Charada da 6ª: a praia (veja a resposta)

Charada de 17 de agosto de 2012

Eu ia fazer um post avisando que este fim de semana vai dar praia de novo no litoral entre o Rio e São Paulo, mas ao abrir o primeiro email da nova temporada de charadas, vi que não precisava: nada pode dar tanta vontade de ir à praia quanto ver uma foto bonita de praia.

No lugar onde tiraram essa foto, o verão ainda está comendo solto. Perto dali há uma cidade abandonada depois que mudaram as fronteiras entre dois países.

E mais não digo!

Até porque… bom, tenho um motivo para não dar mais moleza: resolvi que agora o vencedor da charada também vai ganhar prêmio. O mesmo prêmio do fornecedor: um cartão postal com uma dica sobre o lugar que eu esteja visitando na expedição #VnVBrasil. Diretamente do Rali da Bóia 🙂

Valendo!

RESPOSTA:

DOUGLAS
DOUGLAS

Opa! Pensei que essa ia ser uma charada que ia render discussões… porque quando o Douglas cravou “Ölüdeniz, Turquia”, eu achei que pudesse não ser o mesmo lugar da foto — que a autora, a Nydia, tinha informado ser perto do “Vale das Borboletas”. Eu ia precisar pesquisar um pouquinho para confiramr.

Mas nem precisei. O nosso time de sherloques saiu na frente e já declarou o Douglas vencedor, com todas as informações complementares necessárias.

A Liliana contextualizou: O Vale das borboletas não é só isso ai que aparece na foto. Também tem uma cachoeira, um camping e uns bungalos. O clima do lugar é maravilhoso. Fui só passar um dia por lá, mas ainda volto para ficar mais tempo. Há barcos que saem de Oludeniz diariamente para o Vale! Acho que para preservar o clima paz e amor não há muito interesse em fazer um hotel bem estruturado no local. E sim, a cidade abandonada deve mesmo ser Kayakoy(até mandei uma foto para a charada de lá e não foi!) que sofreu um terremoto e um incêndio, mas só foi totalmente abandonada depois da guerra entre Grécia e Turquia.

E a Roberta Franklin arrematou: o nome turco do local, Ölüdeniz (pronunciado e-lyú-de-níz), significa literalmente “mar morto”, uma alusão às águas calmas, mesmo em dias chuvosos, desta região fantástica e ainda pouco conhecida por turistas não europeus. Os mapas em línguas estrangeiras se referem à região como “lagoa azul”, um nome apto, apesar de não fazer justiça às belezas locais – a lagoa é emoldurada por montanhas e picos perfeitos para a prática de trilhas, paragliding e vôos de asa-delta. A cidadezinha conta com tudo o que você poderia desejar para passar férias inesquecíveis: alguns dos melhores resorts da Turquia, pensões de estilo caseiro, ótimos restaurantes, lojas de artesanato e souvenir, bons bares e danceterias. Se você quiser aliar programas culturais aos encantamentos da natureza, a pequena vila grega de Kalköy é um museu a céu aberto. A cidadezinha fantasma a menos de dez minutos de Ölüdeniz era habitada por uma minoria étnica grega que foi deportada para a Grécia durante o período de formação dos estados Grego e Turco modernos na década de 1920. A vila permaneceu abandonada e é possível visitar as antigas casas, igrejas e prédios locais, com uma linda vista de um vale coberto por oliveiras. A 15 km de Ölüdeniz fica ainda Fethiye, com ótimas opções de passeios arqueológicos e excelentes mercados e restaurantes. Ölüdeniz é a meca dos esportes radicais na Turquia

Parabéns, Douglas! Obrigado, Nydia! (Mandem o endereço redacao arroba viajenaviagem ponto com pra eu enviar um postal com uma dica do Centro-Oeste!) Semana que vem tem mais!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


23 comentários

Nunca fui a este lugar, que me parece lindo demais… Mas, acho que deve ser a praia do filme “A praia”… sei que fica na Tailândia… O nome é Phuket?

Vou torcer para ter acertado!

Ahhhh, cartão postal do rali da Bóia e eu continuo sem acertar charada!

Foto linda, hein? Se a resposta acima estiver certa, mais um motivo pra querer conhecer a Turquia ontem! 🙂

É a Ilha Lamma, em Hong Kong, fica próxima a cidade abandonada de Kowloon Walled, e no hemisfério norte ainda estamo no verão.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.