Coronavírus: não viaje (pelo menos) até o fim de abril

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Todo mundo ama o Keukenhof

Keukenhof, Holanda: abertura adiada

Coronavírus e viagens

Muita gente tem o costume de pesquisar no Viaje na Viagem qual é a melhor época para viajar para todo lugar. Tem uma razão: a gente também diz quais são as épocas para não viajar para esse ou aquele lugar. A gente não esconde nada: desaconselha viajar nas épocas em que pode chover muito, pode haver furacão, pode estar lotado demais, pode estar tudo fechado...

Pois bem: infelizmente, de agora a pelo menos até o fim de abril não é época boa para viajar para lugar nenhum.

Não só porque a viagem está sujeita a todo tipo de perrengue -- fechamento de atrações e restaurantes, bloqueio de fronteiras, interrupção das ligações aéreas, imposição de quarentenas ao chegar (e a voltar também), tudo isso sem aviso prévio.

Esse é só um lado da questão. O outro lado, mais importante ainda, é que precisamos ficar em casa para ajudar a conter a propagação da Covid-19 no Brasil.

Mesmo que não haja medidas de restrição de viagem no Brasil ou em alguns outros países (que podem ser impostas a qualquer momento!), devemos ajudar a restringir a circulação -- pelo bem de todos.

Como cancelar sua viagem

Você precisa usar o mesmo canal onde comprou a sua viagem.

Se você comprou com agente de viagem, entre em contato com o agente e peça para que informe as suas opções.

Se você comprou sua passagem em sites de cias. aéreas ou em agências online (tipo Decolar ou Expedia), procure na própria homepage o link para a página de cancelamentos ou reembolsos.

Se você reservou um hotel em sites de reserva de hotéis (tipo Booking ou Hotéis.com) com tarifa não-reembolsável, localize o email de confirmação e clique no link para admnistrar a sua reserva.

O reembolso é garantido?

A política de cancelamento e reembolso varia de fornecedor para fornecedor -- e vem mudando com bastante velocidade.

Muitos fornecedores já dispõem de ferramentas para fazer a alteração no próprio site, dispensando ligação para a central de atendimento.

Para países com restrição de entrada ou circulação está fácil conseguir alterar a viagem sem multa. Alguns (poucos) fornecedores oferecem reembolso integral. A maioria, infelizmente, oferece apenas o crédito para remarcar a viagem, sujeito a diferença tarifária.

Para países ou períodos ainda sem restrições anunciadas, o cancelamento e a alteração sem custos estão mais complicados. Nesses casos pode valer a pena esperar até que restrições de viagem para o seu destino sejam impostas, para que a sua viagem entre na categoria anterior.

Para viagens dentro do Brasil, Gol, Azul e Latam estão permitindo alterações sem custo, com datas variáveis (15 de abril na Latam, 14 de maio na Gol e 31 de maio na Azul).

O horário do seu vôo foi alterado? Você tem direito a reembolso total!

Devido à baixa brutal do movimento, as cias. aéreas brasileiras e estrangeiras estão sendo obrigadas a reformular sua malha aérea, enxugando vários horários.

Caso o seu vôo seja cancelado ou tenha o horário alterado (em mais de 30 minutos para vôos nacionais, ou em mais de 1 hora para võos internacionais), existe uma regra da Anac que determina que o passageiro pode recusar o novo dia/horário e pedir reembolso total, sem multas.

Regra da Anac

Você pode ler esta regra nas FAQs do site da Anac.

A pegadinha: essa opção não costuma ser oferecida online. Para exercer seu direito de reembolso de um vôo com horário alterado você vai precisar enfrentar a fila da central telefônica e solicitar ao atendente.

Vale a pena apelar à Justiça?

Dadas as proporções da pandemia, não acredito que seja difícil conseguir na Justiça o reembolso que for negado por fornecedores com escritório no Brasil.

A campanha "Não cancele, remarque!"

Existe uma campanha para conscientizar os viajantes a não cancelar suas viagens, mas remarcarem mais para a frente. Isso poderia diminuir o tamanho da quebradeira de empresas do ramo de turismo, poupando muitos empregos em pousadas, hotéis, agências de viagem e de turismo receptivo.

