Trem de Colchagua

Chile: Trem do Vinho, de Santiago ao Vale de Colchagua, volta a funcionar

Trem de Colchagua

Quem deixou a dica foi o antenadíssimo Neftalí: no próximo sábado, 6 de dezembro, volta a funcionar o trem de Santiago ao Vale de Colchagua, que não operava desde o terremoto de 2010.

O Tren Valle de Colchagua volta como um passeio completo desde Santiago, incluindo uma visita a vinícola e um passeio pela cidade de Santa Cruz.

Um sábado por mês, o trem partirá da Estación Central em Santigo às 9h50, cruzando os vales de Maipo e Cachapoal a caminho de Colchagua.

Ao meio-dia o trem chega à cidadezinha de San Fernando, onde os passageiros desembarcam e seguem em vários ônibus a uma vinícola (cada ônibus irá a uma vinícola diferente).

Depois da visita, os ônibus levam à cidade de Santa Cruz, com chegada prevista para as 14h. Ali os passageiros terão três horas para almoço (pago à parte) e uma visitinha ao Museo de Colchagua.

Às 17h20 os ônibus deixam Santa Cruz em direção a San Fernando, de onde o trem parte de volta a Santiago às 18h20, chegando às 20h20.

O passeio custa 39.900 pesos (equivalentes a 65 dólares ou 170 reais). As saídas para os próximos meses estão previstas 17 de janeiro, 14 de fevereiro e 7 de abril. Atenção: As datas previstas já foram alteradas três vezes desde que publicamos este post; vale a pena consultar esta página para ver se não mudaram.

Compre o passeio no site da cia. ferroviária Terrasur.

Nos outros dias, pode-se ir a San Fernando no trem de passageiros. A rota é feita pelos trens confortáveis da Terrasur ou pelos trens metropolitanos (que também levam passageiros de pé) do Metrotren.

Obrigadíssimo pela dica, Neftalí!

39 comentários

Eu fui dia 04 de março e foi um ótimo passeio.
pela Ruta del Vino e adoramos! sem nenhum problema com o o site nem com o agendamento. O passeio foi completo, tem um lanche delicioso, com degustação de vinho e música ao vivo. O passeio ainda inclui uma visita a uma vinícola e . Foi legal a festa Vendimia que estava acontecendo enós aproveitamos muito.
Adoramos!!

Fizemos o passeio de trem nesse sábado pela Ruta del Vino e adoramos! Não tivemos nenhum problema com o pagamento nem com o agendamento. O passeio é bem completo, com direito a lanche, taça de vinho de presente, degustação farta tanto na ida quanto na volta (2 vinhos na ida e 1 na volta), música ao vivo com tocador de acordeon, saxofonista e flautista (que tocou tico-tico no fubá). O passeio ainda inclui uma visita a uma vinícola e a entrada no Museo del Colchagua, que é um museu de história natural.

Nesse mês de julho teve saídas todos os sábados, mas o normal são saídas a cada 15 dias. Boia, se vc puder fazer o passeio, recomendo!

Se alguém resolver ir a Colchagua, não recomendo contratar a Ruta del Vino. Demoraram três semanas para enviar o voucher, que não incluía tudo o que contratei e agendou um passeio para horário diverso ao contratado. Quando entrei em contato, somente concordaram em incluir um museu que eu havia pago, mas o horário, a ausência do teleférico e o restaurante inferior não seriam mudados.
No cancelamento, cobraram uma taxa de U$17, que não estava prevista nas regras do contrato. Detalhe: cancelei com quatro meses de antecedência.

Parabéns pelas explicações. Estou indo para o sul do chile de carro. Quero pernoitar uma noite no vale do colchagua mas estou em duvida se reservo um hotel em san fernando ou em santa cruz. Onde é mais charmoso, menor e com mais facildiade de ver as vinhas? Onde o pessoal gosta mais?

caso pegue trem da terrasur, de onde sai? Precisa comprar ingresso com antecedência? Chegando a San Fernando, tem trens facilmente? E para retorno, conseguimos taxi nas vinícolas? Tem idéia de valores desses taxi?

    Olá, Katia! Os trens saem da estação Central. Não pense no Vale do Colchagua como um bate-volta por conta própria. Programe um ou dois pernoites e conte com seu hotel/pousada para ajudar na logística.

Olá! Estou programando três noites no Vale do Colchagua e pretendo ir até lá de carro, alugado em Santiago, para ter mais flexibilidade de horários, comodidade com as bagagens, etc. Mas como não pretendo dirigir durante as degustações no Vale, pensei em contratar lá um motorista para guiar o meu carro alugado. Em algumas regiões vinícolas (Napa Valley, por exemplo) existem empresas que fazem regularmente esse serviço. Alguém saberia dizer se esse serviço está disponível no Vale do Colchagua?

    Olá, AF! Entre em contato com o hotel em que você estará hospedado e veja o que eles oferecem/arranjam. Hotéis funcionam como mini agências de turismo receptivo. Peça também a opção de tours privados. Pode ser que saiam mais em conta do que alugar carro e contratar motorista.

Estou tentando comprar o passeio para 14/fev mas não consigo selecionar os assentos, em nenhuma das duas opções de “classes” para 2 pessoas. Alguém está com dificuldade também?

    Olá, Mariana! Se você não estiver conseguindo realizar a compra, pode ser que já tenha esgotado, já que é o fim de semana de carnaval e a cidade vai estar entupida de brasileiros.

    De todo modo, você pode tentar dar uma ligada por Skype para saber se já está lotado ou se é um problema do site.

Gente…quem ja fez o passeio por conta propria pode dar mais detalhes do passeio…tipo sai de onde p onde, o que da p conhecer em um dia, etc…estou indo p Santiago de 3 a 9 de fev e fiquei interessada, mas nesse período nao tera o trem do vinho…grata

Ola,
Legal suas dicas. Tenho uma duvida. Vc disse q o trem sai da estacao central mas no site diz que é da estacao Alameda. Sai e chega da estacao central mesmo? E a visita a vinicola é paga ou esta inclusa?
Estou um pouco preocupada com a logistica. Vou chegar um dia antes do passeio a noite. Preciso ter tudo esquematizado antes. Obrigada.

    Olá, Maju! Central e Alameda são nomes diferentes para a mesma estação. A visita à vinícola está incluída.

Eu e meu noivo queremos fazer o recorrido das Vinícolas ou no dia 9 ou 10 de Janeiro. Devemos contratar um motorista desde Santa Cruz para o passeio de um dia todo e chegaremos nessa cidade de ônibus bem cedinho. Alguém anima de ir em um desses dias e dividir os custos?

Qualquer coisa mandem um email para [email protected]

Achei a forma mais fácil de conhecer. Trem do vinho já li que era uma furada, com vinhos ruins e sem muito foco de conhecer as vinícolas.

Passeios de Santiago são caros e alugar carro desde Santiago impede as degustações, vez que teremos que dirigir.

Enfm, aceito sugestões também.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.