Bariloche: começou a nevar!

Centro Cívico, Bariloche

Plantão Vulcão:

Na noite de quarta-feira, leitores começaram a relatar a tão esperada chegada da neve a Bariloche. Resta aguardar a abertura do Cerro Catedral e do Piedras Blancas (esquibunda) para que os turistas que enfrentam a maratona via Esquel se sintam mais recompensados. (De todo modo, quem chegou a Bariloche já estava dando um jeito de ir atrás da neve; veja depoimentos mais abaixo.)

Notícias do dia 13:
o site da Aerolíneas traz como cancelados todos os vôos a Bariloche durante o mês de julho. Ou seja, até o dia 31 de julho os vôos (dois, diários) devem descer em Esquel, 300 km ao sul de Bariloche; de lá os passageiros continuam em ônibus providenciados pela cia. e pela província de Río Negro, numa viagem de 4 horas. Atenção: leitores que já fizeram este trajeto recomendam levar lanche, porque não há paradas.

Ainda na Argentina, Bariloche pressiona para que a fronteira terrestre com o Chile (Paso Cardenal Samoré) abra o quanto antes; e a administração da estação de Cerro Bayo, em Villa La Angostura, afirma (de maneira surpreendente) que está preparada para abrir tão logo caia neve suficiente.


No front nacional, ontem à noite a caixa de comentários do post do Plantão Vulcão foi tomada por clientes da CVC, informando que suas viagens em vôos fretados com a Andes foram confirmadas (via Esquel) e que os pacotes deste sábado que envolviam vôos TAM foram cancelados — super em cima da hora.

O sentimento dos que tiveram suas viagens canceladas varia entre o alívio (porque a neve ainda não caiu com intensidade suficiente) e a indignação (por terem prolongado a indefinição até a antevéspera).

Minha opinião: estou p-a-s-m-o com o comportamento de CVC e TAM por terem cozinhado seus clientes por tanto tempo sem um plano B. Jamais passou pela minha cabeça que uma empresa do tamanho da CVC, com a responsabilidade que tem com o destino Brasiloche, pudesse a essa altura do campeonato vender pacotes sem saber se poderia entregar.

A propósito: o gerenciamento desta crise por quase todas as grandes empresas está sendo pífio. Os canais de mídia social simplesmente não estão sendo usados para se comunicar com o público. Para o site, o Facebook e o Twitter da CVC a questão Bariloche não existe. O Twitter da Lan Brasil ignora solenemente que os clientes da Lan têm imensas dificuldades para se comunicar com a companhia sobre seus vôos domésticos na Argentina. Só o Twitter da Aerolíneas é interativo e prestativo.

Já faz 40 dias que o vulcão Puyehue entrou em erupção, mas as únicas fontes de informação online para clientes com pacotes comprados a Bariloche parecem ser o Youtube da Vanessa Olivatti, a comunidade Bariloche do Orkut e o plantão do Viaje na Viagem. Tem sido excelente para a minha audiência, mas é um capítulo nefasto na história das relações públicas…

O que esperar dos pacotes com vôos TAM que ainda não foram nem confirmados, nem cancelados? É o pior dos mundos: se o consumidor cancelar, paga multa; se esperar, pode ficar sem férias. Um absurdo.

DEPOIMENTOS DE QUEM ESTÁ EM BARILOCHE

Enquanto isso, brasileiros que voaram via Esquel já chegaram a Bariloche. Quase todos os que deixaram depoimentos no post do Plantão Vulcão recomendam levar lanche, porque a viagem de ônibus leva 4 horas (depois de duas horas e meia de avião) e não é servido nada a bordo (nem há parada para lanche).

Na vida real as cinzas não estão atrapalhando. Os lagos já estão bonitos novamente. O problema é a falta de neve que retarda a abertura do Cerro Catedral para esquiadores e do Piedras Blancas para esquibundeiros. Mas já há neve na base do Cerro Catedral para quem quer brincar.

Vou transcrever três depoimentos: um desapontado, um sóbrio e um entusiasmado.

Jefferson, o desapontado:

Consegui chegar em Bariloche, a Aerolíneas remarcou meu vôo via Esquel sem me avisar de nada, tive que bancar uma noite em BsAs, mas tudo bem. De Esquel seguimos de ônibus até Bariloche sem problemas. Bariloche está bastante suja e vazia, mas nada que atrapalhe demais a não ser que você seja bastante fresco e espere encontrar tudo perfeito. Ainda não há sinal de neve, mas existe alguma esperança para os próximos dias. Fui a Villa La Angostura, esqueçam… A rota dos sete lagos está impraticável, tudo fechado com MUITA, mas MUITA cinza mesmo. Cerro Bayo estava até com as cadeirinhas desmontadas. Enfim, se você gosta de aventura e não se incomoda com algum perrengue, está tranquilo. Se você está pensando naquela viagem romantica com sua mulher mude o roteiro. Crianças só para quem tem sangue frio. Enfim, é isso. O Aeroporto está imundo, não abre nem a pau, duvido que abra no dia 15.

Márcio, o sóbrio:

Cheguei em Bariloche ontem. A LAN cancelou o vôo então recebi o dinheiro de volta e comprei as passagens pela Aeroíneas via Esquel. O maior problema são os vôos, o meu atrasou 3 horas. O voo para Esquel dura duas horas e meia e a viagem de ônibus dura 3 horas e meia. Realmente o ônibus é confortável de 2 andares e deixa você no aeroporto de Bariloche, você pega então um transporte para a cidade por sua conta. Leve lanche e água para a viagem. A cidade está suja na beira das pistas, o centro está limpo, existem alguns montes de cinzas que vem sendo retirados por caminhões aos poucos mais nada absurdo, se não soubéssemos que são cinzas pareceria que choveu e a lama veio das encostas (menos os montes claro). Hoje a rua principal estava movimentada, como estão tendo 3 vôos nos últimos dias o movimento parece estar aumentando, como não tenho comparar o movimento atual com a alta estação não vejo muita diferença. Está tranqüilo, mas não deserto como alguns escreveram, tem muitos brasileiros (famílias) e jovens de outros países (provavelmente argentinos e uruguaios). As lojas e restaurantes estão abertos e alguns com promoções. Seria o equivalente a baixa estação em qualquer lugar turístico do Brasil. Amanhã vou começar a ver os passeios e tirando Villa La Angostura, os outros não estão com nenhum problema com relação às cinzas e sim com a falta de neve. Os lagos estão limpos e as árvores também, algumas casas e todos os hotéis e restaurantes estão completamente limpos e com a grama verdinha, mas algumas casas estão com o teto e jardins completamente cobertos de cinzas, mas aí é a opção de cada um.

[ainda o Marcio, no dia seguinte]

As cinzas não são “cinzas”, é mais como areia grossa de praia, sujam as ruas e os carros, mas você nem sente a não ser que vente muito, aí parece que você esta na praia com a areia batendo no olho. Hoje os Cerros Otto e Catedral não abriram por causa dos fortes ventos (nada a ver com as cinzas), e o tempo está muito nublado para os passeios pelo lago e o circuito Chico (nada a ver com o vulcão de novo). Fiz o passeio de Quadriciclo com meu filho e vou levar ele para patinar no gelo agora a tarde. Amanhã vou fazer o passeio pelo lago congelado se tudo der certo. Como escrevi antes as cinzas atrapalham os vôos e inviabilizam a Vila La Angostura, o resto é apenas relacionado a falta de neve (previsão de neve nos próximos dias) e o vento e a chuva.

E finalmente o depoimento da Rose, a entusiamadona:

Chegamos em Bariloche no domingo 10/07, viemos pelo Aerolíneas via Esquel, chegamos de noitinha ao aeroporto de Bariloche de ônibus. Contratamos um táxi com motorista para a semana toda, uma tranqüilidade, alugamos uma casa linda num condomínio fechado, ao lado do hotel Llao Llao. Ontem fomos ao Cerro Otto, à fabrica de chocolate, e conhecemos todo o centro. Jantamos num restaurante muito bonito,  Rincón Patagonia. Hoje o Cerro Catedral amanheceu fechado até para pedestres, meus filhos queriam neve, então nosso motorista nos levou sentido El Bolsón. A uns 110 km daqui não se demora muito para encontrar a tão sonhada neve, fizemos várias paradas para as crianças brincarem na neve, almoçamos em El Bolsónn e retornamos a Bariloche: passeio muito agradavel e o detalhe, COM NEVE!!!! Chegamos em casa já à noite. Esta chovendo, tem previsão de neve para amanhã e quinta, vamos esperar, amanhã estou programando Cerro Catedral, Circuito Chico e Cerro Campanario, vamos torcer, amanhã mando notícias!!!! Agora vou desfrutar um founde em frente a lareira!!!!!

Quer saber notícias de Buenos Aires, Chapelco, San Martín de los Andes, Ushuaia, Las Leñas, Cruce de Lagos e estações chilenas? Clique no post do Plantão Vulcão, que está sendo atualizado sempre que aparecem novas notícias

Foto: centro cívico de Bariloche, março de 2010.

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email
Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


92 comentários

A fronteira terreste já estar aberta, por favor ajudem, estou em Buenos Aires e indo para Bariloche, tenho viagem de volta dia 27 saindo de Santiago. Agradeço

Obrigada por vcs se preocuparem conosco dando informações rescentes, já estava ficando louca de tanto procurar,meu vôo é dia 18/07, com o depoimento de vcs(meus anjos) estou mais otimista, muto obrigada!!!!

A cvc voltou atras e estamos no aeroporto de bh aguardando. Agora e so torcer para dar tudo certo. Obrigada pelas informacoes.

Ontem a noite começou nevar bastante, durante o dia fizemos Cerro Campanario o dia estava otimo, bem claro para fotos, depois Circuito Chico com uma parada para almoço na Colonia Suiza, final da tarde com patinação no gelo.
Hj pela manhã nosso gramado amanheceu branquinho, fomos para Cerro Catedral o caminho esta lindo com muita neve, subimos ate Punta Princesa, tem muita mas muita neve mesmo, as crianças se divertiram a valer, passamos o dia por lá, muuuito frio.
A umas 2 hs começou a nevar bastante nosso gramado ja esta todo branquinho novamente.
Amanhã iremos passar o dia em Cerro Catedral novamente.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.