Budapeste: Marcie repassa dicas de amiga “insider”

Budapeste (foto: Marcie Grynblat Pellicano)

Se você vai a Budapeste, imprima este post. Ele é a reprodução de um email que a Marcie do Abrindo o Bico recebeu com dicas de uma amiga com parentes na cidade. Repasso conforme recebi :mrgreen:

Texto | Marcie Grynblat Pellicano

Não deixem de ir à Ópera, e se possível assistam a uma.

Városliget é o Central Park de lá.

O metrô foi o primeiro construído na Europa na Europa continental. Algumas estações em Pest são mantidas como eram e ainda usam os vagões antigos, muito interessante.

Tem um pequeno bairro bem no miolinho de Pest que era — e ainda é — o bairro judeu; durante a guerra era o gueto.  A Sinagoga principal, em estilo mouro, é muito linda, e foi toda reconstruída, financiada por Toni Curtis em homenagem ao pai. Junto à Sinagoga tem um museu que vale a pena ver (aliás os museus são todos ótimos). A Sinagoga fica na Dohany uca, é só perguntar que todos conhecem, tem um café famoso perto dai que se chama Spinoza Kávéhaz, na Dob uca.

As termas de águas naturais, com massagens, etc. são bastante famosas e freqüentadas. Existem várias, mas as melhores são as do Hotel Gellért do outro lado do rio, em Buda; é antigo e muito bonito.  Outra recomendável é a Szecseni Furdö.  Tem uma ilha muito bonita no meio do rio, a Margit Sziget, onde também tem um hotel antigo e famoso com termas e um ótimo restaurante. Não deixem de provar o fígado de ganso, que é a iguaria especial da Hungria, e a sopa fria de cerejas azedas (se você acha que o borscht é bom, depois me conta).

Eles têm uma marca local de cremes de rosto, Helia-D, que são ótimos, vale a pena.

Recomendo também pelo menos um jantar num restaurante típico com musica cigana. Tem um restaurante famoso e supostamente muito bom (provavelmente caro), chama-se Gundel.

Vou passar uma listinha de restaurantes e cafes tipicos que vale a pena provar:

  • Duna Corso — restaurante bem em frente ao rio (ótimo para almoço). Praça Vigado ter, 3
  • Sipos — bons peixes, Fo ter, 6 , em Buda, perto dos monumentos.
  • Matyás Pince — antigo, famoso, muito bom e acho que tem música, e num porão, todos conhecem.

Alguns cafés famosos e muito bons:

Chega de comer!  Voltando um pouco para o problema dos judeus durante a guerra, tem um monumento muito unusual, e na beira do Danúbio, mais ou menos em frente ao Parlamento: uma fila de sapatos de bronze — lembrando os judeus que foram fuzilados na beira do rio e jogados no próprio (corre a historia de que as águas do rio ficaram vermelhas do sangue).

Budapeste (foto: Marcie Grynblat Pellicano)

Köszönöm, Marcie!

Leia mais:

128 comentários

Boa noite!

Gostaria de uma ajuda quanto aos deslocamentos entre Budapeste, Bratislavia, Viena e Praga _ pretendo fazer nessa ordem pois chego por Budapeste no final de maio.

Como Bratislavia fica no meio do caminho entre Budapeste e Viena pensei em parar em Bratislavia dormir uma noite lá e depois seguir para Viena. Essa seria a melhor opção ou vocês me recomendariam ir de Budapeste direto para Viena e depois fazer um bate volta para Bratislavia?
Estou insegura de ir para Bratislavia direto de Budapeste e ter que saltar na rodoviária ou estação de trem com as malas já que li que os acessos não são muito bons.

E quanto aos outros percursos (Budapeste x Viena)
(Viena x Praga)

É melhor fazer de ônibus ou trem??

Muito obrigada!!

Gostei de passear e ver vitrines na badalada Váci Utca, mas os restaurantes dessa região tem um jeitão mais turístico. Os restaurantes frequentados pelos locais ficam nas ruas que circundam a Basílica, em torno da Szent István tér. Ao menos no verão, a noite lá é bem animada. As opções de bons restaurantes são inúmeras, dá para escolher na intuição. A praça Érzebet fica lotada de gente jovem, há vários bares/barracas e uma roda gigante no verão.

Oi, importante dizer o seguinte sobre táxi em Budapeste. Para quem chega de avião, o Aeroporto opera apenas com uma empresa de táxi chamada Fötaxi, que possui balcões na saída dos terminais. Eles estão trabalhando com tarifas fixas, que são as mais baixas de budapeste. Outra opção é o serviço de Shuttle Minibus do Aeroporto que dcusta 3200 HUF ou 11 euros directly at por pessoa. É logo na saída do controle de passaporte e não precisa de reserva.
Não precisei usar táxi em Budapeste porque o trasnporte é eficiente e andei muito a pé, mas para pegar na rua ou chamar por telefone também li relatos na internet recomendando a Fötaxi, que tem a parceria com o aeroporto. http://www.fotaxi.hu/ (a foto que aparece no site é do balcão que funciona no Aeroporto)

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.