Charada da 6a.: tão perto, tão longe

charada6nov2

Não, esta foto não é minha. Aliás, também não é do lugar de onde eu surrupiei. (A propósito, preciso descobrir a origem para poder dar crédito certinho.)

Tenho pensado muito neste lugar. Queria muito ir. Não está longe — pelo contrário. Mas não vejo como encaixar este desvio em nenhuma viagem próxima.

Todo mundo que vai adora. Por mais bonita que pareça esta igreja, a cidade antiga é talvez o menor dos motivos para se ir até lá. As estradas da região levam a paisagens incríveis.

Sei que estou sendo vago demais, mas é que se eu entregar um tequinho já vem um e mata na hora.

E aí? Quem se habilita? Quem disser que lugar é esse leva a posse temporária do Troféu da Bóia. Chutes interessantes serão honrosamente mencionados :mrgreen:

RESPOSTA:

Gabe Britto
Gabe Britto

Salta uma resposta certa pra já! Sim, a foto é da igreja de São Francisco em Salta, cidade colonial encravada no norte argentino, a 1.500 km de Buenos Aires (mais ou menos a distância entre São Paulo e Porto Seguro). Além de ter preservado como nenhuma outra cidade argentina a arquitetura colonial espanhola, Salta ainda oferece arredores de belíssimas paisagens áridas. A cidade, que já é relativamente alta — fica 1.200m acima do nível do mar –, é também o ponto de partida para o Tren a las Nubes, a mais alta ferrovia da América do Sul, subindo a mais de 4.000m de altitude. (Os passeios acontecem todo sábado.) De volta ao pé da cordilheira, a estrada de 200 km até Cafayate também é superpanorâmica. O Gabe Britto não falou tudo isso, mas leva o Troféu da Bóia pela segunda vez em poucas semanas. E aí vão umas menções bem honrosas pra Dani G., que confirmou imediatamente o resultado, pra Rosa, que identificou primeiro o São Francisquinho, e pra Carla, que entendeu o espírito da Turma da Bóia: boiar em tudo quanto é charada :mrgreen: Parabéns, Gabe! Semana que vem tem mais!

60 comentários

vixi apertei o submit sem querer… vou repetir tudo, tá?

então, estou planejando uma viagem solo pelo norte da argentina, Salta e arredores, mas como não consegui compania, infelizmente não vai dar pra fazer de carro, não acho legal fazer isso sozinha.

seguirei de ônibus, vendo a paisagem passar em movimento, mas sem dirigir.

não sou de grandes festas ou luxos, prefiro os pequenos momentos, a rua. estou numa fase introspectiva. fiz bem em escolher Salta para o reveillon? deveria pousar em outro lugar para o ano novo per se? aceito dicas dessa região! estou pensando em pegar um vôo para Assuncion e lá cruzar a fronteira, ou quem sabe sair de Sampa de ônibus mesmo, rumo a Iguazú de dalí seguir.

dicas, dicas, dicas!

    Eu repito isso em todos os posts: não tenha expectativas sobre Réveillon fora do Brasil. A data não tem a mesma conotação cultural que tem por aqui. Não passar o Réveillon no Brasil já implica em considerar esta noite uma noite quase normal. Informe-se nos hostels da cidade sobre as baladas da noite, deve ser o mais animado que você vai encontrar.

    Há vôos a Salta desde Buenos Aires. Se você está pensando em queimar uma passagem de avião a Assunción, orce a Salta, não deve ser muito mais caro, não.

    Para ir de ônibus a partir de Puerto Iguazu, pesquise e compre em http://www.plataforma10.com

    Você vai ter que dividir a viagem em Puerto Iguazu-Posadas e Posadas-Salta.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.