9 razões pra se hospedar na Recoleta (e uma pra não se hospedar)

Recoleta, Buenos Aires

1. A Recoleta é quase tão central quanto o Centro. É um ótimo lugar para se hospedar também numa primeira viagem à cidade.

2. (Até porque o Centro está desse jeito.)

3. A Recoleta é o lugar mais bonito para se acordar em Buenos Aires. (É provavelmente o lugar de Buenos Aires em que você gostaria de morar; por que então não se hospedar nele?)

Recoleta, Buenos Aires

4. A Recoleta é o lugar mais gostoso para se caminhar em Buenos Aires. (É um dos bairros verticais mais agradáveis do mundo.)

5. Ficando na Recoleta, você não vai se ver tentado a jantar todas as noites em Puerto Madero, como todos os outros turistas (a 15 pesos de táxi, ida).

6. Ficando na Recoleta, você vai ter mais estímulo para descobrir restaurantes em Palermo Soho e Hollywood (a 15 pesos de táxi, ida).

Recoleta, Buenos Aires

7. (Mas se quiser ficar no bairro, há ótimas opções para almoçar e jantar.)

8. Sim, existem hotéis na Recoleta quase tão baratos quanto os do Centro (procure aqui).

9. É rarissíssimo você encontrar um depoimento de alguém que tenha se hospedado na Recoleta e se arrependido por causa do bairro ou da localização.

Recoleta, Buenos Aires

10. Só não vale a pena se hospedar na Recoleta quando você prefere Palermo (presente!) ou San Telmo.

Leia mais:


Onde ficar em Buenos Aires: Home

100 comentários

E eu to cada vez mais pra zona norte. Completamente diferente da Bs As costumeira 🙂

Ana, a graça é justamente isso. Não é que Palermo ou Recoleta sejam melhores por X aspectos: é porque são bem distintos. Eu particularmente sou mais é Belgrano R mesmo, mas cada bairro tem seus detalhezinhos. E se falando de Recoleta, é sem dúvida o melhor bairro para olhar pra cima – com cara de turistão medo – e curtir a arquitetur.

E o Eterna Cadencia nem falo mais. Tomar um café e ler algo no terraço deles, sob a sombra das árvores… impagável. Alias, pagável, e bem barato.

    Geraldo, o que é aquele terraço? Poderia passar dias por ali…
    Taí, Belgrano é um bairro que conheço pouquíssimo, boa pedida para o próximo retorno, breve, a Bsas.

    o que mais me encanta em Buenos Aires é que você pode fazer várias viagens em uma só! Cada bairro tem um estilo próprio, com atrações bem distintas!! Eu adoro a Recoleta, mas estou cada vez mais descobrindo coisas maravilhosas na Villa Crespo e Belgrano. O legal mesmo é ver todas as nuances, as pequenas diferenças de cada região. Isso é fantástico!

Fui, acho que pela 10ª vez para Bsas e é a 8ª em que me hospedo na Recoleta. Adoro. Engraçado que dessa vez caminhei muito por Palermo de dia e por mais que eu tente, não consigo me encantar. Acho que a Recoleta tem uma arquitetura muito mais interessante, tem mais vida!Em Palermo, a coisa acontece mais a noite, se bem que conheci essa livraria aqui http://www.eternacadencia.com.ar/home.asp que é de tirar o fôlego!
Me hospedei novamente no CE e gostei ainda mais do que a primeira vez. Localização excelente, quarto extremamente confortável, tudo funcionando e staff de primeira linha. Recomendo.
Ah, para quem for por esses dias vale a pena dar uma chegadinha no Malba. Está bem bacana.

Detalhe: existe Recoleta e existe Recoleta. Ficar alí pela ponta da Guido, nas cercanias do cemitério e da av Pueyrredon é um lixo tão grande quanto ficar na Suipacha.

A Recoleta é caindo para trás da Alvear (como Posadas e outras ruas menores), ou a oeste (pense na Quintana e arredores).

E isso da câmera… Buenos Aires ainda segue mais segura do que qualquer capital brasileira. De novo, é só fugir dos centros turísticos estilo CVC 😉

    É que depois que me levaram a câmera em Palermo Soho (!!!) à luz do dia (!!!) eu fiquei escaldadão…

    Realmente gato escaldado tem medo de água fria…Mas andei com minha máquina (DSLR também) em todos os bairros em janeiro do ano passado e no carnaval, sem problemas. Só não abusei e deixei no hotel quando fui à Puerto Madeiro à noite…

    Em uma cidade tão fotogênica como Buenos Aires, eu posso até perder a câmera, mas nem imagino perder a foto!!! 🙂 🙂

    Caramba Riq! P*** azar, mas isso não é comum, pelo menos até onde eu sei.

    Nem em Liniers tiraram minha câmera. Acho que deve ser minha cara malígna 😀

    Concordo! Ficar perto daquela região do cemitério acho deprê.Gosto de ficar perto da Sta Fé.

    A região do cemitério está muito vazia e decadente depois que fecharam o Recoleta Village, a noite é um deserto e perigoso.

Palermo Soho, PRESENTE!!
Sou apaixonada pelo bairro.
Lá no Sweetest tem muitosss posts sobre Buenos Aires (basta escrever Buenos Aires na caixinha de pesquisa que puxa tudo), inclusive sobre os hotéis Be Hollywood (Palermo Hollywood) e Duque Boutique Hotel (Palermo Soho).
Na minha próxima ida pretendo ficar no hotel do Coppola, o Jardin Escondido.
Não troco Palermo Soho por nada nessa vida, principalmente quando se é jovem. Aquilo ferve!
Bjos,

Sério que tá impossível de carregar a câmera a tiracolo? Tão ruim assim?
Abs
Alexandra

ricardo, as fotos estão muito boas, nem parecem feitas com celular! espero conseguir um céu assim em junho!

Haha assino embaixo, adoooro adoro acordar e caminhar pela Recoleta e jantar em Palermo, de preferência no Crizia, né Sylviatravel ? :lol 😆 😆

Hehehe Palermo Soho ( só Palermo não vale ) presente !
Pra mim dormir e jantar em Palermo , passando alguns fins de tarde na Recoleta é a receita-perfeita 😎

riq, depois da primeira vez (fiquei no centro), sempre me hospedo na recoleta… e indico p/os amigos! bjs!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.