EasyTaxi

Buenos Aires: seus problemas com táxis acabaram

EasyTaxi

O pessoal é bastante paranóico com táxi em Buenos Aires. Sim, existem alguns salafrários que ainda praticam o truque de substituir rapidamente uma nota de 100 por uma nota de 10 para dizer que você está dando dinheiro de menos. Sim, existe um ou outro que pode andar com taxímetro adulterado. Sim, existem muitos que enrolam pelo caminho mais longo (honrando uma tradição do métier taxista que se estende por boa parte do planeta, do Rio de Janeiro a Budapeste).

Mas existem também muitos (e põe muitos nisso!) boatos, plantados por taxistas e cambistas de Facebook que postam na internet relatos enormes em vários sites e blogs como se fossem turistas brasileiros, repassando dicas (muitas delas, válidas) sempre recheadas com algum infortúnio vivido num táxi. Esse infortúnio invariavelmente acontece no começo da viagem, a tempo de poder contratar os serviços de um taxista ou de um cambista de Facebook (anote aí o Whatsapp!) que então salva o resto das férias.

Não caia nessa. Esses caras são infinitamente mais desonestos que a média dos taxistas portenhos. Para começar, estão cometendo crime de falsidade ideológica na internet.

Eu sempre peguei táxi na rua e nunca fui vítima de golpe. A única vez que tentaram me enganar foi na chegada do Buquebus, quando o taxista queria cobrar 200 pesos sem usar o taxímetro para ir à Recoleta. Atravessei a avenida e peguei um táxi na rua. A corrida deu 60 pesos.

Mas se você acha que todo taxista vai se aproveitar da sua brasileirice, siga essa dica fresquinha que o Luciano deixou agorinha há pouco na caixa de comentários:

[box]

    Cheguei hoje de Buenos Aires e durante toda a viagem chamei os táxis pelo aplicativo de celular EasyTaxi (exatamente o mesmo que já uso aqui no Rio). Todas as corridas ficam gravadas no histórico com o nome do motorista e dados do automóvel. Para isso você precisa estar conectado na internet utilizando um chip pré-pago local que é baratinho (4 pesos por dia o chip da Claro).

Na real, nem é tão necessário assim ter o chip local: todos os hotéis e restaurantes de Buenos Aires oferecem wifi grátis, assim como todos os Starbucks e McDonalds que houver pelo seu caminho.

(Se quiser comprar um chip, basta passar em qualquer kiosco com o logotipo da Claro.)

Você pode usar o EasyTaxi até ao chegar no Aeroparque, que tem wifi aberto. Assim você evita dores de cabeça com os taxistas de lá, que são escolados em encarecer corridas de brasileiros.

Chegando por Ezeiza, não se preocupe: o Táxi Ezeiza é 120% confiável, tem tarifas fixas, aceita reais e dólares também, e funciona 24 horas. Mas se você gosta de ter alguém esperando no desembarque com uma plaquinha com o seu nome, contrate esse serviço com o seu hotel. Não contrate trânsfer de taxista com contato na internet. Esses caras repassam as corridas para colegas, que perigam não aparecer (e daí para quem você reclama?). Além disso, o objetivo maior de um taxista que vai te apanhar no aeroporto é vender passeios, empurrar um ingresso da casa de tango ou na loja de couros onde ele tem comissão, tentar amarrar você pelo resto da viagem.

E sempre que for pegar táxi, para evitar dores de cabeça, dê o endereço à maneira portenha: o nome da rua e suas transversais (“El Salvador entre Armenia e Malabia, por favor). Aproveite o wifi para ver o endereço no Google Maps antes de chamar o táxi e anote. Isso vai demonstrar que você não é tão cru na cidade e deve evitar voltas desnecessárias.

Leia mais:

37 comentários

Uber também está proibido, voltamos a ser vitimas dos taxistas de Bs. As.

Acabou-se o que era doce… Deu no La Nación de hoje que o Easy Taxi foi proibido por lá por infringir o Código de Transito e o taxista que usar poderá pagar multas de 24 mil pesos.

    Então eles devem ser coniventes com a roubalheira que os taxistas portenhos fazendo conosco. Só pode!
    Jà chegou Uber por lá, sabem dizer?

Tenho uma dúvida. Como devem existir muitos táxis no aeroparque, como vou conseguir identificar o que solicitei pelo Easy Taxi?

    Obrigado. É que nunca usei o Easy Taxy e não sabia que recebíamos a informação da placa no momento do pedido.

    O aplicativo te dá o nome do motorista, placa do carro e modelo, então você pode conferir tudo antes de entrar. É fácil! 😉

Havia comentado antes aqui sobre minha experiência com o Easy Taxi e não foi postada, não sei o motivo.
Enfim, só queria ressaltar que foi muito mais seguro utilizar o aplicativo quando necessitei táxi, pois você tem todos os dados do taxista e, caso ele seja mal avaliado, ele pode até sair do aplicativo, então leva o motorista a te atender melhor.
Utilizei táxi pelo Easy apenas pela madrugada pra voltar de bares e/ou restaurantes e para ir até o aeroporto (Aeroparque) que me saiu cerca de 40 pesos mais barato que os remis que o hotel solicitava, porém com hora marcada um dia antes.

Funciona sim Silvia!! Utilizei o Easy Taxi para fazer uma corrida do meu Hotel em Montevidéu até a Bodega Bouza e também do meu hotel até a Rodoviária, quando fui fazer a travessia até Colonia del Sacramento.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.