Charada da 6a.: prato típico (veja a resposta!)

Charada de 24 de junho de 2011

Tô atrasado mas tô na área! Com a nova ferramenta de busca por imagem do Google, já não dá mais para gentilmente surrupiar fotos de sites e flickrs por aí. Agora vamos ter que levar sempre para o lado pessoal 😀


Bom. Aí vai um prato que eu experimentei outro dia. Você que tem frescura pra comer talvez não fosse gostar, mas eu que sou draga adorei.

Charada de 24 de junho de 2011

Primeiro vem o prato com essa iguaria que é uma das mais populares especialidades da cozinha local (e esta eu já conhecia).

Charada de 24 de junho de 2011

Daí o garçom vem e começa a derramar o ensopado por cima…

Charada de 24 de junho de 2011

… cobrindo totalmente o que havia por baixo.

Então? Onde eu estou (ou estava…) e que prato é esse?

Se ninguém descobrir o nome do prato completo (acho que é difícil), ganha quem disser o nome do negócio amarelo (esse é fácil).

Valendo!

RESPOSTA:

JULIANA AMORIM
JULIANA AMORIM

Eu bem falei que ninguém ia acertar o prato completo… eu nunca tinha ouvido falar. E olha que eu BUSCO essas coisas. Começando pelo que o pessoal acertou: sim, come-se isso em Aruba, como a Dani G. identificou (pela cerveja Balashi). Poucos minutos depois a Juliana Amorim acertou o que fica embaixo: funchi, o angu durinho que é o prato mais típico de Aruba. E esse tinha três funchis diferentes, olha que gourmet! Daí o que botaram por cima não foi uma sopi mondongo, como chutou a Dani. Ainda assim, vale uma dupla menção honrosa (ela já levaria com a resposta de Aruba) por me informar, involuntariamente, de uma concidência entre o gauchês e o papiamento: no Rio Grande dobradinha também é “mondongo”! Ambilívabol! Um pouco mais adiante a Odileia contou em caps lock que isso tava com cara de sarapatel por cima de angu. Chegou bem perto, Odileia! O prato se chama giambo (pronuncia-se guiambo) e é um ensopado de carne seca, camarõezinhos e peixe com bastante quiabo picadinho e ervas. Ou seja — uma espécie mesmo de sarapatel (mas não de miúdos, nem de porco) combinada com caruru, posta sobre um anguzinho. De-li-cio-so. E isso só foi a entrada… Mas fique frio: é bastante difícil achar restaurantes que sirvam comida local. Você pode comer pizza todas as noites se preferir 😀

Parabéns, Juliana! Obrigado, povo! Semana que vem tem mais!

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


29 comentários

Cheguei tarde – pra variar 😳 – mas valeu pela curiosidade do giambo. Também nunca tinha ouvido falar desse prato.

Não sei do que se trata, mas vou prestar muita atenção no nome desse prato e anotar no caderninho para não correr o risco de dizer “sim” se me oferecerem… achei…. esquisito demais :-PPPPPP

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.