Charada da 6a.: mi ta bon

Charada de 18 de junho de 2010

Papiamento para brazucas! A charada desta semana é um pouco diferente.

Leva o Troféu da Bóia quem conseguir traduzir essas placas escritas em papiamento, o idioma que parece um português tatibatati. Porque é mesmo: uma linguagem simplificada (sem flexões nem plurais) originada dos primeiros habitantes de Curaçao — judeus portugueses fugidos do Recife e seus escravos de diferentes origens da África.

Charada de 18 de junho de 2010

A proximidade da América do Sul (o lugar está a 60 km da Venezuela) e a colonização holandesa também influenciaram o vocabulário, que acabou também incorporando coisas do inglês.

Charada de 18 de junho de 2010

Chutes na caixa de comentários, pufavô!

RESPOSTA:

CARMEM SILVIA
CARMEM SILVIA

Professora Carmem com M foi rápida no gatilho e acertou na mosca. Praticamente doutora em papiamento, ela decifrou as três cartas enigmáticas da semana com maestria. Vamos lá. Os três letreiros são de Curaçao, onde o papiamento é mais colorido (e próximo do português) do que em Aruba (onde soa mais espanholado). A primeira placa eu fotografei na entrada do belíssimo museu Kurá Hulanda e fala do horário de funcionamento: “Segunda a sábado; abre das 10 da manhã às 5 da tarde. Domingo abre”. (Só que tem um erro, e não é de papiamento: o museu fecha domingo e segunda. Eu entendi a placa, voltei no domingo e dei com a cara na porta; ainda bem que eu fiquei por lá até terça). A segunda placa foi numa lojinha da parte mais popular do comércio de Punda. E, conforme a Carmem decifrou, diz “Acabamos de receber Beauty Dreams, a pomada trazida de Bonaire. Passe para buscar a sua hoje mesmo”. (Note que o papiamento roubou o vocábulo “mes” do mineirês.) E a última está na entrada da ponte flutuante de Willemstad, que é desmontada toda vez que uma embarcação precisa passar pelo canal que liga o mar à Baía de Santa Ana: “Quando a porta está fechando fique para trás da linha amarela”. Duas mençõezonas honrosíssimas: ao Alessandro Ayres, que inventou umas traduções impagáveis para algumas das frases, e ao Carlos Nascimento, que ESCREVEU EM PAPIAMENTO no final do comentário dele. Tô passado até agora. Parabéns, Carmem! Parabéns, rapazes! Semana que vem tem mais!

40 comentários

Olha, esse papiamento deu um ótimo papo. Eu nao entendi nada quando li as frases originais, mas o pessoal do Casseta&Planeta iria fazer a festa, com certeza 🙂

Mi ta hopi felis pasobra boso ta leyendo e papiamento! mi ta stima e papiamento, cu ta un lengua hopi bunita i interesante pa nos tur, cu biba na Brasil! Aruba, Korsow i boneiru : nos ta tur huntu!

E papiamento vem de papiar, bater um papo!

Bon dia pa tur hende!

Riq, obrigado pela menção honrosa. Sou apaixonado por idiomas, consigo até ler russo, ainda que não entenda nada (he, he). Mas quando se descobre a lógica da família do idioma fica fácil aprender, ao menos para ler.
Na França eu descobri uma banda que cantava forró em occitano (Lang D’Oc), além do francês, o nome da banda é Bombes 2 Bal. E é saboroso ver que o occitano (falado no Sudeste da França) é muito fácil de entender, e como hoje abrimos oficialmente o Forrócaju vai um verso sanjoanino em occitano.

San Jouant

Atubaren lous fùouc
la nuch de San Jouant,
e ‘n àute siel
la mountanho soumbro
piquetaré d’estelo rouso

Gente, tô super-emocionada de ser a administradora do troféu da boia por um tempo. Mas quero dividir a honra – e a tarefa – com minha amiga Ana que me ajudou na tradução das placas. Sem a ajuda dela, acho que não teria sido tão rápida no gatilho…

Charada respondida! Vencedora proclamada! Parabéns, Carmem!

    Riq, a Carmem levou dois troféus da boia, já q a da semana passada ninguém acertou (ou isso foi na semana atrasada?! 😳 )
    De qualquer forma, foi 10! Melhor charada da sexta évar!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.