839 comentários

Agora, uma dúvida minha: qual VTM utilizar? O problema surge pq o VTM do Banco do Brasil possui uma cotação ótima (hj msm, o euro estava a R$ 2,58!), mas o cartão não possui chip e nem identificação alguma.
Já o VTM da Confidence tem cotação maior, mas o cartão é de chip, possui identificação… Pergunto isso, porque dois amigos tiveram problemas numa viagem que fizeram para a França e os vendedores encrencavam com o fato de os cartões não possuirem identificação.

    Thiago, respondi acima sobre o VTM da Confidence. Vem COM chip, numeração de 16 dígitos, código verificador (os 3 dígitos na parte de trás), senha para débitos e saques, e nome do portador impresso no cartão. Foi super bem aceito nas minhas duas viagens à Europa que fiz com ele (para países como França, Itália, Espanha e Portugal). Foi aceito em todos os lugares (menos no carrinho de compras de freeshop do avião da TAP). Não tive problemas com ele. A cotação è mais çara do que a do BB, sim, mas para mim é muito mais conveniente (não pago taxa de R$ 50,00 reais por recarga, por exemplo).

    Outra medida de segurança importante é que a cada compra ou saque no VTM, você é IMEDIATAMENTE avisado do valor do débito, do local onde este foi realizado e do saldo restante via SMS, sem custo algum (nem no celular e nem no saldo do cartão).

    Cris,

    Muito obrigado pela resposta. É, acho que conforto e comodidade valem pagar um pouco mais caro né?

    Oi, Thiago,
    levei meu cartão VTM sem identificação pra França, mês passado, e não tive estresse não.
    Ia fazer na confidence, mas só aceitavam dinheiro vivo. Na Cotação dava pra fazer com cartão de debito. Achei mais fácil…

    Bia,

    Obrigado pela informação. A verdade é que viagem também é questão de sorte: pode ser que algo tão simples seja motivo de dor de cabeça…

    Na Confidence aceitam transferência bancária, não apenas dinheiro.

    Já viajei algumas vezes levando VTM e nunca tive problema.
    Com relação à cotação, como disse acima, o Banco do Brasil é muito melhor que a Confidence.
    Pesquise antes!
    To indo pra Europa levando a parte de Euro quase toda em VTM do BB. Foi a melhor opção que encontrei.

    Mas pagar cinquentinha a cada recarga não é vantajoso. E pra fazer o VTM do BB é necessário ser correntista.

    Oi Jussara,
    A questão de ser correntista, realmente não sei lhe informar. Mas com relação a R$ 50,00 se vc fizer uma previsão de gastos e abastecer um valor médio do que pretende gastar, sai muito mais vantajoso, porque a diferença de cotação do BB para outros sai mais do que isso.

    Hosana,

    Uma pergunta: vc já viajou para a Europa com seu VTM do Banco do Brasil ou esta será a primeira vez? Queria apenas o relato de alguém que utilizou VTM BB no velho continente e não enfrentou problemas maiores… Embarco dia 3 de julho para lá e até agora não me decidi.

    Que estranho. Tenho dois cartões da Confidence, nenhum deles tem chip.

Primeiro, parabéns ao Riq! Post excelente com um assunto que sempre causa dúvidas…
Viajo no início de julho para a Europa e vou seguir um esquema que penso ser mais precavido: compras do dia-a-dia no VTM e cash. Cartão de crédito e minha conta corrente como plano B.
Um detalhe: ano passado em Buenos Aires, tive um problema (na verdade, não causou dor de cabeça, apenas susto…): habilitei meu cartão para compras na função débito. Todavia, por se tratar de cartão múltiplo, as compras foram debitadas na função crédito. Por outro lado, os saques na conta corrente foram tranquilos e deram todos certos!
Obs: meus cartões são do Banco do Brasil.

Meus dois centavos: Ainda mais com este IOF abusivo do cartão de crédito, o melhor quando falamos nos EUA, atualmente, é o traveller check. Ele tem IOF de 0,38% e é tão seguro qto um cartão de crédito. Tb não se corre o risco de cair no credito, se vc deseja q caia no débito, nme muito mesmo tem taxa de desconto ou de operação. Não vence nunca, não cobram taxa de carregamento nem de não-utilização ( absurdo isso por sinal ). Qualquer barraquinha de cachorro quente os aceita, ainda mais em cidades turísticas. Além disso, para fazer a primeira troca, é simples, é só comprar uma coca em qq lanchonete do aeroporto e descontá-lo. O troco vem em cash….

    Márcio, vc sabe qual o limite de $$ por traveller check? Vou p/ EUA em outubro, morar por um ano. Tenho que levar algum dinheiro para comprar um carro (usado) e outros gastos de imediato. Penso em levar +ou- US$7000. Qual seria a melhor opção? Será que um concessionária aceitaria um TC?

    Quanto te cobraram para emissão de cada TC?

    Obrigado e []’s

    Carlos, acredito que o limite para levar dinheiro é de 10 mil doláres, sem fazer a declaração de entrada nos EUA. Não sei se a mesma regra vale para o TC, mas desconfio que sim, já que é uma operação controlada pelo Banco Central. Não sei dizer se a concessionária aceitaria TC, mas no pior dos casos, faça a troca por dinheiro que não deve, nem pode ter comissão e/ou taxa. Se tiver estão levando um dinheiro que vc poderia não perder. Veja quem é o emissor do TC ( um dos bons é AMEX ) que tem muitas lojas que trocam os TCs por dinheiro vivo.
    Para mim ( e acredito que para todos pois não sou nenhum cliente lá muito especial ) não me foi cobrado nada para emitir o TC nem para entregar em casa, somente a conversão mesmo e o IOF baixinho. Meu banco é o Personalitté.

    Oi Márcio,

    Obrigado pela ajuda. Penso em levar TC ou TVM. Penso que TVM as concessionárias não devam aceitar, até porque o valor limite por transação é menor que o necessário.

    Vc achar melhor pedir 1 ou 2 TCs com valores maiores, ou dividir em 4 ou 5 TCs, supondo U$7000 u $8000?

    []’s

    Carlos

Não li os comentarios então posso estar sendo repetitiva, mas o que faço na FUNÇÃO DÉBITO é usar um cartão que só possui esta função , um cartão que não possui a função crédito.

Com isto minimizo os perrengues , e se a viagem for para longe carrego quatro cartões:
dois só de débito ( citi e hsbc ) e dois de credito ( visa e master); sim e já aconteceu de todos darem pau num mesmo dia e o que salvou foi o dindin em cash.

Fomos pra Argentina em março e decidimos que usaríamos o saque na conta corrente para tudo, até para os gastos maiores, já que na Patagônia não precisa se preocupar com assalto. O problema foi que os caixas eletrônicos argentinos tinham um limite de 100 pesos diários, e como além dos hotéis os passeios também eram caros, tínhamos que sacar várias vezes. A cada saque, havia uma taxa de cerca de 10 reais para o ATM e 13 para o banco.

Quando cansamos de tanto saque resolvemos tentar a função de débito no cartão. Era estranho, mesmo as atendentes jurando que era débito, na máquina e no comprovante vinha escrito crédito. Tentamos no cartão do BB e do Santander: no do BB até apareceu como débito no extrato, mas depois estornaram e veio como crédito. No Santander demorou, mas apareceu no crédito também.

    Opa, o limite era de 1000 pesos diarios, não 100 ! Cerca de 200 dólares, como o Comandante sugeriu.

    Pois é, comigo aconteceu a mesma coisa. Apesar de eles dizerem ser débito, veio tudo crédito.

    Na Argentina as pessoas já sabem que cartão múltiplo funciona como crédito.

Olá, esse site é uma Bíblia, na boa, “sem sacrilégio ou nome de Deus em vão”. Só queria dizer que fui à Argentina em Março e o Banco Nácion do Aeroporto Ezeiza só estava fazendo cambio para cidadãos Argentinos, não para turistas. E que muitas vezes o cambio das lojas era bem mais favorável.

O cartão “recarregável” emitido pelo Itaú é da bandeira AMEX. Alguém tem alguma experiência referente à aceitação desse cartão na Escandinávia?

    Eliseu, estou indo para lá também.
    Fique atento que como não existe cartão em coroas (dinamarquesas, norueguesas e suecas) você vai sempre pagar 5,5% a mais em cada compra.

Normalmente eu uso o VTM como primeira opção, mas nem sempre é um bom negócio carregar o cartão aos poucos. Dependendo do emissor, pode haver uma taxa de recarga, como é o caso do Banco do Brasil, por exemplo.

Mais um post para série guarde e leia toda vez antes de viajar.
Obrigadão Riq!!!
@GusBelli

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.