Eu apóio totalmente a iniciativa.

Porém... acho que existe um elo que precisa ser sensibilizado para que dê certo: as cias. aéreas. É decepcionante que muitas cias. aéreas não ofereçam sequer alguns períodos do ano para que o consumidor remarque sua passagem sem diferença tarifária. A continuar assim, clientes que compraram passagens promocionais terão estímulo para buscar o reembolso por meio litigioso, e não para fazer a mesma viagem no futuro.

Como você está resolvendo sua viagem?

Compartilhe com a gente a sua experiência para alterar ou cancelar sua viagem. Assim todo mundo se ajuda. Obrigado!

Leia mais:

202 comentários

Izabella Zava
Izabella ZavaPermalinkResponder

Minha viagem é dia 1 de maio para Madri via Iberia. Até agora só estão permitindo troca pra quem viaja até 30 de abril. Sigo aguardando que a Iberia libere a troca de datas para quem viaja em maio também...

JOSE VANDERLEI BISCARO

Também tenho passagem da Iberia, mas para 28/04, ok, já posso remarcar. Entretanto os hoteis, reservei para Espanha e França em maio pelo Booking, não reembolsável. Será possivel remarcar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, José! Caso haja restrições de viagem a estes países nestas datas, o reembolso fica fácil.

Antonio Cruz
Antonio CruzPermalinkResponder

Boa sorte para quem quiser tentar remarcar ou cancelar voo com a Latam, estou há 3 horas na "fila virtual" do chat, já me derrubaram depois de entrar na posição 515 e ser chutado na posição 160. O jeito vai ser pedir os cancelamentos pela via jurídica mesmo...

Frank
FrankPermalinkResponder

Consegui atendimento, depois de 3 horas. A dica que pra mim deu certo, é ficar mandando mensagens no chat como "aguardo", "aguardo", a cada minutos pra não desconectar... funcionou pra mim...

Luis Fernando
Luis FernandoPermalinkResponder

Boa tarde, Frank. Não achei, no site da LATAM, o link para atendimento pelo chat. Você pode postar o link? Obrigado!

Leandro Marafon

Estaremos viajando para Doha dia 23 de março de 2020 onde ficaremos 5 noites e depois vamos para Jacarta, ficando uma noite e depois Bali até dia 6 de abril de 2020. No site da Qatar airways não ha informação sobre cancelamentos ou restriçoes. Alguém sabe se há alguma imposição de quarentena por conta do coronavirus em Doha no Qatar ou na Indonesia e em Bali para quem viaja vindo do Brasil? Existe algum site que tenha estas informações atualizadas.
Obrigado

Beto
BetoPermalinkResponder

O Qatar hoje anunciou a suspensão por 14 dias do turismo lá:

"Entry Restrictions into Qatar
Under the instructions of the Ministry of Public Health, from midnight Wednesday evening, 18 March, Hamad International Airport (HIA) will only allow entry to the State of Qatar for Qatari nationals, who will be required to enter quarantine for a period of 14 days.
Passport holders of other nations will no longer be granted entry for a period of 14 days, after which the restrictions will be reviewed. Passengers with onward connections through HIA will be accepted for travel and Qatar Airways’ global network will continue its operation for transit passengers as normal. Cargo operations remain unaffected."

Mas parece que passageiros em trânsito apenas continuarão a ser permitidos. Isso por enquanto; tudo pode mudar.

a IATA, associação das cias aéreas, tem um site listando restriçoes de entrada por país (ordem alfabética em inglês). Eles atualizam uma vez por dia, mas dada a velocidade das mudanças, nenhum site é 100% perfeito:

https://www.iatatravelcentre.com/international-travel-document-news/1580226297.htm

Tb continuaria simulando uma compra no site da Qatar para os mesmos voos que vc tem para ver se deixaram de vender. Mas os sites das cias aéreas não tem conseguido ser atualizados com a mesma rapidez que as regras tem mudado.

Bruna Bartolamei

No site da Qatar Airways tem informações. Lá diz que todos os voos serão cancelados, exceto cargo. Antes disso, a informação era que voos partindo do Brasil não haviam restrições para passar o dia ou ficar alguns dias no Catar, mas nos voos vindos da Asia, sim. Ninguem pode deixar o aeroporto dependendo do pais que o voo de volta ao Catar vier. Tem a lista no site da Qatar Airways.

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Estou na Ásia, por aqui o problema começou antes, mas também está acabando antes...
Eles estão mais preparados pra enfrentar a epidemia.
Mas resolvi, por motivos de logística aérea, reduzir minha viagem.

Francis Vieira

Como motorista de excursões na Europa, muitos dos meus clientes remarcaram duas viajes mas a data não está ainda definida, isto ajuda muito a poder contar que talvez 50% venham para Europa - conversem com seus guias e motorista invés de cancelar e não ter mais contato com eles - Gratidão e logo logo tudo volta ao normal - grande abraço de Viena - Francis

Zuzu Bastos
Zuzu BastosPermalinkResponder

Estou no Japão, iria para Madrid, ficar uns 3 dias e depois voltar para o Brasil por Miami. Comprei tudo com uma antecedência absurda. Agora não sei como sair de Tóquio, chegar até Madrid ou voltar para o Brasil! Alguém me ajuda. Tudo foi comprado pela Decolar

Marlise
MarlisePermalinkResponder

Olá! Tenho Jalapão para o início de maio. Por ora mantenho sem alterações. Penso esperar até 15 de abril para ver como estará a situação...

Adenilce Rodrigues Santa rita

Gostaria de saber qual será o protocolo dos seguros de saúde, uma vez comprados e a viagem cancelada ? Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adenilce! Entre em contato com a central de atendimento do seguro que você comprou até 48 horas antes da data de início da cobertura. Você será ressarcida.

Jose Ricardo Lobo

Estou com viagem marcada para 5 de maio para Kiel com escala em Madri. De Kiel vamos fazer um cruzeiro para Noruega e outros países, num total de 14 dias de cruzeiro e 22 dias de viagem. entrei no site da MSC e a mesma viagem (idêntica) no ano de 2021 está 30% mais cara. Não queria cancelar, apenas transferir toda a viagem para 2021. Está parecendo "má fé" da empresa esperando um grande número de remarcações. Se alguém puder me aconselhar agradeço.

Regina Oliveira

Bom dia!

Comprei passagens com 6 meses de antecedência Brasil/Lisboa/Paris/Brasil pela TAP. a viagem será em maio e até o momento não permitiram cancelamento ou alteração sem a cobrança de 300$ o trecho!!

Espero q resolvam com a proximidade da data.

Bruna Bartolamei

Eu também tinha uma viagem para o Brasil (Lisboa-GRU) para a primeira semana de maio. Acabei de fazer o cancelamento da viagem no site da TAP, tudo certo.

Regina Oliveira

Bruna,

Em qual parte do site da TAP que vc acessou para cancelamento?

Obrigada!

Gisele
GiselePermalinkResponder

Vc conseguiu o cancelamento no site da TAP sem aplicação de multas?

JOSE VANDERLEI BISCARO

Alguém já conseguiu remarcar reservas do Booking.com para maio?
Se sim, qual o caminho? Agradeço

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, José! Tem que esperar o país de destino decretar medidas restritivas para o período.

Regina Oliveira

José,

Comprei todas as hospedagens pelo Airbnb... e devolveram tudo em 3 dias, fiquei impressionada com a rapidez e honestidade do site.

Espero que o Booking tenha o mesmo procedimento.

Boa sorte!

Leila Batista Miranda Vieira

Oi, pessoal, tenho uma pergunta. Eu tinha um voo marcado para Buenos Aires dia 30/3, mas a Argentina fechou a fronteira até dia 31/3. Isso pode ser considerado cancelamento e eu tenho direito ao reembolso total? Comprei a passagem em um site onde não fazem remarcação, apenas cancelamento.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leila! Muito provavelmente a política do site mudará nas próximas horas, adequando-se à proibição da Argentina, que saiu ontem à noite.

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Alguém esta tendo êxito com a Hoteis.com? As linhas estão congestionadas e quando eu finalmente consegui falar, ligaram pro hotel em BsAs e este teria se recusado a me reembolsar. Ontem a Argentina fechou as fronteiras, exatamente como eu comecei a temer quando proibiram voos da Europa, Ásia e EUA...

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Voltando para dizer que consegui o reembolso integral pois minha reserva era de 25/03 a 31/03. Hoteis.com mudou a política hoje e para países onde há restriçao estão reembolsando como crédito no cartão SEM anuencia previa do estabelecimento.

Maura
MauraPermalinkResponder

Tinha uma viagem para São Paulo e Campos do Jordão, consegui cancelamento dos hotéis e dos passeios sem problemas! Já em relação a Latam!!! Tive que pagar multa para reaver as milhas, apesar de ter apresentado documentação médica proibindo a viagem! Resolverei judicialmente!!!

Pedro
PedroPermalinkResponder

Bom dia, pessoal.
no AirBnB consegui reembolso integral de hospedagens em Paris e Bruzelas.
Na administração da reserva, na parte de cancelamento, tem um motivo "não quero viajar devido ao COVID19".
O reembolso integral depende só do host, o airbnb apenas o aconselha a aprovar o reembolso integral.
Assim, antes de enviar a solicitação de cancelamento, eu enviei mensagem ao host avisando que cancelaria a reserva devido ao COVID19.

Já quanto ao voo a Paris, dia 23/03, está impossível ligar na AirFrance. No site diz que, para quem comprou passagem reembolsável, a empresa abriria mão dos 240 dólares para cancelar. Já quem comprou passagem não reembolsável, concederiam um voucher para usar no período de 1 ano.

Juliana vandesteen

Olá! Infelizmente estou tendo que remarcar minha viagem a amsterdan , Bélgica e Paris.... não quero cancelar!! Mesmo assim é muito difícil o contato com a KLM e hotéis.com, mas sigo tentando .
Comprei um passeio a keukenhof +zaanse schans + passeio de barco ( para final de abril ) com o musement, através do link do post. Fiz contato com eles, porém não deram solução ... disseram que há uma grande demanda devido à situação excepcional .. o que acredito mesmo que tenha... Afinal, amsterdan está com restrições de circulação, museus fechados, e agora keukenhof vai adiar sua abertura....
Estou expondo este problema para saber se, como são parceiros, vocês teriam alguma sugestão para a resolução desta questão ( terei q adiar a viagem pra dezembro e não terá jardim aberto.... então teria q cancelar mesmo este passeio, infelizmente)
Obrigada!
Como sempre, seus posts são super esclarecedores!
Juliana Vandesteen

Fernando Oliveira

Bom dia, tenho uma viagem marcada para a próxima semana com a minha família (23 a 28 de março) para a Praia do Forte-BA. Qual a recomendação, devemos remarcar mesmo viagens pelo Brasil ou ainda não é momento para isso?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernando! O momento é de ficar em casa e ajudar a conter a propagação da Covid-19 no Brasil.

Simone Mittelmann Daros

Bom dia!
Eu tinha uma viagem marcada para Paris, no dia 15 à 31de março, porém, com o coronavirus aumentando na Europa, resolvi cancelar.
Com a Latam, consegui mudar a data e o hotel, que reservei pelo booking.com, sem cancelamento grátis, consegui um crédito para usar até o dia 31 de dezembro.
Mas a minha passagem tem validade até 14 de setembro, então resolvi remarcar para o dia 18 à 31 de agosto (a única data que tinha).
Gostaria da sua opinião:
Será que até lá já vai ter acabado tudo isso?
E caso não tenha,será que tenho a chance de ter o reembolso do hotel e da passagem?
Obrigada pela atenção!
Simone.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Simone! Somos otimistas e acreditamos que o surto já terá passado, mas não dá para ter 100% de garantia de que a crise terá passado.

candida silva
candida silvaPermalinkResponder

Tinha viagem para Portugal, ida 05/04/2020 e volta 22/04/2020. Os cancelamentos de hotéis e carro que eram sem custo de cancelamento, fiz sem problemas. havia um hotel, em Lisboa, que tinha tarifa excelente, porém, com pré pagamento e sem opção de cancelamento. Em virtude das restrições que Portugal enfrenta, consegui,junto ao Booking, cancelar sem custos. A passagem aérea,comprei pelo site Maxmilhas, pedi remarcação para outubro/2020, estou aguardando uma posição. Havia comprado também, bilhetespara uma peça de teatro, no Porto. Pedi cancelamento da compra.Hoje, recebi email deles dizendo que, como as datas da peça(comprei para o dia 16/04) ainda não sofreram alteração ou cancelamento, não tinham como estornar minha compra.
Acho que os prejuízos, pelo menos no meu caso, foram diminuídos...

Eduardo Barros Leal

Minha viagem está marcada para 29/08/2020, inicialmente para São Petersburgo, depois Helsinque, Oslo e mais três cidades da Noruega, de lá para Copenhagen e finda em EStocolmo, vôo saindo de Fortaleza com escala e permanência de 10 horas em Paris estando previsto um city tour pela capital francesa, o total de dias é 18, já paguei mais da metade do pacote, apesar de ser quase tudo incluso com exceção de alguns almoços, já tenho os euros suficientes para a viagem. Agora vem a duvida: A empresa onde já viajei em vezes anteriores ainda não se posicionou com relação a um plano B, se limita a dizer que até o final de agosto tudo voltará a normalidade. Quem garante ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eduardo! Nesses casos assim distantes a política de cancelamentos/reembolsos ainda pode mudar.

Diógenes
DiógenesPermalinkResponder

Tinha viagem pra Foz no fim de abril. Consegui remarcar o hotel e a passagem de volta (comprada pela Azul) pra outubro. A Azul remarcou sem cobrar nada a mais. A passagem de ida foi comprada pela Gol. Não consegui remarcar sem custo. Assim, fiquei com crédito pra usar até 5/11.

Nina
NinaPermalinkResponder

Tenho viagem marcada para o Festival de Cannes, marcado para meados de maio. Até o momento, o próprio festival ainda não se posicionou. De qualquer forma, a Air France mandou um e-mail com as condições de mudança de data, com prazos específicos, mas não mencionou reembolso.
Aluguei um apartamento no AlugueTemporada e embora o prazo de cancelamento com reembolso total tenha expirado, a proprietária disse que se o festival for cancelado ela vai reembolsar integralmente.

Hyeng kook kim

Meu vôo pela cia Lufthansa é para Coréia do Sul passando pelo Frankfurt saindo 01 de Abril. Adiantei e liguei para cia para para em vez de cancelar...adiar
a passagem para outubro. Resposta: deverei pagar multa + taxa de adiamento da passagem de 470 dolares cada passagem (2) ... Perdi a vontade de viajar....

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Hyeng! Fique de olho em alterações de horários de seus vôos. Se houver alteração de mais de 1 hora, você tem direito a reembolso total.

rachel
rachelPermalinkResponder

Eu alteraria a data da minha viagem ao invés de cancelar, SE a TAP aceitasse trocar a data sem cobrar a diferença tarifária, mas até o momento não deram essa opção. Como meu voo está entre aqueles cancelados (POA-Lisboa), vou acabar cancelando mesmo.

ADRIELLA BACARIM

ola, preciso de ajuda... tenho viagem marcada dia 19 março p sao paulo mas qdo eu comprei eu aceitei ao nao cancelamento da viagem, mas com a pandemia preciso cancelar forçadamente isso nao teria uma lei para eu remarcar essa viagem e nao perde- la??? muito grata Adriella

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adriella! Todas as cias. brasileiras estão remarcando vôos nacionais, apenas com eventual diferença de tarifa. As datas variam. Veja no texto.

Giovane Pereira Rodes

Estou com viagem comprada para Cancun no período de 19 de Março até 24 de Março de 2020 , estou em dúvida se vale a pena cancelar.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Giovane! Nâo viaje pelo menos até o fim de abril.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Eu adiei uma viagem para Paris, que aconteceria agora no dia 27, sem grandes problemas. O difícil mesmo foi conseguir falar com a companhia aérea - inclusive tanto no site quanto no aplicativo eles pedem pra não ligar se puder ser evitado.

Luísa
LuísaPermalinkResponder

Bom dia!
Pretendemos fazer uma viagem para Paris e Lisboa nas duas últimas semanas de julho. Compraríamos as passagens por agora, mas estamos muito receosos mesmo a viagem sendo daqui a 4 meses. Será que até lá a situação do coronavírus vai estar mais controlada? Como deverão estar os preços das passagens se resolvermos comprar mais perto da data e considerando ainda todos esses cancelamentos e a queda na busca por passagens?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luísa! A tendência é que a situação esteja controlada, mas não compre nada que você não consiga cancelar com reembolso.

Nilcéia
NilcéiaPermalinkResponder

Tenho viagem marcada para Maceió no dia 1º de Maio/20, devo cancelar logo ou aguardar mais um pouco?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nilcéia! Você ainda tem tempo para cancelar.

Douglas Novaes Jr

Bom dia, minha viagem é dia 18 de abril para porto seguro, não estou na faixa de risco. O que eu devo fazer?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Douglas! O melhor é remarcar.

Simone Versieux

Estava com viagem marcada para Florença dia 31 de março, passagens aéreas , de trem e Airbnb já pagos. Não tive problema nenhum com a cia aérea, TAP, inclusive com passagens de milhas. Consegui remarcar
trocando a data para 26 de maio, inclusive troquei o país, para a Espanha. Foi muito fácil. As passagens de trem me reembolsaram com um pequeno deságio,achei um absurdo, mas foi tão pouco que nem vale a pena reclamar. Já o Airbnb foi corretíssimo, não descontaram nada. Todos foram muito corretos.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Bom dia,

Tenho viagem comprada para o dia 04/05 para Cancun com escala no Panama, corro risco de ser barrada no Panama?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gabriela! Veja as condições atuais de cancelamento da sua viagem. Provavelmente você vai ter que esperar até mais perto da data.

Bruno Henrique

Bom dia.

Para países com entrada de estrangeiros suspensa no período dos voos (no meu caso, Argentina), o reembolso é integral ou de acordo com a tarifa comprada?

Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Tem que ser integral.

Alexandre Breveglieri

Tinha passagens com a Emirates com ida por Bangkok e volta por Tokyo para a sexta passada (dia 13/03). Eles não quiseram nos isentar da taxa de cancelamento de 400 dólares por pessoa. Solicitei o cancelamento mesmo assim e agora vou tentar reaver esse dinheiro no PROCON ou na Justiça se necessário.

MARIA APARECIDA PEREIRA

Ola Bóia, estou na mesma situação que a maioria, comprei a passagem com antecedência e estou com a viagem marcada para 19/04 - França. Estou em dúvida se cancelo ou não, pela dificuldade de ir em outra data. A Air France está dando um prazo para cancelar sem cobranças da taxa de devolução. Quanta dúvida, sou muito otimista. Devo cancelar já?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Aparecida! Veja qual é a sua data derradeira para cancelar sem multa. Até agora nós, otimistas, só tivemos decepções.

Joel Galias Pessil

Boa tarde , tenho passagens para Africa do Sul para dia 23 de março, pela Latam, compradas pela MaxMilhas, queremos alterar as datas ou reembolso, o que faço?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Joel! Você tem que usar os canais da MaxMilhas.

Mirian Maciel
Mirian MacielPermalinkResponder

Tenho uma viagem em maio para Europa e não consegui alterar com a AirFrance. Minha mãe e minhas tias (todas idosas) tem viagem para Porto Seguro em Abril pela Gol e para remarcar terão que pagar uma diferença de 600%. Um absurdo levando em consideração que ninguém quer desmarcar a viagem, é uma questão de pandemia.

Ana
AnaPermalinkResponder

A União Européia fech
ou as fronteiras por 30 dias?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! Ainda falta formalizar, mas acontecerá a qualquer momento.

Ana Luiza Moraes

Preciso viajar para México para veracruz é perigoso

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Luiza! O México é um dos poucos países da América Latina que não impuseram ainda restrições de viagem. Mas isso pode mudar a qualquer momento. O ideal é não viajar até o fim de abril.

Maria Elizabete

Comprei uma viagem para Bariloche, para a segunda quinzena de julho, com tarifa de hotel nao-reembolsavel. Confesso que estou preocupada, muito embora com pensamento positivo para dar tudo certo... rsrs. Caso essa situação persista, eu conseguiria remarcar minha viagem? Sei que a tarifa nao-reembolsavel não me permite cancelar sem prejuízo, mas podeia remarcar?

Gi
GiPermalinkResponder

Muitas cias aéreas estão oferecendo voucher para remarcar a viagem. Acontece que esse voucher tem data limite para usar. No caso da British é de uma ano após a emissão da compra (por exemplo, se eu comprei a passagem em outubro de 2019, tenho no máximo até outubro desse ano para usar), isso segundo me foi informado pela funcionária através do telefone. No entanto que no site da British informa que a validade do voucher é de um ano após o primeiro vôo. As informações estão desencontradas, afinal o que é certo no caso da British: 1 ano após a emissão das passagens (como informou a atendente) ou 1 ano após o primeiro vôo (como informa o site)? Alguém sabe me dizer?

Outro detalhe: se for 1 ano após a emissão da passagem, pode ser que não dê para um dos viajantes usar o tal voucher. Sabemos que não há transferência nominal de passagens, mas no caso do voucher que as cias estão emitindo, não seria o caso de abrir uma exceção (em tempos de pandemia), e transferir o uso de uma passageira (que é idosa e do grupo de risco), para outro passageiro (jovem, e disposto a ir para Europa)?

Lembrando que para vôos até 31/5 (no caso da British Airways) eles estão "isentando" os passageiros de multa, porém há sim uma diferença tarifária que o cliente deve arcar (pelo menos por enquanto).

Gi
GiPermalinkResponder

Pelo contato que tive hoje com os atendentes da British, confirmei algumas informações:
- a remarcação das passagens é até um ano da data do primeiro vôo e não da emissão das passagens (como foi me dito no primeiro atendimento)
- A política do voucher não permite a transferência nominal do passageiro. Ou seja, não posso trocar o nome dos passageiros. Em tempos de campanha "não cancele, remarque!" as cias aéreas poderiam ser mais sensíveis, especialmente para o grupo de risco! Eu por exemplo viajaria com minha tia que é idosa, tem bronquite, cuida da minha avó de 91 anos, e agora nem pensa em ir para Europa! No entanto que tenho amigas jovens que estariam dispostas a visitar a Europa (passada a pandemia, é claro!). Remarcar o bilhete em nome de outra pessoa seria tão trabalhoso assim? É algo que as companhias aéreas deveriam rever em suas políticas de troca e remarcações!

Flavio Erthal
Flavio ErthalPermalinkResponder

Minha viagem era Rio-Porto-Madri-Lisboa-Rio, iniciando 4 de maio, pela TAP. Verifiquei que meu vôo de partida (Rio-Porto) foi cancelado e nos jogaram num Rio-Lisboa-Porto, com 16:25h de espera de conexão em Lisboa e que as opções à frente resultavam em diferença tarifária considerável. Acionei o 0800 da TAP (muitas tentativas até conseguir conexão) e avaliei as opções dadas: cancelamento com voucher válido por um ano ou remarcação para vôo até dezembro. Em conversa com a atendente (muito gentil), descobri que meu vôo cancelado resultava em direito de remarcação do vôo inteiramente sem custos ou mudança tarifária. Refiz o roteiro para outubro, com a ajuda da atendente, sem problemas e sem custo e ainda incluí um novo stopover em Lisboa, na volta. Acho que ficou satisfatório, pois queremos viajar e o prazo de mais de seis meses é bastante razoável para o problema da pandemia se resolver, esperamos. Para outros a solução pode ser o voucher ou mesmo a briga judicial. Para nós ficou satisfatório. Uma última observação: no site da TAP está disponível a relação de vôos da TAP cancelados e no Brasil foram suprimidas as ligações de Rio, SP e POA com o Porto, até junho, informação que pode ser útil aos viajantes. Segundo a atendente, esta opção de cancelamento via voucher vai estar no site a partir de amanhã.

Ricardo
RicardoPermalinkResponder

Estou em Los Angeles. Tenho volta para Porto Alegre comprada pela LATAM para 24/03/20. Tem parada em Lima e Chile. Agora com os aeroportos de Lima e de Santiago fechados o que devo fazer para voltar para casa???? Pedir outro tipo de Voo para a LATAM????

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ricardo! Procure a Latam para ver o que ela oferece.

Caroline
CarolinePermalinkResponder

Olá, iria viajar em maio para Europa. Devido ao fechamento de fronteiras, tenho que cancelar. Comprei passagens de trem pela omio e ela não apresenta política de cancelamento. Também comprei pela eurostar. O que fazer?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Caroline! Espere um ou dois dias. É provável que os sites criem um link na homepage para tratar de reembolsos. Caso isso não ocorra, entre na sua reserva para ver o que é oferecido no caso de cancelamento.

Daisy Rabe
Daisy RabePermalinkResponder

Olá,tenho uma viagem marcada ao Perú ( Lima) ,no dia 18 de abril,como devo proceder.
Sou idosa.
Aguardo retorno.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daisy! O Peru fechou ontem as fronteiras para turistas. Veja como estão as condições de cancelamento da sua viagem.

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Ola Bóia, tenho passagens compradas pela GOL para Maceió- Alagoas para o dia 28/03 gostaria de saber o que fazer e se tenho um prazo para cancelar ou adiar. Também gostaria de saber se as pousadas e hoteis estão com alguma politica de cancelamento, obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alexandre! A Gol permite remarcar sem custo (apenas eventual diferença tarifária) vôos que estejam originalmente marcados até 14 de maio. É só entrar no site e clicar no link da remarcação.

Como (ainda) não há restrições de viagens dentro do Brasil, pousadas e hotéis não são obrigados a cancelar reservas não-reembolsáveis. Mas entrando em contato com o hotel que você reservou, muito provavelmente conseguirá transferir para outra data mais adiante.

Caso sejam implantadas restrições de viagem (é provável), deve haver uma regra a ser seguida por todos.

Gilberto Zweili

AIR FRANCE. Atenção! Consegui, após muita dificuldade, obter da Air France o reembolso integral e sem qualquer custo das passagens e adicionais de franquia de bagagem e marcação de assentos relativos à viagem que faria para a Itália e Paris de 14 a 30/4/2020. Só obtive êxito ligando para o call center em São Paulo (3878-8360) depois de inúmeras tentativas e muito tempo perdido. Antes, havia ligado para o SAC (0800 7248352), mas o atendente me disse que somente as passagens seriam reembolsadas ao custo de 22 dólares por pax. Os adicionais de franquia de bagagem e marcação de assentos, que no meu caso chegavam a R$ 2.357,94, seriam compensados com a emissão de um voucher válido por um ano a contar da compra e a ser utilizado unicamente para o mesmo fim. Um verdadeiro absurdo com o qual não concordei! Portanto, fica o alerta: liguem para o call center de 8 às 20h nos dias úteis e de 9 às 15h aos sábados e domingos. É uma verdadeira via crúcis, mas vale a pena. Em tempo: consegui resolver ligando num domingo, por volta das 12:30h. Boa sorte!

piraja de carvalho filho

Boia, Olá !
tenho comprado e pago hoteis,carros,voos internos.. de 27 maio a 14 junho para Espanha e Portugal.
acha viavel esperar ate 20 de abril para ver a possibilidade de mudar as datas.
a ideia seria mudar para a 25/8 a 13/9,mantendo exatamente o mesmo percurso.
gru/valencia/granada/ronda/cordoba/sevilha/faro/porto/aguarda(ESP),porto/Valencia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Pirajá! Sim, você tem ainda algum tempo para cancelar/remarcar, inclusive para conseguir condições melhores, caso continuem as restrições de viagem.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar