Caos aéreo: Deise, direto do front

A querida Deise é nossa correspondente do outro lado do balcão no caos aéreo. Ontem à noite ela estava apavorada ante o cenário que se desenhava. Mas, pelo jeito, já estamos aprendendo a conviver mais civilizadamente com o caos. Eis o seu relato, postado na caixa de comentários do post anterior.

Ufa, estou viva depois de trabalhar por mais de 10 horas. Quando cheguei no aero, 12 vôos entre a madrugada e a manhã haviam sido cancelados.

Realmente dessa vez foi bem diferente do primeiro apagão aéreo, em novembro do ano passado. Os passageiros agora em grande parte estavam entendendo e sabendo (o mais importante) de tudo que estava acontecendo no país. Montamos um verdadeiro QG e mantivemos nossos paxs a todo momento informados sobre os vôos que iam sair e os que estavam para cancelar… sempe fazendo o máximo pra minimizar os problemas.

Para os paxs que estavam desistindo de viajar foi oferecido crédito ou reembolso integral da passagem. Para os paxs de vôos cancelados remarcamos para as datas solicitadas, e/ou em nossos próximos vôos fornecendo voucher alimentação e/ou táxi.

Para muitos paxs fui sincera e os indiquei remarcar somente para a semana, pois não sabíamos quando ia se regularizar a aviação no Brasil.

Claro que nem tudo são flores, e sempre tem algum tipo de problema, mas dessa vez ninguém cuspiu em atendente, tentou agredir ou algo parecido; o mais pesado comigo foi uma pax que colocou o dedo no meu rosto, ameaçando de me processar e me xingar todinha por não haver vaga para a sua ida pro Galeão…mas isso passa e já passou.

Nós nao temos nenhum tipo de seguro, Izabel e Marcio; não fui eu que levei o tal tapa, mas posso garantir que senti como a funcionária da BRA. É uma falta de respeito com o cidadão e com a gente da linha de frente. Vocês não podem imaginar como é sofrida tda essa situação. Acabamos muitas vezes por nos envolver com cada caso de passageiro e é lastimável nossa impotência diante de todos esse fatos.

Gostaria de agradecer imensamente às outras cias aéreas que, mais do que nunca, nesse momento mantiveram o espírito de ajuda, sempre fornecendo lugares conforme disponibilidade; e agradecer mais ainda a toda minha equipe de trabalho da Gol.  Hoje tivemos que parabenizar a cada um pelo esforço, garra e comprometimento…uma salva de palmas a todos os guerreiros aeroportuários.

Só queremos que medidas cabíveis sejam tomadas. Como pode o país parar???? Como pode o governo ter deixado toda essa situação chegar onde chegou??? Como pode um Ministro como Waldir??? É sinceramente, lamentável…

Obrigada a todos vocês pela preocupação, Majô, Marcio… tripulantes VnV.. e a você Comandante Riq, um grande beijo…vou indo descansar pq amanha tem mais um dia, rezar para que hoje tudo se normalize e a aviação possa ser perfeita no decorrer dos dias. Quando tiver novidades conto pra vocês.

Brava, Deise! A gente é que agradece!

27 comentários

O comandante mor encontra uma solução !
REDUZIR A GRADE DE VOOS 🙂
Assim, com menos tráfego aéreo acabam os problemas !

Crianças, pra quem ainda está preocupado com a crise: voamos ontem, segunda feira, pegando conexão e vôo internacional em Guarulhos e está tudo normal. Não tinha fila, atraso, nada (também, com a rezação que a minha sogra arrumou…).
O único problema (que não tem nada a ver com o apagão aéreo, ou pelo menos com os controladores): está dando uma fila enooooorme para entrar na parte de embarque internacional, única e exclusivamente por causa da chatura norte-americana de exigir o tal saquinho de líquidos de no máximo 100 ml. O povo ainda não está devidamente treinado para a revista (eles estão abrindo malas e checando tudo que aparece ligeiramente suspeito no raio X, além de confiscar pastas de dente das grandes), e o procedimento demooooora. Então, favor fazer check-in e seguir logo para o embarque (o vôo internacional atrasou um pouco porque tiveram que ir buscar passageiros presos nessa fila). Boa viagem no feriado!!

Emília, por favor, como chama-se o livro?

Entrei no site fuçando… por acaso.

Um abraço.

Galera, valeuuuuuuuuuuu por td!!! Pelas frases e pensamento positivo, estamos tendo um bom começo de semana, e com certeza vai continuar no feriado tb! Bjaooo

O pessoal que trabalha na linha de frente de aeroporto é igual a médico de hospital público: São a linha de frente de algo muito importante, não tem força e nem são ouvidos pelos superiores. Tudo de errado é culpa deles….

Nós vivemos uma era onde os limites do meu espaço ultrapassam em muito os limites do meu próximo. Não há mais limites, as regras são ignoradas e involuímos no quesito civilidade.

Essa involução vai bater na porta de todos nós um dia….infelizmente.

Eduardo, as fotos são maravilhosas. Tenho o livro aqui em casa e é delicioso folheá-lo. Os textos são bem interessantes também.

Diogo, eu tenho um final para a sua frase: ‘no fim, tudo acaba bem…se não está tudo bem é porque não acabou ainda.’ 🙂 Nada como um pouco de otimismo para uma segunda de manhã. Acho que poderia ser um bom mantra para a Deise.
Aliás, muito boa sorte e força nesta semana, Deise. Estamos torcendo por aqui.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.