A Europa mais distante | #ViajandoNasNotícias

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

barcelona park güell

Parc Güell, Barcelona

Quando a pandemia chegou à Europa, em março, o cenário mais otimista considerava que o vírus seria contido pela chegada do verão, no meio do ano.

O verão europeu chegou e o vírus de fato teve seu ímpeto diminuído. Mas não foi por causa da sazonalidade. A pandemia foi controlada à custa de lockdown severo nos países mais afetados.

Ao reabrir suas fronteiras para o turismo, nesta semana, a Europa deixou de fora todos os países que ainda não controlaram a pandemia. E estabeleceu um parâmetro: para viajar ao Velho Mundo, só depois que o número de casos por 100.000 habitantes no país de origem for inferior ao número da Europa.

Em março brasileiros ainda podiam ter esperança de viajar à Europa em julho. Pois julho chegou, e não temos como prever quando seremos novamente bem-vindos.

O que salva é o que a gente sempre diz: a Europa não vai sair do lugar. Um dia a gente volta.

Publicado em 3/7/2020

Leia todos os textos da Quarentena VNV aqui.

1 comentário

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Por muitos dias, na minha cidade, as grandes atrações turísticas estavam vazias de pessoas. Nem os cidadãos locais visitaram Las Ramblas nem pararam em frente a La Pedrera, por exemplo. Para alguns, o fato de não haver turistas foi positivo, mas para a maioria da população, uma Barcelona sem turistas é uma cidade muito mais triste. Este turista despreocupado é positivo. Veja a cidade de maneira diferente. Amplia conceitos para nós. Acima de tudo, o turista traz normalidade. Do que todos nós precisamos. Embora agora, neste ano, tudo seja estranho e negativo, o ser humano precisa de normalidade e positividade. Aqui, tivemos muitas mortes e podemos continuar a ter mortes até a vacina, mas para outros a vida continua pior, mas continua.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar