Chamando passageiros com crianças

    clara400.jpg

Não percam mais dois capítulos da emocionante fotoblognovela Viajando com bebês, estrelada pela Clara (na foto), com o GiraJorge e a Tati como elenco de apoio. Aprenda a planejar a sua saída para o aeroporto levando em consideração não só o horário do check-in mas o horário da próxima mamada; como fazer cabaninha no avião para trocar a fralda; o que fazer com o baby na decolagem e na aterrissagem; e mais um montão de coisas que você jamais aprenderá lendo apenas o meu blog.

30 comentários

Agora que estou lendo isto aqui de novo. Ahhh, eu me lembro desse texto que você escreveu, Ricardo!!! Nossa, eu li no mês seguinte as cartas reclamando 🙂

Carla, você colocou no Orkut na comunidade Viagem e Turismo… hoje vi que a Dani G colocou o link numa comunidade chamada “Pediatria Radical”. Oh, meu Deus!!!! Achei hilário os causos.

eu lembro deste texto, Riq; lembro porque eu e vááááários amigos assinamos embaixo… mas agora, lendo os relatos do Gira e vendo as fotos daquele anjinho viajando que nem gente grande, também tô revendo meus conceitos… 😉

Ah, mas eu admito que também sempre tive uns preconceitos… Mas como não revê-los quando o Jorge diz que já foi muito mais incomodado por gente que ronca e que se espalha do que pelos bebês? Me identifiquei na hora… 😉

Mas também, editorial cínico da Economist é pra ser lido como editorial cínico da Economist, né? O povo leva as coisas muito ao pé da letra…

Eu já escrevi um texto no outro blog, que acabou publicado na VT (mas nao tinha sido escrito pra lá…) e deu o maior quebra-pau, em que eu concordava com um editorial cínico da Economist, que dizia que do mesmo jeito que proibiram o cigarro a bordo tinham que proibir os bebês.

:mrgreen:

Mas é impossível ler o manual do Jorge e não rever velhos conceitos 😀

É o que parece mesmo, não se deram ao trabalho de ler… Por outro lado, achei super legal que os que leram se encantaram com a experiência… 😉

E a verdade é que o assunto é polêmico mesmo – depende de tantas coisas, da disposição dos pais, da experiência de viagens que eles têm… e até da criança mesmo! Meu sobrinho, por exemplo, teve cólicas homéricas até os 4 meses de idade – seria um pesadelo levá-lo para viajar até a esquina, que fosse… 😛

Fui lá dar uma olhada… as duas pessoas que falaram que não concordam não foram lá no blog ler. Estão despejando suas opiniões arraigadas sem ter digerido a experiência do Gira… Se tivessem lido, no mínimo teriam chamado o Jorge de sortudo, ou teriam rogado alguma praga para a Clara mostrar a que veio.

Hmpf!

Carla,

Fui dar uma espiada lá. Eu não sabia que você era a dona da página da VT 🙂 Que legal! Valeu!!!!
E caramba, você viu, a coisa lá é polêmica. Obrigado por defender meu ponto de vista 🙂

Jorge, fiz um post-chamada para o seu blog lá nos tópicos da comunidade VT no Orkut… Algumas pessoas já comentaram que foram visitar… 😉

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.