B.R.A. é barra (II)

A notícia sobre o fechamento — temporário? — da B.R.A. está em todos os sites.

O comentário pertinente do Rodrigo Purisch, só no blog dele, o Aquela Passagem. Peço licença para reproduzir aqui:

Que o ocorrido com a BRA e com a Varig sirva de exemplo para que o governo brasileiro reavalie a limitação de participação do capital externo em cias aéreas nacionais, já que o capital nacional não tem tratado o negócio com deveria ser encarado: com profissionalismo e respeito ao consumidor.

Voltarei ao assunto no próximo texto sobre a Copa 2014 🙄

44 comentários

Cheguei, finalmente. Riq, vou mandar um e-mail com detalhes pra você. Amanhã ou depois. Preciso recuperar-me das 29 horas de translado e por a casa e a cabeça em ordem.

Bom, nao está fácil. Em Madri, óbvio que o guichê da BRA estava fechado e nao havia ninguém pra endossar a passagem. Volto daqui a pouco pra Paris pra tentar embarcar pela TAM à noite, mas nao tenho qualquer garantia. A ANAC, que disponibilizou telefones pra ajudar quem estiver fora do país, tenta uma intermediacao, mas tudo muito vago. A posicao de sábado era a mesma de domingo à noite. Eles dependem de uma pessoa da BRA em Milao, que tem que falar com alguém em Paris, também da BRA, para endossar (condicao para o embarque na TAM). Os responsáveis da ANAC nem sabiam o nome desse responsável em Paris…
Uma hora vai, digo, vamos chegar…

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.