Óleo nas praias do Nordeste: atualização de 13 de outubro

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

óleo nas praias do Nordeste: Jericoacoara está livre

Jeri: por enquanto, sem óleo

Óleo nas praias do Nordeste: situação 13 de outubro de 2019

Destaques de 12 e 13 de outubro

- Novas manchas de óleo atingem Barra de Santo Antônio, em Alagoas
- Praia do Forte e Guarajuba entram em processo de limpeza
- Situação se mantém estável em Salvador, sem novas notícias
- Bahia pode decretar estado de calamidade para facilitar socorro a localidades atingidas

A mancha de óleo no Nordeste continua se deslocando na direção sul. No dia 11, sexta-feira, chegou a Salvador, onde foram identificados pequenos pontos de óleo na areia de seis praias da cidade.

48 horas depois da chegada do óleo, não há novas praias atingidas na cidade. Foram retirados apenas 30 kg de óleo das praias com vestígios. Não se verifica em Salvador o que aconteceu em dois pontos d4 Praia do Forte.

Praia do Forte, que tinha sido classificada pelo Ibama na categoria mais grave, "manchas", entrou em processo de limpeza, juntamente com a vizinha Guarajuba.

Todas as praias são atingidas igualmente?

Assim como acontece com a trajetória de furacões no Caribe, a mancha de óleo no mar tem causado estragos desiguais por onde passa, porque não é sempre que vem dar na praia -- e quando chega à areia, a intensidade dessa chegada varia.

Algumas praias sofrem com grandes manchas de óleo, enquanto outras apresentam apenas vestígios esparsos. Outras ainda conseguem ser inteiramente poupadas.

Pouquíssimas praias foram interditadas pelas autoridades -- e quando ocorreu, foi por pouco tempo, como aconteceu com a Praia do Futuro em Fortaleza. A prefeitura de Salvador é a que está agindo de maneira mais preventiva, não recomendando (sem no entanto interditar) o banho em 6 praias da cidade: Flamengo, Itapuã, Piatã, Jardim de Alah, Jardim dos Namorados e Buracão.

Até agora, apenas Sergipe decretou estado de emergência por causa do óleo. Espera-se que nesta segunda-feira dia 14 a Bahia decrete estado de calamidade para facilitar o socorro aos locais atingidos.

A imprensa local dos estados só tem dado destaque na chegada, e normalmente nos casos mais graves. Depois de uns dias o assunto deixa de ser acompanhado, o que é um indicador de normalidade.

(A imprensa baiana é a primeira imprensa regional que está acompanhando a trajetória da mancha milímetro a milímetro.)

Falta de notícias, em princípio, é boa notícia. Se a água estivesse suja, a internet estaria cheia de reclamações de turistas, apareceriam muito mais fotos, passeios seriam suspensos. Nada disso vem acontecendo.

Há casos pontuais de proibição de pesca ou extração de ostras de mangue, nos pontos em que grandes manchas chegaram à praia. Mas não nenhum lugar decretou proibição de consumo de pescados.

Eu não duvido do desastre ecológico que os ambientalistas estão anunciando. Mas os danos, gravíssimos, ao meio ambiente, parecem não afetar a balneabilidade da imensa maioria das praias. A ver.

Veja:

O que diz o Ibama

É possível acompanhar pelo site do Ibama a situação do óleo nas praias do Nordeste.

O PDF com a lista e o mapa das praias atualizada em 13 de outubro está neste link.

Para encontrar alguma informação, no entanto é preciso usar o zoom.

A lista de praias é difícil de consultar, porque não está organizada nem em ordem geográfica, nem alfabética, mas em ordem cronológica das primeiras vistorias. Num mesmo local pode haver uma nova coluna, onde vai constar a data da vistoria mais recente.

As praias estão classificadas em quatro categorias:

  • Sem vestígios de óleo (bolinha verde)
  • Com vestígios esparsos de óleo (bolinha cinza)
  • Com manchas de óleo (bolinha preta)
  • Em limpeza (bolinha amarela)

Infelizmente nem todas as praias mais conhecidas estão listadas. Lugares como Maragogi, São Miguel dos Milagres, São Miguel do Gostoso e Canoa Quebrada estão fora da lista, não aparecem nem como "sem vestígios".

As novidades

O relatório do fim da tarde do dia 11 de outubro traz uma péssima notícia: a situação piorou em Praia do Forte. A praia agora faz parte das praias com manchas de óleo, a categoria mais afetada.

A boa novidade dos últimos relatórios é o registro de bolinha verde (sem óleo) para as praias de Porto de Galinhas e Carneiros, em Pernambuco (apesar de Tamandaré, vizinha a Carneiros, ter vestígios de óleo).

As grandes manchas

Segundo o relatório do Ibama, o trecho mais prejudicado vai do extremo sul de Alagoas (Piaçabuçu) ao extremo norte da Bahia (Conde), onde foram detectadas grandes manchas de óleo na areia.

O litoral de Sergipe é o que tem mais pontos de óleo.

Praias com manchas de óleo

Estas praias figuraram na categoria 'Oleada' do relatório do Ibama em algum momento entre 30 de agosto e 5 de outubro de 2019

Alagoas
Barra de Santo Antônio
Coruripe
Gunga
Lagoa do Pau
Piaçabuçu

Bahia
Baixio
Conde
Jandaíra

Sergipe
Estância

Os vestígios esparsos

A categoria seguinte, de vestígios esparsos de óleo, traz praias onde há pequenos pontos de óleo bruto espalhados pela areia (que logo viram piche). Esse óleo não chega a tingir a areia de preto: são pintinhas que passam por pedras, folhas ou sujeira.

Mesmo que esses vestígios não cheguem a agredir visualmente, é difícil escapar de pisar num deles e sair com o pé carimbado. E para tirar, dá um trabalhão.

Nesta categoria, Alagoas apresenta vestígios de norte a sul (com exceção da região de Maragogi e São Miguel dos Milagres, que estranhamente -- dada a fartura de informações do resto do estado -- não está informada em nenhuma categoria).

Os pontos de piche também foram registrados em partes diversas do Ceará, em todo o sul do Rio Grande do Norte e em Pernambuco praticamente todo. A Paraíba tem focos de pixe em algumas praias da costa de Conde, ao sul de João Pessoa.

Praias com vestígios de óleo

Estas praias figuraram na categoria 'Vestígios/Esparsos' do relatório do Ibama em algum momento entre 30 de agosto e 5 de outubro de 2019

Alagoas
Barra de Santo Antônio
Barra de São Miguel
Carro Quebrado
Gunga
Ipioca (Maceió)
Japaratinga
Pajuçara (Maceió)
Paripueira
Ponta Verde (Maceió)
Praia do Francês

Bahia
Arembepe
Guarajuba
Imbassaí
Mangue Seco
Porto Sauípe

Ceará
Fortim
Lagoinha
Morro Branco
Paracuru
Prainha
Taíba

Maranhão
Ilha do Livramento (Alcântara)
Travosa (litoral de Santo Amaro)

Paraíba
Praia do Amor (Conde)
Gramame (Conde)
Tambaba (Conde)

Pernambuco
Boa Viagem (Recife)
Paiva (Recife)
Tamandaré

Piauí
Luís Correia

Rio Grande do Norte
Alagamar (Natal)
Baía Formosa
Búzios (Natal)
Genipabu
Maracajaú
Pirangi do Norte e do Sul (Natal)
Praia do Amor (Pipa)
Sagi
Redinha
Sibaúma (Pipa)
Tibau do Sul
Via Costeira (Natal)

Praias sem vestígio de óleo

Como nem todas as praias mais conhecidas estão citadas, não dá par para intuir que basta não estar nas listas de praias com óleo para uma praia estar livre de óleo.

Entre as praias que o relatório do Ibama afirma não terem óleo (até o momento), o estado que se sai melhor é a Paraíba, com praias limpas em quase toda a extensão (exceto um trechinho em Conde).

O Rio Grande do Norte, que apresentou pixe nas praias do sul, está livre de óleo em muitas praias do norte. Natal se enquadra nas duas categorias: tem praias sem óleo e outras com. A praia central de Pipa também parece estar livre de óleo (apesar de praias vizinhas, como a Praia do Amor e a Praia das Minas, apresentarem vestígios).

Jericoacoara está sem óleo (a medição foi feita na praia Malhada). Depois de anunciada como "com manchas de óleo", a Praia da Lama, em Cajueiro da Praia (perto de Barra Grande do Piauí), teve sua situação revertida para "não observado" (sem óleo), devido a limpeza natural.

Praias livres de óleo

Estas praias figuraram na categoria 'Não observado' do relatório do Ibama em algum momento entre 30 de agosto e 5 de outubro de 2019

Ceará
Malhada (Jericoacoara)

Maranhão
Av. Litorânea (São Luís)
Canto do Atins

Paraíba
Barra de Mamanguape
Cabo Branco (João Pessoa)
Camboinha e Poço (Cabedelo)
Praia Bela (Pitimbu)
Tambaú (João Pessoa)

Pernambuco
Carneiros
Porto de Galinhas
São José da Coroa Grande

Piauí
Praia da Lama (Cajueiro da Praia)
Praia do Arrombado (Luís Correia)
Praia do Coqueiro (Luís Correia)

Rio Grande do Norte
Barra do Cunhaú
Cotovelo (Natal)
Jacumã
Muriú
Perobas
Ponta Negra (Natal)
Praia de Pipa
Rio do Fogo/Zumbi
Rio Punaú
Touros

Sergipe
Pacatuba

Praias em operação de limpeza

Ibama e Petrobrás estão engajados numa operação de limpeza das praias afetadas. De acordo com a nota do Ibama, integrantes das comunidades estão sendo contratados e treinados para limpar todas as praias. As operações de limpeza dependem da conclusão do treinamento.

Esperemos que essa categoria cresça nos próximos dias...

Praias em limpeza

Estas praias figuraram na categoria 'Em limpeza' do relatório do Ibama em algum momento entre 30 de agosto e 5 de outubro de 2019

Bahia
Guarajuba
Praia do Forte
Sítio do Conde

Ceará
Sabiaguaba (Fortaleza)

Rio Grande do Norte
Camurupim (Natal)
Pirambúzios (Natal)

Sergipe
Abaís
Atalaia (Aracaju)
Barra dos Coqueiros (Aracaju)
Mosqueiro (Aracaju)

O que dizem os moradores e viajantes?

Precisamos do seu relato!

Esteve em alguma praia com óleo recentemente? Em caso afirmativo, por favor procure responder a essas perguntas:

  • Havia óleo na água ou estava só na areia?
  • Era visível de longe ou só de muito perto? A praia toda estava tinha piche, ou só alguns trechos?
  • A praia chegou a ser interditada?
  • Você e outros banhistas continuaram freqüentando a praia, mesmo com piche?

Alguns depoimentos que já recebemos (clique nos nomes dos leitores para carregar os comentários):

Aracaju (SE)

A Maria Tereza foi à praia do Mosqueiro no dia 9 de outubro e constatou alguns trechos salpicados com óleo, mas a água estava limpa.

Barra de São Miguel (AL)

A Maria Leonora entrou no mar dia 10 de outubro e saiu com bolinhas pretas de óleo grudadas no corpo.

Boa Viagem (Recife, PE)

A Rosaria está freqüentando Boa Viagem diariamentee desde 4 de outubro e relata vida normal.

Flecheiras (CE)

O Adolfo esteve na última semana de setembro e encontrou gotas de óleo na areia, que acabavam grudando no pé.

Japaratinga (AL)

A A Gisele está desde o dia 11 de outubro hospedada em Japaratinga e até agora só encontrou uma gotinha de óleo que grudou no pé.

Jericoacoara (CE)

O Anderson esteve em Jeri em 25 e 26 de setembro e encontrou muitas manchas de óleo na região da Pedra Furada (que não é a praia central de Jeri).

Maceió (AL)

A Mariana está fazendo passeios de praia em Maceió e entre os dias 6 e 9 de outubro foi à Praia do Francês, ao Gunga e às Dunas de Marapé. Só encontrou piche em Marapé (não dava para ver na areia, só descobriu depois de ter pisado).

Maragogi (AL)

A Letícia ligou para o Salinas de Maragogi em 9 de outubro e foi informada de que não há óleo na praia.

A Gisele esteve na praia do Burgalhau em 12 de outubro e não viu vestígios de óleo.

Pipa (RN)

A Mit participou de mutirão de limpeza das praias do Amor e das Minas em setembro e manda link da página de Facebook de um grupo de ativismo ambiental, com postagem de 1º de outubro.

O Luiz Fernando está em Pipa no dia 13 de outubro e relata que na praia da Baía dos Golfinhos (15 minutos a pé do centro na direção de Tibau) não há quase nada de óleo -- mas justamente por não ser perceptível, uma ou outra pelotinha de piche acaba grudando no pé.

Porto de Galinhas (PE)

A Greice esteve em Porto entre 2 e 4 de outubro e não encontrou óleo.

Praia do Forte (BA)

A Marcia estava em Praia do Forte no dia 8 de outubro, quando o óleo chegou, e as crianças precisaram ser retiradas da praia porque estavam se sujando.

Praia dos Carneiros (PE)

A Greice esteve em Carneiros entre 5 e 10 de outubro e não viu óleo na praia.

A Luzia passou o mês de setembro entre Tamandaré e Carneiros, encontrou bastante óleo no começo do mês, mas 10 dias depois, desapareceu.

São Miguel dos Milagres (AL)

O Rodolfo tem amigos que moram lá e dizem que não há óleo na areia.

Obrigado!

Leia mais:

146 comentários

Anderson Pacheco

Estive em jericoacoara dias 25 e 26 de setembro. E vi muito óleo na região da pedra furada. Muitos vestígios de óleo.

Leila Ribeiro Bezerra

Estou na expectativa que até dia 4/11 tenha normalizado essa situação em Porto de Galinhas.

Francisco
FranciscoPermalinkResponder

Caro Ricardo Freire, quando éramos criança a ocorrência de pixe nas praias aqui de Fortaleza, notadamente na Praia do Futuro, era grande. Sempre tirávamos com querosene (e com dificuldade), mas depois um amigo veio e sugeriu usar margarina ou manteiga. Cara com margarina (que não como e é mais barato) sai superfácil. O pixe praticamente se desfaz. Eu não usei neste pixe novo, mas fica aí a sugestão. Um abraço forte e parabéns pelo trabalho. Certa vez acho que vi você em Fortaleza e não me liguei. Você escapou de uma tietagem. hehehe
Francisco José

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Olá, estou viajando pela Paraíba e pelo Rio Grande do Norte desde 29 de setembro e, até agora, não vi nenhuma mancha de óleo.

Passei pelas praias de Cabo Branco, Bessa, Tambaba, Coqueirinhos, Ponta Negra, Maracajaú, Genipabu e todas das região de Pipa.

Paula Mascarello

Olá, algum relato de viajantes sobre a situação em Porto de Galinhas e Maragogi? Viajamos na próxima terça, dia 15 de outubro. Estamos pensando em desistir, mas pela situação aqui relatada parece estar sob controle. Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula! Abrimos este post justamente para que apareçam relatos.

Adolfo
AdolfoPermalinkResponder

Estivemos em Flecheiras/CE na última semana de Setembro e encontramos pequenas gotas de óleo na praia, nada no mar. Sempre que saíamos para caminhar, dava uma carimbada ou duas nos pés, que saía com água e sabão, ou com um lenço umedecido nas mais chatas.

Marcia Vasconcelos de Carvalho

Estou na Praia do Forte, aqui já chegou...
As crianças estavam em atividade na praia e foram retiradas, pois o corpo estava ficando todo marcado do óleo..
Muito triste...
Até quando?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcia! Na água ou na areia?

Anapaula
AnapaulaPermalinkResponder

Boa tarde,
Estou com viagem marcada para praia do forte na semana que vem. Vi que o óleo chegou na praia do forte hoje. A recomendação é não entrar no mar? Será que cancelo a viagem?

Milena
MilenaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula. o óleo já chegou no mar e na praia daqui da Praia do Forte. Muita gente hoje saiu suja do mar. O Tamar cancelou a soltura das tartarugas por conta da quantidade de óleo. Outros pontos com óleo aqui no litoral norte são: praia de Sauípe, Santo Antônio (Imbassaí), Conde, Siribinha, Barra do Itariri e Mangue seco.
Acredito que não demore muito a chegar em pontos como Itacimirim, Guarajuba e Salvador.

Letícia Moreira

bom dia, Milena!! Pode nos ajudar com informações precisas aí da região, conforme for sabendo, por favor? Pois pelo que parece a situação que estão nos passando nos jornais nacionais não condizem com a realidade. Estarei indo a Salvador dia 5/11 e depois sigo pra Morro de São Paulo. Gostaria de estar "preparada" psicologicamente para o que for encontrar já que não posso cancelar a viagem. Muito Obrigada!!!

Milena
MilenaPermalinkResponder

Olá Letícia. As informações que passei são precisa!!.
As Únicas coisas que mudaram nesse meio tempo foi que que o óleo já chegou em Itacimirim, Guarajuba e está previsto para chegar hoje em Salvador, segundo o departamento de oceanografia.
A tendência lógica é que vá indo em direção ao sul (Morro, Boipeba, Barra Grande...). Mas vamos ficar acompanhando as notícias e observar se o óleo continuará descendo.
Qualquer mudança, postarei aqui.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Milena! O óleo está descendo e deve chegar à altura de Salvador e seguir descendo. Os efeitos, porém, não são homogêneos em todas as praias. A soltura de tartarugas foi suspensa em Conde e Jandaíra, onde o óleo chegou em grande quantidade à praia.

Gonçalo Cardoso

Até ontem as praias aqui da Praia do Forte estavam limpas. Hoje (8/10) estou na Praia do Lord e já há diversas manchas pequenas de óleo grosso na areia, que grudam no pé e só saem com solvente.

Joselia Goes Silva

Em Piaçabuçu já citado acima , a situação está lastimável; tentam limpar e mais e mais oleo surge.

Luzia Abadia Pessoa

Passei 1 mês na praia de carneiros/Tamandaré, acabei de chegar, na primeira semana de setembro, foi horrível, fiquei com os pés pretos de tanto óleo, mas 10 dias depois desapareceu.
Muito triste uma praia tão maravilhosa ser infectada assim

Gerverson Silva

Essas manchas são de algum erro de exploração... o governo já deve saber a origem mas esconde da midia... lembro que as correntes quentes do Atlântico se dividem a partir de F Noronha...uma em direção à foz do Rio Amazonas e Caribe sentido noroeste e a outra em direção ao Sul rumo ao ES...

Horivaldo Tobias dos Santos

Boa tarde.
Estamos com viagem marcada para São Miguel do Gostoso - RN, chegaremos dia 18/10/2019, e as notícias até agora é que não foi identificada nenhuma mancha de óleo por lá.
Se alguém tiver alguma informação, agradecemos.

Priscila
PriscilaPermalinkResponder

Gente! Tenho viagem marcada para a praia do forte domingo.... alguma atualização da situação por lá? Estamos apreensivos ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Priscila! Dois relatos de leitores dizendo que o óleo acaba de chegar por lá. Veja nos comentários mais acima.

Rany
RanyPermalinkResponder

Como está a região de Porto de Galinhas e Maragogi?!

Milena
MilenaPermalinkResponder

Tem um link acima que fala da situação de Maragogi.

Rany
RanyPermalinkResponder

Também quero saber...

Michelle
MichellePermalinkResponder

Olá! Primeiro gostaria de parabenizar o VNV pela iniciativa, vários outros veículos me deixaram com a impressão de que não querem que tenhamos a informação atualizada. Tenho viagem marcada no final da semana para Jericoacoara e os relatos estão discordantes. Caso alguém daqui esteja por lá, nos atualize, por favor.
Obrigada desde já.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Michelle! O relato de Jeri diz respeito à zona da Pedra Furada, que não faz parte do roteiro de 'praia' em Jeri. Por enquanto não há relato desmentindo o relatório do Ibama de que a Malhada (na área urbana de Jeri) está livre de óleo.

Não há dúvida de que todo o Ceará foi atingido, o que se procura saber é quais trechos de praia escaparam.

Ana Beatriz Carvalho silva

Alguém me da noticia de morro branco como ta a situação por la vou dia 18 me ajudem por favor ??❤

Michelle
MichellePermalinkResponder

Estive em Enseada dos Corais(PE) sábado e domingo e não vi manchas de óleo na água nem na areia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada, Michelle! Para quem não conhece: é na região de Gaibu, no Cabo de Santo Agostinho.

JULIANA DE SOUZA E SILVA

Olá imagina que estou desesperada tenho lua de mel marcada para 17 a 26 de novembro para Alagoas, ficaremos metade na praia do Gunga e a outra metade dos dias em Japarating, informações consistentes temos pouquissimas, e nossa tão sonhada viagem está assim a deriva, espero que a galera aqui nos ajude, algum especialista enfim, bjss obrigada

Flávia Reis
Flávia ReisPermalinkResponder

Olá, estou com viagem marcada em novembro para Salinas de Maceió que fica na praia de Ipioca. Alguém sabe se essa praia está muito prejudicada? Se já iniciaram a limpeza?

Elô
ElôPermalinkResponder

Tenho viagem marcada para a Costa do Sauípe. Por favor, alguém sabe se a mancha de óleo chegou nessa praia?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Elô! Sauípe fica entre Conde e Praia do Forte. Leitores relataram óleo na Praia do Forte ontem.

Milena
MilenaPermalinkResponder

Oi Elô, nossos jornais locais já confirmaram que o óleo já chegou em Sauípe.

Graci
GraciPermalinkResponder

Se alguém tiver informações detalhadas sobre Porto de Galinhas. Também tenho curiosidade sobre a situação por lá. Obrigada.

Helen
HelenPermalinkResponder

Por incrivel que parece estamos quase na mesma data.... eu to chocada sem nocao meamo alguém por favor poderiam informar como esta as praias de maceio ???

Jaqueline Ferreira Santos

Espero que o governo brasileiro encontre e puna severamente os culpados.?

Vivian Coelho
Vivian CoelhoPermalinkResponder

Boa noite... viajo (ou não) para Maragogi em novembro... e minha preocupação além das praias , areia também é em relação à alimentação... alguém sabe dizer algo sobre contaminação de frutos do mar, peixes servidos nas refeições? Obrigada

Marina
MarinaPermalinkResponder

Carolina Boa Noite, estou com viagem programada e com mergulho na praia de Maracajau - pelo seu relato de não ter visto manchas, deu uma pequena animada em não desistir da viagem.

PEDRO PAULO TRIACA

Estive na praia de Tambaú João Pessoa em 20/09/2019 e tinha óleo na praia.

Greice
GreicePermalinkResponder

Estive em Porto de Galinhas nos dias 2 à 4 de outubro, e tudo perfeito. Nada de óleo por lá. Agora, estou na Praia dos Carneiros desde o dia 5 e nada de óleo também. Por sinal, que lugar maravilhoso.

Katiuscia
KatiusciaPermalinkResponder

Obrigada Greice pela informação, estou com viagem marcada para dia 22/10 e estou apreensiva com a falta de informações. Mande mais informações quando puder.

michele silva da sila

Obrigada pela informação, pois tenho viagem marcada para o dia 23/10 para Porto de Galinhas.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Obrigada pelas informações! Se possível, continue nos atualizando. Viajo para essa região dia 20/10 e a ideia é ir da Praia dos Carneiros até Japaratinga ou São Miguel dos Milagres.

Gabrielle Marques de Carvalho

Segunda viajo para Maceió, como está a situação da praia do gunga e maragogi? Estou desesperada...

MAURÍCIO CRUZ

Alguém sabe informar se o óleo já chegou em Morro de São Paulo ou se há notícia de que esteja nessa direção? Tenho viagem para lá agora no final de outubro.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maurício! Ainda não chegou.

letícia
letíciaPermalinkResponder

Olá, Ricardo!
Assim como a Paula também viajarei no dia 15/10 para Maceió e Maragogi e estou bem preocupada com essa relação do óleo estar presente na maior parte das praias de Alagoas, mas como vi na ultima relação da balneabilidade das praias que foi no dia 02/10 mostrando as praias do litoral do Alagoas próprias para banho já me deixou mais esperançosa, pois não quero ter que desistir da viagem. Se puder vai nos atualizando por favor, Obrigada!!

