosta no Sul da Bahia: outubro tem Festival da Lagosta

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento

Foto: Claudia Schembri

4º Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento

Em 2019, 12 de outubro não vai ser feriadão, mas você tem uma ótima razão para marcar sua passagem para Porto Seguro. De 11 a 20 de outubro acontece o 4º Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento.

21 restaurantes e barracas de praia de Santa Cruz Cabrália, Santo André, Coroa Vermelha e Praia do Mutá vão competir pra ver quem oferece o mais saboroso prato de lagosta.

As três primeiras edições foram um sucesso, devido a dois motivos.

O primeiro, a qualidade da lagosta fresquinha, pescada na região.

O segundo, a abundância de cozinheiros talentosos, tanto nativos quanto importados –- há muitos europeus e argentinos que se tomam de amores por esse pedacinho ainda semi-selvagem da Bahia e acabam se radicando por ali.

(Não esqueça que foi na vila de Santo André, que pertence a Santa Cruz Cabrália, que a seleção alemã se concentrou pra ganhar a Copa de 2014.)

Descubra a sua lagosta

O Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento é uma espécie de masterchef da lagosta, em que você pode provar o que é criado. Cada restaurante ou barraca de praia participante tem a sua receita. Um aplicativo, a ser lançado nos próximos dias, trará todos os participantes e seus pratos.

Alguns deles:

Na praia do Guaiú, na esquina com um riozinho, a elegantérrima Maria Nilza, nativa da região, recebe em seu restaurante de praia com uma lagosta com manteiga de garrafa, com sabor regional.

No restaurante Orquídea, na vila de Santo André, a lagosta tem sotaque afro-baiano, substituindo o camarão no efó, delicioso prato ritual com taioba, gengibre e temperos da Bahia.

Já o Caju, restaurante do 5 estrelas Campo Bahia (o hotel onde a seleção alemã se concentrou), vai fazer um ravióli de vatapá de lagosta ao champagne.

Há também preparações com sotaque europeu.

O restaurante Gino, na praia do Mutá (junto ao resort La Torre), criou uma lagosta com bottarga da Sardenha. O Trigo, no centro histórico de Cabrália, que vai servir nhoque com lagosta aos cítricos. E o restaurante El Floridita, da pousada Corsário em Santo André (o campeão do festival de 2018), vai ter um cozido de lagosta à portuguesa mas com um toque indígena.

Mas o bacana do Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento é que a lagosta está presente também em preparações mais plebéias. Tem a tapioca de moqueca de lagosta do restaurante D’Ajuda, o pastel de lagosta da sorveteria Pontinho e o lobster roll, um sanduíche de maionese de lagosta que é uma tradição da costa da Nova Inglaterra e vai ser servido na Cabana Macuco na Praia do Mutá.

Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento 2019

Foto: Claudia Schembri

Por sinal, o Festival da Lagosta do Maine, lá na Nova Inglaterra, está apoiando o Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento. Minha amiga Léa Penteado, que organiza o festival, está cada vez mais poderosa.

Ainda dá tempo de programar a sua escapada de sol e lagosta no Sul da Bahia. Santo André tem pousadas charmosas pé na areia, e uma das praias mais sossegadas do Brasil (mesmo nas férias ou feriadões).

Veja todos os restaurantes participantes e seus pratos no Facebook e no Instagram do Festival da Lagosta.

Leia mais:

Nenhum comentário, deixe o primeiro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar