Buenos Aires pra Carol

madero450.jpg

A Carol (que não é a de Washington) é estudante e quer dicas econômicas para uma primeira viagem a Buenos Aires, que ela quer fazer com a irmã.

Primeiro ela quer saber qual é a melhor época.

Carol, dá para ir a Buenos Aires o ano inteiro, mas é melhor quando não faz nem muito calor nem muito frio — ou seja, na primavera e no outono.

Mas se você está pensando em ir por conta própria e quer fazer o seu dinheiro render mais, a melhor época é “daqui a quatro meses”, não importa quando essa data cair. É que, com quatro meses de antecedência, você consegue até aquele bed & breakfast em Palermo Viejo que está sempre lotado…

O pacote da CVC com melhor relação custo x benefício é o de 5 dias e 4 noites a 470 dólares (em quarto duplo). 

Mas o Rodrigo Purisch do Aquela Passagem revela que você pode voar a Buenos Aires (saindo de São Paulo) por 265 dólares. Para valer a pena não pegar pacote, você tem que conseguir uma tarifa como essa e fazer suas 4 noites, mais os trânsfers de ida e volta ao aeroporto, caberem nos 400 dólares de diferença (entre dois pacotes e duas passagens simples).

Não é tão difícil assim. Entre os hotéis com diárias de menos de 100 dólares comentados aqui no blog, você pode tentar o Facón Grande, na região da Florida (indicação da Carla Portilho), o Splendid, perto do Obelisco (dica do Ernesto), o Art Hotel, na Recoleta, o La Otra Orilla e a Casa Alfaro, dois bed & breakfasts lá pros lados de Palermo.

Para economizar ainda mais — e conhecer gente da sua idade antes mesmo de sair à rua 😆 — vocês podem ficar num albergue. Segundo o Matt Chesterton da Time Out Argentina, os mais quentes do momento são o Milhouse, perto da Avenida de Mayo (beliche a US$ 10, quarto privativo para dois com banheiro, US$ 38), o Ostinatto, em San Telmo (beliche a US$ 8, quarto para dois US$ 23, com banheiro privativo US$ 27) e a Chill House, nas cercanias de Palermo Soho (beliches a US$ 10, quarto para dois US$ 24, com banheiro privativo US$ 36).

Quanto aos bairros: o Centro (onde estão a Florida, o Obelisco e a Avenida de Mayo já citadas) é conveniente para turistar de dia, mas ruim para se divertir à noite. A Recoleta é linda para se hospedar e para passear e boa para se divertir (mas no quesito diversão há lugares mais interessantes). A região de Palermo Viejo é meio contramão para turistar mas sensacional para se divertir.

Ou seja: para turistar e se divertir vocês vão precisar andar de táxi. Mas a boa notícia é que o táxi em Buenos Aires é baratíssimo. (Se bem que, agora no auge do inverno, com o racionamento de gás, não deve estar tão fácil assim conseguir táxi na rua.)

Aqui vai tudo o que já saiu sobre Buenos Aires neste blog, incluindo as encarnações passadas, e nos blogs da comunidade (obrigado, Rodrigo, pela compilação!). Clique nas frases em azul:

48 horas em Buenos Aires (2003)

O novo Palermo Viejo (abril 2005)

10 dicas preciôssas (abril 2006)

Uma noite com Starck (julho 2005)

3 vezes Buenos Aires (fevereiro 2007)

Buenos Aires da tripulação (abril 2007)

Falou e disse, Sylvia (maio 2007)

A propósito: Buenos Aires (maio 2007)

A propósito: Buenos Aires (julho 2007)

Idas e Vindas (2007; a Carla está montando um guia completíssimo da cidade)

Mô Gribel  (2007; role a página, tem uma viagem recentíssima e ilustrada)

Mari Campos: Buenos Aires (abril 2007)

Mari Campos: Palermo (junho 2007)

127 comentários

Oi Riq!
Tem alguma notícia do B&B La Otra Orilla?
É que você cita ele na matéria, mas queria saber se hoje ele ainda está “recondável”!
A localização parece ser boa: Palermo Viejo.
O que você acha?
Bjs.

    Aquele post é bem antiguinho, e surgiu bastante coisa em Palermo nos últimos tempos. Com a concorrência, muitos dos hotéis novos fazem ofertas. Acho que só vale a pena ir pra um B&B se for muito mais barato do que os hotéis novinhos da zona. Dê uma pesquisada nos sites de reservas.

Olá, pessoas!
Alguém que já viajou a Buenos Aires saberia me dizer quanto gastou na viagem com jantares, passeios, museus, shows de tango, taxi, essas coisas? Estou pretendendo ir a B. A. e a Bariloche e passar uns 4 dias em B.A. e uns 3 em Bariloche. Fora as passagens aéreas e hotéis, quanto de dinheiro vcs recomendam que eu leve? Ouvi falar que a melhor época pra ir a Bariloche é em agosto. Alguém sabe se é isso mesmo? Em setembro costuma nevar lá? (Quero ir com neve, de preferência).
Valeu pela atenção!

oiii.
acho que a melhor época para ir é na primavera e verão. Eu acabei de vir de lá o clima estava muito agradável, durante o dia fazia muito calor e a noite esfriava um pouco,mas nada que um casaco não resolva.
Em relação a trocar dinheiro, é bom levar dollár, e trocar lá numa casa de câmbio alguma parte em peso, que é a moeda local.

Cara Carol e Ricardo,

Estou indo para Bs. As. passar o Reveillon deste ano. Gostaria de saber se vocês têm alguma dica de festas bosas na cidade nesta época?

Tenho 28 anos e gostaria de ir a alguma festa muito boa para comemorar bem este ano que já este se passando!!

Obrigado pela ajuda.

Abraços e parabéns pelo blog.

Olá!

Ultimamente ando trabalhando muito de forma online. Por isso, já que nao preciso estar fisicamente aqui em SP, ando pensando em passar uns meses na Argentina, prestando serviços aqui pra SP. Já que o custo de vida para brasileiros é bastante interessante, acho que pode ser bacana.

Acha um projeto viavel? Há locais para facil acesso a wi-fi por lá?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.