Fabiano
FabianoPermalinkResponder

Acabei de ligar no Salinas de Maragogi e fui informado que não tem nenhum vestígio de óleo pelas praias e nada foi atingido. Tenho viagem para Maragogi no dia 28/10/2019. Também estou preocupado, mas por lá parece que está limpo.

Adilson
AdilsonPermalinkResponder

Bom dia ,tenho viagem para dia 13/10 natal com duas crianças estou com medo de por elas na água ,alguém pode me dizer como tá as águas por lá

Ana Rojaa
Ana RojaaPermalinkResponder

Viajo nesta 6a feira para Praia de Lages, AL. Alguma notícia da região?

Mariana Beserra

Estou em maceio desde 06/10. Em dunas de marape, havia pequenas manchas (não consegui ve-las mas acabei sujando o meu pe). Na praia do gunga e frances, não vi nada...

Bianca
BiancaPermalinkResponder

Tenho viagem marcada para Maceio em 10/11, ficaremos na praia de Pajuçara.
Alguém sabe como está a situação por lá?
Visitaremos também: Gunga, São Miguel dos Milagres, Porto de Galinhas e Maragogi.

ANGÉLICA SAMANTA ABILA

Também tenho viagem marcada neste período para Maceio e ficaremos na Pajuçara. Estou bem preocupada com a situação e com a falta de informações aos turistas.

Cristina Caineli

Olá, alguma noticia para a praia de pajuçara, em Maceio? Embarco dia 26 de outubro.
Obrigada

Bruno Carvalho Gonzaga

Pessoal! Tenho viagem marcada para Porto Seguro inicio de novembro.

Pelos relatos as manchas estão no norte da Bahia. Será que chegarão ao sul? estou apreensivo e pensando em cancelar a viagem.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Ainda não chegou.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Alguém ai tem algum relato sobre porto seguro ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rodrigo! Porto Seguro está a 700 km de distância do ponto de avistamento mais recente do óleo.

Letícia Moreira

Bom dia!!!
Alguém sabe dizer se na ilha de Boipeba apareceu??

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Letícia! Ainda não.

Adriana Araújo

Viajo de 20 a 28/10 para Natal, RN. Como está a Praia de Ponta Negra?

Elaine
ElainePermalinkResponder

As praias de Fortaleza em Janeiro/2020 á provisões de estarem limpas? (Referente ao Óleo e piche)
Obrigado.

Fabiano
FabianoPermalinkResponder

Vi no facebook comentários de ontem de moradores de Maragogi que lá não apareceu nenhuma vestígio do óleo, está limpa as praias.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Bom dia.
Alguem esteve em Natal na praia de Ponta Negra recentemente?

Daiani
DaianiPermalinkResponder

Bom dia viajo para Maceió dia 21/10 vamos ficar na praia de Pajuçara alguém sabe me informar como que tá a situação lá???

anderson vagner carreteiro

Boa tarde Pessoal, estari indo para Jeri no dia 28/11, como estão as praias de lá?

Victor
VictorPermalinkResponder

Oi Letícia, também irei para Maceió no dia 15/10 e gostaria de mais informações tb. Obrigado.

Neide Aparecida do Carmo

Vou pra Aracaju em 23 dez, e queria saber como devo proceder junto a agência de viagem, se é meu direito trocar o destino sem pagar taxas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Neide! Isso vai depender da boa vontade da cia aérea. Mas veja, não há por que achar que até lá não esteja tudo limpo.

Neide Aparecida do Carmo

Obrigada Bóia, li em um site que o impacto ambiental demoraria de 10 a 20 anos para recuperação.

Fernanda Abreu

Vou pra João Pessoa inicio de novembro de 2019. Alguém pode me informar como esta la? Tem oleo na praia e no mar?

Loriane Azeredo

Pessoal,
Alguma notícia atualizada de Praia do Forte??
Viajo segunda que vem ?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar