Vale Music, em Santa Rita do Sapucaí

Minas: música e comidinhas nos festivais de Santa Rita do Sapucaí e da Serra do Cipó

Cipó Classic Festival edição 2015

Programando uma viagem à Minas Gerais nos próximos dias? Dois festivais unindo música e comidinhas prometem tornar mais gostosa do que de costume uma visita ao estado.

Serra do Cipó

Vai até o próximo fim de semana (2 de agosto) a oportunidade para participar da segunda edição do Cipó Classic Festival, evento que reúne música erudita, gastronomia, apresentações culturais e até palestras na região da Serra do Cipó, a 100 quilômetros de Belo Horizonte.

Entre as atrações musicais estão Seu Ribeiro e Johnny Henro, o cravista Antonio Carlos Magalhães, o barítono Eládio Perez, o violonista Celso Faria e o grupo Marclo Caldi e trio, entre outras apresentações. Os eventos gastronômicos incluem workshops com a chef Talita Cristina de Souza, que vai ensinar receitas com ingredientes típicos da região, além de outros cozinheiros de renome, como Ricardo Vieira. A maior parte das atividades é gratuita e acontece na Praça da Serra do Cipó. Além disso, vários restaurantes e pousadas locais fazem promoções de degustação de pratos especiais.

Para mais informações sobre o Cipó Classic Festival, clique aqui.

A Serra do Cipó fica dentro do parque nacional de mesmo nome e é um dos principais destinos de ecoturismo de Minas Gerais, além de fazer parte do roteiro da Estrada Real. Fica 170 km ao norte de Belo Horizonte. Dá para seguir viagem a Diamantina (são mais 130 km; indo pela Estrada Real, você passa pelas lindas cidades de Serro e Milho Verde).

Santa Rita do Sapucaí

Vale Music, em Santa Rita do Sapucaí

A cidade do Sul de Minas é pela terceira vez palco do Vale Music, um festival de jazz e blues, nos dias 14 e 15 e agosto. São ao todo seis shows do gênero e uma feirinha gastronômica que reunirá chefs e estabelecimentos locais para oferecer vários tipos de comidas, para todos os paladares.

A abertura do evento acontece no bar Parada Obrigatória, mas a partir daí, todos os outros espetáculos serão realizados na Praça Santa Rita, com bandas como King in the Belly, Zamat Blues e Zé Nazário Trio, entre outros. A entrada é franca.

Para mais informações sobre o Vale Music, clique aqui.

Santa Rita do Sapucaí pode ser acessada pela BR 381 (que os paulistas conhecem como Fernão Dias). Está a 230 km de São Paulo, 360 km do Rio e 430 km de Belo Horizonte.

Leia mais:

11 comentários

Bom dia!! Fiz um roteiro pela Serra do Cipó e adorei (no link acima). Agora vou aproveitar estas dicas e conhecer os festivais.

Marcelle a serra do Cipó não foi afetada pela lama o rio doce não banha os lados de cá! A serra do initipoca também não!
Moro em BH. A lama passou apenas pelo Rio Doce! Pode acertar na impressa!

O Ibitipoca está na bacia do Rio Paraíba do Sul, separada da bacia do Rio Doce pela Serra da Mantiqueira.

Já a Serra do Cipó é uma das divisoras de águas entre as bacias do São Francisco e do Doce, e está bem à montante das áreas afetadas.

Serra do cipó e Ibitipoca com não foram afetadas. Não estão na bacia do Rio Doce. Os centros históricos de Ouro Preto e Mariana também não foram afetados pela lama e não ficaram sem água, embora a população de algumas áreas rurais destes municípios tenham sido afetadas.

Oi Marcelle, Serra do Cipó e Conceição do Ibitipoca ficam foram da área atingida pela lama.

Pessoal, alguém sabe se a lama da barragem de Mariana está afetando a água das cachoeiras da Serra do Cipó e de Conceição de Ibitipoca? Que cidades mineiras foram afetadas?
Obrigada

    Olá, Marcelle! Provavelmente já teria saído alguma coisa na imprensa. Mas vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo; havendo resposta, aparecerá aqui.

    Em Ibitipoca reparei o nível de água mais alto, mas por conta da chuva. Lá é na Serra. Acho difícil que seja atingido pela lama de Mariana.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.