1333 comentários

Já to indo prá lá de novo, a caminho de Ushuaia. Sempre uso o tx em frente ao portão do desembarque. Prá 2 pessoas é o melhor. E o câmbio do Banco de la Nación, depois do desembarque – imbatível!
Ric, conserta seu texto. V colocou que “muitos leitores dão a dica da Taxi Ezeiza, que cobra 98 euros a ida e…” . Euros? Nem pensar…
Bjo

Riq, no post você escreveu euros ao invés de pesos! Eu não estava entendendo a vantagem!!

“a caixa de comentários, muitos leitores dão a dica da Taxi Ezeiza, que cobra 98 euros a ida e, se agendado na hora, 68 para a volta. É uma excelente opção…”

Já usei o Taxi Ezeiza para ir a Buenos Aires. Custou 98 pesos. Dependendo da cotação peso X real, pode sair caro. Dica que serve para qualquer aeroporto nacional ou internacional, principalmente os menores, e que já foi testada e aprovada com sucesso duas vezes em Ezeiza: retirar as bagagens da esteira, resolver o que tiver de ser resolvido em matéria de câmbio etc. e em seguida ir para o setor de embarque (que em Ezeiza é ao lado do setor de desembarque, isto é, três minutos de caminhada). Lá chegando, ir para fora do aeroporto e se aproximar de um táxi que esteja deixando alguém. Como provavelmente o motorista vai voltar sozinho para a cidade, se ele ganhar alguma coisa com isso já vai ser lucro para ele. Em Ezeiza, da primeira vez ofereci setenta pesos e o motorista aceitou sem nem pestanejar. Achei que tinha sido muito perdulário e em outra viagem assim que os brasileiros que estavam voltando para o Brasil desceram do táxi ofereci sessenta pesos. O motorista me olhou por meio segundo e então veio o ok esperado. Nos dois casos com pedágio incluído (na verdade ninguém nem tocou no assunto pedágio, nem eu nem o motorista). Dica da dica: em Ezeiza, quando você vai se aproximando do lugar onde os táxis deixam os passageiros no setor de embarque, pode ser que surjam uns carinhas lhe oferecendo táxi. Apenas diga “no gracias” e faça você mesmo seu contato com o motorista do táxi. Se você aceitar os serviços desses carinhas eles vão fazer a mesma coisa que você poderia fazer sozinho: parar um táxi que está chegando com alguém e intermediar sua corrida. Vão cobrar vinte pesos do taxista por isso e esse valor, claro, será repassado para sua tarifa.

Essa dica é mais eficaz ainda quando se sabe o valor médio da corrida que se vai fazer. Sabendo-se disso, basta oferecer uns 20% ou 30% a menos ao taxista. Ela também já foi usada diversas vezes em Guarulhos (basta subir para o setor de embarque). Lá os taxistas tendem inicialmente a recusar o valor oferecido e a propor um maior. Basta recusar e ir embora que eles lhe chamarão de volta (em 100% dos casos foi assim).

Sobre câmbio em Buenos Aires, dá para acompanhar as cotações aqui mesmo do Brasil em http://www.dolarhoy.com/indexx.php e já ter uma noção melhor de onde trocar, quanto levar etc. De minha parte, como disse em outro comentário, normalmente levo e/ou troco pesos apenas por cautela e para os gastos menores que não aceitam cartão, porque como regra concentro meus gastos no cartão de crédito, aceito em quase todo lugar em Buenos Aires.

    Pêsse!!!! Otima dica!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Semana que vem irei tentar 60 pesos!

    =D
    Depois te conto no que deu rs

Riq, sem dúvidas a transfer express sai mais em conta. A propósito eles estão com os mesmos preços do fim do ano passado. Quando estivemos lá em dezembro/2008 pagamos 98 pesos (com os pedágios) até a região do Congreso.

Quanto a levar $$, minha escolha ainda é o VTM, principalmente para viagens de duração um pouco maiores. 🙂

o comentário da Cristina L me deixou uma duvida : na Italia a senha do cartão é tambem com 4 digitos ?

    Eu também sou cliente do Itaú e a instrução é usar somente os 4 primeiros dígitos da senha em qualquer lugar.

Eu sempre usei o Manuel Tienda León, mas do ano passado pra cá, achei que os preços deles ficaram mais inflacionados do que os outros… Resolvi experimentar um serviço recomendado pela dona do apartamento que aluguei, e gostei bastante do preço e do atendimento. Agora reservei o transporte com eles novamente, via Internet – uma minivan para 4 pessoas com bagagem, a 130 pesos, pedágios incluídos. Não sei o preço para o carro comum, mas deixo o contato para quem se interessar: [email protected]

Riq (e demais trips) q estãrão em Bs As nos próximos dias, experimentem o Milion (na Calle Parana, 1048), casarão estilo francês, ambientação interessante, boa comida, ótimo local p/ jantar e tomar umas. Outra dica q não canso de dar é o Broccolino, rest. italiano na Esmeralda, 776 (salvo engano, esquina com Cordoba), melhor barbada de Bs As, em minha opinião, ótimo para almoçar.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.