Charada da 6a.: do baú (veja a resposta!)

Charada de 14 de dezembro de 2012

Não, as fotos não são do meu baú. São do baú de uma trip de carteirinha.

A viagem, feita numa encarnação passada, veio à tona por conta de acontecimentos recentes importantes.

Charada de 14 de dezembro de 2012

Daí foi só achar um scanner e mandar pra cá.

(Parênteses: já parou pra pensar que, depois da invenção do digital, o único jeito de fazer uma foto ficar com tom sépia vai ser usando um filtro no editor de imagens?)

Valendo!

RESPOSTA:

RAPHA
RAPHA

Humpf: a quem eu estou querendo enganar?

Em plena temporada de homenagens a Oscar Niemeyer, é claro que a turma mataria rapidinho uma charada que contivesse uma obra dele.

O Rapha matou no primeiro minuto: trata-se de um centro cultural que hoje leva o nome do grande arquiteteto brasileiro, na cidade portuária de Le Havre, na França.

Mas de todo modo a foto enviada pela querida Lena mostra uma França, como apontaram trips atentos, com cara de União Soviética, Oriente Médio, Ásia Central. A razão disso está no fato do Havre ter sido fortemente bombardeado durante a Segunda Guerra. No finzinho da década de 50, o prefeito que se propôs a reconstruir a área central era comunista, e encomendou a remodelação da Place Gambetta ao correligionário Niemeyer. Outros bairros foram reconstruídos como quadras de blocos minimalistas le-corbusianos.

(Fofoquinha: infelizmente os franceses acham que a cidade ficou feíssima depois de modernizada.)

Parabéns, Rapha! Obrigado, Lena! (Mandem o endereço para redacao arroba viajenaviagem ponto com por favor!)

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


19 comentários

Na verdade, local se chama “Le Volcan – Scène Nationale du Havre” desde 1991 e está na Place General de Gaulle. O centro cultural existe desde 1961, porém não tinha uma sede específica e funcionava no Teatro do l’Hôtel de Ville; só em 1977 começaram a construir o atual conjunto do Niemeyer.

Extremamente conhecida. Barbada.
Até eu, que nunca acertei uma, sabia.
Desde a morte do ON a midia vem divulgando
fotografias das obras pelo mundo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.