Charada da 6a.: arê baba

charada9out

Ô charadinha besta: como assim, um detalhe de um templo hindu?

Isso pode ser em qualquer lugar onde haja indianos — verdadeiros ou falsos. Vai ver, o blogueiro tirou essa foto numa visita ao Projac e agora quer posar de viajante.

Não adianta, essa vai ser no chute mesmo.

Onde está o templo hindu da foto? Na resolução o blogueiro conta a história inteira.

Um, dois, três, atchá!

Resposta:

Gabe Britto
Gabe Britto

Tik! A verdade é que essa charada era facílima — pelo menos para aquela pequena parcela de trips que se lembram por onde eu já passei. Sim, a resposta é Cingapura, como rapidamente matou o Gabe Britto. Este é o templo Sri Mariamman, da South Bridge St., o mais antigo templo hindu de Cingapura. A localização é curiosa: o templo não fica no bairro indiano de Little India, mas na entrada de Chinatown (onde se pode encontrar mais um desses templos). O, digamos assim, design do templo é típico do sul da Índia, de onde vieram os imigrantes tâmeis, ainda no tempo em que Cingapura era uma colônia britânica. Malaios, chineses e indianos formam as três etnias “oficiais” do país — e é por isso que eu considero Cingapura uma perfeita (exótica, variada, segura, organizada) introdução à Ásia. Aos que responderam Kuala Lumpur: seria perfeitamente possível. Essas decorações de fachada de templo tâmil são totalmente intercambiáveis… A menção honrosa da semana vai pra Dani G., atualmente radicada na Romênia, num prédio ocupado por funcionários da empresa na qual o marido trabalha — empresa essa que tem muitos funcionários indianos. Ela respondeu: “É no meu prédio aqui na Romênia. Inclusive esse carro alegórico estava estacionado aqui na frente pras festividades do mês de outubro”. Matou! :mrgreen: Parabéns, Gabe! Parabéns, Dani! Semana que vem tem mais!

46 comentários

Não sei porque me lembrou a viagem da Rachel Verano… ela fez um texto dizendo que já está voltando.

Pela pena do pavão de Krisnha! Tá parecendo mesmo é carro alegórico, daqueles bombados! Olha a beija-flor aí gente!

Templo hindu em Chinatown, em Cingapura

    ” Eu estou postando esta foto para falar da enorme quantidade de indianos que tem aqui em Cingapura. Com os filipinos, formam a mão-de-obra barata do lugar, ou seja, garçons, funcionários de limpeza, segurança privada, essas coisas. Quem mora aqui diz que imigrantes não são autorizados a ter filhos em Cingapura e ao menor sinal da barriga grande, as grávidas são deportadas (a menos que o filho seja de um cingapuriano, claro).
    Mas a legislação obriga os empregadores a tratar bem a mão-de-obra imigrante, que tem todos os direitos garantidos. Me contaram tb que muitos trabalhadores imigrantes moram de fato na Malásia e atravessam a fronteira todos os dias de ônibus para vir trabalhar em Cingapura.
    São preocupações que parecem discriminatórias, mas fazem sentido numa ilhota de 692,7 km², sinceramente.”

    Do blog No Oriente por Gilberto Scofield, no O Globo.com

    http://oglobo.globo.com/blogs/gilberto/?a=25&periodo=200609

Cingapura

    Nossa, será que fui o primeiro? Vou dar refresh pra ver se ninguém disse antes!

    Ê, fui o primeiro! Vou ali dançar com a família inteira no meio da sala pra comemorar!

    Paula, não fiquei triste e nem pense em se jogar no Ganges! Até porque, se você fizer isso, eu jogarei o Troféu da Bóia pra te salvar. =)

    Gabe, antes houvésse tantos cavalheiros como vc! Que se jogariam no Ganges para salvar uma moça em prantos…enfim, parabéns!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.