Coronavírus: cias. aéreas brasileiras agora remarcam passagens sem diferença tarifária

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Rio de Janeiro como chegar - Ilha Fiscal

Remarcação de passagens aéreas sem diferença tarifária

Quinta-feira passada, 19 de março, eu disse na BandnewsFM e no Twitter que o pacote governamental de ajuda às cias. aéreas era injusto com os consumidores porque não previa nenhuma possibilidade de remarcação de passagens sem cobrança de diferença tarifária.

Remarcação de passagens aéreas sem diferença tarifária

Felizmente, já na sexta-feira dia 20 de março um entendimento entre a Associaçao Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), o Ministério Público Federal e a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom), resultou num Termo de Ajuste de Conduta que passou a oferecer essa opção ao passageiro.

Se você comprou passagem aérea nacional ou internacional de uma cia. aérea brasileira -- Azul, Gol, Latam, MAP ou VoePass (antiga Passaredo) -- para viajar até 30 de junho, você tem direito a remarcar o mesmo trecho uma única vez sem pagar multa ou diferença tarifária.

A remarcação vale para datas até 1 ano contando da data de compra da passagem, não da data do vôo. Ou seja: se você comprou sua passagem dia 29 de janeiro de 2020 para voar dia 10 de junho de 2020, teria até 28 de janeiro de 2021 para voar.

Mas com um detalhe: quem comprou passagem para datas de baixa temporada só vai poder remarcar sem diferença tarifária em outras datas de baixa temporada. É justo.

Explicando melhor: se você tinha passagem para viajar em datas de março, abril, maio ou junho fora de feriados, não vai poder remarcar para voar em feriadões ou meses de férias escolares, como julho, dezembro e janeiro -- a não ser que tope pagar a diferença tarifária.

Mas se você comprou passagem para alta temporada -- os feriadões de Páscoa, Tiradentes, São Jorge, 1º de Maio ou Corpus Christi --, vai poder remarcar a sua passagem sem diferença tarifária pra qualquer data, desde que seja no mesmo trecho e que a viagem ocorra até 1 ano contando da data em que você comprou a passagem.

Mas anteção: o esquema não é válido para passagens emitidas para vôos em code-share ou de cias. parceiras, seja com dinheiro, seja com milhas. Nesse caso, você deverá optar pelo crédito ou reembolso.

Outras opções

Além de remarcar a passagem, você tem outras duas opções:

Ficar com o crédito

Você pode optar por não remarcar a passagem, simplesmente ficando com o crédito integral para viajar mais adiante. Nesse caso, o crédito será válido para datas até 1 ano contando da data original do vôo. Ou seja: se você comprou sua passagem dia 29 de janeiro de 2020 para voar dia 10 de junho de 2020, teria até 9 de junho de 2021 para voar.

Nesse caso, você pode usar o seu crédito para qualquer trecho, não precisa ser o trecho da sua passagem original. Mas, havendo diferença tarifária, você terá que pagar.

Solicitar o reembolso

Se não quiser remarcar a passagem nem ficar com o crédito, você pode pedir reembolso. Mas a MP do governo permite que as cias. aéreas façam a devolução em até 1 ano depois da solitação, sem correção monetária. Pode haver também a cobrança de multa de acordo com as condições tarifárias.

Qual é a melhor opção?

Qual alternativa escolher? Depende da sua situação.

Tem certeza de que vai poder viajar numa nova data? Remarque

Se você continua querendo viajar para o mesmo destino da passagem original e já tem uma data garantida em que vai poder viajar, remarque. Lembre-se que só será permitida uma única remarcação.

Quer alterar o destino ou não sabe quando vai viajar? Fique com o crédito

Ficar com o crédito funciona como uma poupança para quando você quiser viajar de novo, não importa para onde. Mas se a nova passagem for mais cara do que você pagou, você precisará pagar a diferença.

Comprou sua passagem com muita antecedência? Ficar com o reembolso pode ser melhor

A remarcação sem diferença tarifária é possível para até 1 ano depois da data da compra. Se você comprou sua passagem há muito tempo, vai ter poucas datas disponíveis para remarcar. Por exemplo: quem comprou passagem em 4 de maio de 2019 para viajar em 3 de abril de 2020 só vai poder remarcar para voar até 3 de maio de 2020. Mas se pedir crédito, vai ter até 2 de abril de 2021 para voar.

Não vai mais poder voar? Peça reembolso

Se a oportunidade de viajar era única e você não vê chance de voar nos próximos 12 meses (nem mesmo sem diferença tarifária, que dirá tendo que pagar extra), então peça o reembolso. Em algum momento o dinheiro vai pingar na sua conta.

Leia mais:

74 comentários

Flavio Martins

Boa tarde,Ricardo.Pelo que entendi comprando por exemplo pela 123 milhas que foi o meu caso posso pedir o reembolso.O problema é que simplesmente já tem uns dez dias que tento falar na Latam e não consigo.Já mandei email e tambem não tive nenhuma resposta.Por fim fiz a troca de data de 30/03 ida para Porto Seguro para 08/09 ida para o mesmo aeroporto.Estou sem saber se vão remarcar ou vou perder o meu dinheiro por não comparecer ao aeroporto.Mais uma:sou médico em BH e tive minhas férias desmarcadas pela pandemia de coronavirus.Isso pode ser usado tambem numa ação contra a Latam se eu ficar no prejuízo?Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flavio! É tudo com a 123 Milhas, a Latam sequer reconhece a existência desse mercado secundário de milhas. Se você quiser processar alguém, é a 123 Milhas.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Parabéns pelo post! Como sempre, Ricardo chegando antes com informações extremamente relevantes! Muito bom, super explicativo.??

Adriane
AdrianePermalinkResponder

Boa tarde!
Fiz compra pela TAP, para viagem da minha filha. A TAP reembolsa o valor total também?
Como a passagem é no nome da minha filha, em caso de crédito, somente ela poderá utilizar? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adriane! A TAP não faz parte das cias. que fizeram o termo de ajuste de conduta. A cia. provavelmente use os termos gerais da MP, que deixam o reembolso ser feito em até 12 meses. Em caso de crédito acredito ser possível mudar o nome do passageiro.

Gi
GiPermalinkResponder

No caso da British Airways a política de voucher não permite a alteração do nome do passageiro. Se alguém souber como se aplica a política de Voucher da TAP (se permite a alteração do nome do passageiro), por favor informar aqui. Obrigada!

Marcos
MarcosPermalinkResponder

No dia 21/03 remarquei uma passagem, que seria para 03/04 (sexta), para dia 21 mesmo (sábado). Foi me cobrada a diferença tarifária. Era alta temporada? Pelo que vi apenas abriram mão das multas. A diferença tarifária continua na prática.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcos! Provavelmente o site ainda não estivesse atualizado. Tente contato telefônico.

Nara Magalhaes

Ricardo, comprei tem um bom tempo passagem com milhas smile para cia parceiras, meu problema é q as milhas já teriam vencido e não estou conseguindo o reembolso e pra remarcar não acho que valha a pena pois ainda estaremos no boom do Corona, que faço ? help!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nara! Infelizmente passagems emitidas com milhas em cias. parceiras não estão contempladas pelo acordo. Se você conseguir reaver suas milhas já será uma vitória. Caso expirem, infelizmente é do jogo. Talvez o Smiles ofereça para reativar as suas milhas, cobrando uma taxa.

Raquel
RaquelPermalinkResponder

Olá, essas regras valem para passagens compradas com milhas?
Mais uma vez, obrigada pelas dicas e orientações

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Raquel! Milhas não estão incluídas no termo de acordo. Mas as cias. aéreas brasileiras têm devolvido as milhas sem custo.

Marcia Balassiano

Não consigo contato com a LATAM. Meu voo domestico foi cancelado. Não tenho mais interesse em viajar nos proximos 365 dias. Quero a devolução do dinheiro. O Vôo é semana que vem. Se passar a data e não conseguir contato com a companhia, será que conseguirei reaver o dinheiro ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcia! Pela nova regra, você tem direito ao cancelamento e reembolso, que será feito em até 12 meses. Teoricamente você pode conseguir isso pelo site, deveria ser automático.

Amanda F
Amanda FPermalinkResponder

Comprei passagens Latam FLN-IST IST-ATH ATH-FLN no Submarino Viagens para abril (Alguns trechos não são operados pela Latam) e não consigo contato nem com o Submarino, nem com a Latam para remarcar. Também comprei um trecho interno na Turquia no site da Turkish e não consigo contato com eles para remarcar, no site diz que tem que ser por telefone, mas o número é da Turquia. No número do Brasil que achei no Google ninguém atende. Bóia sabe me indicar como contactar essas empresas? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Amanda! Os trechos que você comprou com o Submarino têm que ser remarcados/alterados/cancelados via Submarino mesmo. O trecho interno que comprou direto com a Turkish, com a Turkish.

No site da Turkish tem um telefone no Brasil, veja se consegue falar por lá:

Ticket Sales Office
Endereço: Av. Paulista, 2073 Conjunto Nacional Horsa II conj. 2301
Horário de funcionamento: De segunda à sexta-feira das 09h-12h e das 13h-17h ( exceto feriados )

Telefone: 55 11 3371-9600

Flavio Martins

Obrigado pela resposta ,Ricardo.Comprei pela Kaiak com a 123 milhas e eles também não atendem as minhas ligações.Falam que darão preferência para passagens com menos de 7 dias e cai a ligação!!

Eliana
ElianaPermalinkResponder

Olá Ricardo! Obrigada pelas informações e gostaria de tirar uma dúvida. Estamos na Itália e havíamos comprado as passagens da Latam para o Brasil em Janeiro, porém por outros motivos remarcamos a viagem para final de Maio, agora por causa da pandemia não sabemos se será possível fazê-la, neste caso, nós conseguiríamos remarcar ou obter um reembolso já que seria uma segunda remarcação?
Grata

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eliana! Quem responde é A Bóia. Acredito que sim, até porque ainda não há previsão de restauração da rota.

Adriane
AdrianePermalinkResponder

Obrigada ?

Maria Auxiliadora de Souza

Comprei passagem para BH, no dia 09/04 ida e 13/04 retorno. O evento foi cancelado,e não pretendo ir para BH, então.gostaria de transferir para outro destino em uma nova data, para o Rio em 09/10 com retorno no dia 15/10. Minha passagem e da Azul mas comprei pela parceira, Mil Milhas, já mandei vários emails e senti que estão me enrolando. O que faço?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria! Infelizmente os sites de milhas não são parceiros das cias. aéreas; são um mercado secundário de milhas. É com eles que você vai ter que negociar.

Thomaz
ThomazPermalinkResponder

Vc não contemplou a hipótese, muito comum nesse período, de voos cancelados pela própria cia aérea. Neste caso, a cia aérea deveria reembolsar o passageiro integralmente, mas elas não estão aceitando.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thomaz! A lei manda ressarcir (falamos disso num post anterior), mas a MP promulgada essa semana dá às cias. aéreas (brasileiras ou estrangeiras) a possibilidade de fazer o reembolso em até 12 meses.

Vera
VeraPermalinkResponder

Oi super, comprei eu fevereiro pra voar em junho pela Viajanet, indo para o Peru (Avianca). Devo buscar a própria Viajanet? A melhor tentativa é remarcar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vera! A remarcação, o cancelamento ou o reembolso têm que ser encaminhados no canal de compra, no caso a Viajanet. A Avianca é uma cia. colombiano-peruana, então não é contemplada pelo termo de ajuste de conduta das cias. brasileiras. Veja o que a Viajanet está oferecendo atualmente para o seu caso e acompanhe a evolução da situação.

Ricardo Sartori

Para os voos de julho ainda não há posicionamento?
Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ricardo! Ainda não.

Denise
DenisePermalinkResponder

Bom dia, eu tinha uma vôo pela LATAM em abril para Madri com retorno por Barcelona. Recebi um e-mail da LATAM cancelando o vôo de Barcelona mas, segundo o site só consigo remarcar por telefone, o que é impossível conseguir falar... alguma dica?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Denise! É bastante provável que o seu vôo de ida seja cancelado também. Veja se o site já não está oferecendo a opção de remarcação online.

Silvia
SilviaPermalinkResponder

Estou com viagem marcada para o Porto e Madri iniciando-se em 23.06.2020, passagens compradas à TAP. Sei que ainda falta muito tempo e muita coisa ainda vai acontecer. A minha dúvida é, devo correr para remarcar/cancelar as passagens agora, eu espero mais um pouco, dado o congestionamento no call center da companhia aérea. Acredito que não vamos viajar, mas estou tendendo a aguardar mais um pouco.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Silvia! No seu caso o melhor é aguardar para ver a evolução da situação. Existe uma pequena chance de a situação estar mais normalizada no verão europeu.

Estefani
EstefaniPermalinkResponder

Boa tarde , comprei a passagem com a 123 milhas , mais não consigo contato com a empresa , os telefones não atende mais e os e-mails não são respondidos , como faço para remarcar meu vôo para amanhã ou o quanto antes ?, Obrigado !

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Estefani! Infelizmente essas passagens emitidas com milhas alheias estão bem pouco protegidas pela legislação.

Veja o que a 123 Milhas diz:
https://123milhas.com/corona-virus-info

Vera Lucia
Vera LuciaPermalinkResponder

Comprei um pacote para Gramado.O hotel cancela sem problemas e estou pagando o pacote.Posso cancelar e deixar de pagar.Foi pela Decolar

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vera! Você tem que negociar com a Decolar para tentar o reembolso ou o adiamento.

Thauana
ThauanaPermalinkResponder

Estamos tentando remarcar viagem pela Gol e eles estão cobrando sim a diferença de tarifa sad
230 reais

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thauana! Você comprou para um período de baixa temporada (março, abril, maio ou junho fora de feriados) e está tentando remarcar para alta temporada (julho, dezembro, janeiro ou feriados)? Neste caso, a cobrança é legal.

Maycon Tanoue
Maycon TanouePermalinkResponder

Temos passagens com Gol para embarque dia 28/04. Compramos estas dia 26/07/19. A gol ja avisou via site que só manterão vôos nas capitais . Nossa duvida? Neste caso de cancelamento do voo por parte da gol, ganhariamos maior prazo para remarcar além da data de emissão? ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maycon! Para remarcações sem diferença tarifária, você teria que viajar e voltar até 25 de julho. Mas como julho é alta temporada, você acabaria tendo que pagar diferença tarifária. Vôo cancelado pela cia. obriga ao reembolso -- mas agora a cia. tem 1 ano para reembolsar. No seu caso talvez o melhor seja ficar com o crédito para comprar outra viagem até 25 de julho de 2021.

De todo modo, você tem algum tempo ainda para tentar negociar algo melhor por telefone. Deixe passar esses dias de central telefônica lotada.

Vânia
VâniaPermalinkResponder

Olá Ricardo,
Estou com passagens aéreas compradas para Madri e Porto, iniciando viagem em 04/06. Lendo seus posts vejo q você orienta aguardar mais um pouco para cancelamento ou alteração de datas, uma vez q espera-se que em junho a situação se normalize na Europa, época que começa o verão. Porém, as previsões são de que no Brasil a situação ainda não estará normalizada. Deste modo, será que permitirão a entrada na Europa de turistas q saírem do Brasil?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vânia! Quem responde é a Bóia. Não temos como saber, hoje. É preciso acompanhar as evolução da situação das fronteiras e das políticas de cancelamento e adiamento, que são interligadas. Caso o seu vôo seja cancelado ou tenha o horário alterado em mais de 1 hora, você tem direito a reembolso ou crédito para voar futuramente.

Luiz Fernando
Luiz FernandoPermalinkResponder

Boa tarde! tenho viagem marcada para portugal e espanha, indo em 26/06 e voltando em 15/07. Como reservei varios hoteis (6 no total), alguns estao permitindo cancelamento porem so para reservas até 30/04. O que devo fazer? Aguardar um pouco mais? Em relação aos voos, comprei em janeiro, teria que viajar ate Jan/2021 caso remarque? Desde já obrigado pela ajuda.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luiz Fernando! É o caso de aguardar um pouco mais, sim. Acompanhe a evolução das condições de cancelamento. Se o seu vôo foi comprado na Latam, valeriam as condições que estão neste post, por acontecer ainda em junho. Se for de cia. européia, você vai precisar acompanhar a evolução das condições de adiamento e cancelamento da cia. Caso o võo seja cancelado ou tenha horário alterado em mais de 1 hora, você tem direito a reembolso ou crédito.

MÁRCIA
MÁRCIAPermalinkResponder

Prezado Ricardo e pessoal do VNV, a LATAM não está respeitando o Termo de Ajustamento de Conduta assinado. Está cobrando diferença tarifária, não está dando crédito e não está cancelando sem multa. Só nos resta judicializar a questão. Incentivo a todos a fazerem isto. Infelizmente vai sobrar para os colaboradores, em decorrência da ganância da LATAM.

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Mesma coisa comigo e LATAM. Vou denunciar ao MPF, reclamar no consumidor.gov e ANAC.

André Prado
André PradoPermalinkResponder

Boa tarde RIcardo. Somente a título de informação para pessoas que não conseguiram falar na Latam. Tinha um voo amanhã dia25/03 Guarulhos/ Maceió com retorno dia 29/03, pela Latam, comprado com milhas direto no site Latampass. O meu voo foi concelado , aí ao ligar na Latam, eles me ofereceram outro horário ou a devolução das milhas. Optei pela devolução, e as milhas já voltaram para minha conta. Porém tiver que aguardar na linha 1h e 50 mim para ser atendido . Deixei no viva voz até alguém me atender.

BRUNO HENRIQUE FERREIRA

Olá. Tive meu voo cancelado e ao ligar para LATAM, solicitei o crédito para viagem futura (destino diferente do original) e eles não ofereceram essa opção (reembolso ou alteração cobrando taxa de remarcação).

No TAC eles dizem que se o PASSAGEIRO quiser cancelar, ele pode manter o valor integral do ticket mas considerando que eles cancelam antes de você, só sobra o reembolso, e aí você fica a mercê das tarifas contratadas.

Procede ou estou sendo paranoico?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Mas você já quis marcar a nova passagem? Mudando o destino tem diferença tarifária, mesmo.

BRUNO HENRIQUE FERREIRA

Diferença de tarifa, ok. Mas não só não me permitiram optar pelo crédito para viagem futura, como quiseram cobrar taxa de remarcação, caso queira viajar para outro destino, o que o TAC assinado proíbe. Vou tentar conversar novamente amanhã mas fica difícil assim...

Mauricio
MauricioPermalinkResponder

Prezados OPJSPA
Golpe do oligopólio da empresas aéreas. Tinha passagens para a Pascoa Poa/SP com a salafraria Gol. Não encontrei passagem com diferença menor de 100 reais por trecho. Mais um golpe. Cancelei. Falência para a Gol.....

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Me desculpe Ricardo, mas pelo menos a LATAM não está cumprindo. As minhas passagens são p 09/06, fui alterar e queriam cobrar tudo (multa e diferença tarifária). Mais de 10 mil reais (minhas passagens são em executiva). Os atendentes nem sabem o que é TAC. Lá no instrumento prevê que as aéreas que subscreveram deveriam divulgar em até 2 dias da assinatura e tb prevê multa para descumprimento do TAC. Enfim, a LATAM não está cumprindo o TAC. A Gol e Azul até divulgaram "meia boca". Só resta reclamar: consumidor.gov, ANAC e denunciar ao MPF. Se nada resolver: ação com pedido de liminar para que alterem.

Belenice
BelenicePermalinkResponder

Pelas regras, vejo que minhas alternativas não são nada favoráveis: comprei minhas passagens pela Latam em 22-NOV-19, Londres ida, volta por Paris, para voar em 25/04/2020. Reservei hotéis (sem cancelamento), trem, tudo com boa antecedência.
Até novembro é impossível para mim pensar em outro planejamento da viagem.
Pesquisando os preços hoje, o que paguei por passagem não dá pra pagar nem o trecho da ida.
Agora é rever a forma de planejamento de viagens.
Melhor (menos ruim) mesmo é pedir o reembolso e aguardar, certo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Belenice! Infelizmente, é isso mesmo.

José luiz
José luizPermalinkResponder

Comprei na latam passagem para Milão para 17 de junho. Posso esperar até mais perto da data para saber se poderei viajar? Ou devo decidir logo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, José Luiz! Pode esperar, sim. Mas prepare-se psicologicametne para ter que cancelar. E vá acompanhando a situação do seu vôo e da política de cancelamento.

Antonia Vieira dos Santos

Comprei passagens ida é volta para Porto seguro ida dia 30/03 volta 10/04 , quero remarcar motivo a Pandemia aeroporto fechado, 20/01/2021 com retorno 30/01/2021

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Antonia! Você precisa pedir o crédito para quem vendeu a passagem.

Maria Eugênia

E quando já foi remarcado e paguei diferença tarifária? Vou ser reembolsada desse pagamento?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Eugênia! Não sei responder. Veja o que você consegue via atendimento telefônico.

Gi
GiPermalinkResponder

Tenho que elogiar a Gol e a Smiles!
Tinha um vôo marcado agora em Abril, e na terça (24/3/20) pedi o reembolso das milhas e do dinheiro! As milhas foram devolvidas, e já houve o estorno no cartão de crédito referente a parte em dinheiro, hoje dois dias depois do solicitado o reembolso! Uma pena a validade de parte das milhas estar tão próximo, mas não ter que esperar até 12 meses pelo reembolso do dinheiro, foi uma grata surpresa em relação a Gol/Smiles!

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Tenho viagem pra Croácia com passagens e algums paseios pagos em
Julho. Hotéis todos cancelaveis. Acha que estará tranquilo ? Dúvida cruel

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Julia! Se os hotéis são canceláveis, você está em boa situação. Os vôos só serão canceláveis sem custos caso ainda haja fronteiras fechadas ou restrição a mobilidade valendo em julho.

Renata Aran
Renata AranPermalinkResponder

Oi, será que já poderemos viajar em Outubro? Acho que até lá tudo estará em ordem ne.
É o unico mês que poderei viajar e só podemos remarcar para este ano.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! É bastante provável que seja possível viajar em outubro. Só não temos como ter certeza absoluta.

Belenice
BelenicePermalinkResponder

Acabei de receber um e-mail da Latam cancelando o meu voo, mas, só estão me dando a opção de remarcar ou usar o crédito, é só até 31/12/2020. Sem opção de reembolso.
Impossível reprogramar essa viagem esse ano ainda.
Contava pelo menos com o reembolso, ainda que tardio.
Será que só me resta a via judicial?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Belenice! Tente antes pelo atendimento telefônico ou Twitter.

Antonio Cruz
Antonio CruzPermalinkResponder

Eu pedi reembolso antes das medidas anunciadas pelo governo, pedi no dia 16/03 quando a Argentina fechou a fronteira, depois de muita espera eles abriram o pedido de reembolso. 1 semana dps os pontos já foram reembolsados, agora bagagens e taxas de embarque até agora nada... vai levar uma eternidade pelo visto. Airbnb foi extremamente fácil: já tinha um aviso na minha reserva e em menos de 1 semana já estornaram no cartão, outro nível de serviço.

Diógenes
DiógenesPermalinkResponder

Tinha viagem com a Azul, Gol e Tam durante esse período e consegui remarcar/ficar com crédito em todas. Em abril, iria a Foz pela Gol e voltaria pela Azul. Optei pelos créditos na Gol (que inclusive já usei) e na Azul remarquei para o dia 2/11, sem pagamento de mais nada, por meio do call center. Também em abril, na Tam, um trecho Porto Alegre - Natal, foi cancelado 4 vezes. Consegui remarcá-lo também pelo call center para dezembro/2020. A espera foi longa, de quase duas horas, mas, no final, deu certo. O site da Tam não ajuda. Iria pra SP em junho pela Gol e cancelei os bilhetes deixando o valor pago como crédito.

Andrea Marques

Olá, tenho uma dúvida. Eu comprei uma passagem múltiplos destinos para a Argentina pelas Aerolíneas argentinas. No meio do caos do corona vírus, foram cancelados os 2 últimos trechos. Eu já estava em viagem, e naquele momento eu estava no Chile, com fronteiras fechadas, sem possibilidade de voltar para a Argentina até para tentar trocar o voo que foi cancelado (recebi por e-mail). Pra voltar tive que comprar uma passagem de outra companhia. Vcs sabem se posso pedir alguma espécie de remarcação dessa passagem para outro lugar, já que eles cancelaram os voos? Ou desencano?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andrea! Se a data do vôo era mais para a frente, acho que dá para conseguir o reembolso facilmente. Se a data já tiver passado, fica mais difícil, mas se você tiver tempo, não custa tentar.

Bárbara
BárbaraPermalinkResponder

Olá, Ricardo. Obrigada pelos posts. Como ficam os pacotes de agências de viagens com vôos companhia estrangeiras? Comprei com tarifas não reembolsáveis 17/02 viagem para a Itália com conexão em Madrid em 5/5.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bárbara! Verifique a situação na agência ou site em que você comprou o pacote. Alguns cancelamentos/remarcações sem custo dependem de haver restrições a viagens vigentes na época da sua viagem. Caso não seja possível cancelar/adiar hoje sem custo, espere até essas restrições de viagem à Europa serem estendidas, o que é bastante provável.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar