Charada da 6ª: vila alpina (veja a resposta!)

Charada de 31 de agosto de 2012

Esta é daquelas fotos irresistíveis: não dá pra não publicar. Só que o irresistível está fora da imagem — é o guiazinho que o autor mandou junto, e que vai ser publicado junto com a resolução do enigma.

Sim, sei que o caso é difícil. Casinhas alpinas com os Alpes ao fundo — pode ser qualquer lugar de cinco países (sem contar Liechtenstein).

Vamos lá: o vilarejo está no topo da estrada mais alta da Europa. O mais próximo que cheguei deste lugar aí foi a Zermatt. De tempos em tempos um famoso circuito de corrida de bicicleta passa por lá. Lá perto parece que tem alguma coisa a ver com o primeiro sutiã, mas a conexão caiu quando eu estava psicografando, então não sei mais nada.

Algum pitaco? Quem identificar primeiro o vilarejo leva um postal com dica enviado do caminho da expedição #VnVBrasil, o Rali da Bóia.

(E a propósito: esta semana mandei os livros atrasados para a Ana Claudia, a Neusa, o Bruno e o Walter. Os postais da Beatriz, da Camila, da Nydia e do Douglas ainda não foram porque não achei postais em Goiás Velho; vou tentar aqui da Chapada dos Veadeiros.)

Valendo!

RESPOSTA:

BRUNO HALPERN
BRUNO HALPERN

Opa! Essa deu polêmica! Tudo por causa da afirmação “a estrada mais alta da Europa”. Só repassei o peixe que me venderam, sem checar — mas parece que o título é disputado entre inúmeros trechos, na França, na Itália, na Áustria e até mesmo na Espanha, na Sierra Nevada. Mas antes que a charada vá para o STJB (Superior Tribunal de Justiça da Bóia), vou usar a explicação da Roberta Franklin, que contou que a estrada marketeia o título de mais alta da Europa em vários pontos de sua extensão (obrigado por me salvar dessa, Roberta!).

A única pista falsa proposital foi Zermatt; mas a menção do Primeiro Sutiã era mesmo para entregar o Val d’Isère. A partir daí teríamos muitos vilarejos para chutar. O Bruno Halpern acertou primeiro: sim, é Bonneval-sur-Arc.

Mas vou deixar a explicação completa com o autor da foto, o A.L., que enviou um guia completo junto com a imagem:

Bonneval-sur-Arc é uma cidade de pedra na rota da passagem alpina de Iséran, na França. Fica a poucos quilômetros da fronteira Itália-França, faz parte do circuito da Volta da França (ciclismo), e é o último ponto a que se pode chegar na estrada que vai até à passagem alpina — que é, por sinal, a mais alta rodovia europeia aberta ao público com 2770m.

No passado, a vila já teve importante localização militar, embora quase nada tenha sobrado. No séc. XVIII foi retomada como uma vila pastoril alpina, com casas quase todas construídas de pedra, e assim ficou quase esquecida até o fim do séc. XIX.

É um lugar que lembra, guardadas as proporções, Igatu na Chapada Diamantina, seja pela posição relativa do relevo, pelas construções de pedras, pela posição estratégica em uma rota de montanha.

O mais legal da vila, no entanto, é que não é um lugar tomado pelo turismo de massa, já que fica longe de qualquer cidade grande e não está, a princípio, em nenhuma rota famosa. Há dezenas de trilhas com vários níveis de dificuldade na região, de percursos fáceis à beira de riachos até trilhas que cruzam os Alpes franceses até o lado italiano em 5 ou 6 dias.

Dá pra visitar o local encaixando a rota d’Iséran como parte de um tour de carro que comece/termine na Provence, separando um dia inteiro para aproveitar a rota panorâmica entre Bourg St. Maurice, Val d’Isere e Modane. Mas só dá pra percorrer assim o trecho todo entre o fim de maio e a primeira nevasca forte da estação, em geral no fim de outubro

Parabéns, Bruno! Obrigado, A.L.! (E o mais prático: já tenho endereço dos dois, que são eméritos fornecedoresd de charadas!) Semana que vem tem mais!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


34 comentários

Bom, vamos às diferentes definições de “estradas mais altas da Europa Ocidental”.

O Col d’Iseran é a estrada mais alta nos seguintes critérios:
– pavimentada (a da Áustria é parcialmente em cascalho)
– aberta ao público (a da Sierra Nevada perto de Granada é restrita)
– que liga dois vales

Como eu sou bastante interessado por passos alpinos, o tema me interessa hehe. Já dirigi pela estrada do Col de la Bonette. A polêmica é forte entre qual das duas é mais altas.

O centro da polêmica é esse pequeno loop aqui: http://goo.gl/maps/sW709

Se esse loop extra de 1200 metros de extensão for contabilizado como um passo por conta própria (o mesmo que considerar uma enseadinha como um oceano), aí sim ele fica com 2802. Do contrário, o passo “geográfico” da Bonette onde fica a estrada tem 2.715m, atrás dos passos de Iseran (2770m) e Stelvio (2757m).

Mas o bom de ter várias estradas altas disputando a posição é que eu já visitei todas as três 😀

    A.L. Vc disse tudo!

    Acho que ano que vem, estarei subindo um destes de bike 😉

    Parabéns Bruno e valeu Roberta!

Revendo tudo, acredito que quem falou em algo perto do Val-d’Isère esta correto (a dica do sutia) e proximo ao Col D’Ilseran. Mas eu protesto, pois apesar de ser o passo de montanha (“mountain pass”) pavimentado mais alto, nao e’ a estrada mais alta, talvez tenha sido para confundir mesmo 😉

    Philipp, é que há várias placas na estrada indicando como a mais alta da Europa, e ela é realmente conhecida assim, apesar de não ser! rs
    É o velho marketing turístico! =)

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.