Amar é... viajar? | #PensamentoViaja

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Cachoeira do Formiga, Jalapão

Neste Dia dos Namorados muitos de nós estamos prestes a completar 3 meses longe de uma de nossas paixões: viajar.

Quando for possível o reencontro, o que será que vamos escolher?

Para muita gente, a escolha já está feita: aquela viagem que a pandemia adiou. Existem por aí passagens com data para expirar, reservas que talvez não possam ser remarcadas uma segunda vez.

Haverá quem aproveite a primeira brecha para ir ao lugar mais longe e inusitado possível -- como que numa desforra da quarentena.

Mas aposto que muitos de nós não vão desperdiçar a oportunidade de, assim que for seguro, rever aquele destino que mora no nosso coração.

A praia das melhores lembranças, a cidade onde gostaríamos de morar, a cachoeira que não sai da cabeça, a pousada onde somos sempre tão bem-vindos.

Quando chegar esse dia, vamos ouvir:

- Oi, sumido! Oi, sumida!

Texto publicado em 12/06/2020

Leia todos os textos da Quarentena VNV aqui.

Nenhum comentário, deixe o primeiro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar