Coronavírus: não viaje (pelo menos) até o fim de abril

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Todo mundo ama o Keukenhof

Keukenhof, Holanda: abertura adiada

Coronavírus e viagens

Muita gente tem o costume de pesquisar no Viaje na Viagem qual é a melhor época para viajar para todo lugar. Tem uma razão: a gente também diz quais são as épocas para não viajar para esse ou aquele lugar. A gente não esconde nada: desaconselha viajar nas épocas em que pode chover muito, pode haver furacão, pode estar lotado demais, pode estar tudo fechado...

Pois bem: infelizmente, de agora a pelo menos até o fim de abril não é época boa para viajar para lugar nenhum.

Não só porque a viagem está sujeita a todo tipo de perrengue -- fechamento de atrações e restaurantes, bloqueio de fronteiras, interrupção das ligações aéreas, imposição de quarentenas ao chegar (e a voltar também), tudo isso sem aviso prévio.

Esse é só um lado da questão. O outro lado, mais importante ainda, é que precisamos ficar em casa para ajudar a conter a propagação da Covid-19 no Brasil.

Mesmo que não haja medidas de restrição de viagem no Brasil ou em alguns outros países (que podem ser impostas a qualquer momento!), devemos ajudar a restringir a circulação -- pelo bem de todos.

Como cancelar sua viagem

Você precisa usar o mesmo canal onde comprou a sua viagem.

Se você comprou com agente de viagem, entre em contato com o agente e peça para que informe as suas opções.

Se você comprou sua passagem em sites de cias. aéreas ou em agências online (tipo Decolar ou Expedia), procure na própria homepage o link para a página de cancelamentos ou reembolsos.

Se você reservou um hotel em sites de reserva de hotéis (tipo Booking ou Hotéis.com) com tarifa não-reembolsável, localize o email de confirmação e clique no link para admnistrar a sua reserva.

O reembolso é garantido?

A política de cancelamento e reembolso varia de fornecedor para fornecedor -- e vem mudando com bastante velocidade.

Muitos fornecedores já dispõem de ferramentas para fazer a alteração no próprio site, dispensando ligação para a central de atendimento.

Para países com restrição de entrada ou circulação está fácil conseguir alterar a viagem sem multa. Alguns (poucos) fornecedores oferecem reembolso integral. A maioria, infelizmente, oferece apenas o crédito para remarcar a viagem, sujeito a diferença tarifária.

Para países ou períodos ainda sem restrições anunciadas, o cancelamento e a alteração sem custos estão mais complicados. Nesses casos pode valer a pena esperar até que restrições de viagem para o seu destino sejam impostas, para que a sua viagem entre na categoria anterior.

Para viagens dentro do Brasil, Gol, Azul e Latam estão permitindo alterações sem custo, com datas variáveis (15 de abril na Latam, 14 de maio na Gol e 31 de maio na Azul).

O horário do seu vôo foi alterado? Você tem direito a reembolso total!

Devido à baixa brutal do movimento, as cias. aéreas brasileiras e estrangeiras estão sendo obrigadas a reformular sua malha aérea, enxugando vários horários.

Caso o seu vôo seja cancelado ou tenha o horário alterado (em mais de 30 minutos para vôos nacionais, ou em mais de 1 hora para võos internacionais), existe uma regra da Anac que determina que o passageiro pode recusar o novo dia/horário e pedir reembolso total, sem multas.

Regra da Anac

Você pode ler esta regra nas FAQs do site da Anac.

A pegadinha: essa opção não costuma ser oferecida online. Para exercer seu direito de reembolso de um vôo com horário alterado você vai precisar enfrentar a fila da central telefônica e solicitar ao atendente.

Vale a pena apelar à Justiça?

Dadas as proporções da pandemia, não acredito que seja difícil conseguir na Justiça o reembolso que for negado por fornecedores com escritório no Brasil.

A campanha "Não cancele, remarque!"

Existe uma campanha para conscientizar os viajantes a não cancelar suas viagens, mas remarcarem mais para a frente. Isso poderia diminuir o tamanho da quebradeira de empresas do ramo de turismo, poupando muitos empregos em pousadas, hotéis, agências de viagem e de turismo receptivo.

Eu apóio totalmente a iniciativa.

Porém... acho que existe um elo que precisa ser sensibilizado para que dê certo: as cias. aéreas. É decepcionante que muitas cias. aéreas não ofereçam sequer alguns períodos do ano para que o consumidor remarque sua passagem sem diferença tarifária. A continuar assim, clientes que compraram passagens promocionais terão estímulo para buscar o reembolso por meio litigioso, e não para fazer a mesma viagem no futuro.

Como você está resolvendo sua viagem?

Compartilhe com a gente a sua experiência para alterar ou cancelar sua viagem. Assim todo mundo se ajuda. Obrigado!

Leia mais:

202 comentários

Maria Lima
Maria LimaPermalinkResponder

Bom dia!
Por favor, eu estou com uma dúvida com relação a validade do voucher. Eu estou cancelando com a TAP, mas ela me oferece a possibilidade de voucher com validade de 1 ano a contar da data de emissão. A dúvida é: a validade é para comprar uma nova passagem ou só posso viajar nesse período de 1 ano da validade do voucher? Já tentei contato mas não estou conseguindo. Alguém saberia informar, pois a partir do momento que eu aceitar, diz lá que é irreversível. Minha viagem seria dia 12/04 Paris. Obrigada!

rachel
rachelPermalinkResponder

A atendente da TAP me disse que a validade para utilizar o voucher é de um ano a partir da data da emissão dele. Ou seja, vamos poder usar o valor para comprar a passagem até março do ano que vem, mas para viajar quando quisermos, inclusive depois disso.

Belenice
BelenicePermalinkResponder

Também fiquei na mesma dúvida: se a data limite de 31/12/2020 é para a remarcação (podendo viajar depois desta data) ou se é mesmo para o embarque..
No site da latam diz: "O Grupo LATAM informou que todos os passageiros que possuem voos nacionais ou internacionais afetados, e que viajam a partir de hoje (16 de março de 2020), podem reagendar seu voo gratuitamente até 31 de dezembro de 2020".

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Belenice! Acredito que é para embarque até dia 31 de dezembro.

Antonio Carlos

Bom dia,
Tenho um voo para Budapeste em 30/04 pela air france. Consegui falar com a atendente para tirar essa mesma duvida, pois eles lá também só oferecem o voucher não fazem o reembolso total, a não ser que você pague uma multa de $240.
Então, a resposta da Raquel (17:19) está correta, ou seja, se voce pegar o voucher agora, ele vale por 1 ano para voce REMARCAR a passagem, ou seja, pode viajar até final de 2021 ou mais.

Carlos
CarlosPermalinkResponder

Bom dia. Tenho viagem marcada para o dia 28 de março para o Rio de Janeiro. Férias. Estou na dúvida se viajo ou não. O que fazer?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! Não viaje até o fim de abril para lugar nenhum, esta é a nossa recomendação. Está no título do post inclusive.

Cleber
CleberPermalinkResponder

Minha viagem era para estar acontecendo 16/03 a 31/03, mas fiquei com medo de ir e estou na luta com a decolar até hj para alteração de data ou rota tá difícil. Mas o problema maior é o booking que iria me hospedar em Luxemburgo nos dias 26 a 31 de março. Tento entrar em contato por email, por telefone, por todos os contatos que eles oferecem mas sem retorno algum. Será que tenho alguma outra alternativa para que eu possa tentar resolver?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cleber! Acredito que a política de reembolso para a Europa deva mudar rapidinho, refletindo o fechamento de fronteiras da Europa.

rachel
rachelPermalinkResponder

Tem a opção de pedir o reembolso integral diretamente para o hotel (pelo site da booking). No meu caso, o hotel aceitou e eu já recebi o email do booking informando o crédito no meu cartão.

Roberta Ricci
Roberta RicciPermalinkResponder

Tenho viagem marcada para Morro de São Paulo dia 20 em família, temos uma pessoa que é diabética e alguns hipertensos, a pousada fala que temos primeiro que ter aprovação do Booking...não sei o que fazer e nem por onde começar, muito preocupante!!!!

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Roberta, vc vem pelo aeroporto de Salvador? Se sim, cancele. O governador daqui (sou baiana) proibiu saídas em transporte intermunicipal de cidades com casos confirmados - o que é o caso de Salvador. Vc pode ver isso aqui: https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/03/18/governo-da-ba-anuncia-fechamento-total-da-rodoviaria-de-salvador-e-solicitara-suspensao-de-voos-para-rj-e-sp.ghtml
Se for de catamarã, não sei se a regra se aplica, mas creio que sim.

Luis Brito
Luis BritoPermalinkResponder

Tenho hotel "Be Ramblas Guest House" reservado para 03/04 em Barcelona. Reserva feita no Booking. Pelo site o Booking não oferece cancelamento com reembolso total. Vou tentar por outras vias agora.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luis! Acredito que muito em breve o Booking vai atualizar sua política de reembolso incorporando as novas restrições da Europa inteira. A política vigente hoje cobre apenas o toque recolher de duas semanas da Espanha, que expiraria no fim de março.

Fabiana Santos

Temos viagem marcada pela Gol para Caxias do Sul, no período de 17 a 21/4. O problema nem seria tanto as passagens e o hotel, mas a preocupação é chegar lá e as atrações da Serra Gaúcha (vinícolas, parques e restaurantes) estarem fechadas. Como a Gol dá prazo para remarcação, vamos aguardar até o início de abril para ver o quê acontece. sad

Schnaider Ferreira

Tinha comprado passagem p Cancun pela Aeromexico via Submarino viagens para voar na Pascoa/20. Consegui cancelamento pois estava dentro dos 7 dias do direito de arrependimento.

Samira Romeiro

Estávamos com viagem marcada para Cartagena, San Andres e Providencia (COL), no dia 28/03. Voo para Cartagena pela Avianca comprado através do Decolar.
A Colômbia bloqueou a entrada de estrangeiros no país, e estamos tentando contato com todos os fornecedores desde ontem.
Fizemos contato com a Avianca e fomos informados que pelo vôo ter conexão, eles não permitem que a gente cancele, pois ele continua em operação. E pela Decolar não obtivemos retorno, já fizemos a reclamação no Procon. Eu gostaria sim de remarcar a minha viagem, mas somente para o ano que vem, tenho visto que vão deixar remarcar só até dez/2020 e não é isso que queremos.
Alugamos um Airbnb em Cartagena e obtivemos estorno total, foi muito simples e fácil, a hospedagem em Providência também foi bem simples de ser cancelada através do Booking, porém estamos tendo dificuldade com a hospedagem de San Andres que não quer cancelar de jeito nenhum, mas deixaram a gente remarcar para o ano que vem (então por nós até que está ok).
Tínhamos um vôo interno de Cartagena para San Andres através da Latam, fiz o pedido do cancelamento mas ainda não nos retornaram. E também tínhamos um vôo para Providencia, por uma companhia local, eles estão nos atendendo e provavelmente conseguimos o estorno. Além disso, tínhamos fechado um barco para voltar de San Andres, já está sendo resolvido também e provavelmente conseguiremos estorno integral.
Enviei dinheiro pela Western Union para sacar lá, e ontem mesmo solicitei o estorno e me atenderam prontamente, o dinheiro já está de volta na minha conta (ótimo atendimento).
Acho que por enquanto é isso, é tudo muito frustrante, visto que fechamos a viagem com um ano de antecedência, criamos uma expectativa muito grande, mas entendemos a atual situação do mundo e com certeza viajar agora não é uma opção.

Marco Antonio Martins

Olá Samira, eu também tenho viagem marcada idêntica ao seu roteiro para o dia 04/05, só que o meu voo é todo pela LATAM que também só remarca até Dez/2020.
Os Hotéis de Cartagena e Providência são com cancelamento grátis, porém o Samawi Hotel de San Andrés não. Estou tentando cancelar pelo Booking.
Também estou tentando reembolso no voo de San Andres para Providência e pelo Chat, foi dito que pode levar até 6 meses para reembolsar, enviei requerimento por e-mail e estou aguardando resposta.
Se eu tiver alguma novidade te falo.

Juliana Amorim

Eu tenho viagem para o Peru segunda quinzena de maio com a Avianca. Já estou preocupada desde já . Tomara que vc consiga resolver tudo!

rachel
rachelPermalinkResponder

Viagem de 28/03 a 12/04 (Lisboa, Viena e Praga), minha experiência: airbnb me reembolsou tudo, até a reserva que eu tinha cancelado antes deles informarem que iriam reembolsar todas as reservas do período em questão, inclusive eu entrei em contato com eles por mensagem e foram eles que me ligaram agora de tarde, para informar que devolveriam tudo - airbnb foi 100%; pelo Booking, a única reserva sem cancelamento gratuito que eu tinha era o Hotel Parque Real em Lisboa, dia 29/03; pedi o reembolso integral para eles pelo site do booking e eles concordaram no dia seguinte; trecho de ida pela azul - crédito com validade de um ano (consegui falar com o call center sem grande tempo de espera e foram super prestativos); trecho de volta pela TAP (entrei em contato, depois de várias tentativas me atenderam, me ofereceram um voucher com o valor integral com validade de um ano a partir de agora, eu aceitei porque sempre viajo com eles, mas a ligação caiu antes de completar a operação, vou tentar ligar de novo mais tarde).

Marilda de Carvalho

Estou com viagem marcada para o dia 20/03/2020 para Porto Alegre,como estou indo com minhas filhas,sendo que uma delas tem asma, não sei se viajo,tentei entrar em contato com a decolar mas não estou conseguindo,como devo proceder

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marilda! Todas as cias. aéreas brasileiras estão adiando vôos domésticos nesta época. Continue tentando até ser atendida pela Decolar.

Roberta Ricci
Roberta RicciPermalinkResponder

Como faço pra adiar um vôo pela Latam, não quero cancelar? Não sei por onde começar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! Entre no site da Latam e clique em Reprogramar seu Vôo.

Mari
MariPermalinkResponder

Olá! Mais uma vez estou aqui para pedir uma opinião de vcs. Tenho viagem programada para NY no final de Julho pela United. Estou tentando não pensar na viagem até junho, mas não consigo. Vc acha muito cedo para tomar uma decisão? No caso seria remarcar, planejei muito essa viagem, já paguei tudo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mari! Você tem bastante tempo ainda para alterar ou cancelar.

Thiago Lira
Thiago LiraPermalinkResponder

Tenho viagem marcada pro dia 01/04 para Noronha! Será que teria problema de efetuar essa viagem tendo em vista que eh um local sem aglomerações é basicamente em ambientes abertos de vento calor praia e mar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thiago! Fique em casa.

Gilvania Bochi

Tenho viagem marcada para Itália dia 28/04 ate 14/05, será que aguardo os acontecimentos ou cancelo tudo... Estou sem saber o que fazer ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gilvania! A Europa está fechada até 15 de abril. Você ainda tem um tempo para decidir, mas já deveria ir se preparando psicologicamente para precisar adiar/cancelar.

Marcia Balassiano

Estão fechando tudo no Rio, inclusive o Corpo de Bombeiros está na praia incentivando as pessoas a voltar pra casa. Pão de açucar, Cristo Redentor, museus, teatros, etc... tudo fechado. Não gaste seu dinheiro vindo pra cá agora.

Marcia Balassiano

Noronha acabou de ser fechada pra turistas.

Gislene Sanson

Olá, tenho Viagem marcada para a Sardenha, pela Latam em 22.05, por Ser um roteiro de praia, tenho poucas opções para remarcar, teria que ser no máximo até o começo de Outubro, e mesmo assim não tenho garantia que a situação vai estar melhor, seria melhor mudar o roteiro????

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gislene! É bastante provável que em agosto o surto já tenha passado, mas não dá para ter certeza absoluta de nada.

Raquel Capeletti

Olá, tenho viagem marcada para a Tailandia no dia 01/04, mas não estamos conseguindo cancelar nosso hotel através do booking. Fizemos a reserva na opção não reembonsável, mas a embaixada aconselha não viajar e não sabemos o que fazer.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Raquel! Tente falar com o hotel usando o link da sua reserva. Mesmo que não haja uma política do site para o país (porque não há restrições oficiais de viagem), o hotel pode estar aberto a uma negociação.

Márcia
MárciaPermalinkResponder

To com viagem toda paga pra Rep.Checa, Hungria, Polonia e Veneza. A ida é 13/05 com retorno 09/06. Não sei se espero pra ver se os países reabrem as fronteiras (e pontos turísticos, museus, etc), ou é melhor aceitar que é pouco tempo pra situação normalizar por lá e começar a correr atrás do prejuízo. Qual seu conselho, Ricardo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcia! Verifique quais são as condições atuais de cancelamento. Caso a situação não melhore, é provável que as condições de cancelamento estejam melhores mais perto da data. Acostume-se com a possibilidade de precisar cancelar. Você tem algum tempo ainda para decidir.

Sávio
SávioPermalinkResponder

Estou com uma viagem marcada para Punta Cana em 18/05. Você recomenda tentar desmarcar ou aguardar mais um pouco? Como está a situação do turismo na República Dominicana?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sávio! O país não está fechado. Se a viagem fosse agora, não seria recomendável, porque a situação pode mudar a qualquer momento.

Verifique as condições atuais de cancelamento, acostume-se com a idéia de ter que cancelar, e continue monitorando a situação. Você ainda tem algum tempo.

priscila razeira pires

olá! tenho viajem marcada para a Chapada Diamantina dia 11/04, você acha que já está no momento de adiar?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Priscila! Sim, novas medidas de contenção podem ser implantadas a qualquer momento.

ROSANA Maciel
ROSANA MacielPermalinkResponder

Bom dia, comprei passagens de trem pelo site da Thalys, e o email vem com NS Internacional. Comprei o trecho ida e volta, Paris Bruxelas e também Paris Amsterdam, iria em amio No site da NS diz que as viagens de maio e junho podem ser reembolsáveis mas apenas via telefone. É.isso mesmo, tem outro meio? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosana! Deve ser uma estratégia para evitar cancelamentos precipitados. Provavelmente mudem a política mais perto da data.

Pedro
PedroPermalinkResponder

Tenho viagem para o Rio de Janeiro no dia 24/03, pela Latam...estou tentando reprogramar a viagem mas no site falam que a compra por pontos, que é meu caso, somente pelo chat...mas o chat está restrito aos voos dos próximos dois dias, em razão da alta demanda. Também não consigo contato por telefone de jeito nenhum... e pra solicitar o reembolso dos pontos pelo site, estão cobrando a tarifa que seria cobrada numa situação normal, de 250,00. Complicado!

Lígia Raquel Amaral Rezende

Tenho uma viagem para Bahia dia 27/03 queria adiar mais n tem a opção de adiar e o cancelamento n e gratuitos o que eu faço ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ligia! Todas as cias. aéreas nacionais estão reembolsando vôos domésticos como crédito, é só entrar no site e resolver. Se o seu vôo for adiado ou cancelado você consegue o reembolso integral sem precisar ficar como crédito, mas daí é só com o atendimento telefônico.

Nádia Lopes
Nádia LopesPermalinkResponder

Tenho uma viagem marcada para Europa (Paris/Roma/Amsterdam) no dia 03/05, devo adiar ou posso seguir? O meu hotel em Amsterdam não é reembolsável, caso não consiga embarcar neste período, será que consigo a remarcação ou o cancelamento?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nádia! Provavelmente você terá que adiar, mas ainda tem algum tempo para acompanhar a situação e esperar condições mais favoráveis de adiamento/cancelamento.

Anna Katarina
Anna KatarinaPermalinkResponder

comprei no decolar passagem para europa dia 25 de abril. Mas preciso cancelar a viagem pois o evento foi cancelado. No site os itens de cancelamento e alteração de voo não estão funcionando e telefone não atendem. O que faço?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Anna! Você ainda tem tempo para cancelar. As políticas de reembolso para abril ainda podem mudar. O cancelamento do seu evento não dá direito a reembolso sem custo; será preciso que haja a extensão das restrições de tráfego para a Europa ou o cancelamento ou adiamento de algum de seus vôos.

Carlos Andrade Cunha

Parece que ainda não caiu a ficha pra muita gente, pessoal com viagem pra final de março, início de abril, perguntado se pode viajar. Claro que não! Não deve nem sair de casa, gente! Eu tenho viagem marcada para Cuba em 06 de maio e já estou tentando me conformar que vai ser difícil não ter de adiar...

PAULA CAROLINA RIBAS VIDIGAL PINTO ALVES

Eu tenho viagem para UK em início de abril, mas não irei. Estou tentando remarcar minha viagem para outubro, mas a empresa (CVC) diz que tenho direito a 1 ano após a compra da passagem. Ela foi emitida em 02 de julho de 2019. Será que está correto?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula! Sim, a passagem tem validade até 1 ano depois da data da compra.

Gi
GiPermalinkResponder

Se for pela British Airways o voucher oferecido tem validade até 1 ano depois da data do primeiro vôo e não 1 ano depois da compra do bilhete.

Adriana Pelli
Adriana PelliPermalinkResponder

Boa noite!
Tinha viagem para Foz do Iguaçu para o período entre 23/04 a 26/04 pela CVC.
Obviamente já tinha desistido da viagem e hoje recebi ligação do agente da CVC cancelando a viagem e oferecendo um crédito a ser utilizado na CVC para qualquer destino nos próximos 18 meses. Ufa !! Aqui no RJ tudo já parando e as restrições aumentando diariamente.

Ingrid Maia
Ingrid MaiaPermalinkResponder

Comprei uma hospedagem com acesso ao parque Aldeia das Águas para o dia 22/03. Com a pandemia do Coronavírus a reserva foi cancelada devido ao fechamento do parque. O problema é que eles estão me pressionando a remarcar antes da data do meu checkin inicial (22/03) alegando que, após essa data, eu perco o vousher. Não tenho como saber o dia que irei pois sequer temos noção de quanto tempo isso irá durar. Tentei também cancelar com o Peixe urbano (já que não tenho tempo hábil de decidir pela data futura) e eles disseram que não existe essa possibilidade! Ou seja, ou eu remarco sem me planejar (e sem direito a remarcação) ou eu perco o vousher! Tenho certeza que isso não está correto, mas gostaria de saber que medidas posso tomar. Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ingrid! Diga que você vai acionar o hotel judicialmente.

Rosemberg
RosembergPermalinkResponder

Havia fechado dois flats para Maceió. Dado o momento de pandemia e a orientação do Ministério da Saúde para evitar sair de casa, o que dirá viajar, solicitei o cancelamento da minha estadia no Booking. Um dos proprietários, se negou a devolver a taxa de reserva (50% do valor) e ainda está me cobrando a taxa de cancelamento (50% do valor), ou seja, não irei viajar mas estou sendo cobrado 100estadia. A mim parece um tanto quanto abusiva essa taxa de cancelamento. Avaliarei se compensa judicializar, pois o foro competente seria em Maceió. Apesar de que, o foro pra ele me cobrar seria na minha cidade/estado também

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosemberg! Tente negociar o crédito para uma hospedagem futura. De todo modo, provavelmente serão impostas restrições mais severas de deslocamento, o que deixará você com mais razão numa eventual disputa judicial.

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Gente, tenham bom senso! É uma pandemia global! Uma crise sem precedentes! Quem tem viagem para fim de março ou abril (quiçá maio), não tem nem que ficar perguntando, é questão de respeito ao próximo ficar em casa e ajudar a impedir a propagação da doença!! Parem de olhar apenas o próprio umbigo, meu Deus!

CARMEN LUCIA BAYS FIGUEIREDO

Meus voos eram para Lisboa (27 de março), de Lisboa para Frankfurt dia 11 de abril e 29 de abril de volta ao Brasil.
As passagens ainda não resolvi. Se der para remarcar tudo para exatamente para daqui a 1 ano, farei isso, mas, em princípio, só é possível remarcar até 31/12/2020. O motivo da viagem inclui ir ao Parque Keukenhof, na Holanda. Então, não interessa viajar noutra época do ano porque esse parque só fica aberto de 20 de março a 20 de maio de cada ano.
Vou ligar em breve para a Latam e resolver como fazer.
Outro impasse está numa reserva que fiz pela hotéis.com com tarifa não reembolsável de 15 a 23 de abril na Holanda. O valor é alto, quase 4 mil reais e não aparece opção no site para alterar a data. Contatei diretamente o hotel e foram até meio estúpidos dizendo que eles não tem culpa pelo fechamento de fronteiras e eu não poder viajar e que para mudar o período as demais datas do ano estavam bastante ocupadas, o que não é verdade a essas alturas. Aí pedi para alterar para o mesmo período de 2021. Responderam aconselhando contatar a hotéis.com para ver se conseguem alterar, mas não consigo ainda que atendessem o telefone. Não sei o que fazer.
Outra situação é o Hotel Aliança de Figueira da Foz/Portugal que fiz uma reserva para pagamento na moeda local por ocasião do check in e o hotel debitou no meu cartão de crédito no dia em que fiz a reserva (21/11/2019).
Enviei email para esse hotel em fevereiro perguntando porque fizeram a cobrança antecipada se minha reserva era para pagar no local, e que eu queria o direito de reembolso caso fosse necessário. Agora é necessário. Não responderam às 5 mensagens que já enviei por email. O que posso fazer? Há algum órgão em Portugal para o qual eu possa relatar isso?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carmen! Se as fronteiras da Europa continuarem fechadas à época do seu check-in, provavelmente você vá conseguir reembolso automático no Hotéis.com via site. Da mesma maneira, se as fronteiras continuarem fechadas à época do seu check-in em Portugal, você pode tentar estornar o valor pago junto ao seu cartão de crédito.

Zuzu Bastos
Zuzu BastosPermalinkResponder

Estava no Japão, meu voo era pela Iberia para Madrid, depois de 3 dias em Madrid pegaríamos um voo da AA para o Brasil via Miami, tudo comprado pela Decolar. Desde do dia 15 estamos tentando remarcar ou cancelar. No site eles não deram a opção de cancelamento pelo coronavirus, fiquei mais uma hora esperando para ser atendida, e acabei desistindo. Acabei comprando um voo direto pela Emirates direto para o Brasil. Cheguei ontem e hoje passei mais de um hora tentando ser atendida pela Decolar e nada. Boia voce sabe se alguém consegui cancelar alguma coisa pela Decolar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Zuzu! Se ainda não chegou a data do seu vôo, você ainda pode tentar reembolso. Mas se já passou, acredito que vai precisar ser por via judicial.

Priscila
PriscilaPermalinkResponder

Esqueçam viagens até o meio do ano! AMO O VNV, AMO VIAJAR, MAS SIMPLESMENTE NÃO É HORA PRA ISSO!!Estamos entrando no outono, a transmissão do coronavírus deve aumentar, e não sabemos o cenário para os próximos dias e meses!! E jovens têm riscos também, em especial no provável caso de sobrecarga da rede hospitalar pública e privada!!

Francieli
FrancieliPermalinkResponder

Tenho viagem o dia 25/03 (p/ RJ). Não iremos.
Mas está impossível contato com a Decolar. Entendo o momento. Minha dúvida é...a Azul já declarou que não irá cobrar por cancelamento e na decolar a taxa de multa é de 80% do valor total das passagens. Eles podem fazer isso, neste momento?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Francieli! Podem não. Provavelmente o seu voo inclusive vá ser cancelado, você terá direito a reembolso.

Fulvio
FulvioPermalinkResponder

Ricardo primeiramente parabéns por sempre nos ajudar com o seu excelente viagem na viagem. Pergunto: eu e minha esposa compramos passagem e reserva em hotel para gramado/RS em julho mais especificamente dia 12 o que o mestre Ricardo aconselha ? Mantemos ou tentamos o cancelamento? Muito obrigado

Fulvio e Luciana falamos de Brasília DF

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fulvio! Quem responde é A Bóia. No seu caso é preciso esperar para ver como as coisas evoluem. Neste momento você só conseguiria reembolso de vôos caso os vôos já tiverem sido cancelados. O hotel só vai reembolsar se houver restrição de viagem imposta para a época. Acompanhe (vamos torcer juntos para o surto ceder até lá).

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Ola, eu tenho uma passagem para minha cidade natal.. minha família toda está lá, dia 1/4 estou com medo de adiar e fecharem os aeroportos.. estou na dúvida se adianto a ida!! Vcs acreditam na possibilidade de fecharem os aeroportos?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! As cias. aéreas estão diminuindo muito os vôos. É melhor viajar o quanto antes.

Garrido
GarridoPermalinkResponder

Boa noite! Estou com viagem marcada para 03/07 (Lisboa e Paris). A reserva do hotel de Paris é pela hoteis.com (cancelamento não reembolsável)...Acha melhor tentar a maratona de cancelar agora ou aguardar mais um pouco?
Grato pela atenção.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Garrido! Você vai precisar esperar. Se precisar cancelar, as condições estarão melhores se estiverem vigentes medidas de restrição de deslocamento para a época da viagem.

Mayron
MayronPermalinkResponder

Olá tenho viagem para Chicago em 03 Jun , sou de BH mas o voo sairá de Guarulhos com escala em NY pela united. acha que consigo realizar essa viagem? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mayron! É cedo para saber. Acompanhe a situação, prepare-se psicologicamente para ter que cancelar.

Livia
LiviaPermalinkResponder

Eu e marido estamos com viagem toda paga (voos, hotéis e passeios) pra Curitiba e Serra Gaúcha a partir de 05/05. Tudo feito através de agência de turismo. Já estou conformada que não irá acontecer! Só que meu marido saíra de férias em maio próximo, sem possibilidade de adiamento, e férias novamente somente em 2021, possivelmente em maio também. Remarcar pra esse ano, impossível. Deixar crédito, tenho até 1 ano da emissão ou da data do voo ? As passagens foram emitidas em 06/03. Que sugere ?? Agradeço demais uma luz! Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Livia! Converse com a agência, mas creio que só dá para marcar vôos com até 330 dias de antecedência (não sei se essa emergência pode mudar essa política).

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Comprei 2 pacotes promocionais pela Decolar com saída 28/03. A estadia é não reembolsável e não nos permite alterar ou cancelar. Devido ao Coronavírus eles não teriam que ser mais flexíveis já que não depende de nós?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Se não houver restrição legal de acesso ao destino, você vai precisar de boa vontade do intermediário (Decolar) ou do fornecedor (hotel). Mas pode também tentar o reembolso pela via judicial.

Ariel
ArielPermalinkResponder

Estive em Porto de galinhas e estou em Maceió, Sábado tudo fechado em Maceió, inclusive barracas de praia, teve um decreto para todo o Estado de Alagoas, antecipei meu vôo para Domingo. Mas deu para curtir a semana. Agora é voltar e ficar em casa.

Cleide Azevedo De Mori

A airfrance está de parabéns, a atendente Luciana foi super delicada e me ofereceu três alternativas, escolhi o reembolso total e em dez dias estava no meu cartão, os trens da Tremitalia, não me deram resposta ainda, os hoteis.com onde tinha feito 11 reservas de diárias sem gratuidade de cancelamento não me deu resposta, enfim, já expliquei que irei no futuro, só quero um crédito, voucher, mas até agora nada, só tristeza....decepção, tomara que se sensibilizem e me dêem uma chance de viajar, talvez, setembro, outubro...

Arthur PF
Arthur PFPermalinkResponder

Oi Cleide, bom dia! Para quando era sua viagem? Tenho uma passagem comprada na Air France para 31/05 - 07/06 e quero reembolso integral, mas no site falam em uma tarifa de 240 dólares por trecho para efetuar o reembolso. Estou querendo argumentos para falar no call center. Grato!

Ricardo Sabino

hoteis.com uma decepção para mim, não dão a menor satisfação, não respondem e-mail e nem atendem telefones

Nivea
NiveaPermalinkResponder

Ola, boa noite. Minha mãe esta em viagem no Exterior, viajou para Sigapura, e agora esta na Nova Zelandia, voltaria para Singapura dia 23/03 e de lá voltaria para o Brasil dia 27/03, porem um dos seus voos foi cancelado. Ela esta pensando em voltar pela Nova Zelandia mesmo, porem os voos tem conexão no Chile, que esta com as fronteiras fechadas. Minha pergunta é, ela consegue passar pelo Chile em conexão?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nivea! No site da Latam estão à venda vôos de Santiago para São Paulo esta semana.

Na página de coronavírus do site da Latam há um lugar onde eles oferecem ajuda a quem está fora do Brasil precisando voltar.

A seção se chama "Queremos trazer você de volta". Você clica e preenche um formulário.

https://www.latam.com/pt_br/experiencia/coronavirus/

Patricia Pinatti

Acabei de remarcar minha reserva não reembolsável pelo booking, conforme sua orientação. Agradeço de coração, pois não estava conseguindo pelo app e nem mesmo a acomodação tentou ajudar. Paguei uma pequena diferença tarifária mas valeu a pena. MUITO OBRIGADA!

Maura Gobbi
Maura GobbiPermalinkResponder

Ola Patricia,
Como vc. conseguiu? Mandei mensagem para a acomodação através do Booking e não remarcaram. Era minha única reserva não reembolsável. Mandei tb. msg para o atendimento ao cliente do Booking mas não responderam.
Grata

Ricardo Lacerda

Tenho uma viagem marcada para Londres no dia 19 de maio. Foi um pacote comprado através da Decolar. Recebi uma notificação essa semana que o meu vôo foi alterado ( o voo de volta). As passagens são da Lufthansa. Ainda não apareceram no site da Decolar as mudanças. Não sei ainda o que fazer. De qualquer maneira não estão atendendo as viagens de maio.

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Algumas cias. aéreas legadas da Europa estão deixando os termos de remarcação cada vez mais amenos. A SWISS, por exemplo, vai permitir remarcação gratuita de vôos comprados até 13/03 e marcados originalmente até 31/12, e dá bônus de EUR 50 para quem tiver de pagar diferença caso haja também mudança de rota. A remarcação precisa ser feita até 1/8 e eles anunciaram com todas as letras no site que essa remarcação pode ser feita até após a data original da viagem, até 1/8.

Eu imagino que outras cias. vão pelo mesmo caminho, para desafogar seus call-center exceto para os casos de quem viajan nos próximos dias.

Em comum, no entanto, é a rigidez bem maior de todas as cias. com quem tem bilhete emitido com milhas de terceiros. Sinceramente, se esse comércio semi-formal de milhas/pontos, que destruiu a utilidade dos programas de fidelidade para passageiros, exceto para os semi-profissionais em abrir 20 cartões de crédito e acumular 2 milhões de pontos comprados e transferidos no camelódromo virtual, além de extinguir o modelo de negócios de certas empresas que pedem senhas de passageiros emprestadas para ficar otimizando emissão de passagens nesse mercado cinza, será o único efeito colateral positivo dessa crise sem precedente.

Ricardo Freire

Ótimo, Andre! Aqui as cias. brasileiras entraram em acordo com e vão deixar remarcar sem diferença tarifária, respeitando as temporadas (viagens de baixa temporada só podem ser remarcadas sem custo em baixa temporada). Vou postar sobre isso hoje.

Quanto às cias. que vivem de vender passagens com milhas alheias, concordo plenamente!

Tati Mendonça

Hallo André, eu li uma política parecida na Lufthansa, mas não ficou claro pra mim se eles vão continuar a cobrar a diferença de tarifa.

Eu entendi que sim (permanecem cobrando diferenças e por isso o bônus de 50 euros. Taxas de remarcação desde o início da crise eles abriram mão.

Abs!
Tati

Lívia Marinho

Quem estiver com problemas para cancelamento de reservas não-reembolsáveis, o hoteis.com se manifestou sobre o apto que aluguei em paris e ira reembolsar.

Andrea Marques

Oi, viajantes. A única coisa que eu falo (infelizmente) é não viajem! Eu e meu marido estávamos numa viagem pela Patagônia Argentina e chilena. Estava tudo ocorrendo bem, nada de diferente, tudo aberto. Quando foi decretado pandemia pela OMS, tudo mudou numa noite. Estávamos com carro alugado da Argentina no Chile, e as fronteiras da Argentina foram fechadas, então nem podíamos mais voltar pra devolver o carro e/ou tentar adiantar as nossas passagens, pois nosso voo sairia da Argentina. E vcs não imaginam o desespero, pois o Chile ia fechar as fronteiras também e passagem até pra Santiago não existia mais. Estávamos nós, em um lugar muito isolado, de um lado o mar, onde nenhum barco poderia parar e de outro, a Argentina com as fronteiras fechadas. O único meio de sair era o aeroporto, onde não tinha vôos. E milhares de estrangeiros, de todo o lugar do mundo, só querendo voltar pra casa. Estávamos no parque nacional Torres del paine, que foi evacuado. Não tínhamos pra onde ir. Conseguimos contato com a Hertz que nos autorizou a deixar o carro em qualquer aeroporto! Simplesmente assim, deixar! Dirigimos 4hs até o aeroporto mais perto, dormimos no aeroporto e conseguimos uma passagem por um preço estratosférico pra Santiago e de lá para o Brasil. Fora o nervoso, pois existia a possibilidade desses voos serem cancelados. Agora, estamos em casa, de quarentena, pois passamos por muitos aeroportos, locais com muitos estrangeiros, mas como dizia Dorothy do mágico de oz, nada como o nosso lar. Por isso, amigos viajantes, por agora não viagem, você pode não conseguir voltar. Perdemos muito dinheiro, sofremos um estresse que nunca imaginei, mas nada paga esse sentimento que estou sentindo agora. A minha solidariedade a todos que estão presos em algum lugar do mundo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar