Buenos Aires: 10 razões para não se hospedar no Centro

Calle Maipú, Buenos Aires

1. Porque o Centro é feio. Buenos Aires é uma cidade muito bonita. Em alguns lugares, como a Recoleta, fica linda. Em outros pontos pode estar um pouco maltratada, mas dificilmente perde o charme. Pra que, então, desperdiçar sua viagem a Buenos Aires se hospedando numa das partes mais feias, sujas e degradadas da cidade?

2. Porque o Centro morre à noite. 20 anos atrás, o Centro de Buenos Aires fervia dia e noite. De dia, a calle Florida concentrava o comércio elegante. À noite, a calle Lavalle nunca esvaziava, com cafés bem freqüentados e cinemas que, nas sextas e sábados, atravessavam a madrugada. (A cena mais impressionante que já presenciei em Buenos Aires foi a saída do cinema às 3 da madrugada; a rua estava tomada como se fosse a hora do almoço.) Nada disso existe mais. De movimento, no Centro, só restaram os teatros da avenida Corrientes.

3. Porque o Centro é um deserto gastronômico. Se você sair para escolher um restaurante ao acaso, vai acabar almoçando e jantando na praça de alimentação da Galerías Pacífico.

4. Porque sempre há uma armadilha-pra-turista dobrando a esquina. É como ficar em Copacabana. Todos os programas pra turistão são oferecidos na região. Ande três ou quatro quadras na Florida, e você vai ganhar mais filipetas do que será capaz de ler. É preciso ser safo para escapar.

5. Porque você vai acabar indo toda noite a Puerto Madero. A cinco minutinhos de táxi da Florida, Puerto Madero é o destino mais prático para as noites de quem está no Centro. Puerto Madero é urbanisticamente bem interessante e merece ser visitado, mas seus méritos gastronômicos são escassos.

6. Porque é provável que você fique limitado à Buenos Aires dos turistas. Centro, Boca, feirinha de San Telmo no domingo, Puerto Madero, passeio pelo Tigre, talvez uma travessia a Colonia. Caminhadas de manhã pela Recoleta? Tardes namorando vitrines em Palermo Soho? Escapadas noturnas a Palermo Hollywood? Dificilmente entram na programação. Deve ser por isso que muita gente justifica a escolha do centro para “ficar mais perto das atrações turísticas”. Na verdade o que acontece é que você não consegue se livrar delas.

7. Porque é mais inseguro. Não há mais lugar totalmente seguro em Buenos Aires, mas no Centro você estará um pouquinho mais inseguro — tanto nas aglomerações diurnas quanto na pasmaceira noturna.

8. Porque os hotéis são mais antigos. Há bons hotéis no Centro (o Esplendor Buenos Aires, os NHs, os Dazzler top de linha), mas a maioria é antigona.

9. Porque você não se hospedaria no centrão de São Paulo ou no centro do Rio com tanta naturalidade. Estou errado?

10. Porque a Recoleta é central, também. E também tem lá seus hotéis em conta (não espere muito deles, mas tem). Fica 7 pesos de táxi mais distante das “atrações turísticas”. Mas muito mais perto da Buenos Aires mais bacana. (Basta descer do seu quarto e você já está nela.) 

Leia mais:


Onde ficar em Buenos Aires: Palo Santo

159 comentários

oops, não terminei! Como dizia, cada turista tem um objetivo bem pessoal, e muitas vezes o centro pode ser sim interessante. Eu particularmente não suporto mais caminhar na Florida ou Lavalle, mas sou apaixonado pela Corrientes. Adoro as livrarias, sempre vou lá. Mas nunca ficaria hospedado na Corrientes… Essa é a idéia, para aproveitar o lugar você não precisa ficar hospedado lá! Mas o mais importante é se dar conta que existe muito mais em BsAs do que compras na Florida e show de tango. E existe uma cidade belíssima e interessante longe do centro e das atrações turísticas!! 🙂

Uma das coisas mais baratas em BsAs é o táxi, então não tem porque ficar no centro apenas por achar que assim os pontos turísticos ficarão mais próximos… Cada turista tem um objetivo bem pessoal (

Fomos três vezes em Buenos Aires ( contando duas entradas em uma mesma viagem ). Nas três vezes ficamos no centro e adoramos. Na segunda vez cheguei a propor hospedagem na Recoleta mas marido e filha não aceitaram. Gostamos daquele charme decadente. Aliás, o que eu realmente gostei em Buenos Aires foi dos velhos cafés, das livrarias e do tango. Palermo não fez nossa cabeça. Sim, da Recoleta gostamos muitíssimo. Aliás, no centro existem inúmeros velhos cafés, como gostamos. Não achei nada original em Palermo, sinceramente. Nem as lojas de roupas. Aliás, acho que não sou um bom parâmetro, porque adoro o centro do Rio ( muitas vezes já me hospedei no Flamengo para curtir o centro ), o centro de São Paulo ( com medo, claro) e o centro de Salvador.

Meu Deus! Então foi por isso que eu não gostei de Buenos Aires! Fiz exatamente o que você não recomenda.
Aliás, será que eu fui mesmo para Buenos Aires?? rs

Não vi nenhum problema com o Centro de BsAs.
Tinha ótimos restaurantes, inclusive um italiano muito bom e barato, andei a pé como não houvesse amanhã, não fui abordada em nenhuma esquina e conheci todas as indicações da sua rota alternativa.

Acho que o problema aqui se chama guia turístico.

não entendi.. não é porque alguém fica no centro que vai ficar preso lá.. eu adoro ficar nos hotéis da Corrientes, exatamente porque à noite fica tudo aberto (principalmente as livrarias) e há muitos lugarezinhos pra comer. Sempre fico num hotel a uma quadra do Obelisco, é muito fácil de ir pra qualquer região da cidade e como o táxi é barato mesmo não tem problema.. eu acho pior ficar em Puerto Madero só por causa dos restaurantes.. lá sim fica meio desértico à noite..

Riq.

Com certeza fujir do centro é sempre melhor!!

Na última vez fiquei no centro no Esplendor Buenos Aires, o hotel é muito bom… mas se tivesse ficado em outra região acho que aproveitaria muito mais os arredores.

Beijos

Eu já fiquei no Centro (no Dazzler Tower Maipu) e gostei, mas não ficaria mais. Já bati cartão nos pontos turísticos e, sinceramente, nem precisa ficar no Centro para isso.
Mas vamos combinar que a rede hoteleira da Recoleta é muito cara. São poucos hotéis econômicos e nem sempre eles estão disponíveis.
Estarei em BsAs em abril e aluguei um apartamento. Acho muito mais jogo, porque a maioria deles são mais charmosos que qualquer quarto de hotel.

Riq, concordo com tudo.
Acho a Recoleta tão central que não vejo nenhuma dificuldade em ficar lá e fazer os passeios tradicionais no Centro. E, depois que esses passeios se esgotam, tem a vantagem de se estar num bairro charmoso e agradável.
Já Palermo é perfeito para quem quer curtir bastante a gastronomia de Buenos Aires. Durante o dia, é fácil sair para passear em outras partes da cidade.

    Completando: eu acho algumas partes do centro de Buenos Aires lindíssimas, como a Avenida de Mayo, por exemplo, mas é um lugar pra passear, e não pra ficar hospedada …

Uma outra opção seria o upload.
Quem vai perder a virgindade em BUA terá que cumprir todos aqueles lerês fundamentais (Casa Rosada, Avenida de Maio, Puerto Madero, Casa Rosada, casas de tango, San Telmo e etc), não é? Então, que tal ficar umas duas ou três noites no Centro para poder fazer tudo isso a pé. Nem sempre dá para conhecer a parte central em um dia. E depois, fazer um upload e ir para um hotel na Recoleta e curtir o que a cidade tem de mais charmoso?
Não acho o centro de BUA feio. Sem vida e um tanto mal tratado, talvez. Mais ainda tem charme. E muita história. Se hospedar no Centro por uns dias, seria entrar em contato com o cotidiano, a lado mais genuíno dos portenhos.
Infelizmente, tem gente que vem ao Rio e se limita ao trio:Ipanema, Leblon e Copa e ignora o Centro, Lapa, Sta. Tereza e etc. Só que a parte central do Rio dá para conhecer em um dia. Em BUA, acho que não.
Sei lá, essa é a minha sugestão. Não sei se vc concorda.
abração
http://jccbalaperdida.blogspot.com/2010/09/buenos-aires-para-virgens.html#links
http://jccbalaperdida.blogspot.com/2010/10/buenos-aires-para-sem-vergonhas.html#links

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.